1. Spirit Fanfics >
  2. My gangster bad boy >
  3. Eu odeio isso

História My gangster bad boy - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Eu odeio isso


"Um assunto a se tratar"

 Um ligaçao... minha mae havia me ligado depois de nao sei quantos dias ou meses, era como se fossemos estranhas, como se nao nos nunca havia se conhecido. Desde o dia em que eu fui embora de casa tudo pareceu ter paz, eu nao preciso mais ser mandada e controlada por ninguem. Eu nao estava feliz com nada e com niguem, era como se eu fosse um fantoche sendo controlada por todo mundo, eu era obrigada a fazer coisas que eu nao queria e eu me sentia uma pessoa horrivel, eu estava cansada de receber ordens , eu queria que fossemos uma familia normal, uma familia feliz, queria que fossemos uma familia normal como as outras, uma familia que fazia brincadeiras e sempre os apoiavam em seus sonhos. Eu nao quero uma mae e um pai que me obrigava a me relacionar com quem eu nao conhecia como se eu fizesse parte de um contrato, idiota, eu nao queria que fosse assim, eu me sentia humilhada e infeliz, eu nao precisava daquilo. Foi por isso que fui embora pra longe para me sentir livre de todos e do meu pai, eu cansei de ser humilhada, e mesmo assim eu nao consigo dizer a raiva que sinto deles, eu odeio isso, eu me odeio poque  mesmo indo embora eu nao consigo nao consigo mesmo, eu nao consigo me defender.

- Eu ainda nao entendo o motivo de voce ter ido embora assim do nada. tsc. Que rediculo .

Eu nao falava nada, eu nao conseguia dizer uma palavra se quer, eu me sentia indefesa eu me sentia inutil so de ouvir  sua voz. Eu nunca entendi o verdadeiro sentido da felicidade do dinheiro, eu nunca entendi essa coisa de "primeira classe", por que isso?. Era sempre assim, toda vez, to-da-vez.

- Voce tinha uma vida perfeita aqui, tinha tudo o que queria , e num piscar de olhos voce foi embora por nada. - Ela suspira- Pelo menos ta morando em uma casa decente? 

Sim. Mae. - eu apertava o celular com todas as minhas forças enquanto espremia meus olhos com força. Eu so queria sair dessa ligaçao, eu queria desligar mas a falta de coragem nao ajudava.

hm - murmura desconfiada - Eu irei deligar, tenho hora marcada no salao. - Ela desliga sem dizer mais nada.

Suspiro me sentindo derrotada e nao sei o por que. Eu so queria sumir mais uma vez, sera que eh possivel? aish que droga, que inferno.

Sabado

21:24

Mesmo com Mina tentado me animar eu inda estava muito mal com tudo que aconteceu, eu me sentia um lixo humano. Eu nem sequer me defendi das palavras de minha propia mae. Que vontade de sumir.

- Sn - a mesma tirava uma mecha de cabelo de meu rosto e colocando atraz de miha orelha em forma de carinho - tenta ignorar isso, por mais que seja dificil coloque isso dentro de uma caixinha e jogue no mar, isso tudo foi apenas pra tentar diminui-la. Voce eh uma pessoa tao linda! olha o tanto de olhares vindo ate voce! Ei levante a cabeça, vc fez o certo de ter ido embora daquela jaula. - a mesma sorri pra mim - Que tal nos esquecermos os nossos problemas e bebermos um pouco? uma pouco nao! beber ate nao conseguir levantar-mos? TA eu  exagerei um pouco , mas vamos nos divertir, eh a nossa noite! - Me sinto um pouco melhor e a mesma percebe. Mina me puxa ate um balcao de bebidas.

- aish Mina! - brigo com a mesma

- Toma vamos beber! - a mesma berra e umas pessoas que estavam por perto nos olham - Opa! falei alto de mais - fico rindo da situaçao.

Voltamos ate a nossa mesa e começamos a beber soju e umas bebidas de frutas vermelhas feitas na hora. Foi uma boa ideia eu ter aceitado o convite e começado abeber um pouco. Mina tem sido minha melhor amiga desde o dia em que eu comecei a trabalhar com a mesma, e foi graças a ela que estou esquecendo dos problemas mesmo sabendo que depois do efeito do alcool passar. Mas confesso que estou me divertindo bastante com ela. Mina ja estava um pouco bebada.

Uma vontade enorme de ir ao banheiro me consume, pego minha bolsinha e aviso Mina onde eu irei, a mesma assente. Me levanto e foi em caminho ate o banheiro feminino que era perto da entrada do local, vou andando com um pouco de dificuldade por causa do saltos , droga, pq eu n coloquei um tenis?. O salao de dança havia muitas pessoas e eu esbarrava em alguns bebados e vendo pessoas se agarrando no canto, algumas fumando e outras bebendo em banquinhos.

Entrei no banheiro e havia duas mulheres se beijando em um canto, a luaz era um pouco escura e o banheiro era todo arrumado e limpo, entrei em uma das cabines e fiz tudo o que estava com vontade. Ao sair da cabine fui ate uma pia que tinha uma espelho enorme e bonito, me olhei por um momento enquanto lavava minhas maos. Terminando de lavar  as maos, sequei elas em uma mini-toalha  que estava ao lado. Abri minha bolsa e passei meu gloss sabor menta nos labios. que gata eu sou ;). Realmente eu estava bonita nquela noite, eu usava um vestido preto decotado nos seios e colado na cintura e meio solto em baixo e cabelos soltos e longos. Eu me sentia bem melhor assim. Sem ninguem me controlando o meu modo de me vestir e de ser. Eu estou maravilhosa. Tem que ter amor propio neh amados.

Ao sair do banheiro eu acabo esbarrando em algum imbecil que passava.

aish que droga!

Ele outra vez.

esse idiota.

 

 

 


Notas Finais


Entao meninas esse foi mais um capitulo pra vocees! quem sera a pessoa? ate o proximo capitulo beijoos
(desculpe pelo os erros) foi mal se o capitulo esta pequeno dms, aconteceu um imprevisto e eu nao pude colocar o resto do acontecimento... o proximo vai estar todos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...