História My girlfriend is a VAMPIRE - Capítulo 18


Postado
Categorias Amor Doce, Max Irons
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Lysandre, Melody, Nathaniel, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Violette
Tags Jake Abel, Joanamush, Loiro, Max Irons, Mgiav, Nathaniel, Ruiva, Sarah, Schoenberg, Schorken, Vampira, Vickyarlond
Visualizações 67
Palavras 896
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá meus amores..
Tudo bem com vcs.?? Espero que sim..
Então, desculpa demorar tanto para postar o capítulo, mas tive alguns imprevistos, problemas de família.. mas aqui está o capítulo... desculpa mesmo por demorar, mas sem enrolação, vamos para o capítulo...
Boa leitura 📖💙

Capítulo 18 - Capítulo Dezessete


Fanfic / Fanfiction My girlfriend is a VAMPIRE - Capítulo 18 - Capítulo Dezessete

Castiel- Voce viu ele também?

Sarah- Ele?

Castiel- Sim. Seu pai claro. Você também viu ele?

Sarah- Como assim também? Você viu ele?

Castiel- Sim, eu vi seu pai. Era ele, mas ele está morto não está?

Sarah- Infelizmente sim e por culpa do idiota do seu tio. Como você viu ele?

Castiel- Não sei também. Isso é estranho. Não entendo como conseguimos ver ele sendo que ele está morto.

Sarah- Eu não entendo.- Digo baixando minha cabeça, Castiel também viu meu pai.



Mas..... é o pai de Sarah... mas como.? Eu não entendo, ele estava morto, mas está aqui...

Sarah - papai… - Sussurra pegando a outra mão dele, mas ele não responde, porque motivo ele não a responde.? - papai por favor me responde, eu preciso escutar sua voz, por favor..

Nathaniel - Sarah…- chamo tocando em seu ombro e ele desaparece do nada.. - Sarah está tudo bem?

Sarah - Era ele, Nathaniel..

Nathaniel - Ele? Ele quem querida? - pergunto fingindo que não estou a entendendo..

Sarah - Era papai. Eu vi ele. Eu juro, não estou louca. Era ele mesmo, aqui na minha frente. Você tem de acreditar em mim por favor. Era ele eu juro..

Melody - Pare de se fazer de coitadinha. Seu pai morreu e nunca mais vai voltar..

Sarah - Nath por favor, você tem de acreditar em mim. Eu realmente vi ele..

Nathaniel - Não se preocupe Sarah. Eu acredito em você sim..

Sarah - Acredita.?

Nathaniel - Claro que sim..

Melody - Ela está louca Nathaniel. Olha só nos olhos dela..

Nathaniel - Melody saí-a daqui por favor..

Melody - Porque eu.?

Nathaniel - Saí-a daqui Melody. Já.!

Melody - Ela já andou a fazer a sua cabeça..

Nathaniel - Já Melody! - digo irritado e finalmente ela sai.. - Sarah…

Sarah - Eu vi ele. - disse me olhando com um olhar perdido. - Eu sei que você pode não acreditar em mim mas é verdade, ele estava aqui ele me tocou mas ele não falou, papai estava aqui, a mão dele tocou meu rosto mas ele não falou comigo mas eu senti que ele queria muito falar comigo mas ele não podia, ele não conseguia. Você acredita em mim não acredita? Ou pensa que sou uma louca como a Melody pensa?

Nathaniel - Claro que não penso isso, Sarah. Eu nunca iria pensar isso de você. Mas é difícil. Como seu pai, que infelizmente morreu, apareceu aqui? Na escola? Porque só agora?

Sarah - Eu não sei. Eu estou tão ou mais confusa que você. Não entendo porque isso aconteceu agora, porque ele apareceu na escola, como ele apareceu agora também.

Nathaniel - Quer uma água?

Sarah - Sim pode ser por favor. Pode me ir buscar um pouco de água?

Nathaniel - Posso sim. Vai para a biblioteca que eu já volto. - digo e ela assenti.

Sarah entra na biblioteca e vou até a lanchonete do refeitório e pego uma garrafinha com água para ela e volto para a biblioteca.. mas tem uma coisa que não sai da minha cabeça.: como consegui ver o pai de Sarah.? Eu não entendo, primeiro é a história da família dela, onde ela tenta me fazer esquecer, mas isso não sai da minha memória.. agora é o pai dela, que até onde sei, está morto... fico confuso com tudo isso que está acontecendo recentemente...  

Voltando para a biblioteca, vejo Castiel também entrando na biblioteca também.. o que será que vai fazer.? Entro sem que eles me vejam e me escondo entre as prateleiras, ouvindo o que eles falam...

Sarah - Ele?

Castiel - Sim. Seu pai claro. Você também viu ele?

Sarah - Como assim também? Você viu ele? - mais confuso ainda, Castiel também o viu.? Mas é compreensível, eu acho.. ele é um caçador de vampiros e ela uma vampira.. mas e eu.? Por que eu também vi o pai de Sarah.?

Castiel - Sim, eu vi seu pai. Era ele, mas ele está morto, não está?

Sarah - Infelizmente sim e por culpa do idiota do seu tio. Como você viu ele?

Castiel - Não sei também. Isso é estranho. Não entendo, como conseguimos ver ele sendo que ele está morto.

Sarah - Eu não entendo.- disse abaixando sua cabeça...

Nathaniel - Amor.. - chamo saindo de trás das prateleiras, me aproximando dela... - Aqui sua água...

Sarah - Obrigada.. - disse pegando a garrafinha da minha mão...

Nathaniel - Você já está melhor.?

Sarah - Um pouco sim, eu quero ir para casa, pode me acompanhar.?

Nathaniel - Sim, claro que acompanho, vamos...

Sarah - Sim, vamos.. - sussurra se levantando e logo saímos da escola.. 

Durante o caminho todo, vamos em silêncio e ela sempre com o olhar perdido e pensativo, até que chegamos.. Entramos na casa e subimos para o quarto dela.. fico acariciariando o cabelo dela por um tempo, até que ouço um barulho do andar de baixo...

Sam - Sarah.. - chama...

Sarah - O que tio.?

Sam - O que faz em casa agora.? 

Sarah - Eu... eu vi papai, tio.. eu vi ele... - disse com os olhos já cheios de lágrimas indo até ele, o abraçando...

Sam - O que.? Mas como.? 

Sarah - Eu não sei tio, mas eu vi.. eu juro que eu vi ele, era ele..

Nathaniel - Eu vou indo, depois nós falamos..

Sarah - Sim, tudo bem.. até amanhã então...

Nathaniel - Sim, até amanhã.. tchau... - digo pegando minha mochila e sai-o da casa deles, ainda pensativo com tudo o que está acontecendo.. aínda não consigo entender por que eu também consegui ver o pai dela.. Por que eu.?


Notas Finais


Então amores, esse foi o capítulo o capítulo de hj, espero que tenham gostado, comentem o que acharem e até a próxima.. bye 💙💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...