1. Spirit Fanfics >
  2. My greenish lover >
  3. Ep - 2

História My greenish lover - Capítulo 2


Escrita por: Dali_YaoiUwU

Notas do Autor


OIIIIII❤️❤️❤️
Como esta minha plantação de banana?🍌
Bom voltei akiiii(sim abram o guarda chuva porque vai chuve bananinhas⛈️️)
Bom eu voltei aqui mesmo sem nem um pingo de criatividade 👁️👄👁️💅
Então o cap tá um KUUUUUUR
Mais puis um começo mais lait sabe? Só pra me desculpa pelo sumiço (como sempre né?👁️👄👁️💅)
Bom bananinhas me desculpem por qualquer erro de ortográfia❤️💅
Espero que goste do cap❤️❤️
🌃Boa leitura bananinhas🌃

Capítulo 2 - Ep - 2


-K-KACCHAN~- gemeu mais alto assim que sentiu o loiro toca em seu ponto sensível repetidas vezes

O loiro ia com força e as estocadas eram precisas, ia cada vez mais rápidas mais fundas tocando seu ponto sensível a cada estocada que o loiro dava em sim 

Já estava chegando em seu ápice e sentia que o loiro não iria gozar tão rápido 

-k-kacchan e-eu hm~ vou g-gozar - disse ao loiro com bastante dificuldade 

-segure! Sei que vc consegue minha linda putinha - ouviu o mesmo dizer bem baixinho em seu ouvido e depositando uma mordida em seu pescoço 

Estava com as pernas bambas e trêmulas e sua vontade de gozar era notável 

Sentiu que não conseguiria segurar mais tempo, suas pernas estavam trêmulas não aguentava mais fica de quatro para o loiro que era um insaciável 

Iria cai no colchão mais o loiro segurou em sua cintura e assim aumentou as estocadas 

Depois de mais alguns minutos o loiro finalmente chegou em seu ápice assim gozando fazendo suas pernas e entrada darem graças a deus por finalmente o loiro está satisfeito 

<Bakugou Califórnia 6:00 da manhã> 

Adentrou a grande porta de sua casa indo em direção ao quarto de hóspedes, não que fica escutando sua esposa em seu ouvido por ter chegado esta hora em casa

Adentrou o grande quarto com uma cama de solteiro com lençóis cinzas e um edredom preto 

Tirou seus sapatos sociais, sua jaqueta de couro para logo ir em direção a cama que lhe esperava com muito prazer! 

Ao se deitar na cama, ficou pensando em como fuder com o esverdeado era bom… amava ouvi aquele ser verde gemendo *mais de vaga* *com mais força* *desculpa~* era gemidos que lhe faziam delirar ao um ponto que era surreal  

<Bakugou Califórnia 13:23 da tarde>

Ouviu uma voz bastante família gritando sem para seu nome repetidas vezes, abriu seus olhos lentamente para se acostumar com a luz do sol batendo em seu rosto 

Levantou na maior lentidão da cama em qual dormiu

Foi caminhando até a porta para tentar calar a irritante voz que está lhe gritando sem para  

Desceu as escadas bem lentamente sem pressa alguma  

-BAKUGOU!!!- ouviu a voz da castanha novamente, o que está lhe fazendo perder o resto de juízo que resta! 

-QUERIA SABE SE A POHA DO MEU NOME DA LEITE! - gritou irritado o que lhe fez aumentar a velocidades de seus passos 

Ao chegar na cozinha pediu uma de suas subordinadas para fazer um café da manhã para si, sim sabe muito bem que já passou da hora do almoço mas não está com vontade de almoçar e sim de uma coisa leve para voltar a dormir.

-bakugou! - olhou para o outro lado da mesa se separando com uma castanha bastante aborrecida com um belo olhar de reprovação estampado em seus olhos 

-oque foi? Não tá vendo que eu acabei de acordar? Não precisa dessa gritaria toda! Sabe que horas são??? - perguntou meio irritado para castanha, com certeza ela está fazendo muito barulho e isso está começando a lhe irritar! 

-olha a hora em que você acorda! Aliás, QUE POHA VOCÊ ESTAVA FAZENDO A MADRUGADA INTEIRA???? QUE POHA KATSUKI! FAZ MAIS DE TRÊS SEMANAS... três fodidas semanas em que a merda do meu marido some todos os dias sempre quando dar oito horas da noite… - viu a castanha começa a chorar descontroladamente a sua frente enquanto murmurava palavras que não conseguia escutar muito bem 

-que sabe o que eu faço todas as madrugadas fora de casa? - perguntou para a castanha após da um gole em seu café 

Ouviu um "humhum" da castanha e no mesmo momento engoliu seco buscando um pouco de coragem para falar pra poha de sua esposa que sai todas as madrugadas para transar com um puto de um esverdeado gostoso. 

Por mais que seja cabeça dura e que tenha uma baita de uma personalidade duvidosa é difícil contar para alguém que com certeza te ama pra karalho que ela e corna 

-primeiramente que eu nunca gostei muito de ti… sempre a odiei com todas as forças por tu ter aceitado a casar comigo… Sempre achei você uma baita de uma puta que só quer meu dinheiro… como às vezes em que eu peguei a merda da tsuy chupando a merda dessa tua buceta - deu uma pausa para bebe um pouco de café 

-e-eu nunca te trai katsuki! Eu sempre te amei… né???? - ouviu a castanha fala desesperada 

-sim… mas acho que quem ama não trai ochako, não eu não acho. Eu tenho certeza de que quem ama não trai! Eu até que gostava de você mais acho que depois de a ter pegado com a tsuy ficou tudo mais claro. - viu a castanha arregala os olhos drasticamente 

-ok… se você irá jogar assim que o jogo seja assim meu querido "marido" - viu a castanha sai do cômodo  

Nem ligou pois sabe que nesse belo "jogo" supera alguém como ela. para si e a mesma coisa que roubar doce de crianças!  

-DA MEU PÃO AI ROSE!!!! misericórdia tá envenenando meu pão? - disse para rose que e sua subordinada mais fiel a mesma é como uma segunda mãe para si 

-PERA KARALHO - ouviu a velha grita de volta para si 

-PARA DE XINGA KARALHO!!!! QUE POHA SÓ XINGA NESSE KARALHO!!! TAMBÉM NÃO QUERO MAIS PÃO NÃO ENFIA ELE NO TEU CU - disse irritado

-RESPEITA!!!!! MININO!!!!! -

.

.

.

.

Continua....



Notas Finais


Seiiii, ficou uma merda mais eu estou muito sem criatividade então só consegui escrever essa bosta aí TnT
Bom até o próximo cap, bejus:D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...