História My guardian angel- Imagine Yoon Sanha (Astro) - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias ASTRO, Black Pink
Personagens Eunwoo, Jennie, Jinjin, Jisoo, Lisa, MJ, Moonbin, Personagens Originais, Rocky, Rosé, Sanha
Tags Sanha
Visualizações 77
Palavras 805
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Acharam que eu morri? Hehe
Perdão gente, sempre que tento fazer os capítulos das minhas fanfics algo sempre da errado para eu me ferrar! ;-;
Mas agora aqui estou eu né :")
Não se preocupem em pensar que eu vou desistir dessa fic, eu pretendo fazer ela até o final.

Boa leitura xing's!

Capítulo 15 - Ciúmes?


• 2 messes depois... •

Durante esses dois meses, as coisas complicaram para o meu lado. Por quê? Vamos para a listinha da minha desgraça; eu não consegui achar aquele maldito papel do remuniciamento para virar anjo novamente, o Sunbae evaporou, a cada dia que passava estava mais difícil de esconder a minha marca e por último... Aquela praga do Sanha começou a desconfiar que eu estou escondendo algo dele.

Por que minha vida começou a ficar tão ferrada assim senhor? O que eu fiz para merecer isso, hein? Eu sou uma menina tão boa, poxa!

Abro a porta de "meu" quarto e me taco na cama suspirando fundo depois de mais um dia naquele inferno, ops! Digo escola!

Depois de um tempo, me levanto da minha cama e vou ao banheiro tomar um banho.

Já tomada banho, enrolo uma toalha em meu corpo e abro a porta do banheiro que havia no quarto. Vou em direção a minha cama e pego a muda de roupa que eu havia separado.

— Um sol do cão desses e eu aqui, usando essa merda de manga comprida! — saio do quarto pé da vida e desço as escadas dando de cara com Sanha e Yerim no sofá conversando.

Passo por eles sem falar um "a", não sou obrigada a falar com ninguém mesmo.

Sanha — Cega de Jericó, temos uma visita aqui se não percebeu — se refere a nova crushzinha dele. 

— E eu com isso? — me viro para eles e arqueio uma das minhas sombrancelhas.

Sanha — Olha como fala comigo, eu sou mais velho — fala sério.

— Caguei! — dou ombros e vou em direção a porta de saída da casa.

Sanha — onde vai? — não respondo nada e saio de casa.

"Mas o que deu em mim?" — pensei

— Aish! Ele nem fez questão de vir atrás de mim! — digo na metade do caminho olhando para trás — idiota.


       [...]


Chego na casa de Sun hee e toco a campainha. Depois de um tempinho ela abre a porta para mim e me dá passagem para eu entrar.

Sun hee — O que houve S/n? — pergunta ela á mim assim que notou minha expressão.

— Nada ué. — falo me sentando no sofá.

Sun hee — S/n, você engana a qualquer um, menos a mim! Pode falar o que aconteceu. — diz ela séria se sentando ao meu lado no sofá. 

Como eu sabia que realmente não ia dar para esconder algo dela, abri logo o jogo.

— Sabe a Yeri? — pergunto para ela e a mesma responde um "sim". E então, eu explico o meu pequeno ataque.

Sun hee — Bom minha amiga, esse aqui é o famoso ataque de ciúmes por outra está perto de seu @!

— Aquilo não é ciúmes, eu apenas não vou com a cara da Yerim, ela não me trás confiança! E outra, o Sanha está bem longe de ser meu @. — falo fechando a cara enquanto a mesma ria. Sou alguma palhaça, é?

Sun hee — Aí, aí. Se você não sente nada por ele, eu sou o Batman! — diz ela e eu reviro meus olhos bufando.


[...]


 Passo um bom tempo na casa de Sun hee, porém começou a escurecer pois ficou muito tarde; e isso não seria nada bom em minha ida para casa. Então descidi ir logo para casa.

Caminhando pelas ruas em Seul, observava a paisagem onde o sol se despedia enquanto dava uma "passagem" para a lua. 

Chego em casa logo abrindo a porta e rolo meus olhos pela sala e vi que não havia ninguém, pensei que estava sozinha; mas ouvi risadas da cozinha. Já sabendo de quem se tratava, subo para "meu" quarto e pego meu pijama e me direcionando para o banheiro tomar banho.

Termino meu banho e me visto logo descendo as escadas, vou para a cozinhar buscar algo para comer e vejo que Sanha que ainda jantava na cozinha, porém sem a Yerim.

Olho para cima do balcão da cozinha e vejo a cartolina do trabalho dele e da Yerim.

—Que relaxamento com o trabalho de vocês, hein? É tomar difícil assim guardar ele? — vou até o trabalho deles o abro reparando alguns erros — essa caligrafia e ortografia não estão muito boas, e essas linhas estão meia tortas. Nem fazer um simples trabalho vocês fazem direito.

Sanha — Que bicho te mordeu hoje? Você está muito implicante, que merda hein! — coloco o trabalho dele aonde estava antes e o olho novamente.

— Não estou atacada, isso foi apenas uma crítica construtiva, idiota!

Sanha — Amas e o piripaque que você teve hoje com Yerim? Ciúmes, S/n?

— Ciúmes? De você? — dou um sorriso debochado — me poupe! 

Dito isso, subo para o quarto igual ao um furacão e bato a porta com força me tacando logo em seguida.

Pensei bem nos acontecimentos de hoje e... O que deu em mim? Aquilo realmente foi ciúmes?






Continua?


Notas Finais


Então gente foi isso, me perdoem por qualquer erro, irei corrigir esse ep amanhã se der.

Quer mais histórias minhas?

Aqui meu perfil: @Lyxing_-


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...