1. Spirit Fanfics >
  2. My heartbeat- Sycaro >
  3. Filme

História My heartbeat- Sycaro - Capítulo 8


Escrita por:


Capítulo 8 - Filme


*POV DO YCARO*

Segunda-feira 17:07 p.m

Eu realmente tô afim do Saiko. 

Não sei como só percebi isso agora.. Tava meio óbvio, já que desde o começo eu me sentia estranho perto dele.

Mas esse não é o ponto. Tenho que me concentrar nesse trabalho. Ele vale metade da nota.

- Ycaro. - Rodrigo me chama.

- Ahm, oi. - Falo um pouco tonto.

- Que que eu tenho que fazer aqui? - Ele pergunta apontando pra uma pergunta do livro.

- Agh, eu já te expliquei isso umas dez vezes Saiko! - Reclamo sem paciência.

- Mas eu não entendi ainda! Explica só mais uma vez, por favor.. - Ele me olha com uma cara fofa.

- ... - Acabo cedendo.

Explico a mesma coisa pra ele de novo, e ele finalmente entende e para de perguntar.

- Acabamos! - Ele comemora jogando a mochila no chão.

- Ei, essa mochila é minha. - Falo num falso tom de indignação.

- Ah desculpa aí. - Ele ri e apanha minha mochila do chão, jogando ela em cima de mim. - Toma.

- Caralho tu tá muito chato hoje. - Resmungo irritado.

- Aff, eu tava brincando. - Ele fala se sentando do meu lado. - Mas eu percebi que tu ficou estranho depois daquele meu comentário...

Do nada o clima ficou tenso.

Será que ele percebeu que eu gosto dele?? 

E porque ele tá tão perto..?

- Ycaro.. - Ele se aproxima e eu sinto meu coração saltar pra fora de excitação. - Você gosta do Goularte?

Ah, ele entendeu tudo errado... 

Mas pelo menos não vou ter que contar que gosto dele agora.

- N- não! - Gaguejo por ele estar perto demais.

Eu tô conseguindo sentir a respiração dele de tão perto que ele tá!

- Eu sei, tava só brincando- Ele ri e eu forço um riso, nervoso. - Claro que você não gosta dele, seria mancada.

- É-é, seria. - Respondo com as pernas bambas.

Se eu não estivesse sentado no sofá, provavelmente teria caído no chão.

- Vou pegar refri, cê quer? - Ele se levanta e me olha.

- Não, obrigada. - sorrio forçado com as mãos apoiadas nos joelhos.

-Beleza. - Ele fala seco indo pra cozinha.

Na hora que ele sai, sinto meu corpo todo tremer e meu coração acelerar.

Meu deus, por que eu tô assim?

Logo começo a chorar e não entendo o motivo.

Vou ter que fingir ir no banheiro, se não ele vai notar, e eu não quero isso.

Me levanto devagar e corro até o toalete, trancando a porta e escorregando na porta, ainda chorando.

Nessa hora milhões de pensamentos rodearam minha mente, e eu não consegui afastá-los.

- Ycaro, tá fazendo o que aí? - Saiko bate na porta e eu respiro fundo.

- T-tô lavando as mãos ( Pior desculpa possível meudeus-)

- Vê se não demora muito, vou pôr um filme na tv pra a gente ver. -Ele fala e vai embora.

Apoio meu dois cotovelos na pia e passo a mão pela minha testa, pensando.

Será que algum dia o Saiko vai me ver de outra forma? 

Como namorado ou algo assim... Não quero ser só o melhor amigo idiota pra sempre.

Ah, isso dói demais... Saber que eu daria minha vida por ele, mas ele não faria o mesmo por mim.......

- Ycaro, vem logo! - Ele bate na porta de novo.

- O- ok, eu já tô i-indo. - Falo soluçando um pouco, passando água no meu rosto, tentando limpar as lágrimas que ainda desciam sem parar.

Passo a toalha seca pelo meu rosto e saio do banheiro, me sentando no sofá.

- Demorou esse tempo todo pra lavar a mão? - Ele me olha confuso.

- Ah Saiko, dá play l-logo no filme. - Digo ainda com alguns soluços, me cobrindo com um edredom do Pocoyo.

Ele pega o controle e despausa a tv, e eu dou um pulo depois de perceber o tema do filme.

- P-porque você p-pôs terror? - Pergunto encolhido.

É, eu morro de medo de filme de terror. Tenho um pequeno trauma com esse tema. Mas isso é assunto pra outro capítulo (Quebra da 4° parede fodakkkkk)

-Vamos tentar ver só esse de terror. Se você ficar com medo pode me abraçar. - Ele fala e eu coro um pouco.

Já tô me iludindo de novo, não acredito.

Ele dá play no filme e eu sinto mão dele na minha, arrepiando meu corpo.

Solto um pequeno sorrisinho e me aconchego perto dele.

Tava chorando quase agora por causa dele e agora a gente tá abraçado, assistindo um filme. (Vai entender né kkkk)

Espero que esse dia não acabe nunca...

Eu levei vários sustos ao decorrer do filme, e ele sempre me abraçava.. ( clichê da porra'-')

Até que chegou uma hora que eu parei de me assustar, eu me sentia tão seguro perto dele que o meu medo passou.

- Saiko, o filme acabou, qual a gente vai ver agora? - Pergunto com a cabeça apoiada no peito dele.

Ele não respondeu. Acho que ele dormiu no meio do filme.

Abraço ele mais forte e durmo ali mesmo.

 


Notas Finais


Escrevi um bem grande dessa vez, já que a criatividade atacoukkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...