História My Hero - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Supergirl
Personagens Alex Danvers, Cat Grant, James "Jimmy" Olsen, Jeremiah Danvers, Kara Zor-El (Supergirl), Lena Luthor, Winslow "Winn" Schott Jr.
Tags Supercorp
Visualizações 178
Palavras 2.046
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Sci-Fi, Sobrenatural
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sabadou e é dia de que? dia de atualizar fic aaa
boa leitura amoress!

Capítulo 18 - A Night Of Love


Pov Kara

 

Assim que falei a Lena me olhou por um tempo e explodiu em gargalhadas. Mas que diabos?

-Por que está rindo?

Perguntei.

-Por que você ta zoando com a minha cara.

-O que?

Franzi a testa.

-É sério, brincar com esse assunto já é demais Kara.

-Eu não to brincando!

Acho que ela percebeu que eu estava falando sério, pois foi parando de rir.

-Mesmo?

Balancei a cabeça em sinal de sim.

-Uou!

Ela disse surpresa.

-Desculpa por rir, eu realmente achei que você estava brincando.

Neguei com a cabeça.

Ficamos em silencio por um tempo.

Ela ainda segurava minha mão.

-Você nunca quis? Por que ficar com outras garotas eu sei que já ficou.

A olhei.

-É, já fiquei. E sim eu já quis, mas...

Ela ainda me encarava e eu engoli em seco.

-Eu sempre tive um pouco de medo.

-Como assim?

Ela arqueou uma das sobrancelhas.

-Pela minha situação. Eu sempre ficava imaginando o que a garota iria achar. E por isso sempre tive receio, por isso nada nunca passou de beijo. Eu sei que as vezes a forma como eu ajo parece que já peguei geral. Mas não é bem assim...

-Você não devia se preocupar Kara. É quem você é, não um problema.

-Eu sei, é que... nem todo mundo pensa assim. Por isso nunca me senti preparada.

Ela tocou meu rosto virando para ela.

-Bom, saiba que quando você estiver pronta. Eu vou estar aqui.

Sorri.

-Você é a única pessoa que me fez sentir real vontade de fazer isso. Você me aceitou desde o começo e me faz sentir tão bem.

Agora ela que sorriu.

-Você é perfeita!

Ela respondeu, sorri.

Olhei pela janelinha que tinha ali e a chuva caia forte.

Voltei minha atenção para ela.

-Eu acho que to pronta.

Ela me olhou.

-Certeza? Eu não quero que se sinta pressionada a nada.

Sorri.

-Não, eu to pronta. Sempre vou estar pronta quando o assunto for você.

Com um sorriso nos lábios ela foi se aproximando. Tomou meus lábios com os seus.

Dei passagem para sua língua. Levei minha mão até sua coxa e ela logo levantou minha blusa. Ergui os braços para que pudesse retirar. Ela jogou a blusa molhada, ali no chão do lado da cama. E foi me deitando, ficando por cima enquanto não nos afastávamos.

Ela sentou no meu colo, enquanto continuava a me beijar, levei a mão até a barra da sua camisa e a ergui. Logo já estava jogada no chão também.

Quando ela se afastou um pouquinho pude ter a visão de seu corpo. Seus seios eram lindos, mesmo cobertos pelo sutiã, era notável.

Ela sorriu quando meu viu olhando, se ajeitou no meu colo com a postura mais ereta. Pegou minhas duas mãos e levou até seus seios. Por cima do sutiã comecei a massageá-los. Ela jogou um pouco a cabeça para trás.

Eu já estava totalmente dura. A Lena é maravilhosa.

Ela então se abaixou sobre mim deixando beijos em meu pescoço. E levou sua mão até o cos da minha calça.

Ela desabotoou e desceu o zíper. Aquilo já me deixou um pouco nervosa. Ela percebeu minha tensão e logo se afastou me olhando.

-Quer que eu pare?

Balancei a cabeça em negação.

-Eu só.... É que eu tenho medo de não saber o que fazer.

Ela sorriu.

-Relaxa meu bem. Eu te ensino.

Sorri.

Ela depositou um beijo molhado em minha boca. Ajudei ela a abaixar um pouco minha calça. Foi quando ela tocou meu membro por cima do tecido não tão grosso da cueca. Aquilo me fez arfar.

Ela começou um vai e vem lento. E logo colocou sua mão dentro da minha cueca.

Eu estava tão perdida naquelas sensações que demorei para perceber que ela me chamava.

-Kara!

Finalmente a olhei, piscando umas três vezes.

-Eu sei que depois do que me contou vai ser meio difícil. Mas você tem camisinha?

Ela perguntou na lata, a olhei e pensei.

-Tenho sim!

Ela franziu a testa, logo respondi.

-A Alex que comprou.

-Ok, não quero imaginar essa cena.

-Na verdade foi pra mim...

Respondi e ela ainda me olhava sem entender.

-Ela não sabe que eu ainda sou, então comprou para eu me cuidar, mas no fim nunca usei.

-Entendi!

Ficamos nos olhando por uns segundos. Até que ela falou.

-Então vai pegar.

Disse óbvia.

-Ah claro.

Respondi saindo do transe. Ela saiu de cima de mim. Eu estava só de top e cueca, então não queria perder, tempo, desci logo as escadas correndo e corri para casa me molhando um pouco no caminho. Chegando lá fui até o banheiro. Abri o armarinho, e dito e feito, estava lá. Irmã eu te amo demais.

Peguei, mas antes de sair peguei três toalhas, uma para me cobrir no caminho de volta. E as outras duas para quando fossemos voltar para dentro de casa. Já que a chuva não parecia que iria parar tão cedo.

Quando voltei para o celeiro e subi as escadas. Meio que travei, pois, a Lena, estava só de calcinha e sutiã. E literalmente era a visão dos Deuses.

Ela percebeu e bateu na cama.

-Vem!

Sorri, joguei as duas toalhas limpas em cima de uma poltrona que tinha ali e a molhada no chão mesmo. Caminhei até ela, me ajoelhei no colchão e quando cheguei perto da mesma, lhe roubei um beijo.

Ela sorriu quando me afastei. A olhei.

-Você me conduz?

-Claro!

Tomei seus lábios mais uma vez e fui a deitando no colchão. Dessa vez ficando por cima.

 

*****

 

Pov Lena

 

-Isso Kara!

Estava deitada sobre o colchão, com a Kara sobre mim. Enquanto ela dava a atenção devia a um dos meus seios com a boca, massageava o outro com sua mão. Ela lambia e chupava. Essa menina aprende rápido, pois estava me deixando mais louca do que jamais fiquei.

Ela então abocanhou o outro seio, e passou a massagear o que antes estava em sua boca.

Segurei seus cabelos. E quando ela parou de massagear meu seio e desceu sua mão até minha intimidade, mesmo pela camada de pano que tinha ali. O seu toque me fez arquear na cama.

Ela logo puxou minha calcinha para baixo e se afastou do meu outro seio me olhando. Concordei com a cabeça e ela logo inseriu dois dedos dentro de mim.

 

*****

 

Pov Kara

 

Fazia movimentos de vai e vem com meus dedos dentro da Lena, seus gemidos me deixavam doida. Eu estava tão excitada que chega doía.

Foi quando ela puxou minha cabeça para trás, quando eu estava com a boca em seu peito. A olhei sem entender.

-Minha vez!

Ela respondeu.

-Senta aqui.

Ela falou, me levantei de cima dela e me escorei na cabeceira da cama. Quando ela veio engatinhando na cama até mim. Foi subindo suas mãos pelas minhas coxas, até que chegou no meu membro e o segurou firme, ainda coberto pela cueca.

Soltei um gemido.

-Você ta tão dura.

Ela então puxou minha cueca e o mesmo saltou para fora, ela o segurou e começou um movimento de vai e vem não tão rápido nem tão lento, mas em uma ótima intensidade.

-Pode deixar, que eu vou te ajudar.

Ela disse e foi se abaixando quando abocanhou o mesmo, aquilo me fez revirar os olhos. Segurei firme no lençol da cama. Por que o seu movimento de vai e vem estava me deixando louca.

Eu me perguntava porque esperei tanto tempo? E agora entendo por que, a Lena era a garota certa.

Com uma mão ela massageava minhas bolas.

Então ela me olhou enquanto me chupava.

Levei a mão até seus cabelos prendendo em um rabo de cavalo, desajeitado. E com isso a ajudava na intensidade do movimento.

Eu juro que poderia gozar apenas com isso, ela era perfeita no que fazia, mas foi quando ela se afastou. Provavelmente por perceber.

-Ainda não!

Ela veio engatinhando e quando chegou perto do meu rosto, me deu um beijo.

Pegou a camisinha que eu tinha deixado na beira da cama e abriu o pacote. Ela mesma decidiu colocar, foi até bom porque eu nuca tinha colocado aquilo, imagina eu sonsa do jeito que sou, acabo tendo dificuldade, ai já viu a cena né.

Ela então foi deslizando sobre meu membro.

Ela o segurou firme e sentou sobre meu colo, o posicionou bem na sua entrada e então desceu de vez.

Joguei a cabeça para trás na hora.

Era literalmente a melhor sensação de todas.

Enquanto ela se movimentada sobre meu colo, soltava pequenos gemidos.

Aproveitei e fui dar uma atenção ao seu pescoço. Joguei seu cabelo de um lado e comecei com beijos e mordidas no mesmo.

 

*****

 

Pov Lena

 

-Você gosta assim?

Disse e comecei a rebolar em seu colo. Ela soltou um gemido e se afastou do meu pescoço. Estávamos com o rosto na mesma altura então aproveitei para lhe dar um beijo.

Peguei suas duas mãos e levei até minha bunda.

Por incrível que pareça a Kara tinha pegado o jeito fácil. E convenhamos que jeito em meus amigos, que jeito.

Então ela começou a se movimentar em baixo de mim um pouco mais rápido e aquilo me levou a loucura.

Não conseguia conter meus gemidos. Graças a Deus estávamos sozinhas ali.

 

*****

 

Pov Kara

 

Quando a Lena começou a rebolar no meu colo, foi meu ápice.

Ela pegou minhas mãos e levou até sua bunda.

Eu tentei não apertar muito forte, não queria a machucar.

Na verdade, desde o começo eu estava tendo muita cautela. Para não a apertar com muita força ou fazer movimentos muito bruscos. Afinal vocês me conhecem né.

Foi quando senti meu corpo todo estremecer, e comecei a me movimentar um pouco mais rápido em baixo da mesma.

Que falou entre gemidos altos.

-Isso, mete com força.

Caramba quem vê a Lena no colégio, até pensa que é santinha.

Aumentei os movimentos.

-Lena, eu vou go...

-Eu também!

Ela disse e com apenas mais uns movimentos, finalmente gozei e ela junto.

Ela continuou sobre o meu colo enquanto controlávamos a respiração.

Foi quando ela se afastou um pouquinho e me olhou.

-Foi bom?

Perguntou meio receosa.

-Bom? Foi maravilhoso, valeu muito a pena ter esperado todo esse tempo, você é perfeita Lena Luthor.

Ela sorriu um pouco envergonhada, e saiu do meu colo.

Se sentou do meu lado e puxou o lençol nos cobrindo.

Passei meu braço por cima do seu ombro a abraçando.

-Fica aqui essa noite?

Pedia e a olhei, ela me olhou.

-Como se nega um pedido desses?

Sorri e lhe dei um selinho.

-Na verdade mesmo se você quisesse ia ser meio difícil ir embora, já que a estrada de chão deve ter virado o maior lamaceiro.

Ela concordou e logo falou.

-Eu só preciso avisar minha mãe.

Concordei.

-Mas acho que meu celular ficou lá na casa.

A chuva tinha aumentado e não estávamos com um pingo de vontade de sair dali.

-O meu ta aqui.

Me levantei e puxei minha calça, estava no bolso. O entreguei e ela ligou para sua mãe.

Deu a desculpa de que seria ruim voltar por causa da chuva e da estrada. Não sei se a Lillian caiu muito nessa.

Então ela me devolveu o celular, vi que tinha uma mensagem da Alex, assim que li, falei com a Lena.

-É, hoje literalmente é só nos duas aqui.

-Como assim?

Ela perguntou me olhando.

-A Alex mandou mensagem, disse que vai dormir na casa do Winn, porque com essa chuva vai ser ruim para ela voltar, por causa da estrada. E amanhã vai direto da casa dele para o colégio.

Ela concordou com a cabeça. Estávamos uma do lado da outra, então ela escorou sua cabeça no meu ombro, segurei sua mão acariciando e falei.

-Sabe o que fica lindo na sua mão?

Ela me olhou e eu continuei.

-Minha mão, junto dela.

Disse entrelacei nossas mãos, arrancando uma risada dela.

-Muito clichê?

Perguntei sorrindo a olhando.

-Bastante! Mas eu amo essa sua fofura.

Ela disse e passou a mão no meu rosto me dando um selinho e me deixando um pouco vermelha.

Logo, ela se escorou de novo no meu ombro e seguimos conversando. Nem sei que horas eram quando, finalmente pegamos no sono.


Notas Finais


Toda vez que escrevo hot fico com vontade de enfiar minha cara em um buraco e não tirar mais ksksks pq eu realmente não acho que fica tão bom, mas enfim, vocês esperaram tanto, espero que tenham gostado

Depois eu corrijo os erros e até o próximo sábado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...