1. Spirit Fanfics >
  2. My Hero Academia - Ascenção >
  3. Capítulo 12 - A Guerra de Gangues!

História My Hero Academia - Ascenção - Capítulo 12



Notas do Autor


E chegamos mais uma vez com um capítulo pra vocês, esperamos que gostem, comentem aí o que estão achando da fic, dêem uma compartilhada se puderem, fiquem em casa, façam a higiene básica, boa leitura e PLUSS ULTRAAAAA!!!


Imagem da capa é o poder do Yoroi que inventamos na fic já que no mangá não foi mostrado nada.

Capítulo 12 - Capítulo 12 - A Guerra de Gangues!


Fanfic / Fanfiction My Hero Academia - Ascenção - Capítulo 12 - Capítulo 12 - A Guerra de Gangues!

Agência de Yoroi, 18:30, menos de um dia para a guerra de gangues…


– Cara, nem imaginava que a gente ia ter que tomar conta de algo tão grande. – Dizia Ojiro suspirando.


– Pois é, meu amor. Mesmo que seja algo complicado, eu tô feliz que estou com você nessa. – Dizia Hagakure se aproximando de Ojiro e lhe dando um curto selinho fazendo o garoto corar.


– É, eu te amo Hagakure. – Dizia Ojiro se preparando para beijar a garota quando ouvem uma voz.


– Que lindo esse casal, tomara que ele esteja preparado para amanhã. – Era Shihai assustando os dois garotos com um sorriso sarcástico.


– S-S-Shihai, o que você tá fazendo aqui? Não tinha ido patrulhar com o Shoji? – Perguntava Ojiro fazendo movimentos com suas mãos.


– Sim, a gente acabou de voltar. Shoji já está com o Yoroi Sensei revisando o plano e eu vim chamar os dois pombinhos. – Dizia o Garoto num tom mais sério.


– Tudo bem, já estamos indo. Obrigado por chamar, hihi. – Dizia Hagakure um pouco corada com a situação.


– Ótimo, vamos então. – Dizia Shihai chamando os dois que o seguem. 


Chegando na sala os jovens encontram Yoroi de braços cruzados esperando por eles.



– Mas que demora, vocês estavam combinando técnicas pra de usar na próxima noite? – Perguntava Yoroi Musha.


– Com certeza eles estavam fazendo isso… – Dizia Shoji num tom de sarcasmo tirando risadas de Shihai.


– É-É-É claro que sim, Sensei… – Dizia Ojiro coçando seu cabelo e suando frio.


– Enfim… Amanhã será o dia de botarmos o heroísmo em prática, o plano vai ser o seguinte. Tentaremos pegar os mafiosos usando as sombras, usaremos a ótima visão de Shoji, ele nos orientará enquanto pegamos os caras, Shihai será ótimo também usando seu poder das sombras, apenas tomem cuidado, eu já avisei outras pessoas, eles com certeza vão aparecer caso a coisa esquente. Então, boa sorte para todos! – Dizia Yoroi levantando seu punho na direção dos jovens heróis.


– SIM! – Todos concordam fazendo o herói samurai sorrir.



Em outro lugar, algumas pessoas conversavam.


– Está tudo pronto? – Dizia um homem de mais ou menos dois metros.


– Sim, amanhã a noite iniciaremos um massacre a aqueles lixos da Hassaikai, iremos mostrar quem manda! – Dizia um cara que parecia ter umas garras em lugares de mãos.


– Ótimo, vamos conquistar um território enorme e acabar com a raça daqueles lixos! – Dizia o bomem alto se levantando de sua cadeira e batendo seu punho em sua mão.


– VIVA A TRÍADE! – Gritavam os mafiosos.


Dia da guerra, 19:00, Jakku próximo ao hospital principal...


– Muito bem, Shoji. Você dará os sinais de quem atacaremos, seja calmo e não se precipite. – Dizia Yoroi observando vários mafiosos da Hassaikai segurando armas esperando os inimigos chegarem ao local.


– Pode deixar, Sensei. Parece que vamos ter que acabar com eles antes dos caras da Tríade chegarem. – Dizia Shoji com a mão no queixo.


– Isso mesmo, então vamos agora! – Dizia Yoroi pulando do prédio junto com os outros alunos.


Cada herói estava em uma posição estratégica, esperando o sinal de Shoji. 


– Ojiro, um dos mafiosos está sozinho procurando algo, é a sua chance! – Dizia Shoji pela escuta.


Então Ojiro pula em cima do mafioso e o nocauteia dando um tapa em seu pescoço e em seguida esconde o corpo em um lugar que ninguém note.


– Sensei, tem um vindo em sua direção. – Dizia Shoji novamente.


Quando o mafioso chega perto de onde Yoroi está, o mesmo é puxado para a escuridão de uma sombra, era Shihai que tinha escutado a ordem de Shoji já que a escuta era um canal livre para todos os heróis dali escutarem.


– Mandou bem, Shihai. – Dizia Yoroi orgulhoso.


– Valeu, agora temos que prestar aten… – Quando Shihai ia terminar sua frase ele escuta barulhos de tiro, de onde Hagakure estava.


– Hagakure, essa não. Vamos até lá devagar! – Ordenava Yoroi aos jovens.


Chegando lá eles apenas viram o corpo de um mafioso jogado no chão, Hagakure estava bem e tinha cuidado do cara, mas os tiros alertaram os outros mafiosos que já estavam indo em direção a eles, porém, os heróis já tinham se escondido de novo, foram rápidos.


– Droga, Hagakure. Como consegue chamar a atenção sendo invisível? – Dizia Shihai nervoso.


– Me desculpe, eu acabei tropeçando e o cara se assustou. – Dizia Hagakure coçando sua nuca.


Agora que os guardas estavam mais alertas ficaria mais difícil de pegar um por um, quando de repente começam a escutar barulhos de veículos chegando.


– Droga, logo agora? – Dizia Yoroi nervoso também.


Eles começam a observar, um cara enorme sai de sua caminhonete enquanto um careca de estatura baixa se encaram e começam a discutir.


– Então quer dizer que você vai querer esse território? – Dizia o baixinho acendendo um charuto.


– É o último aviso, se não saírem daqui agora iremos matar todos. – Dizia o alto num tom sério.


– Só por cima do meu cadáver. – O baixinho responde encarando o alto.


– Como queira, verme. – O homem alto diz isso e se prepara pra socar o baixinho, quando a troca de tiros começa, mas não afeta muito o homem alto, apenas fura sua camiseta.


– Droga, o cara é a prova de balas ainda por cima? – Perguntava Ojiro incrédulo.


– Que ótimo. - Dizia Shihai em tom irônico.


– Shoji, já sabe o que fazer! – Dizia Yoroi pela escuta.


– Pode deixar, sensei! – Respondia Shoji.


– O que faremos agora, sensei? – Perguntava Hagakure ansiosa e preocupada.


– Vamos ter que segurar esses caras, eu só posso ajudar de vez em quando com a minha individualidade porque ela consome muito de mim, então a gente vai ter que segurar bem esses caras! – Dizia Yoroi se preparando para lutar. – AGORA! - Yoroi ordenava.

 

Os jovens pulam em direção a guerra que estava acontecendo surpreendendo todos, tomando cuidado pra não ser acertados por nenhum tiro, já haviam alguns mafiosos baleados.


– O que? Heróis? – Diziam alguns dos mafiosos.


Ojiro então acerta com sua cauda no rosto de um mafioso o jogando para trás, Hagakure corre desviando de alguns projéteis e acerta um gancho em outro cara que cai nocauteado, Shihai usa as sombras e leva vários mafiosos para longe da guerra.


Tudo parecia bem até que aparece um cara com garras e acerta um chute em Hagakure que voa em algumas caixas de madeira as destruindo com o impacto.


– HAGAKURE! – Gritava Ojiro preocupado com sua namorada, então ele olha irritado para o cara das garras e inicia uma troca de socos com o vilão, Ojiro tenta acerta-lo com sua cauda, o vilão desvia e quando usa suas garras Ojiro desvia, porém, as garras fazem um corte enorme no chão.


– Muito bem, parece que você desviou do meu ataque, garoto. – Dizia o Vilão sorrindo sádicamente para o herói.


– Eu vou acabar com você agora! – Ojiro corria em direção ao vilão que preparas as duas garras, para cortar Ojiro em vários pedaços. Até que um estrondo acontece e Ojiro estava no chão olhando a sua volta.


– Jovem Ojiro, se acalme. Hagakure vai ficar bem, ela é uma heroína. – Era Yoroi Musha que tinha ativado sua individualidade, ele tinha criado um samurai com cerca de 10 metros que faz exatamente os mesmos movimentos que o dele, ele tinha colocado sua espada no chão separando o golpe do vilão que iria matar Ojiro.



(Explicação: como a individualidade do herói samurai não foi mostrada nem no mangá de Boku no Hero, nos inspiramos na Bankai do Komamura de Bleach)


– O-Obrigado, Sensei… eu perdi a cabeça. – Dizia Ojiro se sentindo mal.


– Não se preocupe, jovem, acontece coisas assim, mantenha a calma e vá ajudar Hagakure e Shihai, essa cara é meu. 


– Que ótimo, levarei a cabeça do Herói número 9 pra minha parede hoje! – Dizia o vilão sorrindo e limpando os lábios com sua língua.


– Então você é o Vilão Steel Claws? Não me parece tudo isso. – Dizia o Samurai rindo de canto.


– Você ousa mesmo dizer isso de mim? – Steel claws avança pra cima de Yoroi que apenas balança sua Katana e sua individualidade faz o mesmo movimento que enterra o vilão no chão formando uma cratera em forma de linha.


– Eu ouso dizer porque você realmente não é tudo isso. – Dizia Yoroi guardando sua espada e desativando sua individualidade porque ela exigia muito de seu corpo.


– Agora não posso usar meu poder durante 40 Minutos, gastei muita energia usando minha individualidade.


Do outro lado, Ojiro corria em direção a Hagakure, ele desviava de golpes e chutava os inimigos para longe, até que ele avista a garota que já tinha se levantado e estava cercada de mafiosos armados preparados para atirar. Então Ojiro chega, usando sua cauda derrubando dois caras, enquanto Shihai aparecia nas sombras e nocauteava outros com socos e chutes.


– Você tá bem? – Perguntava os dois garotos ao mesmo tempo.


– Sim, obrigada aos dois. – Dizia Hagakure, quando do nada escutam uma explosão. Era uma espécie de tanque de guerra.


– ELES TEM UM TANQUE? – Gritaram todos os alunos ao mesmo tempo, então o tanque mira em Yoroi que estava lutando com vários mafiosos ao mesmo tempo e atira, o herói samurai não conseguiu se desviar ao mesmo tempo, os alunos apenas observam o herói voando em uma parede de concreto destruindo ela por inteira.


– YOROI!!! – Gritam os alunos desesperados. Então o tanque trava a mira nós três alunos que já estavam cansados, ainda mais assustados vendo o sensei deles inconsciente.


– Droga, cadê a ajuda que não chega? – Dizia Ojiro que estava preparado pra enfrentar o que viesse.


Quando o tanque iria atirar, algo cai do céu e explode o veículo de guerra com o impacto e duas sombras saem de lá caminhando em cima do tanque.

– Alguém pediu ajuda? – Diziam os dois jovens sorrindo.


Era Kirishima e Tetsutetsu que haviam caído e destruído o tanque com o peso e o impacto de seus corpos, quando os três jovens estavam ficando sem esperança, aparece Shoji com a agência de EdgeShot e de Fat Gum no meio da batalha.


– Finalmente vocês chegaram... – Dizia Ojiro estendendo a mão para Kirishima que ajudava ele a se levantar, assim como os outros jovens.


– Tsc, mais heróis? – Dizia o Chefe da Tríade tirando sua camiseta. Ele se preparava para lutar.


Kirishima e Tetsu estalam os pescoços, ativam suas individualidades e começam a ir em direção ao chefe da Tríade que abre um sorriso e faz a mesma coisa.


– Momo, Kendo, Setsuna, Mina e Juzo, me ajudem a cuidar dos mafiosos agora, os dois pesos pesados vão cuidar do chefe da Tríade, nós, Fat Gum e SunEater iremos atrás do chefe dessa "Hassaikai". – Ordena EdgeShot num tom sério.


– Certo! - Todos concordam.

 

– Shoji, vá ajudar o Yoroi, ele parece estar dormindo ao invés de estar inconsciente. – Completa EdgeShot.


– Certo... Espera, dormindo? – Questiona o Multibraços.


– Sim, creio que ele já tenha usado seu poder, por isso ele tinha chamado nós para ajudar, se ele não tivesse um limite pra usar, ele cuidaria sozinho de tudo. – Diz EdgeShot explicando ao garoto.


– Entendo, agora eu tô indo! – Shoji corre até a direção de Yoroi e percebe que o mesmo realmente está dormindo.


Então o garoto pega seu sensei nos braços e o leva para um local mais seguro dali, enquanto isso Tetsu e Kirishima lutavam contra o Chefe da Tríade em trocas de socos intensas.


– Interessante! Vocês conseguem bater de frente contra mim! – Dizia o Líder enquanto socava os dois garotos no estômago os jogando pra trás.


– É claro que sim, somos os mais durões da cidade e iremos acabar com você! – Dizia Kirishima com um sorriso confiante.


– Ótimo, então eu não vou me segurar! – Dizia o líder correndo em direção aos dois garotos, que correm pra cima dele também.


  Enquanto isso…


Juzo teria amolecido o concreto em volta dos demais mafiosos, como se fosse areia movediça prendendo os ladrões, Momo havia criado redes de alta contenção jogando em outros vilões, ela tinha criado um bastão de metal e lutava com outros mafioso, enquanto Kendo fazia sua mão crescer e nocauteava vários de uma vez.


EdgeShot que estava cercado por 8 inimigos não teve dificuldades, ele distorcia seu corpo numa velocidade incrível enquanto desviava de golpes e atacava ao mesmo tempo, Setsuna fazia a mesma coisa que EdgeShot mas com as partes de seu corpo ela lançava nos inimigos que não tinham tempo de reagir e Mina criava muros de ácidos e derretia as armas dos inimigos, ela deslizava sobre o chão com seu ácido golpeando vários inimigos e derrubando todos.


Voltando a batalha entre Kiri e Tetsu, ela estava tensa, o vilão não parecia tão cansado quanto os dois jovens, quando o líder ia socar os dois garotos, ele parecia ter tropeçado em algo, então os garotos aproveitam a brecha e socam o queixo do vilão o fazendo se afastar, o vilão havia tropeçado porque Hagakure teria prendido suas duas pernas o fazendo perder o equilíbrio.


– Entendi, a garotinha invisível tá aqui dando suporte, mas e os outros dois? –Dizia o líder num tom sério.


– Aqui. – Shihai apareceu por baixo do líder pela sombra dele e segurou suas pernas, enquanto Ojiro havia aparecido do sei lado esquerdo o golpeando com toda a força com sua calda o derrubando no chão, quando o líder pensou em se levantar, Ojiro e Hagakure seguraram em seus braços enquanto Shihai segurava suas pernas e o prendiam no chão.


– AGORA!!! – Gritam os três jovens, então Kirishima e Tetsu pulam em direção ao líder com seus punhos levantados e socam o rosto do mesmo com toda a sua força abrindo uma cratera de tamanho razoável no chão.


– UNBREKABLE FIST!


–STEEL PUNCH!


O líder da Tríade estava nocauteado e com o rosto ensanguentado pelo impacto.


– Ufa, um já foi… – Diziam os jovens suspirando pelo cansaço.


A guerra parecia vencida pelos heróis, mas faltava o líder da Hassaikai que estava escondido no armazém que tinha perto.


– Parece que como só eu sobrei, eu venci e esse território é meu. HAHAHA – Ria o Baixinho, até que ele escuta uma voz ao lado dele.


– Tem certeza disso? – Era Tamaki que estava com Fat Gum olhando pro baixinho que apenas suspira e se entrega, porque sabia que não podia fazer nada.


– Parece que conseguimos – Dizia Shihai segurando o ombro de Hagakure e Ojiro, ambos sorriem.


– Se não fosse por vocês com certeza teria dado muito ruim, eu perdi muita coisa? – Yoroi chegava bocejando junto de Shoji.


– Velho dorminhoco mesmo… – Dizia EdgeShot colocando sua mão no rosto, fazendo os demais rirem.


– Bom, olha só quem achamos escondido, os dois líderes vão ter muito o que responder no julgamento. – Dizia Fatgum segurando o baixinho pela camiseta.


– Hmmm, Nobunaga da Hassaikai e Shalnark da Tríade, vocês vão se dar bem na prisão do tártaro. – Dizia Yoroi olhando para os dois mafiosos.


– Hey, Ojiro… Depois disso que tal sairmos para comer alguma coisa? – Perguntava Hagakure para o loiro.


– Mas é claro, a gente pode fazer o que você quiser. – Dizia Ojiro olhando para Hagakure como uma criança apaixonada.


– Esses dois, espero que estejam combinado estratégias de combate! – Dizia Yoroi fazendo todos rirem.


Depois de um tempo os estágios continuavam, os mafiosos haviam sido presos, e o treinamento na agência de Yoroi Musha continuava.


– Ei, jovem Ojiro, eu queria lhe dar isso, vou treiná-lo como se usa. – Yoroi entregava três espadas ao jovem.


– Yoroi? Como vou usar três? – Questionava o garoto.


– Meu jovem, você tem sua cauda e duas mãos, você vai levar o jeito fácil fácil.


– Certo, eu irei ficar forte! – Dizia o Garoto confiante e analisando as espadas que lhe foram entregues.


Hagakure apenas observava de longe junto com Shihai e Shoji.


– O garoto é especial mesmo – Dizia Shihai observando.


– Sim, ele com certeza vai se tornar um dos melhores heróis. – Dizia Shoji em um tom animado.


– É, pois é… – Dizia Hagakure pra ela mesma.



Continua…







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...