1. Spirit Fanfics >
  2. My hero academia. (Em revisão!!!) >
  3. Uma promessa, uma dupla e um diamante.

História My hero academia. (Em revisão!!!) - Capítulo 40


Escrita por:


Notas do Autor


Heya um capítulo antes de terminar a semana?! E no meio do dia? Ah ela deve ter ficado louca! Bem aproveitem essa história! Não acredito que consegui terminar o cap em dois dias! Bem tô anciosa para ler os comentários!

Boa leitura!

Capítulo 40 - Uma promessa, uma dupla e um diamante.


Depois que ela saiu dos meus braços... eu senti um vazio que não seria capaz de descrever nem mesmo que tivesse todo o dicionário a disposição... eu apenas observei ela desaparecer com aquele homem na escuridão... precisei abraçar meu próprio corpo, eu fiz um juramento... e tinha... falhado pela primeira vez, senti uma mão em meu ombro, olhei para mirio... Seus olhos azuis apresentavam uma angústia quase tão grande quanto minhas expressões mostravam... Ele sabia atuar, ao contrário de mim.

Nos encontramos com Bubble girl e Sir depois de um tempo, mas mesmo que eu ouvisse a conversa eu era incapaz de pensar na pequena com os cabelos brancos e os olhos vermelhos...

-Nós tivemos um pequeno incidente, nunca pensei que fossemos encontrar ele no meio da rua...-Mirio disse preucupado, eu segurei meu braço inquieta, Sir arrumou os óculos enquanto tentava disfarçar suas emoções de... preocupação, infelizmente ele fazia isso muito bem.

-Não, foi erro da minha parte, se eu tivesse tentado prever vocês dois eu teria evitado tal encontro.

Mas eu não gosto de pensar assim... nem agora onde ainda não consigo esquecer, se ele tivesse nos avisado... apenas se, não teria sentido aquele pequeno corpo em meus braços, e...

-De qualquer forma estou feliz por vocês dois estarem bem. Se tivessem dado algum passo em falso e tivessem sido descobertos... poderia ter sido perigoso.

Bubble girl disse apertando sua prancheta contra seu peito, eu deixei um suspiro escapar... perigo... as palavras escapavam da minha garganta, eu estava muda. Percebi o olhar de mirio sobre mim, um irmão mais velho preucupado... por favor não olhe pra mim, eu me virei buscando olhar a rua.

-alguns dias atrás... um bando de ladrões em fuga causou um acidente com um caminhão que envolveu alguns espectadores. Esses "espectadores" eram chisaki e os outros oito mandamentos da morte. No entanto, o número de mortos e feridos era zero, eu continuei ouvindo atentamente. - Sir disse arrumando os óculos enquanto contava a tal história, mas... zero? Eu estava confusa, normalmente os acidentes eram marcados por feridos e até... mortos.- Os ladrões teriam morrido de uma dor excruciante, mas por algum motivo "ficaram sem feridas". E até mesmo doenças que tinham foram curadas, como se nunca tivessem estado ali. É fato pensar que isso foi obra do capricho de chisaki, e como não houve vítimas, os vilões foram presos e chisaki inocentado.

-mas eles disseram que o dinheiro foi queimado- foi a vez de bubble girl entrar na explicação, ela desceu o visor sobre os olhos observando algumas informações e nos olhando. -sendo assim a polícia deixou quieto, mas nosso escritório passou a investiga-lo por achar tudo suspeito. Honestamente não consigo entender o que o Sir está pensando, mas ele não é o homem que pega coisas atoa para investigar.

-Ah é mesmo Sir. Falando em vítimas... temos novas informações, chisaki tem uma filha.

Mirio disse, e eu senti uma gota sobre minha própria bochecha, pensei que estivesse chorando, que tivesse quebrado depois de perder aqueles olhos de vista, mas ergui meu rosto porque a chuva estava começando a cair, as pessoas corriam colocando coisas acima de si, bubble girl colocou a prancheta na cabeça para começar a correr avisando Sir, mirio e eu que ficávamos para trás...

-Filha?

-ela estava bastante assustada, tinha ataduras nos braços... Sangue nas pernas, eu não sei exatamente o que está acontecendo... mas ela queria ser salva. Se eu tivesse uma maneira de a proteger...

Eu fechei minha mão a minha frente, apertando minha luva em meu punho enquanto o tecido era molhado pela chuva fria, eu precisava ter feito mais, Sir não se virou completamente para mim, seu olhar nos óculos que iniciavam a ter gotas a escorrer me mostraram... Ele nao podia se preocupar com detalhes tão mínimos...

-Não pense de forma tão arrogante. Se tiver muita pressa você irá arruinar o seu trabalho, se perseguir tão prematuramente só irá acabar escapando mais. Você não é tão especial a ponto de salvar alguém só por querer. No momento nos também estamos trabalhando em colaboração com outros escritórios.

Ele voltou sua atenção para frente observando bubble girl nos esperar em silêncio, a postura do homem à minha frente... me intimidava, era algo completamente diferente de gran torino ou all Might... Ele nao seria gentil comigo, e aquilo me deixava frustrada.

-Primeiro, devemos prever o que ele fará primeiro. Depois de ter feito nossas análises, devemos nos certificar de estarmos completamente preparados. O mundo, Izuka, não é tão amável a ponto que você possa salvar alguém só com sua vontade. Os vilões inteligentes se escondem nas sombras, se der-lhes tempo, vai aprender tudo sobre eles rapidamente. Por hoje vocês podem voltar ao escritório. Vamos bubble girl.

Isso deixou um gosto amargo em minha boca, eu fiquei ali na chuva ao lado de mirio que não teve coragem de falar mais nada, afinal... tudo já tinha sido dito pelo Sir, eu me virei na direção que tínhamos vindo, a rua agora vazia... a chuva batendo contra o asfalto e apenas duas presenças ali, um rapaz de capa vermelha... e eu, uma garota que ajoelhou no asfalto tentando entender se era a chuva, ou minhas próprias lágrimas que caiam no asfalto.

E assim, meu primeiro dia de estagio terminou. E na segunda de manhã...

-Oque aconteceu com o Bakugou? Tá todo ferrado com curativo no rosto.

Ouvi mina dizer, mas kacchan não era o único com vários machucados, todoroki também estava ferrado, eu encarava minha folha, ouvia Iida gritar para que sentassem em seus acentos.

-a fofoca de vocês é barulhenta pra caralho!

Eu observei minhas cicatrizes... a individualidade que tinha aberto às portas para meu futuro... teria sido de alguém mais capaz e preparado que eu, alguém que Até mesmo sem o One for all se tornaria o número um após a graduação, mirio senpai... eu estava observando as costas dele, tão perto mas extremamente distante, eu não conseguiria o alcançar... e se acreditasse que podia, estaria mentindo para mim mesma.

-Ei Midoriya! Tem alguma outra garota sexy no seu estágio?! Pode me apresentar?

-Hã? Sim...

-Mido-chan não liga pro que ele disse, quanto tempo você passa lá? Podia me levar um dia.

-hã? Tá bom...

-CARALHO SERÁ QUE DÁ PRA PARAR DE FALAR COMO ELA TÁ UM PASSO NA MINHA FRENTE?!

Mas eu não Estava prestando atenção em nenhum deles, e com pensamentos em meu mentor... no homem que estava me ensinando que o mundo é sombrio... em mirio e seu talento extremo... e na garotinha. Eu estava ficando cada vez mais deprimida, incapaz de me concentrar nas aulas, até mesmo aizawa-sensei percebeu e disse que se eu não conseguisse lidar com os dois... iria me obrigar a sair. E sendo assim eu precisava o ver. Meu... mentor. Após conversar brevemente com mindnight ela disse que com os preparativos para o casamento ele as vezes tirava um tempo para treinar e devia estar correndo...

Eu corri até o alcançar!

-Izuka minha garota você chegou!

E ele tossiu... parando um pouco a frente para respirar, eu precisava saber....

-ALL MIGHT! Você sabia sobre isso o tempo todo? Que o Sir sabia do One for all... que o mirio-senpai era o indicado pra ser o sucessor... você sabia e não me contou?

Ele não se virou...

-Não tinha necessidade de te contar no fim das contas...

-CLARO QUE TINHA! Do nada eu sou bombardeada com essas informações! E quando eu pergunto me negam respostas! Além disso eu tô confusa sobre a sua intenção Toshinori! Eu não faço a mínima idéia do que vai acontecer e isso me deprime! Porque?! PORQUE NÃO ME DISSE ESSAS COISAS IMPORTANTES?! Eu não estou perguntando como uma fan! Nem como sua filha! Estou perguntando como sucessora! Me conte tudo!

Ouvi o loiro suspirar e em seu uniforme esportivo, voltar a correr, eu continuei seguindo enquanto ele não desviava os olhos da estrada.

-apenas achei que ajudaria se você não soubesse, não vá se arrepender depois.

-Não vou!

-Originalmente, Nighteye era um fan como você, mas eu tinha uma regra de não aceitar ajudantes, mas sua insistência me fez ceder e eu o aceitei, formamos uma dupla por cerca de cinco anos. Ele nao era bom fisicamente, mas seu suporte era com seu conhecimento e inteligência.- um tom nostálgico saia da voz cansada e ofegante do homem que corria a minha frente, como se a cada passo ele revivesse algumas dessas memórias que eu seria incapaz de compreender.

-Eu sei disso, ele era seu suporte nas linhas de frente, e pelo oque eu vi e li vocês se davam muito bem.

-de fato... mas a seis anos dissolvemos nossa dupla por causa das minhas feridas e devido a nossa diferença de valores... Ele me confrontou sobre meu futuro me dando uma data do final da minha jornada, a partir dali cada um seguiu seu caminho, o diretor nezu recomendou o jovem togata... mas no meio do caminho eu encontrei você. Eu não queria te dizer tudo isso, afinal você é minha fan e se tornou uma filha para mim... desculpe.

Eu estava... no meio do caminho... se eu não... se eu não tivesse... virado meu caminho pra entrar naquele beco. Ele, mirio... estaria... eu olhei para minha mão, novamente prestando atenção às cicatrizes, eu era apenas um obstáculo, nesse tempo todo eu achei que era destino... mas...

-All Might... Ele viu seu futuro... você vai morrer...

Aquilo me atingiu com tudo, eu queria que fosse uma pergunta, mas nas palavras de Sir... Suas previsões nunca erravam, então aquilo significava... até hoje eu tinha esse pressentimento, uma vaga sensação de que um dia, aquele homem que tanto me inspirou morreria... mas eu não queria acreditar. Mas ouvir isso de uma forma tão direta... fazia a realidade vir para me assombrar ainda mais.

-Eu informei ao Sir sobre minha decisão quanto a você, que iria passar meu poder para você e óbvio que ele não concordou, isso apenas aumentou a distância entre nós... insistindo que eu tinha me enganado, ele passou a treinar o jovem togata para si, para provar que ele era o sucessor adequado.

-All Might aquela previsão?! Quando é a data?! Me diga!

-ele preveu a uns seis ou sete anos, quanto mais longe a previsão mas chance tem de errar a data... bem... Ele disse para mim que não importa quantas vezes veja, a cena nunca muda...

-Seis ou sete?! Isso significa que será nesse ano ou no próximo?! All Might você não pode morrer! É mentira! Tem como mudar certo!? Se lembra da promessa do festival?! Você precisa viver até o momento que eu disser: "eu estou aqui!" Vou treinar, vou me esforçar para criar uma cura potente! Pra você viver e ver eu me tornar a maior heroína! Viva e veja!

-Jovem midoriya... naquela época era muito fácil para mim aceitar a previsão e ir em velocidade máxima até meu destino, em kamino... quando lutei contra all for One, pensei: esse deve ser meu fim. Mas... você estava lá.  Todo esse tempo, era como se você sussurrasse, mesmo sendo uma garotinha tímida e assustada com uma individualidade tão simples... viva! E então veio sua mãe: "viva e a crie..." e eu percebi, que as mulheres midoriyas tem o poder de ultrapassar qualquer obstáculo.- Ele disse se virando em minha direção com seus brilhantes olhos azuis e com aquele sorriso magro de uma figura doente, ergueu o punho o fechando em minha direção, eu senti o calor reconfortante de uma promessa que seria cumprida, eu respirei fundo observando ele voltar a sua forma musculosa que carregava o título de all Might.- Com essa mão! Eu vou dobrar meu destino para ficar com você e Inko!

- É isso mesmo. Eu, midoriya Izuka! Vou dobrar o destino e te salvar all Might! Isso é uma promessa! Vou curar suas feridas!

Enquanto all Might me contava seus segredos e seguíamos em uma corrida, havia uma história que se desenrolava em outro lugar.

Uraraka Ochaco...

Eu toquei sobre os ombros de Asui enquanto nossa senpai voava acima de nós com seu sorriso carismático, tsuyu pulou passando sua língua para me jogar ainda mais ao alto enquanto tocava sobre os escombros no caminho, bem, dois vilões enormes destruíam cada vez mais a cidade! E atraindo a atenção deles Nejire Hadou lançou sua onda cinuosa para os derrubar!

-Golpe especial!- a voz de froppy se misturou com a minha em pleno ar, juntando minhas mãos não apenas nos começamos a sentir a gravidade, mas todos os escombros nos seguiram em uma chuva.- METEOR FAFROSTSKYES!!!

Froppy arriscou mas aterrisou em um maior escombro me segurando, descemos e observamos Nejire-senpai descer graciosamente do céu, ela foi rapidamente até nos duas dando um enorme abraço carinhoso, ter conseguido fazer aquilo me deu uma sensação de conquista!

-Vocês conseguiram! Conseguiram mesmo! Ficaram nervosas!?

-So fizemos exatamente oque vocês nos disseram.

-Guero Guero... quando conseguimos estávamos estranhamente calmas.

A heroína número 9, Ruykyu se aproximou com seus braços cruzados, sorrindo como uma professora orgulhosa, mesmo vestida com trajes normalmente chineses ela tinha um charme e a presença de um Dragão, honestamente quando a vimos pela primeira vez não pude deixar de ficar nervosa com sua presença, porém...

-Agora entendo porque Nejire-san trouxe vocês duas para meu escritório, tem aptidão.

-Obrigada por nós contratarem!-Dissemos em uníssono enquanto nos curvavamos em respeito aquelas que estavam no ramo e exercendo essa profissão a mais tempo que nos, eu sonho em ter a mesma presença que nossa senpai.

-mesmo sendo estudantes, por meio desse estágio tentaremos aumentar a experiência em combate das duas, é possível que possam fazer algo "naquele caso".

-Naquele... caso?-Perguntei curiosa, Ruykyu olhou em direção ao chão com um olhar preucupado mas nostálgico, seu olhar se virou em nossa direção enquanto suspirava e visivelmente evitava tentar tocar naquele assunto.

-Um pedido de parceria vindo do Sir Nighteye, antigo parceiro do all Might. E o caso é sobre uma organização chamada... oito mandamentos da morte, é um grande trabalho, talvez estejam conectados com a aliança dos vilões...

Nighteye, o mesmo escritório que Deku-chan e togata-senpai estavam empregados, talvez fosse por isso que ela estivesse tão preucupada e deprimida, quem sabe sua preocupação quanto um caso tão grande estivesse tirando seu foco, bem eu ligaria para ela mais tarde durante um horário melhor...

Kirishima Eijirou...

Cara eu estava animado enquanto caminhava ao lado do enorme homem que tinha em suas mãos uma bandeja enorme de takoyakis, amajiki-senpai caminhava atrás de nós com sua típica cabeça baixa, eu sorria enquanto sentia o vento do anoitecer invadir as ruas.

-que bom que escolheu nosso escritório! Não gostamos de armas!

Fat gum era um homem Alegre mas pelo pouco que conheci dele sabia que era um verdadeiro homem! Másculo demais! Ah cada fibra de mim gritava por ação, eu arrumei meu olhar para o homem que me oferecia um de seus aperitivos, ele precisava de toda essa gordura, e não tinha vergonha de sua individualidade. Como ele é másculo!!

-CLARO! Mal posso esperar pra começar a trabalhar!

-....se... você... tivesse seguido o mirio e não tivesse me abordado no meio do corredor... a forma que veio atrás de mim a força... foi assustador.-Me virei observando tamaki abraçando seu corpo e abaixando seu rosto para que o capuz o cobrisse ainda mais, essa personalidade era característica dele, mesmo eu pensando que talvez ele pudesse ser mais carismático enquanto trabalhava com ele... mas Nah... Ele tentou me evitar algumas vezes.

-Tamaki! Alegria filho! Com essa atitude vai espantar todo mundo!

Ele agarrou o capuz se virando de costas enquanto o loiro animado ria, ele se escorou em um poste.

-esse tipo de pressão piora tudo... é sempre assim, o motivo dele ter me escolhido foi pra me atormentar... isso é abuso. Quero ir pra casa.

Eu dei um sorriso, fat não Estava tentando mudar tamaki... estava tentando dar um empurrão, uma forma de melhorar a confiança do senpai que era a única coisa que faltava.

-pra mim ele tá tentando te encorajar tamaki-senpai.

Ele se virou em minha direção segurando a parte de seu uniforme que cobria o pescoço, a erguendo enquanto olhava para o chão... mexia um pouco o pé.

-Eu... n-nunca vou ser confiante e alegre como você e o mirio kirishima-kun...

Mas não era assim...

-Tamaki-senpai, não é assim... teve muitas vezes que eu... só fui capaz de assistir os outros progredindo e me deixando pra trás, momentos que eu não conseguia me mover... e essa diferença, eu queria diminuir a diferença entre mim e meus colegas. Ser minha melhor versão.

-É a definição de otimismo calouro.

Foi quando ouvimos um grito, alguém pedindo ajuda? Fat virou o prato na boca devorando o resto e o jogou no lixo reciclável, ele apontou para o lado e seguiu reto, tamaki entendendo o recado correu seguindo o sentido reto, e eu atrás dele, viramos a rua para encontrar nosso mentor como uma parede segurando alguns vilões, mas um deles escapou, eu olhei para o lado enquanto tamaki corria e erguia a mão direita. Os tentáculos agarraram o que ultrapassou a parede.

-MAS QUE MERDA É ESSA?! UM POLVO?!

Suneater era tão legal, ele virou o rosto para o lado entristecido enquanto os tentáculos de polvo se enrolavam cada vez mais no vilão, sua mão assumiu o formato de uma concha e ele atingiu o queixo do homem com tanta força que o nocalteou...

-isso é meio rude... eu fiz bem o meu trabalho...?- ele virou seu rosto em minha direção, por trás da máscara branca eu pude ver seus olhos marejados, ele estava triste? Ou talvez só preucupado.

-Suneater, acho que ele disse oque ele viu! Cara você foi incrível! Usou a sua individualidade rápido! E fez bam! Zoom!

Eu disse Alegre abrindo meus braços e meus punhos, tentando imitar meu senpai, a multidão já estava a nosso redor enquanto eu tentava o animar, os policiais já tinham prendido aqueles que Fat tinha prendido em sua gordura.

-Quando se trata de habilidade Amajiki já superou muitos profissionais! Ele é meu orgulho!

A multidão gritava e tamaki tremia tentando se esconder enquanto erguia seus braços, foi quando fat arregalou os olhos olhando em direção a multidão, ele se virou para gritar para todos se abaixarem, o tiro atingiu o braço de tamaki que se desequilibrou e caiu a meu lado enquanto as manifestações de sua individualidade desapareciam aos poucos.

-Corre irmão!

Foi aí que vi a arma sendo apontada em minha direção, ativei minha individualidade pouco antes de sentir o impacto sobre minha testa. Perdi meu equilíbrio por poucos momentos... Ele mirou na minha cabeça?!

-RED RIOT! SUNEATER!!

Eu voltei meu corpo pra frente ouvindo os gritos de surpresa de todos na multidão que iniciaram uma corrida para própria proteção, o homem me encarava em silêncio enquanto a arma tremia em sua mão, eu toquei sobre a testa. Numa confusão! É hora de um homem brilhar!

-Headshot? Desculpa cara mas nesse muro você não vai atirar!

Eu iniciei uma corrida enquanto ouvia fat gum gritando atrás de mim, eu iria capturar esse cara que teve a coragem de atirar em meu senpai! Ele virou em um beco e eu corri deslizando enquanto minha afiada mão me conduzia para voltar a correr atrás dele.

-Para de me seguir caralho!

-Para de correr você! Se era pra ajudar seus amigos você devia ter ficado até o fim! Cadê sua honra cara!?

-Porque você tá encanando com isso?!

-Atirar em alguém e correr por ficar assustado não é nada másculo! É um beco sem saída! Desista!

-Ora seu!!

As lâminas que surgiram em seus braços não tiveram qualquer efeito em minha pele enquanto eu investia contra ele para o derrubar, o cara caiu com as mãos na barriga graças ao soco que eu tinha atingido nele. Ele começou a chorar, as pessoas tinham entrado em suas casas com a comoção.

-Não é justo! Eu só consigo dez centímetros de lâmina isso faz de mim uma faca de pão! Ah merda! Tentar ajudar meus amigos?! Sou muito idiota mesmo.- Eu me abaixei próximo a ele enquanto ele sentava batendo levemente em seu ombro tentando o confortar, o cara tinha cometido erros na vida, só precisava se redimir.

-OE homens choram sim! Coloca pra fora cara, consegue levantar?

-pensei que se eu ficasse perto de pessoas fortes eu por consequência também seria...

-Comparado a vocês... eu não tenho nenhum ataque especial. Tipo você tem os de longa distância, de média... kaminari consegue agora mandar rajadas focadas e até o Tokoyami conseguiu uma armadura... mas e eu?

-Cala a boca cabelo de merda!

-É por isso que eu aceito carregar o celular dele mas não o seu!

-cara eu entendo como você se sente...

Foi quando eu vi algo escorregar de sua manga até sua mão... uma seringa?! Eu não tive tempo de segurar a mão do cara, ele injetou em seu pescoço e começou a gritar, que coisa era aquela?! Ele tinha dado uma de kamikaze!?

-cara você tá bem?!

Foi quando... você tem aquela vaga sensação... De que algo vai acontecer...

-Hã...?

Uma rajada de lâminas maiores do que aquelas que ele tinha inicialmente mostrado apareceram, as que batiam em mim desviavam porém elas machucavam como leves arranhões, eram afiadas, furavam as paredes daquele beco sombrio enquanto o cara ria, eu me afastei.

Ele ficou mais forte do nada... eu me lembro de ter visto isso no noticiário, uma droga que aumenta o poder de uma individualidade. Se tem uma droga dessas solta nas ruas, chamar de tragédia só vai ser apelido. Eu notei atrás de mim um choro, uma moça tinha tido a perna cortada enquanto protegia um homem e um bebê. Eu pensei que tinham todos saído, agora tinha que me preocupar em não causar machucados a esses caras...

-Vão pra trás! Saiam do raio de visão desse cara! Ele vai acertar vocês-!!!

Eu voltei a ser atingido pelas lâminas, merda, eu sentia uma dor extrema nas minhas pernas, observei meu sangue escorrer entre a pele endurecida, o cara tinha conseguido me cortar, aquilo era perigoso demais, ficou mais afiado e as lâminas mais duras e resistentes. As palavras de all Might surgiram em minha cabeça.

"Não perca tempo pensando em truques para usar sua dureza... concentre em atravessar."

-em kamino, cabelo de merda, você ficou de pé até o final, isso já faz você ser forte, para de falar que já tá me irritando.

Eu observei, as lâminas que antes estavam nas paredes vindo todas em minha direção. Permaneça de pé! Seja o muro! Mais! Cada vez mais! Um coração de diamante! Torne-se uma muralha inabalável! A lâmina alcançou meu olho e ela se quebrou, eu não conseguia ouvir nada que o homem dizia... meus canais estavam endurecidos e incapazes de vibrar, movimentos dificultados a troco de um poder incrível!

Foi isso oque eu fiz para treinar minha individualidade! Para treinar minha mente!

-RED RIOT!! INQUEBRÁVEL! AGORA VOCÊ SÓ ME MACHUCA SE FOR UM DIAMANTE!

Não era eterno, uns trinta ou no máximo quarenta segundos nesse estado, eu sentia minha pele trincando mas era um pequeno incomodo, eu não conseguia me ouvir, até mesmo minha visão estava turva, embaçada... mas as pessoas atrás de mim não tinham fugido ainda, e eu tinha certeza que ainda algumas estavam nas lojas. Eu forçaria todas suas lâminas em mim!

-VOCÊ NÃO VAI PASSAR!

Não eu não tinha estilo, só força bruta! E eu senti as lâminas focarem apenas em mim, quebrando uma a uma eu finalmente alcancei o corpo do homem e atingi seu abdômen. RED GAUNLET! Ele voou atingindo a parede no final do beco, eu consegui desfazer o modo antes de tornar irreversível... eu suspirei.

-Boa! No tempo limite!

-me deixa ir! Eu só queria ficar forte! Sou um cara digno!!

-Escuta, eu sei como você se sente... a algum tempo atrás eu-

-QUEM SE IMPORTA COM A SUA HISTÓRIA PIRRALHO DE MERDA!? VOCÊ É MUITO BURRO!

Ele usou suas lâminas para sair voando, mas deu de cara com um paredão chamado fat gum que o absorveu enquanto eu ainda estava no chão depois de ter sido empurrado. Eu respirei fundo enquanto ouvia alguns agradecerem por terem sido salvos por mim, aquela moça foi levada ao hospital... e meu pensamento foi nela... Izuka.

Eu balancei a cabeça tentando não pensar naquilo, descobrimos depois que a droga que atingiram em Tamaki apesar de uma duração curta... servia para anular individualidade... algo que eu nunca tinha visto antes.. estávamos lidando com algo muito mais além do que esperávamos... 


Notas Finais


Hey quero análises de vocês sobre o capítulo! Vou responder todos os comentários então caprichem!

Qual foi sua parte favorita!? Ah minha com certeza foi a promessa da Izu-chan... e a do Red RIOT também! Inquebrável como um diamante!

No próximo capítulo... Até o desconhecido por você!

Continuem incríveis! Se cuidem e lavem as mãos! Bem me contém sua idéia de quarentena! Minha idéia além de continuar escrevendo essa fic e Hope é escrever uma nova que sou eu no universo do meu anime de esportes favorito!

Vão além! PLUS ultra!

(Faz tempo que eu não falo isso né? Ksksksk)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...