1. Spirit Fanfics >
  2. My Hero Jeon Jungkook ( imagine: Jin você Jungkook) >
  3. Eu não sou cara pra ela...

História My Hero Jeon Jungkook ( imagine: Jin você Jungkook) - Capítulo 40


Escrita por: _Enber_

Notas do Autor


Amóris, perdão pelo capítulo longo...🙇‍♀️😅

Capítulo 40 - Eu não sou cara pra ela...


Fanfic / Fanfiction My Hero Jeon Jungkook ( imagine: Jin você Jungkook) - Capítulo 40 - Eu não sou cara pra ela...

Continuando

Namjoon P O V

Eu estava na minha casa, estava eu Jackson, tinha uns amigos também junto, estávamos jogando sinuca e jogando conversa fora, planejando a festa que eu ia dar de volta às aulas, quando de repente entra a empregada aos berros e minha mãe atrás, e a S/N na frente com um olhar mortal e mais atrás dela o Jin desesperado, chorando e pedindo pra S/N não fazer nada, ela parou na porta quando me viu me olhou séria nos olhos, aquele olhar dela era de dar medo, a S/N tem um olhar estranho, dizem que dois demônios não se bicam então acho que é por isso que nós dois não temos empatia um pelo outro, olhar do demônio era aquele, eu conheço de longe o ódio nas pessoas. Ela então parou me olhou e veio a passos pesados em minha direção, eu senti meu rosto esquentar e doer com um tapa que ela me deu.

Jin: _ S/N pelo amor que você sente por mim S/N volta... S/N não, por favor, S/N não faz isso S/N...

_ mas o que significa isso Seok Jin o que está acontecendo! Meu Deus... – fala apavorada vendo a S/N deferir o tapa no rosto do filho dela.

Namjoon: _ mas que poha é essa!?

Jackson: _ que isso você enlouqueceu?!

S/N: _ dá mais um passo eu acabo com você também! – fala olhando furiosa para o Jackson.

Jin: _ S/N não S/N não faz isso S/N... – fala em meio ao choro.

_ eu posso saber por que você bateu no meu filho?!

S/N: _ há claro, senhora Kim vai ser um prazer contar a senhora o que esse abusador fez.

Namjoon: _ tá surtando sua louca? Já sei que está magoadinha né?

S/N: _ como você tem coragem em Namjoon, hãn? O que você fez seu nojento!

Jin: _ há meu Deus haaa... Eu estou passando mal... Haaa isso é demais pra mim... – acaba desmaiando.

Eu estava sem entender nada, meu rosto estava latejando do tapa que levei da S/N, e minha mãe ficou nervosa e quando percebemos o Jin acaba desmaiando e a S/N correu até ele, pois ele desmaiou nos nossos pés,  minha mãe começou a gritar, pois começou a sair sangue do nariz dele e a S/N ficou nervosa e me olhou e, eu não aguentei e rapidamente puxei a S/N pelo braço, eu segurei forte o braço dela com toda força e a puxei para o escritório.

S/N: _ me larga! Eu vou acabar com você seu monstro nojento! Como você teve coragem!?

Namjoon: _ coragem do que? Coragem teve você de me bater!

S/N: _ você *** o Jin seu monstro!

Namjoon: _ como é que é?

_ Como é que meu filho?

Namjoon: _ Omma! Isso é mentira! Mãe é mentira...

S/N: _ é isso mesmo senhora Kim o que você ouviu.

_ eu não acredito meu filho, não, isso não... Tudo menos isso... – fala chorando e saindo do escritório.

Namjoon: _ de onde você tirou isso S/N?! Eu... Haaa... *pensa um pouco* Jin... – sai correndo e vai até onde o Jin estava.

Eu chaviei a S/N no escritório e fui correndo até o sofá da sala, onde o Jin estava com as empregadas todas ajudando ele e os meninos também, eu então peguei ele pelo braço e levei até meu quarto.

Namjoon: _ que poha você falou pra S/N em?

Jin: _ não tinha outra coisa pra eu inventar a não ser isso, me desculpa, mas foi o único jeito dela voltar pra mim... E meu nariz está doendo agora por conta do sangramento que tive que fazer...

Namjoon: _ você é louco... Quer ferrar com a minha vida é isso?

Jin: _ olha só calma! Eu já sei como contornar isso calma! Namjoon não me olha assim, eu preciso da S/N, você não entende, eu te amo, mas a S/N é importante pra mim, por favor, me entenda...

Namjoon: _ não Jin. Você é louco, você ferrou comigo, minha mãe ficou sabendo. Cara ela ouviu, a S/N contou pra ela. E agora? E se meu pai sabe e se ela vai a polícia em? Você...

Jin: _ olha vai lá e oferece dinheiro a ela, é oferece uma boa grana esse é o único jeito.

Namjoon: _ você é pirado... Pelo amor de Deus você...

Jin: _ faz o que eu estou mandando, vem vamos.

O Jin saiu e eu fui logo atrás dele, eu então entrei no escritório e a S/N já estava na sacada gritando e pedindo por socorro, eu então ofereci uma grana pra ela, e óbvio ela não aceitou e ainda bateu em mim. Eu ofereci novamente e o Jin começou a falar pra ela aceitar, aceitar e ela tipo, sabe, enlouqueceu olhando pra mim e pra ele que falávamos ao mesmo tempo, o Jin chorava e dizia pra ela aceitar.

Eu peguei um cheque da gaveta dos meus pais e fiz minha mãe preencher e coloquei nas mãos dela e pedi desculpa, tive que baixar o arrependido do que fiz, e o Jin me empurrou e disse que não me perdoava e pegou pelo braço da S/N e saiu puxando ela. O Jin tipo tinha que fazer faculdade pra ator porque ele conseguiu deixar a S/N louca e sem respostas. Ele quer acabar comigo, eu tive que pedir perdão pra minha mãe e ela ficou de mal, ficou nossa... Escondemos isso do meu pai, ainda bem que nem o Jackson ficou sem entender o que tinha acontecido ali. Eles são loucos...

Jungkook P O V

Noite de domingo e eu aqui jogado na minha cama, pensando na S/N, lembrando cada momento que passamos juntos, eu nunca senti um sentimento tão intenso tão sabe, nunca fui eu mesmo do lado de uma pessoa e até mesmo sozinho, isso estava me matando. Eu fui até a porta abri e fiquei olhando pra rua, até que desci comprei uma garrafa de energético bebi e fui correr em plenas onze horas da noite, só assim pra eu conseguir sei lá me acalmar, era demais o sentimento que eu estava sentindo, tanto que quando fui perceber eu estava em frente ao prédio onde ela mora.

Eu parei ali e enquanto voltava meu fôlego e minha respiração ao normal, eu levantei a cabeça e olhei em direção ao prédio e a avistei sentada na mureta, ela estava fumando, não sabia que ela fumava, ela estava fumando *foto de capa* sozinha, parecia estar distante, eu queria ir até ela, mas eu travei, eu... Sabe me senti um ridículo, as palavras que a Hawon me falou vieram todas elas na minha mente e, eu me escorei em uma árvore do canteiro que separa as vias e fiquei observando ela.

A S/N tem um jeito único até mesmo quando está distraída, ela me encanta, aquele jeito que nenhuma outra garota tem; ela é mesmo muito atraente, o olhar dela, o jeito dela conquista qualquer um. Ela terminou de fumar olhou para os lados colocou a carteira no bolso da calça e entrou no prédio, eu então abaixei a cabeça e voltei pra casa, me sentia um derrotado, um ridículo, a Hawon está mesmo certa, eu não sou cara pra ela, sou um feioso e um otário, um fracassado.

S/N P O V

Eu estava furiosa, mas acabou que ficou uma confusão, o Jin teve um desmaio em seguida, sabe, eu fiquei perdida, o Jin gritando nos meus ouvidos, ele chorando desesperado, foi onde o Namjoon preencheu um cheque querendo me comprar, ele fez a mãe dele preencher, eu não aceitei, queria acabar com ele, ele não vai se sair fácil dessa porque ele não sabe com quem está se metendo.

O Jin em levou pra casa, e chegando em casa nós discutimos, estava muito louca aquela noite, depois que eu me acalmei eu respirei e fui até ele que estava na cama, eu ia falar com ele pra nós ir a delegacia e processar o Namjoon e a mãe dele por nos comprar, mas o Jin estava dormindo, ele soluçava, e eu não tive coragem de acordá-lo. Eu então desci até lá embaixo e fui até a mercearia e comprei uma carteira de cigarros e fumei uns três cigarros, pra ver se me desestressava, depois eu subi, tomei banho, escondi os cigarros do Jin e fui me deitar.

Fui deitar tarde, mas pensando, arquitetando em como vou me vingar do que o Namjoon fez pra ele, até que pensei que eu ainda estava aqui e eu ia terminar com ele: mas poxa ele é tão frágil, o Namjoon é um monstro mesmo, como ele pode fazer uma judiação dessas com o Jin? Aigo que ódio! Bem, amanhã é meu dia de estágio, eu tenho que estar plena, mas eu vou me vingar de você Namjoon, espera pra ver, você vai pagar por me fazer passar por isso e principalmente o tadinho do Jin.

Jin P O V

Depois que chegamos em casa eu e a S/N, eu estava sabe tão cansado de me estressar, chorar que chegou a me dar dor de cabeça por conta disso, eu acabei dormindo sem tomar banho, no dia seguinte eu me acordo e não vejo a S/N, eu a chamei, mas não a encontrei, eu olhei no closet as coisas dela ainda estavam lá, eu então fui atrás do meu telefone, mas não achei, eu me levantei e olhei em cima da mesa ali estava ele, eu peguei e abri as notificações e tinha varias mensagens do Namjoon, da minha mãe e tinha uma da S/N, hoje era o primeiro dia de estágio dela. Peguei meu casaco e fui até a mansão, chegando lá eu mandei Thompson preparar um banho com sais indianos pra mim, e enquanto ele foi preparar eu fui até o jardim onde minha mãe estava; ela estava tomando uma xícara de chá.

Jin: _ er... Oi Omma...

_ isso é hora de acordar meu filho? Que olheiras são essas? Meu santo Choi Ren, que pele mais... Filho você não está se cuidando, olha pra essa pele, pra essas olheiras!?

Jin: _ há nem me fala, nem me fala...

Eu subi para o meu quarto já tirando minhas roupas e entrando na banheira, ah tão bom... Porque a vida de universitário é tão difícil em? Eu estava falando sozinho quando mamãe entrou no banheiro, ela sentou sobre a bancada e ficou me olhando.

Jin: _ já sei, já sei eu vou marcar esteticista, não se preocupe.

_ e a sua namorada, a S/N?

Jin: _ Então... Ela voltou ontem de Milão, é.

_ mas você não me disse que ela estava na França, com os pais?

Jin: _ há então, ela foi pra Itália com a mãe dela, é a mãe dela tinha um evento beneficente por ali e sabe como é né, agora ela voltou, ela sabe... Mãe, hoje é o primeiro dia de estágio dela no escritório central.

_ que menina exemplar, ela é muito competente, sem contar que é um doce. Se eu fosse você, agradava muito bem ela, porque nenhuma garota aceitaria suas alusões meu filho.

Jin: _ o que a senhora quis dizer com isso Omma?

_ ah filho... Há! Seu pai quer que vocês venham jantar conosco hoje.

A minha mãe saiu e eu mergulhei a cabeça na banheira e fiquei um tempo até voltar à superfície: ela tem razão, eu tenho que a fazer esquecer esse episódio e focar somente em mim, no amor que ela sente por mim.

Eu terminei meu banho, peguei meu celular que estava vibrando e, era o Namjoon, me mandando mais de trocentas mensagem, eu li a última e ele falou assim: o cara das fotos me procurou, aí eu falei: ela já sabe né? Mas ele me disse que não era sobre as fotos, ele então falou pra eu ir imediatamente ao clube da fraternidade, eu me vesti rápido peguei meu celular e fui até lá, chegando lá estava ele e o Jackson.

Jin: _ o que foi o que é de tão importante? Você sabe que eu não posso ser visto com você.

Namjoon: _ a coisa é mais seria do que as loucuras que você inventa pra idiota da S/N.

Jin: _ como assim? Do que você está falando.

Jackson: _ olha essas polaroides. – joga em cima de uma mesa de sinuca as fotos.

Jin: _ há meu Deus... Isso é a Diana? Aí eu acho que... Que... – sai correndo para o banheiro pra vomitar.

Eu nunca que ia adivinhar que tinha alguém naquela noite, naquele momento, e enviaram fotos da Diana, depois do acidente, que eu não tive competência e nem estômago pra ver, eu saio vomitando, eram imagens horríveis.

Namjoon: _ aí bebe essa água. – entrega a ele uma garrafinha de água.

Jin: _ quem fez isso, quem enviou essas polaroides? Quem teve coragem para tirar essas fotos?

Jackson: _ era alguém só pode ser algum que estava naquele dia. Essa pessoa viu tudo.

Namjoon: _ ele está nos ameaçando.

Jin: _ minha nossa senhora Sehunna! Estamos fudidos, e agora?

Jackson: _ já falei pro Nam, a única solução é achar esse cara e eliminar.

Jin: _ o que?

Namjoon: _ não sabemos se é um cara ou uma mulher...

Jackson: _ seja quem for. Eu não posso parar em páginas policiais, eu não posso parar em sites de fofoca, você tem noção do quanto estávamos pirados naquela noite?

Namjoon: _ eu sei krlh! Mas não tivemos culpa!

Jin: _ mas omitimos escondemos, não ajudamos! Nós somos culpados sim!

Jackson: _ cala boca Jin!

Jin: _ não grita comigo seu troll!

Namjoon: _ já chega! Eu já resolvi por agora, mas ele vai voltar a nos ameaçar.

Jin: _ como você resolveu?

Namjoon: _ ele colocou isso atrás dessa foto. – mostra ao Jin a foto com número do pix.

Jin: _ nossa ele pediu só isso?

Jackson: _ é já temos base, ele deve de ser um pobretão!

Jin: _ é você tem razão, você depositou o dinheiro pra ele?

Namjoon: _ Claro né! Por enquanto ele vai ficar pedindo grana, nós temos que descobrir quem é esse cara.

Jackson: _ Você disse que era mulher.

Namjoon: _ seja o que for nós temos que eliminar ele ela não sei! Isso envolve muita coisa, envolve investigação de outro país, envolvem nossos nomes, envolve droga bebida e você sabe, nós dois Jin, ou você pensa que meu pai é a favor de eu ficar com um cara? Nós somos perfeitos e não podemos sujar nossa imagem com isso.

Jin: _ fala você, eu aqui sou o mais prejudicado, você tem noção do que é ser filho do homem mais rico do ocidente todo?

Namjoon: _ calma Jin, nós vamos resolver isso não vamos Jackson?

Jackson: _ se vamos. – mostra uma pistola em punho apontando para um alvo de dardos.

Eu respirei aliviado e me joguei no puff e fechei os olhos, o Namjoon então mandou o Jackson sair e ficou somente nós dois ali.

Namjoon: _ Tá ligado que você está me devendo né Jin?

Jin: _ tsc! Quanto? Eu pago, eu tenho dinheiro, eu sou rico.

Namjoon: _ você não me paga com dinheiro, o que você fez foi muito grave, você tem noção do que eu tive que fazer pra acalmar a minha mãe?

Jin: _ eu sei... Desculpe-me, mas foi a única coisa que me veio à mente.

Namjoon: _ porque você voltou pra ela em? A S/N não te ama, eu que te amo. Será que você não entende isso?

Jin: _ eu entendo eu sei. Mas a S/N é importante pra mim, você não entende, eu não posso ficar longe dela Namjoon.

Namjoon: _ por quê? Você leva seus pais no papo Jin, eles fazem tudo que você quer não me venha dizer que é porque seus pais iam pirar por você...

Jin: _ e os seus em? Não iam? Meu pai é homofobico, ele é... Você sabe muito bem os pensamentos Neandertais que ele tem não sabe? Meu pai é igual ao seu Namjoon, então não me venha você com esse papinho.

Namjoon: _ eu sei que o meu também iria surtar, mas não importa a gente mantém escondido a nossa relação, eles não precisam saber. Ninguém precisa saber! Porque a S/N tem que estar na sua vida? Porque você se humilhou dessa maneira?

Jin: _ há eu não sei a S/N ela é... Você nunca vai entender. Agora eu preciso ir.

O Namjoon me agarrou pelo braço e me jogou sobre aquela mesa abaixou minhas calças, enquanto eu me debatia, ele segurou meus braços com uma mão só e, enquanto me calava ele me chupava, eu fui ao delírio, sentir o calor dele, eu não sei, mas as melhores sensações que eu já senti em relação a sexo foi com ele, eu me sinto satisfeito, me sinto completo, consigo me satisfazer, com a S/N não eu não consigo, eu finjo, mas com ele eu me entrego, eu fui ao extremo com aquele oral que ele fez em mim.

Namjoon: _ que foi não dormiu com a S/N né? Estava precisando de mim...

Jin: _ há como você sabe?

Namjoon: _ eu senti né Jin, vem faz em mim agora faz? Lembre-se, você está me devendo... Isso... Acho bom me obedecer, há eu amo quando você fica submisso a mim...

Eu não tive escolhas a não ser satisfazer o Namjoon, e eu amo fazer isso, senti ele me apertando fodendo minha boca, eu não sei, mas é tão excitante isso que estamos vivendo, sabe, escondidos sempre nessa loucura, isso me deixa com muito tesão por ele. Enfim a gente acabou se satisfazendo juntos, eu e ele passamos o dia todo no clube, nós juntinhos, e quando percebi já eram cinco horas e a S/N deve de estar saindo do estágio, eu mais que depressa me vesti e peguei as chaves do meu carro e antes de sair o Namjoon me puxou e me beijou.

Namjoon: _ não esquece, você é meu submisso agora. Você me deve.

Jin: _ há Namjoon não fala assim...

Namjoon: _ vai ficar com aquela trouxa, mas estou te dando um aviso, Jin, você é meu e, eu vou dar um jeito de te ter só pra mim.

Eu dou um empurrão nele e saio correndo, entro no meu carro e fui pra casa e quando cheguei ao meu apartamento olhei, estava uma bagunça de roupas da S/N, as malas, tudo de ontem, eu então liguei pra Thompson mandar uma empregada aqui pra limpar tudo pra nós, e fui até o escritório onde a S/N estava estagiando, eu estacionei o carro e fique esperando, até que me veio o que a Omma me falou, eu tinha que agradar ela.

Eu então saio do carro e atravessei a rua e fui até um shopping que tinha quase na frente do prédio onde ela trabalha, eu comprei uma água e fiquei pensando o que comprar pra ela, quando percebi ela estava me ligando, eu tinha que sair rápido e olhei assim estava em frente a uma floricultura e comprei um buquê de flores e fui correndo até ela, e quando percebi a S/N estava me esperando com um monte de papéis em mãos, estavam pesados.

Jin: _ linda. O que isso? Nossa!

S/N: _ ain pega pra mim, estão muito pesados...

Jin: _ essas flores são pra você, peraí aqui me dê os papéis, e aí como foi seu primeiro dia? – fala indo até o carro.

S/N: _ foi... Haaa todos eles ali são superiores, você tem noção disso? Primeiro: de manhã me colocaram pra servir cafezinho. Aí eu falei: o que? Eu sou S/N Dempsey, a futura melhor advogada que esse mundo já viu, eu não vou servir cafezinho poha nenhuma! Eu fui lá e falei com minha chefa, tu acredita que ela riu de mim...

Jin: _ o que sério?

S/N: _ uhum todos eles riram... Tem noção do ódio que eu senti...

Jin: _ bem, é que... Não que eu esteja do lado deles sabe... *fala dando partida no carro* _ mas é que Linda, você está recém entrando no terceiro ano de direito S/N.

S/N: _ eu posso estar no terceiro ano de direito, mas eu sou melhor que aquelas garotas formadas lá, pode ter certeza! Escreve aí o que eu estou te dizendo, eu vou esfregar na cara de todos eles que riram de mim, que eu S/N Dempsey, tenho potencial e sou melhor que todos eles, espera pra te ver espera. Hahaha eu sou mais eu. Deixa comigo.

Jin: _ tá bom né. Linda, vamos pra casa dos meus pais, eles pediram para nós jantarmos com eles, pode ser?

S/N: _ mas é que você viu o tanto de coisa que eu trouxe pra analisar e estudar.

Jin: _ eu prometo que não demoramos, vamos?

S/N: _ tá tudo bem então... Mas Jin, vamos denunciar o Namjoon? Olha, eu sei o que você sente e... – ele interrompe.

Jin:_ chega S/N. não fala mais nesse assunto, agora que conseguir sair da cama, que consegui respirar, e esquecer. S/N presta atenção: eu só não tive uma depressão porque tenho você, tenho você pra me proteger, pra sabe, você é meu alicerce, por favor, só me apoie, apoia a minha decisão e me entenda, isso é muito doloroso pra mim, não vamos mais falar disso tá.

S/N:_ mas isso não pode passar impune Jin!

Jin:_ eu sei! Mas por agora... Só por agora... *enxuga uma lágrima dos olhos* _ eu prometo que quando eu conseguir digerir e tomar a coragem de fazer isso eu, vou dar parte dele, mas por agora quero esquecer, eu só quero saber que eu estou com você e que estamos bem, que você me entendeu e acreditou em mim, no amor que eu sinto por você.

S/N: _ há Jin... *respira pesado e olha pra ele* _ tudo bem...

Jin: _ ótimo! Há como você está linda... Perfeita como sempre.

S/N: _ há é rsrs...  – sorri sem graça.

Eu percebi que com esse estágio dela, ela vai acabar meio que esquecendo o meu caso, há graças a santo Choi Ren, hoje vou fazer de tudo pra ela não se lembrar, me entender e não querer tocar pra frente essa mentira toda.


Notas Finais


•*¨🎓.•*¨*•.¸¸🥂¸¸.•*¨*•.🎓.•*¨*🥂¸¸.•🎓•*¨*•🥂•*¨*🎓¸
Eɴᴛᴀᴏ é ɪꜱꜱᴏ ᴍᴇᴜꜱ Aᴍóʀɪꜱ, ᴍᴇ ᴅᴇꜱᴄᴜʟᴘᴇᴍ ᴏꜱ ᴇʀʀᴏꜱ, ᴇ ᴀᴛé ᴏ ᴘʀóxɪᴍᴏ ᴄᴀᴘíᴛᴜʟᴏ!

┊┊┊┊

┊┊┊𖠚ʿ╰❥

┊┊🎓  ೋ๑┋💫🥂💫┋๑ೋ

┊┊               .   

┊❁  °

🎓 ࿆҈ཹ ↻      🥂       *    ·


        ههههه
         🥂årîgätø🥂


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...