História My Hummingbird - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Híbrido, Hybrid, Romance, Vmin, Yoonkook
Visualizações 33
Palavras 3.014
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi Lindezas :)

Título em português significa "Nascer do sol"

* Continuação da narração do Jungkook *

Boa leitura!

- tem recadinho nas notas finais.

Capítulo 21 - Sunrise


Fanfic / Fanfiction My Hummingbird - Capítulo 21 - Sunrise

Yoongi hyung escolheu o momento mais confuso de minha vida, para falar sobre os sentimentos dele.

Quando ouvi sua declaração, eu senti vontade de sair correndo, e foi o que fiz mesmo, levando em minhas mãos apenas o documento que eu havia recebido de uma empresa de paisagismo.

Esse documento era uma oferta de emprego fixo na cidade que meus pais se mudaram.

...

Logo cedo, quando estava indo para o prédio do apartamento do Jin hyung e S/n para ajudá-la a cuidar dos filhos da vizinha dela, vi que havia correspondência na caixa de correio do apartamento que divido com Yoongi hyung, e quando verifiquei os papéis, percebi que um era para mim, abri e fiquei um tempo encarando o papel em minhas mãos.

Eu havia recebido dois e-mails da empresa, mas ignorei, pensei que fossem mais ofertas de estágio e como eu já estava terminando o meu, não queria iniciar outro, e Yoongi hyung já havia conversado comigo para ocupar um cargo fixo na empresa dele e de Jin hyung, não mais como estagiário.

Mas ao ver a carta, era tudo mais real, eu podia tocar e meus hyungs também poderiam ver, e isso me fez sentir um pouco de pânico, pois a oferta era muito boa, cobria a oferta de continuar na empresa de Jin hyung e faziam meses que meus pais me pediam para morar com eles e trabalhar na cidade onde estavam morando.

Meu pânico era que meus hyung pensassem que estaria trocando ou deixando eles, depois de tudo o que fizeram por mim, não queria que eles se sentissem rejeitados.

E então veio a declaração de Yoongi hyung, fortalecendo ainda mais o pensamento de que eu estaria os rejeitando se aceitasse a oferta de emprego.

                                                                                  ... 

Seokjin hyung foi meu mentor, ele sempre me ajudou e me ensinou várias coisas, meus projetos melhoraram muito depois que ele me deu dicas e me ajudou a testar novas técnicas de desenho e criação de espaços.

Ele nunca me tratou como um estagiário, eu sempre me senti acolhido e confortável ao lado dele, tanto que logo começamos a ter mais intimidade e nossas próprias brincadeiras, as vezes esquecia que ele era mais que velho do que  eu.

Yoongi hyung, além de também ter me ajudado e ensinado várias coisas, me acolheu em sua casa quando eu precisei, nunca deixou que eu ficasse desamparado.

 E sua confissão deixou minha cabeça mais cheia de dúvidas.

- Você sabe que são 4 horas da manhã não sabe? - Uma voz conhecida me tirou dos meus pensamentos e me trouxe de volta a realidade.

- O que faz aqui Jimin hyung? – perguntei me virando para encontrar a pessoa ao qual a voz pertencia.

Ele parecia cansado e tinha uma expressão meio triste em seu rosto, mas tentava esconder forçando um sorriso leve.

- Eu é que pergunto, por que você está aqui, de madrugada, sem celular e depois de deixar todos preocupados?

Sorri e dei uma risada soprada ao vê-lo olhando ao redor e vindo até perto de mim sentando-se no balanço ao meu lado, como ele parecia meio confuso sobre o porquê eu estar neste lugar de madrugada, disse a ele - Este lugar foi meu primeiro projeto, minha criação.

Jimin deu um pequeno impulso e começou a se balançar lentamente.

- E veio parar aqui por quê?

Olhei para ele, parecia que ele sabia a razão de eu estar aqui, e o fato de saber o incomodava.

- Eu às vezes venho para cá para pensar, esse lugar me deixa tranqüilo e tenho algumas lembranças nele, quando quero obter respostas, é para cá que venho.

Ele parou de se balançar e olhou para mim

- Um parquinho te da respostas de madrugada? – ele disse rispidamente, percebi que estava realmente incomodado, e se ele estava incomodado, por que veio?

Virei para ele o encarando seriamente.

- O que está te incomodando? Eu ter fugido? Você realmente não sabe o porquê eu estou aqui...

- Você não é o único confuso Jungkook – Jimin hyung disse me interrompendo e o olhei surpreso, acho que entendi sua expressão triste.

- Você gosta do Yoongi hyung, não gosta? – perguntei e senti algo estranho em meu peito

Jimin hyung desviou o olhar e voltou a se balançar, notei seu rosto ficando vermelho. Ele suspirou longamente e depois voltou a falar.

- Sim... Na verdade não sei.

-  Como assim?

Ele riu baixinho.

- Eu gosto dele, na verdade essa é minha confusão, também sei que fugiu depois dele ter se declarado... Todos sabemos, ele ficou preocupado depois que você sumiu e depois de não conseguir te achar ele decidiu pedir ajuda, primeiro para o Seokjin hyung e depois disso a S/n falou com a gente. O Taehyung sabia que você estaria aqui e o Hoseok hyung disse que viria te encontrar, mas como moro mais perto vim antes. – Jimin pausou e riu – Você ganhou um grupo de busca.

Eu fiquei desapontado comigo mesmo, eu saí pensando somente em mim e criei confusão e preocupação, principalmente no meu hyung que pareceu juntar toda a coragem que tinha para falar de seus sentimentos por mim, e eu corri dele.

- Eu não devia ter feito isso, não devia ter fugido. – falei para mim mesmo e Jimin ouviu

- Então por que fez?

Tirei o papel que guardava no bolso da calça e entreguei para Jimin que encarou o envelope amassado que estendia para ele, depois o pegou e leu a carta.

- Huum, parabéns pela oferta, ela parece muito boa e é na cidade que seus pais moram não é? – Jimin hyung perguntou e parecia sincero ao me parabenizar, mas também continuava sem saber o motivo de minha fuga.

- Obrigado, sim é na cidade que eles moram e a oferta realmente é tentadora, mas o Yoongi hyung e o Seokjin hyung também me ofereceram uma vaga na empresa deles.

- ... E? – Ele perguntou me incentivando a continuar a explicar

Passei a mão em meus cabelos suspirando e tentando tirar todas as dúvidas que ficavam brotando em minha cabeça.

Comecei a me balançar levemente e encarar meus pés

- A oferta da carta, é superior a oferta dos hyungs, pois a empresa da outra cidade é maior, além da cidade também ser maior, se eu aceitar tenho medo que eles pensem que eu estou os rejeitando, e depois de toda a declaração do Yoongi hyung, eu não quero magoá-lo, e sinceramente eu também não sei o que sinto por ele.

- Tem certeza? – Jimin segurou a corrente do balanço em que eu estava, parando meus movimentos.

Olhei para ele, não sabia se era apenas uma dúvida ou se era algo como um pouco de esperança entre ele e Yoongi hyung, e esse pensamento fez com que o sentimento estranho em meu peito voltasse, mas ignorei e perguntei ao meu hyung.

- Qual a sua dúvida sobre seus sentimentos com o Yoongi hyung?

Jimin ficou novamente envergonhado, mas me respondeu rapidamente

- Não sei se a aproximação dele nas últimas semanas foram apenas algo que aumentou a nossa intimidade e amizade, conseqüentemente o afeto e carinho que tenho por ele, ou se realmente é algo a mais, algo como uma paixão. Me sinto confuso, pois todas as vezes em que ele me perguntava sobre como poderia se declarar a você, eu sentia uma pontada de ciúmes.

Quando ele falou sobre o ciúme, sem perceber levei a mão ao meu peito, eu também estava sentindo o mesmo, toda vez que pensava sobre os sentimentos de Jimin pelo nosso hyung.

- Você parecia bem triste quando chegou, acho que você pode ter certeza sobre seus sentimentos por ele – e dizendo isso, senti meu peito apertando e comecei a ter mais certeza dos meus próprios sentimentos.

Jimin hyung largou a corrente do meu balanço e se levantou, indo se sentar de frente para mim no gira gira que ficava no centro do parquinho.

- Minha confusão não é apenas com o Yoongi hyung, mas na mesma hora em que você ouvia uma declaração, eu estava discutindo com Taehyung.

O olhei confuso e percebi que ele estava claramente chateado, mas não sabia o porquê os dois haviam discutido, então acabei perguntando.

- Por que vocês estavam discutindo?

Antes que ele me respondesse ouvimos outra voz nos chamando.

- Seus filhos de uma biscoiteira, isso é hora de estar ao ar  livre de madrugada? Preciso agir que nem mãe e dizer que está serenando e vocês podem ficar doentes?

Hoseok hyung chegou e estava meio irritado, mas mesmo assim tentava aliviar o clima entre eu e Jimin, que estava tão pesado que qualquer um poderia sentir.

- Oi,  hyung... Desculpa – disse me sentindo meio envergonhado

Ele estalou a língua, talvez querendo dizer outra coisa, uma bronca ou um puxão de orelha, mas decidiu falar algo que fez com que meu coração doesse.

- Não é para mim que você tem que pedir desculpas Jungkook

Jimin suspirou e eu senti novamente o aperto no peito.

- Vocês dois parecem duas crianças emburradas e que se esconderam debaixo da cama pra fugir de algo errado. – Hoseok hyung disse e eu e Jimin rimos, pois era exatamente isso que estávamos fazendo, mesmo que eu era o fugitivo, Jimin foi atrás de mim para não ter que ficar junto com Taehyung naquela noite.

- O que os aflige? – Hoseok hyung perguntou fazendo uma voz fofa para tentar nos animar.

Ele se sentou ao lado de Jimin no gira gira e ambos ficaram de frente para mim, e então expliquei e falei também o que eu e Jimin estávamos conversando.

Hoseok hyung olhou confuso para Jimin depois de eu dizer que ele estava prestes a me falar o porquê havia discutido com Taehyung.

Ele então explicou que também havia ouvido uma declaração, e sua confusão com os próprios sentimentos aumentou, juntando com o estresse do trabalho ele culpou Taehyung por sua confusão, pois ele tinha sentimentos por Tae, mas nunca disse nada já que não o via demonstrando reciprocidade, e quando ele estava pensando que já não sentia mais nada por ele e estava começando a ter novos sentimentos por outra pessoa, Taehyung o confunde mais dizendo que sim, era apaixonado por ele, e então os dois acabaram discutindo pois Tae dizia que não tinha culpa de nada, já que não sabia sobre as dúvidas de Jimin com Yoongi hyung.

Ao terminar de falar, Jimin tinha lágrimas escorrendo por seu rosto, e eu não percebi que havia começado a derramar algumas próprias também.

Hoseok hyung olhou para nós dois preocupado, e então falou

- Vocês querem saber como eu soube que gostava da Gisele? Como eu tive certeza dos meus sentimentos por ela? Talvez isso ajude vocês a clarearem seus próprios pensamentos.

Jimin acenou com a cabeça secando seu rosto e eu também confirmei me ajeitando no balancinho e ouvindo atentamente as falas de Hoseok hyung.

- Eu fui designado a ajudar alguns alunos do mestrado com suas teses, e a Gisele foi a aluna que mais me chamou atenção, ela era super dedicada e atenciosa, haviam algumas coisas que tínhamos em comum, e quando ela vinha me encontrar para falar sobre sua tese, eu percebia que a presença dela me deixava feliz e super confortável. No começo eu pensei que era somente porque ela era muito alegre e sempre estava disposta a aceitar qualquer conselho que eu dava. Ela não era minha aluna, eu somente a ajudava com o trabalho, então não era todo dia que eu a via, e nos dias em que eu não podia ver ela, sentia saudade, sentia a ausência de algo em mim, que só era preenchido quando ela estava do meu lado. Quando eu via o sorriso dela, quando ouvia sua risada ou sentia o cheiro de seu perfume. Eram pequenas coisas que eu sentia falta. E ao notar isso, percebi que estava apaixonado e totalmente encantado por ela. Então, vocês pensem nas pequenas coisas que te fazem falta em uma pessoa, ou algo que somente essa tal pessoa possa preencher... Não como um vazio a ser preeenchido, mas um espaço ao lado de vocês que querem que seja ocupado por alguém.

Hoseok hyung pausou sua fala e olhou o céu que já começava a trocar de cor, ficando do preto estrelado ao azul anil de início de uma nova manhã.

Ele sorriu, iluminando todo seu rosto, e olhou para Jimin e depois para mim.

- Imaginem que vocês estão indo ver o sol nascer, em algum lugar onde a paisagem seja de tirar o fôlego, vocês se sentem bem mesmos sozinhos, mas se houvesse uma pessoa que vocês quisessem olhar para o lado e dividir a beleza do lugar... Quem seria?

E então ele se levantou e se espreguiçou, enquanto eu e Jimin sentíamos que uma manada de elefantes havia sambado todas as marchinhas de carnaval existentes, dentro do nosso coração.

- Acho que vocês se deram conta, já que parecem duas toupeiras que ficaram presas numa máquina de lavar, ou duas baratas tontas quando a luz é acesa de repente. – Ele riu e ficou nos observando.

- Eu acho que preciso falar com uma pessoa, e você também Jungkook, sobre os dois assuntos... E Hoseok hyung, escreva um livro de auto-ajuda, se eu não quisesse beijar outra pessoa neste instante eu beijava você, mas sei que a Gisele não gostaria – Jimin riu baixinho com as bochechas coradas se levantou rapidamente, se despediu e saiu andando do parquinho.

Talvez Tae hyung tivesse uma boa surpresa após a discussão que eles tiveram.

- Dois assuntos? – ouvi Hoseok perguntando para mim

Então mostrei a ele a carta.

Ele leu e analisou por alguns momentos, parado de frente a mim, ele me perguntou se a carta era um dos motivos de eu ter fugido feito criança bagunceira do alcance do chinelo voador da mãe.

Ri de sua comparação e confirmei, mas corrigindo dizendo que a carta foi o principal motivo.

Então ele me ofereceu a mão para me levantar.

- Vamos terminar logo com essa confusão toda, se você já tem certeza sobre seus sentimentos, você precisa ser honesto e não esconder nada, e o tenha certeza que os hyungs serão compreensivos com você, não há como negar que a oferta é boa, e eles querem o melhor para você, não é difícil enxergar Jungkook, todos nós cuidamos uns dos outros, te segurar aqui e impedir seu crescimento não é uma opção, então com certeza eles vão apoiar qualquer decisão que você tome, mas sobre você e Yoongi hyung, isso somente vocês dois conversando, podem resolver.

Segurei sua mão, e levantei.

- Obrigado hyung, você tem razão, e concordo com o Jimin hyung, você deveria escrever um livro - disse sorrindo para ele.

Ele riu e disse que me levaria para casa.

                                                                                    ...

Quando cheguei, dei de cara com Yoongi hyung com olheiras profundas, terminando de arrumar os documentos que eu havia deixado.

Ele me olhou e não disse nada.

- Hyung?

Ele levantou o rosto e ficou me encarando, talvez ele não tivesse dormido de tanta preocupação e pelo fato de ter olheiras e ter ao seu redor uma aura de mau humor, tinha certeza de que se ele tivesse dormido foi por apenas alguns minutos, e ele odiava isso.

Fui para perto dele e ele não disse nenhuma palavra, apenas continuava me olhando.

- Me desculpe, mesmo... Sei que o que fiz te magoou, mas quero te falar sobre tudo – ele deu uma risada forçada e me mostrou a cadeira vazia ao seu lado, pedindo para que eu sentasse, mas ficou visivelmente ansioso quando terminei minha frase – Tudo.

Mostrei a carta e ele me disse que estava tudo bem, eu havia dito que não queria que eles se sentissem rejeitados e disse também sobre como eu era agradecido por tudo que me deram e toda a ajuda que me ofereceram, se eu tinha recebido essa oferta, era por causa deles, pois todo meu crescimento teve o apoio deles.

Yoongi hyung riu baixinho e bagunçou meus cabelos quando disse que eu não tinha o porquê achar que eles se sentiriam rejeitados, na verdade ele disse que ficou um pouco decepcionado por eu cogitar isso, e disse o mesmo que Hoseok hyung, impedir meu crescimento profissional não era uma opção, e eles todos apoiariam qualquer decisão que eu tomasse.

Confirmei com a cabeça e ri meio sem jeito.

- Hyung, agora uma pergunta

- Claro, o que seria? – Ele se virou de frente para mim, e meu coração acelerou, pois eu sabia o que pretendia fazer, mas ele não.

- Se eu for para a outra cidade, você me esperaria?

Ele ficou confuso e continuou me olhando.

- Como assim Jungkook?

- Eu vou aceitar a oferta, mas preciso saber se quando eu voltar, e pretendo, você estaria aqui por mim

- Que pergunta Jungkook, claro. Todos nós o esperaríamos, mas você pretende aceitar e ficar somente um tempo?

- Sim, a carta diz que posso ter três meses de experiência e se eu não quiser não preciso assinar o contrato.

- Hum, sim eu li essa parte, mas você rejeitaria o salário e a possibilidade de ficar perto de seus pais de novo? Pense bem Jungkook.

- Eu pensarei nos três meses que ficar por lá

- Tudo bem, apoio sua decisão, e hoje ainda precisamos ir para empresa, lá conversamos sobre isso com o Jin hyung.

Yoongi hyung foi se levantar, mas eu o impedi segurando-o pelo braço.

- O que foi? – ele perguntou meio assustado

- Eu preciso te fazer outra pergunta

- Tudo bem, diga.

Senti o que talvez ele tivesse sentido quando falava para mim sobre seus sentimentos, parecia que meu coração batia em cada extremidade do meu corpo.

Respirei fundo e me ajeitei melhor na cadeira, ficando também de frente para ele.

- Você gostaria de ver o sol nascer?

- O que você quer dizer com i...

Yoongi hyung não pôde sequer terminar sua frase, pois  eu havia o puxado para mais perto e o silenciado com meus lábios.

 

 


Notas Finais


Então, há alguém na vida de vocês que gostariam de dividir a beleza de um nascer do sol?

Nesse capítulo, há uma pergunta. Essa mesma que eu fiz acima e não necessariamente precisa ser com alguém que você é apaixonado, pode ser simplesmente alguém que te faça bem, um amigo ou amiga, um irmão ou irmã, qualquer pessoa que você ame.
Passar um tempo com alguém e dividir algo que não seja material, como o nascer do sol, você se dispõe?

Se não, não há problema também em observar tanto o nascer do sol, quanto o pôr do sol sozinhx, tire um momento para você, aprecie a beleza natural, faça algo que te faça bem.

Estou dizendo isso, pois passei por um momento em que afastei várias pessoas de mim, e isso também causou um bloqueio imenso em mim, por isso a fic ficou meio parada, mas como voltei a me sentir bem, gostaria que você, que talvez não esteja passando pelo melhor momento de sua vida, busque ajuda, tente buscar o seu bem-estar de volta, ou faça como Jungkook, busque um lugar que te traga paz e tranquilidade, um lugar que te faça bem para colocar os pensamentos em ordem, e se não melhorar, busque ajuda, a conversa com Hoseok o ajudou e também ajudou o Jimin. Converse, fale sobre o que sente.
E tenha certeza que tudo volta a ficar melhor.

Nos vemos no próximo capítulo :)

Ass: Mel


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...