História My Hybrid Cat (Vkook-Taekook) - Capítulo 28


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bottom!taehyung, Bts, Chanbaek, Exo, Hybrid, Kookv, Taekook, Top!jungkook, Vkook, Yaoi, Yoonmin
Visualizações 827
Palavras 1.667
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi pessoal, sou dollynho, seu amiguinho, vamos cantar?! DOLLY, DOLLY GUARANÁ DOLLY, O MELHOOOOOOR.
Meu humor melhorou graças a esses dias maravilhosos de chuva.

Hora da rima...

Mais um capítulo da fanfic "Meu híbrido gato" espero que a leia no seu quarto (Ala, sou muito boa)

Sabe aquele ditado "aparências enganam"? Pois bem, não esqueça (Jeongguk bottom, brincadeira)

NO NO NO, NOT TODAAAAY
(Hoje não, não é mesmo?)

Chega, boa leitura e...

Desculpem pelos erros ortográficos ♡

CELLBINHOOOOO

Capítulo 28 - Tentativa de fuga...


Fanfic / Fanfiction My Hybrid Cat (Vkook-Taekook) - Capítulo 28 - Tentativa de fuga...

Dias atrás


Estava dormindo agarradinho com o Moço Kook até que ouço a campainha tocar, levantei rápidamente sentindo um arrepio percorrer por todo meu corpo pelo som agudo da mesma.


– Ding-Dong – falei automaticamente saindo cautelosamente da cama, me sentia fraco, então andei segurando nos móveis do quarto até chegar na sala encontrando uma garota já dentro da casa, ela tinha cabelos ondulados que iam até a metade de seu ombro, usava uma blusa sem mangas vermelha com estampa de flores e um short jeans colado, era a garota mais bonita que já tinha visto na vida, a mesma me fita com uma careta no rosto que não conseguia identificar o que aquela careta significava então apenas joguei a cabeça para o lado segurando a barra da grande blusa branca que usava.


– O que faz na casa do meu Jeongguk? – sua voz melodiosa ecoa pela sala de estar, passei a língua entre os lábios ainda confuso.


– Não sabia que Moço Kook tinha dona – a garota se aproxima rapidamente assim notei que ela era um quase do meu tamanho, um pouco maior.


– Agora sabe – ela começou a falar de uma maneira tão rápida que não entendi quase nada.


– Eu gosto do Moço Kook – falei inocentemente, do nada a garota para de falar e gargalha debochando.


– Se ele não quer ficar comigo, imagine com você – se aproxima mais e mais – É melhor se afastar dele, coisa – a garota aponta o indicador próximo ao meu rosto com uma feição totalmente irritada – Jeongguk é meu, apenas eu.


– Acho... que não – respondi encolhendo os ombros, desde quando o Moço Kook tinha dono, ele não era algum tipo de híbrido, ou era? Bem que suspeitava de seus dentinhos salientes que lembram um coelho, mas e seu rabinho e sua orelhinha? Ele não tem?


– Cala a boca – sou surpreendido quando a garota me empurra fazendo meu corpo chocar-se contra o chão gélido me fazendo soltar um gemido de dor, arregalei os olhos quando senti a garota puxar minhas orelhas me fazendo soltar um miado agudo – Oh, não é de mentira – gargalhou novamente me soltando com brutalidade – Agora pode sair da minha frente e não ouse falar nada – segue em direção ao corredor.


Sentia lágrimas grossas e quentes caírem em meu colo e instantaneamente levantei com dificuldade acariciando minhas orelhas que ardiam e corri em direção ao meu quarto cambaleando ao fechar a porta, me joguei em minha cama agarrando minha coberta.


                                        Atualmente


Arregalei os olhos quando Yoon entra no quarto trancando a porta rapidamente com as mãos trêmulas com o cartão de acesso, o mesmo tira o colchão de sua cama e prende na porta, quanto eu quanto Hobi e Baek fitavamos tudo sem entender.


– Precisamos sair daqui, é a nossa chance – Yoon se mantinha com uma feição assustada e respiração ofegante.


– O que está acontecendo? – Baek pergunta sem entender nada – Como iremos sair? Esse quarto nem tem- espera...


– Sim, vamos logo – rapidamente Suga entra embaixo de sua cama, logo ouvimos fortes batidas na porta.


– Abram a porta agora, não iremos machucar ninguém se se renderem, estamos do mesmo lado não é? – a voz ríspida do Seong Lee acoa por todo quarto me causando arrepios, logo as fortes batidas começam novamente, dessa vez eles conseguem abrir um fresta na porta.


– Vamos, vamos – Suga berra já dentro do tubo de ventilação.


Deixei Hobi e Baek entrarem primeiro, quando estava prestes a entrar senti meu pé ser puxado começando a me desesperar, Baek com uma certa dificuldade agarra minha mão me puxando junto consigo, começei a chutar a mão que me puxava desesperadamente até conseguir me soltar e rastejar o mais rápido que podia, quando finalmente chegamos na parte mais aberta do tubo de ventilação, rapidamente com a ajuda de Hobi, Suga conseguiu abrir a mesma passagem da manhã anterior que ficava embaixo da gente, assim pulamos um de cada vez dando de cara com um dos funcionários do Seong.


– O-O quê? – o funcionário nos fita com os olhos arregalados, sem perder tempo Suga a prensa contra a parede pegando seu cartão de acesso.


– Desculpe mas não suporto ficar mais um dia aqui e você será útil – usa seu tom de voz ameaçador quase me fazendo rir – Agora me diz, onde esta Irene?


Como um cachorrinho, o funcionário que usava roupas brancas que lembram um médico nos guiou trêmulo até uma sala que estava vazia e escura, havia apenas uma luz, a luz estava sobre o rosto de Irene que parecia desacordada em cima em uma maca usando apenas um vestido estilo de hospital e meias em seus pés. Fiz um simples sinal avisando que iria até ela, a livrei das algemas que prendiam seus pulsos e a chocalhei minimamente.


– Taehyung – sua voz saiu falha quase como um sussurro – Vocês vieram.


– Claro, não iriamos te deixar aqui – Suga fala atrás de mim, olhei para o funcionário que ele estava prensando e vi o mesmo adormecido em outra maca, nos assustamos quando um sinal vermelho começou a ascender em todo o corredor.


– Precisamos ir – Baek cita apreensivo.


– Consegue levantar? – perguntei para Irene e a mesma assenti se pondo sentada na maca, a ajudei a descer assim saimos às pressas da sala.


– Ei vocês – Seong Lee berra no final do corredor acompanhado de dois seguranças armados.


– Eu distraio eles – Hobi avisa dando sinal para que seguimos em frente, recusei mas meu corpo é puxado por Baek me levando junto consigo, fitei Hobi socar o rosto de um dos seguranças de Seong tirando a arma que ele usava, o mesmo nos acompanha agora com a arma em mãos.


Notei Hobi parar bruscamente acertando em cheio um segurança com a bala da arma, me surpreendi ao notar que a "bala" não matava e sim te dava um belo de um choque que te deixava paralisado.


– Wow – Hobi sorri surpreso apontando a arma para Seong Lee que recua.


– Yoon o que você está fazendo? – puxei seu pulso ao notar que o mesmo parou do nada quando estávamos perto do fim do extenso corredor branco.


– Você confia em mim, TaeTae? – sorri ladino se livrando do meu aperto em seu pulso – Irei me sacrificar, tome isso – me entrega o cartão de acesso me fazendo arregalar os olhos – Me desculpe, agora vai – vira-se de costas para mim, sem pensar duas vezes o abracei por trás soluçando alto – Seu cio, TaeTae – fala retórico me fazendo parar com os soluços e apertar mais seu corpo magro contra o meu – Já enviei nossa localização para Minie, agora vai, eles estão te esperando na saída.


Sou novamente puxando contragosto por Baek que sussurra algo reconfortante em meu ouvido logo voltamos a correr, chegando finalmente no fim do corredor, com as mãos trêmulas ergui o cartão de acesso passando pela visor de segurança, mas deu vermelho, tentei novamente e vermelho novamente, encostei a testa na porta desistindo.


– Tae! – ouvi Hobi gritar atrás de mim – Toma – me joga uma arma igual a sua, me aproximei de si fitando que havia muitos seguranças vindo, Hobi atirava sem parar, assim que tentei atirar pela pressão acabei cambaleando para trás, tentei novamente e acertei um segurança, quando tentei novamente...


– Hobi a bala acabou, meu deus – joguei a arma com uma certa brutalidade no chão, notei que Bae e Irene me fitavam incrédulos – O quê? – nos obtive resposta.


A porta principal é aberta me fazendo arregalar os olhos, quando ela abre por completo consigo avistar Suga sorrindo com seu sorriso angelical me fazendo querer soca-lo com todas as forças, rapidamente Baek e Irene seguem para o lado de fora, tomei a arma das mãos de Hobi fazendo sinal para que ele também fosse, arregalei os olhos quando notei mais seguranças se aproximando.


– Fechem a porta – berrei praticamente implorando.


– Você é louco? – Suga berra de volta.


– Fecha logo, caralho – quis rir da maneira linda que esse palavrão saiu de minha boca, assim que a porta estava por trinta centímetros de se fechar, joguei a arma no chão e corri em direção a mesma deslizando lindamente assim a porta se fecha atrás de mim.


– Boa mas nada de palavrões – Suga pega uma espécie de martelo que tinha naquele "estacionamento" e quebra o painel onde passava o cartão de acesso impossibilitando de alguém abrir a porta por dentro – Agora a parte mais fácil, só corre!


– Tae – Irene chama minha atenção me ajudando a levantar – Seus cabelos... – sorri docemente virando as costas para mim seguindo Suga que corria igual louco, joguei a cabeça para o lado passar os dedos em meus cabelos.


– Estão vermelhos – Baek fala indiferente começando a correr tentando acompanhar Suga.


– Confesso que você está muito gostoso assim – Irene gargalha da careta incrédula que a lanço.


– VAMOS LOGO, NÃO SÃO VOCÊS QUE TEM QUE ESPERAR PARA BEIJAR A BOCA MAIS GOSTOSA DA CORÉIA DO SUL INTEIRA – Suga berra como se estivesse quilômetros de nós.


– Não berra, caralho – revirei os olhos, Yoon me fita incrédulo erguendo seu pulso cerrado.


– OLHA A BOCA.


Assim que chegamos finalmente na saída do estacionamento somos surpreendidos com uma espécie de monstros, logo reconheço, os híbridos corrompidos, logo notei que os mesmos estavam presos em correntes, era muitos é notável que acabamos de acorda-los.


– Meu deus – Irene e Baek berram em uníssono.


– Vejo que conheceram meus cães de guarda – Seong Lee surge das sombras com um sorriso ladino na cara enrugada me fazendo berrar pelo susto.


– Ah!


– Vamos embora – Yoon sussurra para apenas nos ouvirmos.


– Não tão rápido – somos cercados pelos seguranças medonhos, senti um me segurar pelos ombros me fazendo berrar mais uma vez, só que dessa vez, cinquenta vezes mais fino.


– AAAH!!!


– Puta que pariu fiquei surdo – Baek que estava ao meu lado reclama assim como o segurança que estava atrás de mim se afasta, notei que ele era um híbrido cachorro então suas orelhas eram sensíveis.

– Suga, você está pensando no que eu estou pensando? – fitei Suga sério tentando tirar o sentimento de vergonha de mim.

– Se for no cara que tem a bunda mais gostosa da Coréia, cujo o nome Park Jimin, sim estamos pensando na mesma coisa, na verdade, pare de pensar se estiver pensando.


Filho da puta...



Notas Finais


Eu tinha que fazer isso desculpa, mas acho super cute, imagine se fosse realmente assim?! TaeTae com a voz mo grossa, rouca, maravilhosa e seu grito muito agudo :,)

Não vejam Tzuyo como a má da história ela... ela... ela... ela só é um acrescento.


Minha escrita está uma merda, desculpa...

Estou mo triste, avô do Taehyung faleceu esses dias se você não sabe, ai cara, imagine perder sua avó alguns anos depois seu avô?!

Se quiserem conversar me chamem no instagram: @/sra_armyx

Todo mundo muito loko, loko, loko, loko

Beju com brigadeiro ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...