História My Hybrid, My Love - Capítulo 1


Escrita por: e PopBlue

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Abo, Lemon, Personagens Originais, Romance, Yaoi
Visualizações 16
Palavras 1.049
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hey galera!!
Aqui estamos, em mais um projeto ksksks
Esse vai, eu prometo
{Iniciado: 15/05/2018; 21:30 |Finalizado: 02/06/2018; 17:22}
Era pra ter sido postado dia 8 de agosto, dia internacional do gato, mas só deu hoje

Capítulo 1 - John.


My Hibrid, My Love

" Você é um garoto complicado, sua familia é dificil e suporta vários problemas com você... "


  O garoto sempre ouvia essas palavras quando desabafava com sua psicóloga do colégio, E era verdade… John era o tipo de garoto que mente no olhar, que perdeu toda a sua alegria e brilho no olhar por causa de alguns babacas, agora nada mais conseguia afetar o coração frio do garoto


  Tudo isso começou quando resolveu assumir-se pra família, era gay, e achava que iria ser aceito e ter uma vida perfeita… Agora se encontrava torcendo pra que algum caminhão desgovernado o atropelasse, e de preferência, que lhe matasse logo


  Agora, John finalmente estava saindo daquele inferno escolar, que sinceramente não entendia… Alunos são obrigados a estudar mil e uma de uma vez, são obrigados a conviver com Bullying e ainda tem que levar o peso de ser um bom aluno pois aquilo vai ser extremamente importante para sua vida… E ainda diziam que "a vida é ótima"...


   Ele saiu assim… No meio da chuva que castigava qualquer um que estivesse no meio dela… Pouco se importando se pegaria um resfriado,ou seria assaltado, perdido entre pensamentos…


Ah!? —John se assusta com algo batendo na sua perna, porém, respira aliviado quando constata que era apenas um gatinho de rua


 O gatinho mia e se esfrega em sua perna, desejando carinhos e talvez um pouco de comida, já que ele estava quase esquelético… Na verdade, ao vê-lo, John sentiu pena do mesmo… O humano lhe compreendeu, afinal, viviam aparentemente em uma situação parecida... O felino estava acabado pela vida, corpo esquelético, pêlo sujo e uma das patinhas machucadas,provavelmente algum bêbado fez isso, por lá não faltava ocorrências como essa



Eh... O que foi?... —John se abaixa, checando antes se não tinha nenhum dos valentões da escola passando por alí, essa hora era perfeita para ser atacado sem nem ver quem foi. E em resposta, o gatinho mia novamente, se sentando e balançando as orelhinhas, bravo pelo humano não estar lhe entendendo — Você é fofinho, o que faz por aqui?... —John estende uma de suas mãos para o gatinho cheirar.


 O gatinho mia e se esfrega na mão de John, Extremamente manhoso, Se perguntou por que alguém deixaria um gatinho fofo assim… Machucado na rua, contando com a sorte de ninguem vê-lo e tentar alguma maldade com ele…


 O mundo em que vivem é perigoso, ainda mais para animais abandonados como aquele gatinho… Nunca se sabe que tipo de maluco lhe veria… Naquele lugar, o felino poderia ser agredido, maltratado, morto ou até mesmo abusado por algum humano nojento...


Te abandonaram?... —John pergunta e o gatinho balança a cabeça em afirmação— Imaginei... —Antes que pudesse falar mais, o garoto nota um grupinho de valentões se aproximando— Me perdoa, mas eu preciso ir —Rapidamente John se levanta e se afasta


 O gatinho quase cai, e logo sente falta das mãos do maior e se encolhe em um cantinho, esperando vê-lo novamente, finalmente tinha achado alguém legal com ele e não ia deixá-lo ir tão cedo



No dia seguinte...




 Novamente, O gato se posiciona no mesmo local, atento a rua e a qualquer garoto que parecesse com o do dia anterior; ficou horas ali… Esperando seu "amigo" passar, e se animou quando ele finalmente viu o humano logo parar por alí, começando um carinho no gatinho, que logo mia em satisfação


Oi, fofo... —John sorri pra ele, bobo com toda essa fofura, O gatinho mia animado e se deixa levar pelos carinhos— Você é fofo!, e é ainda mais assim —John ri, percebendo o gatinho arranhando-lhe de leve e balançando as orelhinhas, pedindo por colo; John demora pra entender, e meio sem jeito, pega o gatinho no colo, lhe enchendo de carinhos


 O menor aceita todos,manhoso como sempre,porém logo sua fome volta, afinal, era um gatinho de rua, mal tinha o que comer


O que foi?... —John estranha um pouco o comportamento dele. O pequeno mia e se vira de barriga pra cima, tocando com a patinha em cima da mesma e olhando pidão pra John, quase implorando por comida


Ah... Bem, acho que eu tenho algo aqui... —John procura em sua mochila, e de lá tira uma sanduicheira de plástico, com um lanche inteiro dentro— Toma... Eu não como, assim eu te ajudo e você me ajuda... —John coloca a sanduicheira aberta pro gatinho no chão


 O gatinho cheira por um breve tempo e logo depois come, tentando não parecer desesperado, mas meu deus, o gato estava quase literalmente morto de fome


Eu vou tentar trazer mais pra você amanhã, prometo — John diz se sentando no chão ao lado do gatinho, o mesmo mia baixinho, tocando na sanduicheira e logo depois apontando pra Jonh,meio que perguntando "por que você não come?" — Eh... Bem, eu não tenho a mínima vontade de comer... Nada me dá fome... Então eu tomo bronca da minha tia em casa por isso, mas não adianta nada... —John felizmente entende e responde o que o gatinho queria


 Se o gatinho pudesse fazer uma expressão, essa seria tristeza… O gatinho sobe no colo de Jonh e se aconchega por debaixo da blusa dele, buscando calor e carinho, e meio que dizendo "Não fica assim"


Fofo... —John sorri com isso, lhe fazendo vários carinhos— Eu vou falar com a minha tia... E quem sabe ela me permita te adotar…


— ...Meow! —O gatinho mia alto e alegre em resposta, lambendo a mão que lhe fazia carinhos


Fofo... Também gosto muito de você... —John o aproximou de seu rosto e deu um beijinho no topo da cabeça do felino, que reage balançando as orelhinhas e cobrindo o rosto com a pata— Coisa mais linda… —John sorri e o abraça— Me promete uma coisa?... Que não vai me abandonar nunca?...


— ...Mya! —O gatinho mia e afirma com a cabeça, lhe devolvendo o abraço


Eu… Confio em você... De verdade... —John sorri


— Nyan… —O pequeno mia e balança as orelhinhas alegremente


Meu fofo —John lhe dá mais uns beijinhos— Já está satisfeito? Preciso ir pra casa antes que minha tia brigue comigo…


— Mya! — O gatinho afirma e logo é deixado no chão pelo maior


Te vejo amanhã —John deixa o resto do lanche no chão e pega sua sanduicheira, logo indo pra casa



Notas Finais


E aí??
Já descobriram o "mistério" dessa Fic?

Comentem, compartilhem e favoritem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...