História My Innocent Hybrid - Yoonmin e Vkook - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Namjin, Vkook, Yoonmin
Visualizações 286
Palavras 3.294
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Fluffy, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey meus amoresssssssss ❤❤❤
Nós realmente sentimos muito pela demora, e sentimos muito a falta de vcs 💔💔💔

Esperamos muito, que este cap valha um pouco a pena pra vcs 😟😟😟😟

Capítulo 10 - Preocupações


Fanfic / Fanfiction My Innocent Hybrid - Yoonmin e Vkook - Capítulo 10 - Preocupações

-Anteriormente On-

Pov Taehyung

A tarde com Jungkook foi agradável, acho que Jungkook é uma pessoa muito boa, pois o mesmo comprou chocolates, roupas pra mim, com seu dinheiro e um lanche muito, muito bom. Eu já estava decidido, eu iria me abrir com Jungkook, não aguentava mais guardar isso comigo, eu queria poder de alguma forma ajudar minha família, talvez Jungkook poderia me ajudar, ou sei lá, eu só queria responder às perguntas que rodeiam sua mente.

- Jungkook, a-acho que estou pronto para te contar um pouco sobre mim. Digo a ele com receio.

- Fique a vontade, vou estar aqui pra te escutar. Ele diz pegando o controle para desligar a TV voltando sua total atenção a mim.

- Então Eu fugi de um lab.. No momento em que eu começava a falar, o telefone de Jungkook toca. Então ele se aproxima da mesa de centro o pegando e atendendo logo em seguida.

- Oii Yoongi! Ele diz animado, acho que era o amigo que não estava em casa mais cedo. Mas logo em seguida sua expressão muda drasticamente, o que me deixa curioso, para saber sobre o que eles conversavam. A preocupação era evidente em seu rosto, então ele desliga.

Pov Jungkook

Tae decidiu que estava pronto para me contar um pouco sobre ele, eu realmente estava curioso, perguntas sem respostas rodeavam minha mente, eu queria saber mais sobre Tae, mas não queria parecer inconveniente. Ele estava começando a me contar, quando meu telefone toca, mostrando na tela o nome de meu Hyung, finalmente, ele deve ter visto minhas mensagens, então o atendo de imediato.

- Oii Yoongi! Digo animando, estava com saudades de falar com meu amigo.

- Oi Jungkook, queria te avisar que vi suas mensagens, desculpa por não ter te respondido antes, nos falamos depois tudo bem, agora não é o momento. Antes mesmo de responder, Yoongi desliga, me deixando muito preocupado, no que será que meu amigo se meteu? Droga, ele falou tudo tão rápido, sua voz estava visivelmente nervosa.

-Anteriormente Off-

Pov Taehyung

- O que aconteceu? Pergunto para Jungkook, que ainda permanecia pensativo e preocupado.

- Não sei Tae, acho que aconteceu alguma coisa com meu amigo. Ele fala evidentemente preocupado.

- Ele não entrou em detalhes? Pergunto novamente

- Não, ele me parecia nervoso, falou tudo muito rápido, disse que não era o momento. Diz olhando para baixo.

- Fica tranquilo Kookie.. Digo para deixá-lo mais calmo

- Kookie? Ele diz me olhando e sorrindo. Foi aí que eu percebi que deixei escapar um apelido.

- D-desculpa eu n-não. Fico nervoso em uma tentativa falha de me explicar, era como se as palavras desaparecessem, meu rosto ardia em vergonha.

- Fica tranquilo TaeTae, eu gostei. Diz novamente com um sorriso estampado em seu rosto. Como se fosse um imã não pude deixar de sorrir também, Jungkook se mostrava cada vez mais legal comigo e eu gostava quando ele sorria.

- Acho que já está tarde né. Ele diz bocejando o que consequentemente me faz fazer o mesmo.

- Não Kookie.. Digo. Por mais que estivesse com sono, queria continuar assistindo.

- Eu te vi bocejar também, acho que está cansado. Ele diz me olhando desconfiado.

- Não estou..

- Admita Tae, você está sim. Ele diz com o rosto muito perto.

- Não estou não. Digo sorrindo de lado, percebo que nesse momento seu olhar desvia para minha boca e em uma fração de segundos ele me derruba no sofá me enchendo de cosquinhas, não conseguia para de rir, e Jungkook não parava.

- Você não está cansado Tae? Ele me pergunta com um sorriso travesso, me ameaçando a continuar com as cócegas.

- Kookie eu não e-estou. Digo com dificuldades, pois o mesmo continuava com a tortura.

-E agora ? Ele diz rindo junto comigo.

- Estou Kookie.

- Está o que? Ele diz erguendo uma sobrancelha me olhando com ar de riso.

- Estou C-cansado. Digo me rendendo.

- Vem, vamos subir, vou te ajudar a arrumar o quarto. Ele diz se levantando e estendendo sua mão para me ajudar a levantar.

Pov Yoongi

~ Horas antes On..

Estava me divertindo muito na festa enquanto conversava com Jack e nossos amigos, relembrando de nossas travessuras de quando éramos mais jovens. As vezes desviava meu olhar para o hibrido que também parecia se divertir bastante, enquanto observava a piscina com uma certa curiosidade. Logo voltei minha atenção a conversa que me pareceu entrar em um assunto bem interessante.

- Yoongi, você lembra de quando fomos pichar o muro da escola, eu você e os meninos. Diz Jackson tentando prender o riso.

- Lembro sim, a gente só foi pego aquele dia por culpa do Namjoon. Falo empolgado.

- Mais uma vez colocando a culpa em mim né Suga, a ideia do muro foi sua. Diz indignado por eu ter o culpado.

- Sim, ele tropeçou nas latas, fez aquele barulhão todo, até tentei correr, mas fui pego pelo segurança af. Jack fala relembrando daquele fatídico dia em que todo mundo rodou.

- E o pior foi o Jin no dia seguinte, nos dando o maior sermão em todos nós, dizendo que éramos um bando de irresponsáveis e imaturos. E no fundo ele tinha razão, por que na semana seguinte lembro que levamos outra advertência, por picharmos o outro muro, com um pedido de desculpas. Digo rindo

- E não entendo até hoje por que o Jin ficou me evitando e nem sequer um beijo eu ganhei naquela semana. Namjoon diz inconformado pelo ação de seu namorado.

- Verdade, não sei o que tínhamos na cabeça. Fala J Hope rindo com o pessoal.

- E como sempre Jungkook se safava, com aquele rostinho angelical de criança inocente, que de inocente não tinha nada. Namjoon fala.

- Mal sabia que Jungkook era o primeiro a topar. Falo lembrando de meu amigo que estava prestes a voltar de viagem.

Sou interrompido por um grande alvoroço se formando envolta da piscina, onde antes se encontrava Jimin que agora estava fora de minha visão, e um grito estridente de MinHye. Ao vasculhar e realmente não conseguir encontrar Jimin em meio aquela multidão, sinto um aperto em meu coração e um desespero tomar conta do mesmo. Sem pensar, me direciono correndo em direção a piscina, onde a visão que tive foi a mais assustadora de todas, pois o corpo do hibrido se encontrava no fundo da mesma , sem nenhum movimento. Sem me preocupar com nada, me jogo dentro da mesma com roupa e tudo, mergulhando em direção do meu pequeno, o pegando rapidamente para o tirar da água, Jack e os meninos me ajudam a tirá-lo de lá o colocando próximo a beirada, rapidamente me retiro da piscina indo em direção ao corpo sem movimento do pequeno, aquilo me desesperou, pois nada vinha a minha mente, e todos olhavam desesperados igualmente a mim, menos MinHye, que parecia indiferente com tudo aquilo.

- Vamos Jimin, acorde !!!!. Disse enquanto o balançava.- Não faça isso comigo !!!!

Disse isso mas nada acontecia, ele não movia nenhum músculo sequer, então em um súbito pensamento, me veio a ideia de fazer a respiração boca a boca, e foi exatamente o que fiz, levei minhas duas mãos ao tórax do hibrido e comecei a pressioná-las com uma certa força numa sequência de 4 pressões, e logo em seguida, levei uma de minhas mãos até o seu pequeno nariz, impedindo que o ar saísse pelo mesmo, e com a outra segurei seu queixo, o pressionando para baixo fazendo com que seus lábio se separassem, girando um perfeito ó, lentamente encostei seus lábios quentes sobre os seus, que se encontravam gélidos, começando assim o processo de respiração boca a boca.

Continuei com o procedimento durante alguns minutos e nada, aquilo estava me desesperando. “Por favor Jimin, eu imploro”. Em um ato repentino, Jimin começa a tossir freneticamente a água que se encontrava em seus pulmões, e volta a respirar com dificuldade, mas continua inconsciente, aquilo por mais aliviante que fosse, eu ainda me encontrava desesperado, pois o meu pequeno não acordava , e ainda respirava com dificuldade.

Decido pegar o hibrido no colo, e levá-lo ao médico, pois eu tinha certeza de que mesmo o pior tendo passado, ainda havia algo de errado. Com a ajuda de meus amigos, levo o pequeno até o carro, pedindo desculpa pelo ocorrido, e por não poder ficar mais na festa, mas os mesmos disseram que não haveria problemas, e que era para eu ir as pressas com ele para o hospital mais próximo que tivesse, e que iriam querer notícias, e foi exatamente o que eu fiz, liguei o carro assim que me certifiquei que o pequeno estava totalmente seguro, e dei partida seguindo para o hospital, mas não iria no mais próximo, pois queria me certificar que não houvesse nenhum problema, eu iria no melhor hospital da Cidade, que por coincidência era próximo de onde eu estava.

Havia chegado ao hospital, estava apavorado com o fato de Jimin ter se afogado, e continuar inconsciente. Coloco Jimin em meus braços, o carregando em direção a entrada do hospital.

- ALGUÉM POR FAVOR PODERIA ME AJUDAR, É UMA EMERGÊNCIA!! Grito sem pensar duas vezes, chamando a atenção dos que estavam mais próximos e da enfermeira que estava na recepção, que no mesmo momento veio em minha direção.

- Poderia me informar o estado dele? Ela me pergunta segurando uma prancheta em mãos.

-E-Ele caiu em uma piscina, se afogou e está i-inconsciente! Digo tudo muito rápido e nervoso, pois eu só queria ver Jimin bem novamente.

- Tudo bem, tenta se manter calmo ele vai ficar bem .. Ela diz tentando me manter tranquilo e com dúvida no final da frase evidenciando sua curiosidade em saber meu nome.

- Yoongi, Min Yoongi. Completo, observando os médicos vir com uma maca ao meu encontro, coloco Jiminie cuidadosamente sobre esta. Seus cabelos grande e meio molhado tampavam suas orelhas de gatinhos, no momento em que levei ele ao hospital, esqueci de sua condição, estava e estou muito preocupado, só quero saber se meu Jimin ficara bem, mas ao lembrar das orelhinhas novamente me fez ficar mais preocupado com o que os médicos iam pensar a respeito disso, afinal não era a coisa mais comum de ser vista.

Depois de ser colocado na maca, Jimin é levado pelos médicos e me deixando com um aperto no coração e um sentimento de vazio, eu precisava estar ao seu lado, queria ser o primeiro a saber de seu estado, até tentei entrar junto na sala mas os médicos não me autorizaram, sentei em uns dos vários bancos vazios da recepção, o hospital não estava movimentado, pensei que por causa do horário talvez, lembrei de meu celular, por um momento pensei ter esquecido lá no Jack, sai tão desesperado, mas ao apalpar meu bolso da jaqueta, encontro o mesmo, pude perceber logo na tela de bloqueio diversas mensagens e ligações, desbloqueei meu celular logo verificando as mensagens, algumas do Jackson perguntando se já havíamos chegado e como Jimin estava, uma da MinHye pedindo notícias, eu só queria saber como ela conseguiu meu número novo, e diversas mensagens de Jungkook dizendo que havia chegado de viagem, que ia passar na minha casa para contar as novidades, depois outras perguntando por que eu não estava em casa. Ele deve ter ido lá, deveria ligar para dar sinal de vida e avisa-lo que depois nos falaríamos com mais calma. Vou na agenda, procuro por seu contato e ligo. Estava tão absorto com tudo que estava acontecendo, tudo muito rápido que nem chequei meu celular.

- Oii Yoongi! Jungkook diz animado, antes mesmo de eu falar oi.

- Oi Jungkook, queria te avisar que vi suas mensagens, desculpa por não ter te respondido antes, nos falamos depois tudo bem, agora não é o momento. Digo falando rápido demonstrado claramente meu nervosismo e preparando para desligar, pois vejo a enfermeira que antes perguntará sobre o estado de Jimin saindo da sala de emergência onde se encontrava o pequeno. Antes mesmo dele responder desligo indo em direção a mesma.

- Poderia me dizer como ele está?? Digo aflito pela sua resposta.

- Bom é Y-Yoongi certo? Ela diz com ar de dúvida, apenas concordo com a cabeça e ela continua.

- O paciente está em um estado delicado, Está com dificuldades de respirar o que consequentemente o deixou inconsciente pela falta de oxigênio no cérebro, ele terá que ficar internado sobre supervisão médica, os médicos irão introduzir uma intubação endotraqueal para ajudá-lo a respirar. Quando ela disse que Jiminie estava naquele estado, não pude deixar de ficar mais preocupado com sua situação, acho que o nervoso estava me deixando mal, senti minha visão turva, minhas pernas ficarem fracas, precisava me apoiar, antes mesmo de falar alguma coisa, senti a enfermeira me apoiando e conduzindo-me até um assento.

- Ei, fique calmo, me diz o que está sentindo. Ela diz calma

- Estou com mal estar, acho que é a preocupação. Digo

- Sim, por isso peço que se mantenha calmo, vou ali buscar um aparelho de pressão. Diz indo em direção a sua bancada se abaixando e pegando algum tipo de aparelho. Ela circula meu braço com o mesmo, logo em seguida dando o resultado de que eu estava com a pressão baixa.

~ Horas antes Off..

Pov Jungkook

Após ajudar Tae com as cobertas, deitamos cada um em seus quartos, eu estava quase pegando no sono quando de repente escuto um barulho vindo do quarto ao lado, era um resmungo, pensei ter sido coisa da minha cabeça, mas ao fechar os olhos, novamente escuto o barulho. Decido ver o que está acontecendo, talvez Taehyung esteja precisando de algo. Saio do meu quarto caminhando em direção ao dele, percebo que ao me aproximar os resmungos ficam mais constantes. Sinto uma preocupação tomar conta de mim e abro a porta com desespero olhando diretamente pra cama que estava com a meia luz do abajur no criado mudo do lado direito iluminando o corpo do hibrido todo encolhido e coberto dos pés a cabeça.

- Ei Taehyung tudo bem? Pergunto evidentemente preocupado.

- Não Kookie, TaeTae está sentindo uma dor aqui. Ele diz direcionado sua não para o peito.

- O que você está sentindo TaeTae? Dói muito?

- Uma sensação estranha Kookie, tá doendo m-muito. Ele diz choramingando.

- Vem. Digo estendendo minha mão para ajudá-lo a levantar. Ele suava frio, dizia estar morrendo de frio, eu nunca fui muito bom em diagnosticar de imediato o que a pessoa possa ter, sempre fui muito desesperado com esses tipo de situação, não sei oque pode estar acontecendo com ele, acho que a única opção é levá-lo ao hospital.

Peguei ele nós braços, ele se agarrou a mim, quase se fundindo ao meu corpo, sem muita dificuldade caminhei até a garagem e abri a porta do veículo com uma certa dificuldade. Coloquei o mesmo que ainda resmungava de dor, sentado no banco do passageiro e passei o cinto sobre seu corpo, estava muito nervoso e preocupado com sua situação, fiz tudo muito rápido, que quando vi já estava chegando no hospital.

- Aguente firme Tae estamos chegando. Digo a ele que tremia muito ao meu lado.

Entrei e estacionei o carro tirando Tae e o apoiando seu braço em meu ombro direito, caminho em direção a entrada do hospital. Na hora lembro da condição de Tae e me preocupo, ele estava com uma touca que eu coloquei em sua cabeça antes de vir. Então lembrei que meu amigo era doutor nesse hospital, então tenho a ideia de passar o Tae com ele.

- Boa noite, quero passar com o doutor Kim Minseok. Digo pra enfermeira na recepção que veio de imediato em nossa direção.

- Boa noite, ele não está disponível, pois se encontra na emergência, é muito urgente? Ela pergunta calma observando Tae que tremia com a mão no peito.

- Ele está sentindo fortes dores no peito, e eu precisava muito do doutor Kim Minseok agora! Digo demonstrado meu nervosismo.

- Preciso que fique calmo, me acompanha que um outro doutor vai diagnosticar o paciente.

Sem ter muita escolha caminho com Tae até um quarto para ser diagnosticado. Mas percebo que seu corpo fica mais pesado e pendendo para o lado, então percebo que ele tinha desmaiado

- Ele desmaiou, alguém ajuda aqui por favor!! Grito em puro desespero. Logo surge dois enfermeiros com uma maca, tirando Taehyung de meus braços e direcionando com urgência para a sala. Não hesitei em ir atrás dele, mas os médios bloquearam minha passagem dizendo que eu não podia entrar na sala. Eu queria estar junto de Tae, entrei em completo desespero, ele desmaio em meus braços, pode ser pior do que eu pensava, começo a me sentir mal, parado de frente a porta de emergência, percebo minhas pernas perderem as forças e a escuridão tomar conta de minha visão.

Pov Yoongi

Depois de muita insistência, decido tomar o soro, não gosto de admitir em voz alta, mas odeio agulhas. Mas antes da enfermeira me levar para a sala, entram dois garotos que aparentava ter minha idade um deles parecia estar muito abatido apoiado no ombro do outro que estava desesperado por ajuda, eles estavam de costas então voltei minha atenção para o celular, aproveitei para enviar mensagens para o Jack sobre a situação de Jimin, e ele disse que iria manter os meninos informados, depois de muito tempo esperando, ela me aparece com um olhar de preocupação.

- Está se sentindo bem? Ela pergunta.

- Estou melhor agora.

- lembro que você decidiu tomar o soro né. Ela diz me encarando. Droga achei que ela tinha esquecido

- Desculpa a demora é que hoje eu estou sozinha, as duas enfermeiras que ficam aqui comigo estão de folga, e ainda por cima chegou mais um paciente, na verdade dois né porque o outro desmaiou na porta de emergência e está se negando a tomar soro igual a você Sr Yoongi. Ela diz mostrando estar cansada e até um pouco estressada por conta do serviço.

- É mas agora eu já aceitei. Digo dando um meio sorriso para ser gentil com a moça.

- Vejo que está mais calmo. Ela diz

- Estou tentando. Digo para ela que assente com a cabeça.

- Vem vamos para a sala, irei lhe dar o soro e convencer aquele outro paciente cabeça dura, só por que eu estou sozinha hoje isso aqui está um caos. Ela diz com ar de riso.

Pov Jungkook

Eu apaguei de frente a porta de emergência, acordei deitado aqui em cima dessa maca, nessa sala branca, assim que despertei, eu não pensava em outra coisa a não ser em Taehyung naquela sala, a enfermeira da recepção dizia que eu deveria tomar soro, e eu me encontrava impaciente, não queria tomar soro só queria saber do Tae, então ela Disse que teria que buscar outro paciente e que tinha notícias de Tae, e eu teria que ficar esperando, e aqui estou eu esperando ela.

Escuto conversas do outro lado da porta, e então ela é aberta.

- Sr Yoongi admita você tem medo de agulhas. A enfermeira fala rindo. Então percebo ser meu amigo, o que ele faz aqui a essa hora? Então ele ri pra ela e direciona seu olhar para mim, percebo a surpresa em seu olhos.

- O que está fazendo aqui! Dissemos juntos. O que faz a enfermeira ficar com uma cara confusa

- Ótimo, os dois cabeça dura se conhecem. Ela diz baixo, mas conseguimos entender, pois olhamos no mesmo momento para ela que se encolheu e sorriu.

- A-acho que pensei alto. Ela diz vermelha e sorrindo de lado.


Notas Finais


Esse foi mais um cap feito com muito amor pra vcs 💓💓💓💓💓
Esperamos muito de coração, que vcs tenham gostado, e queremos deixar bem claro que não vamos abandonar a fic, e por mais que demoremos, o Cap vai sair 💖💖💖💖

Cada comentário que vcs nos mandam, é mais uma motivação e força para que continuemos ❤❤❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...