História My kind of angel - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Castiel, Dean Winchester, Sam Winchester
Tags Angel, Castiel sobrenatural, Castiel Alternativo, Dean Winchester, Hunter Castiel, Sam Winchester
Visualizações 16
Palavras 1.028
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


(Veja o final do capítulo para notas .)

Capítulo 9 - Capítulo 9: Você é da família


Dean podia sentir o olhar de Cas nele enquanto eles saíam do cemitério em direção ao carro de Castiel. Ele sabia o que estava por vir, só esperava até que ninguém mais estivesse por perto para entrar. Quando ele e Cas entraram, as coisas tendiam a ser pessoais rapidamente. Felizmente, Cas não disse nada quando os três se amontoaram na traseira do pequeno carro branco.

Gabriel, esperando se distrair com o silêncio tenso, limpou a garganta. "Portanto, Karma estar na cidade é uma coisa ruim. Ela é invencível sem a arma adequada que está ao vento no momento, então precisamos encontrar um feitiço que possa mandá-la de volta para o poço".

"Tenho vários livros sobre divindades, tenho certeza de que podemos encontrar um que funcione. Por enquanto, devemos tomar medidas preventivas. Feche o cemitério e garanta que ela não receba os sacrifícios de que precisa. Eu irei na estação e fale com o xerife ", Castiel assentiu em concordância.

"Nós ajudaremos da maneira que pudermos", acrescentou Sam. Ele sentiu Cas tenso ao lado dele.

"Você tem certeza? Eu sei que vocês querem chegar em casa", Castiel olhou pelo espelho retrovisor, seus olhos pousando em Dean, que estava se ocupando em olhar pela janela.

"Nós podemos fazer as duas coisas", respondeu Sam, seus olhos olhando para Gabriel.

Cas estreitou os olhos para Sam, mas não disse nada.

Quando o carro parou na frente da casa de Castiel, Dean ficou feliz em escapar. Ele ficou para trás, permitindo que Gabriel e Sam seguissem em frente enquanto ele ajudava Castiel a tirar as malas do porta-malas.

Cas caminhou até a beira da floresta para tentar se acalmar. Ele estava com tanta raiva que foi tudo o que pôde fazer para não bater em Dean.

Castiel notou como Dean olhou nervosamente em direção ao outro anjo.

"Eu vou pegar isso." Ele acenou para Cas então, pedindo a Dean que fosse falar com ele.

Dean sabia que não iria bem, mas ele sentiu a necessidade de se desculpar.

"Cas?" Dean falou gentilmente enquanto se aproximava.

O anjo não respondeu nem fez nenhum movimento para olhar para Dean.

"Olha, eu sei que você está chateado, mas-"

"Você?" Cas estalou, finalmente se virando para encarar o caçador.

"Sim, é bastante óbvio", Dean gesticulou para a postura tensa de Cas.

"Por que você faria isso?" Cas parecia traído como Dean tinha feito isso para machucá-lo deliberadamente. "E você escondeu de mim."

Dean abaixou a cabeça. "Sinto muito. Eu sabia que você não me deixaria ir sozinha e ..."

"Você não me queria lá", Cas adivinhou, terminando por ele.

"As coisas estão realmente tensas entre nós ultimamente", Dean bufou, seus ombros caídos para frente.

"Isso deveria melhorar isso?" Cas rosnou. Ele odiava o quão tenso as coisas eram, mas isso era demais.

"Eu não sei como consertar as coisas com você. Eu sei que estraguei tudo e sinto muito, cara, eu realmente sinto. Eu deveria estar lá por você e não estava. Mas será sempre assim porque eu não posso fazer isso. Você é da família, Cas e não podemos ... eu não posso lidar com isso. "

Cas virou-se, incapaz de olhar para os tristes olhos verdes de Dean. Isso o machucou.

"Você sabe como me senti quando recebi sua oração? Foi interrompida e só pude pensar o pior. Quando Sam me disse que você foi embora com ele ..." Cas rangeu os dentes. "Então descobrimos que era Karma e ... Dean, você é muito importante para mim. Eu não posso te perder ou Sam, você não entendeu?"

Dean abaixou a cabeça quando Cas voltou seu olhar gelado para ele.

"Eu sinto Muito."

"Você sente? Porque eu não posso deixar de me preocupar com o que você fará em seguida", o tom de Cas era tão frio quanto seus olhos.

"Você não confia em mim", aquelas palavras atingiu Dean como uma tonelada de tijolos.

"Você está arrasado e eu estou ..." Cas se interrompeu, não era hora de seguir por esse caminho.

"Você é o que?" Dean pressionou.

"Nada."

"Não faça isso. Se você tem algo a dizer, diga."

Cas não respondeu.

"Você o que Cas?" Dean exigiu dando um meio passo em direção ao anjo.

"Eu não tenho mais utilidade para você. Pronto, feliz?" Cas estalou. "Eu sou apenas um anjo quebrado."

O queixo de Dean caiu. Ele sabia que era culpa dele que Cas se sentia assim. Ele desejou poder voltar atrás. Desfazer o dano, mas não havia como. "Você sabe que isso não é verdade. Você pode ter menos energia, mas não está aqui como um utilitário, Cas. Você é da família."

Cas balançou a cabeça. "Você me disse que precisava de um descanso e é por isso que não estava com pressa de voltar para casa. Então, por quê? Por que ir com ele? Por que aceitar o caso?"

"Eu apenas pensei que era uma simples caça aos carniçais. Cas-tiel estava falando sobre como a comunidade de caçadores estava sobrecarregada ultimamente e eu não achava que isso seria um grande negócio."

"Diga-me uma coisa, Dean, você realmente não está com pressa porque quer respirar, ou é apenas um fã de Castiel?" Cas cuspiu o nome, mesmo que fosse dele também.

"O que?" Dean piscou para o anjo.

"Sam mal tirou os olhos de Gabriel desde que chegamos. Gabriel vivo, caçador de força, Castiel. É o que vocês dois querem. Por que você está com pressa de chegar em casa?" O tom de Cas era acusador, assim como seus olhos.

"Você realmente acha que é disso que se trata?" Dean estava ficando frustrado agora.

"Eu não posso deixar de pensar", Cas estalou.

"Droga, Cas. Você pode parar de criar problemas onde não há um. Não faça disso uma competição. Ele não é você. Eu sei disso." Dean passou a mão pelo cabelo em frustração.

Cas apenas olhou para Dean antes de passar por ele e voltar para a casa.

Dean não mentia, ele gostava desse caçador Castiel, mas ninguém jamais poderia substituir seu anjo. Cas tinha que saber disso, certo? Dean decidiu apenas atribuir o incômodo a Cas. Ele se acalmava e percebia que estava apenas imaginando coisas. Porque sério, Sam se apega a Gabriel? Não é provável


Notas Finais


Deixe-me saber o que você pensa!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...