1. Spirit Fanfics >
  2. My Kind Of Woman — Fillie >
  3. Especial

História My Kind Of Woman — Fillie - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


eu estou com milhares de ideias para essa fanfic e não consigo parar de escrever! ela já tem até uma segunda temporadakkkkk mas não vai ser tão longa, acho que faltam uns 5 capítulos para essa temporada terminar, ou até menos.

Capítulo 12 - Especial


Fanfic / Fanfiction My Kind Of Woman — Fillie - Capítulo 12 - Especial

Abri os olhos, me deparando com o teto cheio de estrelinhas, e por um segundo eu me perguntei aonde eu estava, até eu olhar para o lado e ver Millie dormindo de costas pra mim.

Confesso que eu tinha achado estranho o pedido dela para eu ir dormir com ela? Só que eu conhecia a garota e sabia que não se tratava de sexo ou algo do tipo. Mas também não é como se eu não aceitaria se tratasse disso. Nossa, isso soou muito idiota. 

É que Mills nunca falou sobre a sua virgindade, mas tudo em relação a ela, me fazia pensar que devia ser especial.


Meu deus, quem sou eu e o que Millie fez comigo. Há dois meses atrás eu estava transando com garotas que eu acabei de conhecer, e confesso que apesar de eu ter toda essa fama de mulherengo, eu nunca havia convidado nenhuma garota para um encontro, ou ficado sério com alguém, Ayla até chegou perto, mas o que eu sinto por Millie é muito diferente.


— Bom dia. — a morena me afastou dos pensamentos com um selinho.


— Bom dia, Mills. — a abracei e escutei o meu celular tocar.


Olhei para a tela do aparelho e eu estava com milhares de notificações e ligações, o que será que tinha acontecido?


Atendi a chamada de Noah e ele começou com os seus gritos histéricos.

"FINN ACORDA VOCÊ TÁ FAMOSO!" ele grita e eu e Millie começamos a rir dele.

"Espera, como assim famoso?" perguntei curioso.

"Esqueceu do festival de ontem a noite menino? Falaram que o show da Calpurnia foi melhor que o da Billie Eilish, ela e o The Weeknd até falaram sobre vocês nas redes sociais, fora que todo mundo está comentando sobre a boiolice sua e da Mills." era muita informação para processar, como tudo isso poderia ter acontecido em uma noite?


Entrei no twitter e eu estava com mais de 200 mil seguidores, Calpurnia e Finn eram os assuntos mais comentados nos trend topics.

— Finn, isso é demais! Eu estou tão feliz por vocês! — Millie me abraçou.

— O problema é que tá todo mundo querendo saber quem é você, eu não quero te expor Mills, e to até com medo que as fotos do show cheguem até o seu pai. — alertei e a garota pareceu assustada.

— Tenta desviar o assunto quando perguntarem, fala outro nome sei lá. — ela pediu.

— Mas eu não quero que pensem que eu estou com outra pessoa, eu quero que seja você, Mills — disse e ela sorriu para mim — Mas eu vou dar um jeito, eu prometo! — beijei a testa da mesma e levantei da cama — Eu já vou indo, a minha mãe deve estar surtando lá em casa. — dei um beijo nela e a mesma acenou para mim.

Logo que pulei do telhado do quarto de Millie, vi que a irmã mais nova dela estava brincando no quintal, comecei a rezar pra que ela não tivesse me visto.

— Você é o amigo da Millie né? — a loirinha me assusta e eu começo a pensar em milhares de explicações para eu estar no quintal dela.

— Oi, sou sim, você é a Ava né? — a pequena assentiu com a cabeça, mas pareceu confusa por eu saber o nome dela — Sua irmã sempre fala de você. — falei e observei os olhos da menina brilharem.

— Que legal! A Millie não acordou ainda, você veio ver ela? — ela perguntou curiosa.

— Não, deixa ela dormir, é que eu moro na casa do lado e to procurando o meu skate que veio justo pra cá — isso nem fazia sentido Finn — Se você ver ele você pode me avisar?

Ava assente com a cabeça, eu apenas aceno para ela e vou para casa.


— Filho! — minha mãe me abraçou logo que eu entrei em casa — Eu vi o seu show por uma live sério, até me emocionei aqui. — comecei a rir.


— Eu fui no show para fazer surpresa, mas depois nem quis falar com você pra não atrapalhar o casal. — Nick me provocou.


— Mas quem é essa menina? Meu filho finalmente tomou vergonha na cara ou é só mais uma? — Mary indagou e eu fiquei com vergonha.


— Eu acho que eu finalmente tomei vergonha na cara, mãe eu tô apaixonado! — admiti e Nick riu da minha cara — Ela vai amar conhecer vocês, ela é a melhor pessoa que eu já conheci. — me arrependi de ter falado isso porque provavelmente a minha mãe já iria querer fazer um evento para conhecer a menina.


— Vamos marcar de fazer alguma coisa pra conhecer ela então, o Finn namorando é algo inédito! — eu falei que ela iria fazer isso.


— Acontece que os pais dela não gostam da ideia de ela ter um namorado, até um tempo atrás eles nem queriam que ela tivesse amizades. — expliquei para a minha mãe, eu acho que ela entenderia, eu esperava.


— Por acaso ela é a vizinha daqui do lado? — meu irmão perguntou.


— É sim. — respondi com vergonha.



Passei o dia todo conversando com Millie mensagem, pois ela tinha saído com os pais, e respondendo toda aquela gente nas minhas redes sociais.


A Calpurnia havia conseguido várias entrevistas, e em algumas até chegaram a convidar a Millie, mas obviamente eu não iria levar ela.

Já difícil o fato dos pais dela não poderem descobrir, e eu não queria que Mills fosse exposta desse jeito, se um dia ela fosse famosa, eu queria que fosse pelo próprio talento dela, que inclusive ela tem vários, e não por ser namorada de um vocalista de banda indie.


Hoje também recebemos a notícia de que iríamos poder visitar Jack, combinamos de ir todo mundo depois da aula, eu estava com tanta saudade dele.



Acordei ansioso e me arrumei para ir pra escola, perguntei se Millie queria que eu levasse ela, mas ela falou que o pai iria deixá-la na escola.

Noah que sempre vai com a irmã para a escola de carro se ofereceu pra levar eu e Lilia também, Sadie iria com Caleb.


Logo que Schnapp estacionou o carro no estacionamento da escola, uma multidão começou a se formar em volta, com perguntas como: "Finn você pode tirar uma foto comigo?" ou "Finn você daria uma entrevista para o jornal da escola?".


— Esqueci que o Finn é celebridade agora. — Lilia falou e rimos.


— Relaxa, até amanhã eles já se acostumaram com o meu rosto. — disse, e era verdade.


Chloe revirou os olhos e saiu do carro conversível por cima da porta.


Tentei dar atenção para todo mundo, mas logo avistei Millie saindo do carro de seu pai, ela me olhou e acenou, combinamos que só íamos se falar na biblioteca e na hora do almoço, pelo menos até as pessoas se esquecerem do que rolou no festival.


Entramos na escola e já estavam falando sobre o baile de início das aulas, é sempre no final da primeira semana de aula.

Mas o melhor dessa semana é presenciar a vergonha alheia dos convites para o baile, que são sempre feitos de uma forma exagerada, na frente da escola toda.


Eu acho isso bem ridículo em partes, eu nunca convidei alguém para o baile antes, normalmente alguma garota se oferecia para ir comigo, mas acho que o legal era fazer a pessoa convidada se sentir especial, e era por isso que eu nunca havia chamado ninguém, porque eu queria que fosse especial. 


Fomos para a biblioteca e Caleb, Sadie e Millie já nos esperavam lá.


— Vocês já viram em que turma caíram? — Noah perguntou e fomos pegar os nossos horários.


— Sim, eu e Sadie vamos fazer química, educação física e inglês juntas, o melhor é que na aula de química Lilia também vai estar! — Mills disse e a loira comemorou.


— Acho que eu caí em umas duas turmas com Finn, e umas três com Noah, tem uma que caiu nós três e ainda o Jack, não sei como se atreveram a juntar nós quatro depois de tudo o que aprontamos ano passado. — Caleb falou e começamos a rir. Realmente, ano passado quase fomos expulsos da escola, pelas pegadinhas que fazíamos, principalmente com os professores, mas o importante é que era engraçado e todo mundo gostava.


O sinal do colégio ecoou por toda escola, indicando que devíamos entrar na sala, a minha primeira aula era de Inglês e Noah e Caleb não haviam caído comigo.


Então eu passei a aula inteira pensando em como convidaria a Millie para o baile, seria muito bom ver Mills passar vergonha e ao mesmo tempo amar isso, mas o mais importante, fazer ela se sentir especial.

Mas primeiro, eu planejava inventar que a menina do festival era outra pessoa.


— Wolfhard — o professor de inglês me chamou, me assustando por estar tão focado nos pensamentos sobre o baile — Parece que você deu sorte, vai sair da minha aula mais cedo para dar uma entrevista para o jornal da escola.


Parece que a menina do jornal estava lendo a minha mente, agora eu poderia falar sobre o festival e a garota.


Saí da sala e a menina me guiou até a sala onde ficava a sede do jornal, pra ser sincero, eu achava esse jornal da escola uma besteira, só servia para espalhar fofoca e falar o que iria ter na hora do almoço.


As meninas do jornal me fizeram várias perguntas sobre o show e sobre a minha vida, e logicamente deixou a melhor por último.


— E agora Finn, a pergunta que não quer calar, quem é aquela menina para quem você dedicou My Kind Of Woman? Você está namorando? — ela me observava atentamente enquanto a outra garota anotava tudo o que eu falava.


— Bom, eu achei muito engraçado o fato de todos terem essa obsessão para descobrir quem é a menina, se nem eu sei, ela era apenas uma fã. —

respondi e elas pareceram chocadas.


Pronto, agora era só falar isso em todas as entrevistas que a Calpurnia iria fazer.


— Então você costuma beijar fãs? — a outra garota perguntou com um sorriso.


— Não, claro que não, eu nem sei o que deu em mim no festival, acho que foi no calor do momento. — tentei fugir do assunto antes que ela perguntasse se eu beijaria ela.


Ainda bem que eu havia feito essa entrevista, porque o tempo acabou passando bem rápido e quando eu saí de lá já era o intervalo.


Logo que cheguei no refeitório presenciei o primeiro convite do baile, esse era clássico, subir em cima da mesa com uma flor e convidar a garota, a maioria dos caras faziam isso, porque foi assim que o Chad convidou a Taylor em High School Musical 3.


— Finn, a gente vai ficar lá no ginásio, pra não ter que ficar passando vergonha alheia com os convites. — Caleb apareceu com Noah e me avisou.


As meninas ainda não estavam lá, porque o horário de almoço do terceiro ano começava antes do segundo ano, e acabava depois do deles. Eu amo ser veterano!


— Falando em convite, vocês vão querer convidar as meninas? — Schnapp perguntou e Caleb ficou meio inseguro de falar, já que ele é muito próximo das meninas e provavelmente iria contar.


— Querer convidar eu quero, mas eu não faço ideia de como vai ser, e você Finn? — Caleb respondeu e me perguntou logo em seguida.


— Eu também não tenho ideia do que fazer — soltei uma risada pelo nariz — Noah, você que conhece melhor elas, do que elas gostam de filme, musica e tals? Pra gente ter uma ideia do que fazer. — perguntei para o garoto, porque eles viviam assistindo filmes e ouvindo música de madrugada no telhado da Mills.


— Hm, deixa eu pensar... — ele roeu as unhas e pareceu distante por um tempo — As duas amam filmes musicais, a Sads gosta mais das princesas da Disney, contos de fadas e cantoras pop, e a Millie gosta mais de filmes teens, ela ama 10 coisas que eu odeio em você, e de música ela é obcecada por Arctic Monkeys. — eu tive uma ideia muito boa.


— Noah você é um gênio, mas por favor não conta nada pra elas, tem que ser surpresa né. — pisquei para Schnapp e o mesmo revirou os olhos rindo.


— Eu também tive uma ideia, vai ser bem vergonhoso, mas ela vai gostar. — Mclaughlin falou.


— Qualquer convite para o baile é vergonhoso, não tem essa! — Noah afirmou e rimos.


— Oi gente! — Sadie cumprimentou animada, enquanto subia os largos degraus da arquibancada do ginásio.


Lilia e Millie vieram devagar atrás, a loira estava meio cabisbaixa e Brown estava conversando com ela.


— O que rolou? — perguntei para Sadie, apontando para as duas.


— O que aconteceu no dia da festa, Lilia traiu a namorada com Jaeden, e agora ele convidou ela para o baile na frente da escola toda e a Jillian descobriu né, elas terminaram agora pouco e Lilia não vai aceitar o convite do Jaeden, pra não deixar ela mais magoada ainda. — a ruiva explicou tudo muito rápido e Noah colocou a mão na boca como se estivesse chocado, mas acho que todos estávamos.


— Fazer o que né, ela tava muito consciente quando traiu a namorada, agora tem que lidar com as consequências — Schnapp deu um sermão na amiga, eu adorava o jeito que ele era sincero.


— Mas eu achei legal de ela não ter aceito o convite do Jaeden para não magoar a Jillian. — Caleb disse e eu concordei.


— Amiga não fica assim não, vamos comer um pote de sorvete a noite que passa! Nada de ficar pensando em namorado, namorada, namorade, deixa isso pra lá, a gente vai no baile juntos mesmo. — Noah tentou consolar Lilia, mas na última frase ele já entregou que convidaríamos as meninas para o baile.


Não consegui desviar os meus olhos de Millie, enquanto pensava em como eu convidaria ela para o baile, um convite especial, para uma menina especial.


Notas Finais


espero que tenham gostado, o lobão tá todo caidinho por ela! comentem o que acharam<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...