História My kitten - Jikook - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Ação, Amor, Amor Doce, Assédio, Aventura, Bangtan Boys, Comedia, Daddy, Drama, Família, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Gay, Hibridos, Insinuação De Sexo, J-hope, Jikook, Jimin, Jin, Jung Hoseok, Jungkook, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Kook, Kookmin, Kpop, Lemon, Lgbt, Min Yoongi, Novela, Ódio, Originais, Romance, Sope, Suga, Taegi, Taeyoonseok, Vhope, Violencia, Yaoi, Yoongseok
Visualizações 610
Palavras 1.194
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Fantasia, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - O n e


Fanfic / Fanfiction My kitten - Jikook - Capítulo 1 - O n e

Jeon Jungkook 

Terminei de assinar todas as papeladas que estavam sobre minha mesa, me fazendo descansar minhas costas em minha poltrona massageando minhas pálpebras cansado daquilo tudo.

Olhei em meu relógio de pulso onde já marcava as sete da noite e levantei-me, recolhendo toda aquela papelada e levando até minha secretária onde as deixei para a mesma entregar aos fornecedores no outro dia.

A mulher de cabelos negros e olhos grandes sorriu reverenciando, com sua gravata do uniforme e sua roupa formal.

— O Sr.Jeon já está indo?— Perguntou-me curiosa após deixa os papéis que lhe entreguei em uma gaveta de seu balcão de trabalho.

Concordei revendo as horas e segurando minha pequena mala em uma de minhas mãos.— Sim, já estou de saída.— Avisei e vir a mesma sair de trás do balcão com suas mãos atrás de seu corpo e suas bochechas vermelhas.

— O Sr.Jeon, poderia me dar uma carona?— Pediu envergonhada fitando o chão, pondo uma mecha de seus fios negros atrás de sua orelha.— É, que... já está tarde.— Continou incerta.— Mas, se estiver com pressa, tudo bem...

— Não, tem problema.— A interrompir vendo a mesma levantar o rosto e sorrir.— Vamos?— Apontei para a saída e a mesma concordou.

Após saímos do grande prédio espelhado, entramos em meu carro e seguir as instruções que minha secretaria Mun-Hee passava, para chegamos até sua residência.

A mesma mechia-se inquieta no banco ao meu lado que não dei tanta importância assim. Pararmos em frente a um prédio simples e a mesma desceu após agradecer várias vezes seguidas.

Seguir meu caminho até minha casa que demorou mais ou menos uns vinte minutos para chegar.

Avistei os grandes portões da mansão, passando pelo jardim imenso e iluminado, parando em frente a grande casa.

Sair de meu automóvel e entreguei as chaves para meus seguranças.

Assim que adentrei a casa, pode ouvir os choramingos manhosos, chamando pelo meu nome, de meu precioso gatinho que chorava com a cabecinha deita no ombro de Seokjin, enquanto estava no colo do mesmo sentados no sofá da sala.

Sorrir ao retirar meu casaco pondo minha mala em cima da mesinha ao meu lado.

— Papai!.— Ouvi meu bebê exclamar pulando dos braços de Jin e correndo em minha direção.

O segurei em meus braços, o fazendo rodear suas perninhas em minha cintura, beijando cada canto de seu rostinho rexonchudo e vermelhinho por causa do choro.

— Gracas a Deus tu chegou.— Escutei Jin falar em pé no meio da sala com os braços cruzados, olhando para nos dois sorrindo largo.— Esse gatinho aí...— Apontou para Jimin em meu colo.— Não quis comer nada.

Virei meu rosto para o de orelhinhas brancas que afundou seu rosto em meu pescoço.

— Jimin...— O chamei pelo nome ouvindo o mesmo reclamar em resmungos. Odiava quando eu o chamava assim.

— Eu tava espelando o papai!.— Fez biquinho dengoso abaixando as orelhinhas.— A Omma Jin, não sabe fazer o leitinho que o papai faz.

Jin o olhou incrédulo, colocando as mãos no peito indignado.— Eu não sei fazer leite?!— Arregalou os olhos batendo o pé emburrado.— Tenho certeza que ele aprendeu isso com o Yoongi!.— Acusou e me olhou em seguida.— Meu bebê nunca falaria isso de mim!.

— Não foi o titio Yoon não, Omma.— Jimin balançou o rabinho felpudo enquanto negava.— É que o Jiminie, gosta mais do leitinho do papai.

Seokjin sorriu, caminhando até nos e beijando a bochechinha de Jimin, que riu após sentir o cafuné em suas orelhinhas.

— Eu vou subir.— Avisou após aperta as maçãs de meu gatinho.

— Cadê todo mundo?— Perguntei olhando ao redor, pois a casa estava silenciosa demais.

— O Hoseok e o Taehyung saíram para o cinema, o Yoongi não quis ir e foi dormir. Já o Namjoon, teve que ir para casa da mãe dele.— Deu de ombros.— A véia vem 'pra cá.— Disparou beijando minha bochecha e subindo as escadas rumo ao seu quarto.

Jimin me olhou com as orelhinhas levantadas.— A vovó bruxa vem 'pra nossa casinha papai?— Perguntou pondo o dedinho na boca.

— Não a chame assim, bebê.— Caminhei até a cozinha.— Ela não é bruxa, é sua avó, tem que respeitar-la.— Disse calmo, o colocando em sua cadeirinha indo prepará sua mamadeira.

— O titio Yoongi, falou que ela é uma doida varrida de pedra.— Ouvir meu pequeno falar balançando os pezinhos.

Segurei o riso, pegando a caixinha de leite dentro da geladeira, pondo a quantidade certa do líquido na panela, logo a levando até o fogo.

— O seu tio não sabe o que fala.— Caminhei até a pia, lavando sua mamadeirinha.— Não dê ouvidos a ele, anjo.

Ouvir Jimin concorda, brincando com as frutinhas em cima da mesa distraído.

Seu leite já estava pronto, o coloquei na mamadeira, a fechando depois lavando a mesma para esfriar-la um pouco.

Peguei Jimin em meu colo, subindo as escadas e entrando em nosso quarto. O deixei em cima da cama, e verifiquei o líquido pondo um pigo em minha palma, para ver se estava na temperatura certa, só então, lhe dar a mamadeira vendo o mesmo resmugar satisfeito

O deixei empacotado com as cobertas deixando só seu rostinho do lado de fora, beijei sua bochecha ouvindo as sugadas que o mesmo dava ao tomar seu leitinho com as duas mãos. Liguei a tevê, deixando em um canal de desenhos para meu pequeno e fui em direção ao banheiro.

Tomei um banho bem demorado lavando meus cabelos. Enrolei-me em uma toalha apenas da cintura para baixo e sair do cômodo indo até o closet.

Vestir apenas uma calça moletom folgada, penteando meus cabelos com as pontas de meus dedos.

Assim que entrei, vir meu gatinho saltitando em cima da cama, cantarolando uma musiquinha que passava no desenho em que o mesmo assistia.

O mesmo já tinha esvaziado sua mamadeira, e pulava alegremente fazendo gestos aleatórios com as mãozinhas enquanto seu rabinho balançava de um lado para o outro.

Assim que notou minha presença, o pequenino pulou em meus braços rindo ainda cantando.

Cair em cima da cama com seu corpo por cima do meu, rindo feito um idiota por ver meu rosadinha tão alegre.

A música parou e Jimin fez bico sentando em cima de meu quadril.

O puxei pra deita sua cabeça em meu peito, sentindo suas perninhas rodearam minha cintura.

Puxei os lençóis para cobrir nossos corpos e estiquei meu braço pegando o controle da tevê a desligando.

— Chupeta, papai.— Jimin pediu dengoso e eu sorrir, voltando a procurar sua chupeta em cima do criado mudo.

A coloquei em seus lábios e o vir sugar-la sorrindo e voltando a deitar sua cabeça em meu ombro, seus dedinhos gorduchinhos foram para minha orelha, a futucando com seu dedinho.

— Calinho...— Voltou a pedi manhoso, segurando minha mão, e a levando até suas orelhinhas de gato.

Sorrir beijando sua bochecha, fazendo carinho em meu gatinho que ronronou fechando os olhinhos devagar, até apagar totalmente.

O abracei com cuidado, e descansei minha cabeça em meu travesseiro, após apreciar a face de meu rosinha que dormia feito um anjinho.

Acabei dormindo agarradinho com o meu gatinho.


Notas Finais


Continua...🍼🍭


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...