História My lady - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, Chloé Bourgeois, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Plagg, Sabrina, Tikki
Tags Aventura, Drama, Revelaçoes, Romance
Visualizações 371
Palavras 2.353
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capítulo para vocês pessoas lindas ,espero que gostem 😊

Capítulo 11 - "Eu já estou acostumado"


Fanfic / Fanfiction My lady - Capítulo 11 - "Eu já estou acostumado"

Acordei no meio da noite debaixo do cobertor da Marinette, no canto da cama. Me levantei achando que eram umas 8 ou 9 da manhã. Quando desci da cama, olhei o relógio e ainda eram 4 horas, e eu vi que eu já tinha me destransformado... 

-Plagg, que palhaçada é essa?! -perguntei sem ter uma resposta. -Plagg, aonde você está?! -eu procurava pelo quarto da Marinette sussurrando para não acordá-la.

-Ahn? -disse Plagg saindo do armário da Marinette.

-O que você tava fazendo ali, seu louco?

-Dormindo ué.

-Mas... ali?!

-Ali tava mais quentinho, além de estar mais confortável.

-Enfim, acho bom você ter descansado, temos que nos transformar antes que a Marinette acorde...

-Ah não Adrian, você tá exigindo muito de mim...

-Para de reclamar, depois deixo você descansar mais, até arranjo uns queijos pra você...

-Você é uma criança, nem sabe o que está falando.

-Para de tirar onda com a situação, vamos logo.

-Não quero.

-Caguei, ~transformação~

Depois disso subi para a cama da Marinette novamente, entrei debaixo do cobertor e dormi abraçando a perna dela.

~MARINETTE:

Acordei com uma coisa agarrada a  mim, quando levantei o cobertor vejo o chat abraçado em mim

-CHAT NOIIIIR -gritei sacudindo minha perna.

~CHAT NOIR:

Eu acordei com um grito e um chute da marinette, que me fez cair no chão

-eei... -eu disse ainda acordando -… porque está gritando essa hora da manhã?!

-eu não estaria se você estivesse dormindo na sua caixa -ela disse dando sermão.

-aaaah princesa, eu já disse que não sou um gato de verdade.

-bom... Fazer o que, isso não vai se repetir mesmo já que você não passar a noite aqui de novo. -ela falou descendo de sua cama indo em direção ao armário pegando uma roupa em seguida entrando no banheiro.

-Se Deus quiser não. -eu disse e ela 
me olhou ofendida saindo do banheiro já vestida -Não Mari, não é que eu não tenha gostado de dormir aqui hoje, eu amei! -quando eu disse aquilo eu fiquei vermelho -errr... bom, quer dizer, eu pretendo voltar ao normal logo né? -eu disse sorrindo.

-C-Claro... Bom como hoje é sábado, eu não tenho aula, então vou te levar na casa de alguém, ok? Mas... quem? -ela disse com o dedo no queixo pensando -Ah, já sei! Vem mini chat! -ela disse animada puxando o meu braço e descendo para a sala indo em direção à porta.

-Mari... -eu falei chamando a mas ela me ignorou -Mari? Mari?...MARINETTE! -eu disse parando e ela me olhou.

-o que foi? Por que parou? -ela disse me olhando confusa.

-Você acha mesmo que eu vou começar um dia sem comer nada? Tu é louca querida?

-Aff... tá -ela disse desanimada. -já sei, fica aqui! -ela disse descendo correndo para a padaria e pegando um croissant. -Pronto? -Ela disse me entregando o croissant.

-e o suco? -eu disse dando uma mordida no croissant.

-Isso é sério?! -ela disse me encarando.

-claro ué, eu sou uma criança! Tenho que me alimentar direito! -eu disse fazendo biquinho.

Tudo bem...-ela disse revirando os olhos, indo em direção a cozinha e colocando suco de laranja em um copo. -Satisfeito? -ela disse me encarando e entregando o suco.

Eu dei um gole no suco. -eu... -antes deu terminar ela me puxou pelo braço me levando correndo para fora da casa enquanto íamos em direção há algum lugar que ela estava indo.

-Espero que ela esteja em casa. -ela disse correndo.

-eu posso perguntar onde nós vamos?

-Não -ela disse sem me olhar.

-tá né... -eu disse dando de ombros e terminado meu suquinho. Nós fomos até em frente a uma casa onde a mari toucou a campainha e quem atendeu foi...

-Alya! Eu preciso da sua ajuda -Mari disse ainda de mão dada comigo.

Alya ficou me encarando e depois encarou a Mari, repetiu isso umas 3 vezes até enfim falar:

-eu nem vou perguntar por que ele está com você, mas eu preciso saber, por que ele é uma criança? -ela disse com uma cara de séria.

-Bom longa história... Na verdade não é tão longa, um akuma atirou um raio que o transformou em criança, ai eu achei ele e levei para minha casa, mas agora eu preciso deixá-lo em algum lugar porque eu tenho uma coisa muito importante para fazer, ai eu pensei em você! Já que você e babá do seus irmãos você deve ter experiência, então eu te exploro, ME AJUDA! -ela disse tudo aquilo muito rápido, que louca.

-Ok amiga, claro que eu te ajudo. - ela disse sorrindo e a mari a abraçou.

-Você é a melhor! -mari respondeu aliviada.

-Pera ai... -eu disse e elas me olharam- Você conseguiu entender o ela disse?

-Claro ué, você não?

-Não, eu não entendi uma palavra de tão rápido que ela falou!

-Bom... É coisa de melhor amiga. -ela disse me olhando e se virou para a mari -Então você pretende deixá-lo aqui por quanto tempo?

-Bom eu estava pensando em... -ela foi interrompida pela a akumatizada rindo.

-UÉ A LADYBUG E O CHAT NOIR DESISTIRAM DE ME DERROTAR? -ela disse enquanto ria.

-Droga! -eu e a marinete dissemos juntos.

-eu tenho que ir... -eu disse indo em direção ao akuma mas a marinette segura minha cauda. -ei!

-Onde pensa que vai? -ela disse soltando minha calda.

-Salvar a cidade ué. -eu falei a encarando.

-nada disso, você vai ficar aqui! -ela disse me puxando para a porta da casa da Alya.

-O que?! Eu sou um super herói!

-Você é uma criança!

-uma criança com poderes, confia em mim princesa! -eu disse piscando e pulando ao akuma com meu bastão.
 
~MARINETTE:

-Arg! Aquele gato! -Eu disse resmungando.

-Então... Amiga, sobre ontem, queria te contar que... -Alya falou olhando pra baixo.

-Alya, para dentro! -eu disse me desviando de um raio.

-E você? -Alya perguntou desviando de outro raio.

-E-Eu vou... Para minha casa! Isso, para minha casa, até amanhã. -Eu disse saindo correndo.

-Até! Depois te conto então... Ela disse entrando em casa.

Eu cheguei em casa indo direto ao meu quarto e me transformando. Quando chego onde esta o akuma, eu vejo duas crianças brigando, eu não sei se acho aquilo estranho ou fofo.

-My lady, não fica aí parada.

-ah sim. -eu joguei meu yoyo prendendo o braço da menina, mas ela com a outra mão foi jogar o raio em mim mas o chat pulou na minha frente.

-AAAAAAH AQUELA DOR DE NOVO NÃO... ué, cadê aquela dor de novo? -chat disse confuso. -aah, deve ser porque já fui acertado, então não tem problema ser acertado de novo. -ele disse sorrindo.

-Obrigada gatinho.

-Usa o seu talismã!

-Ok... TALISMÃ! -eu joguei para o alto e caiu... uma spray?

-o que eu vou fazer com isso? -eu olhei para os lados e tive um plano. 

-Chat noir, quando eu der o sinal você usa seu cataclismo naquele painel.

-beleza.

-ei criancinha!

-NÃO ME CHAME DE CRIANCINHA!

Quando ela virou eu joquei o spray nela.

-EU NÃO CONSEGO VER! -ela falou esfregando os olhos.

-Chat noir agora!

-CATACLISMO! -ele tocou no painel que caiu sobre a menina que deixou cair a boneca, eu purifiquei o akuma e tudo voltou ao normal, inclusive o chat noir.

-Graças à Deus, eu não estava mais aquentando ser uma criança. -chat noir disse aliviado.

-Gostava mais de você criança na verdade...

-há há há, você estava louca para que eu voltasse, pode confessar!

-Ok, estou até que um pouco aliviada. -Eu disse rindo. -E... onde você estava esse tempo todo?

-Ele tava com minha amiga, minha melhor amiga, e ia ficar comigo agora mas olha só, você salvou o dia mais uma vez -Alya disse rindo meio nervosa. -Da um "Oi" pro meu blog.

-Eer, "oi"... -eu disse meio confusa, de onde ela veio? -eu ficaria aqui pra conversar mas tenho muito que ir... tchau Alya, tchau gatinho!

-Eu tenho que ir também, meu anel tá piscando... -Chat disse se despedindo também. -Beijo My Lady. 

~ADRIAN:

Fui para um beco e voltei ao normal, nossa finalmente tinha voltado. Não pensava em outra coisa além da minha cama, e nessa noite na casa da Mari... Quando cheguei em casa Nathalie estava na entrada no telefone, quando me viu saiu correndo em minha direção, achei que fosse me dar uma voadora.

-ONDE CÊ TAVA MENINO?! -Ela disse  meio nervosa

-E-eu... eu estava estudando ontem à noite na casa do Nino, aí acabamos dormindo...

-E o seu celular? Até seu pai tentou te ligar... 

-Deve estar sem bateria... hehe

-Que isso não se repita nunca mais, agora vai se trocar e depois vai falar com seu pai, ele está preocupado e furioso... Vou avisa-lo agora de qualquer forma.

-Não, não fala nada agora, eu já vou lá!

-Ué, por que?

-Ele vai querer falar comigo agora se você falar que cheguei, quero descansar um pouco.

-Mas ele tá preocupado, é melhor falar agora.

-ele nem deve lembrar, por favor...

-Ok, mas não demore. -ela disse pegando o celular e saindo.

Fui para meu quarto, plagg saiu da mochila e caiu em um pote de queijo que tinha no meu quarto, e eu me joguei na cama e apaguei.

-ADRIAN!!

-hã? Que? 

-Vai falar com seu pai agora, ele tá lá embaixo perguntando de você.

-fala sério, não dormi nem 15 minutos direito... -eu disse olhando para o relógio.

-Adrian...

-já tô indo...

Quando desci vi meu pai de costas discutindo com o Gorila, provavelmente sobre meu sumiço, eu estava muito nervoso. 

Pai eu cheg... -antes de eu completar a frase o telefone dele tocou, ele reagiu como se estivesse esperando aquela ligação...

-ah você está aí, vê se não suma mais. -disse ele indo atender o telefone.

-Sr. Gabriel, mas é só isso que você tem a dizer...? Ele sumiu sem dar nenhuma notícia. -Nathalie disse sem entender o fato dele ser tão seco. -estávamos preocupados e... 

-já acabei com ele. Tenho um compromisso importante agora. -meu pai disse interrompendo Nathalie. 

-sim senhor - Nathalie disse abaixando sua cabeça em sinal de respeito enquanto meu pai saia da sala.

-Ok, vou para meu quarto...

-Adrian, eu...

-Não se preocupa Nathalie, já me acostumei...

Entrei no meu quarto, peguei meu celular e fui mandar mensagem pra mari, precisava me distrair pra não surtar de raiva com meu pai... 

- oi Mari, ta aí?

- oi Adrian, tô sim. 

- Tudo bem?

- Sim, e você?

- Tranquilo... como foi seu dia?

- Foi cansativo... mas legal até, e o seu?

- Chato... não fiz nada de mais. Mas fui dar uma caminhada e vi você com uma criança... Quem era?

- Aah, era o Chat Noir, achei ele na rua ontem e levei ele pra casa, aí ele se transformou em uma criança porque foi atingido por um raio, aí hoje eu levei ele lá na Alya kkkk loucura né.

- Kkkk sim, sorte a dele de passar uma noite inteira contigo

- Bobo... 

- Você tá fazendo alguma coisa agora? Podíamos ir no café...

- Eu adoraria Adrian, mas estou estudando para a prova de sexta... não estudei nada ainda.

- Ah, relaxa... vamos mais tarde então? 

- Ok!

- Pera já volto 

Eu saí para almoçar e deixei o celular na cama.

~MARINETTE 

-Marinette, larga esse celular e volta a estudar! -Tikki disse puxando meu cabelo.

-Calma, eu tava falando com o Adrian... mas ele saiu, já volta hehe

-O Adrian não tem que atrapalhar seus estudos, você não disse pra ele que tava estudando? Então volta a estudar!

-Mas matemática é tão chato... -Tikki me encarou cerrando os olhos. -Mas vou estudar, claro! Questão 4... 

BIB -ouvi o barulho de mensagem do celular e imediatamente peguei ele

-você não ia estudar? 

-já fiz 3 questões... já deu por hoje né...

-você não fez nenhuma questão desde que o Adrian te mandou mensagem... foca Marinette! -tikki disse tentando me motivar

-ué, a mensagem não é do Adrian. -eu disse confusa. -é do Nathaniel.

-Eita... e o que ele disse? -Tikki veio voando e pousando no meu ombro.

-me chamou pra ir no parque hoje mais tarde, umas 17h, disse que precisa falar comigo...

-O que será? Vamos ir descobrir né? -Tikki perguntou toda curiosa.

-sim, estou muito curiosa... o Nathaniel é muito tímido, deve ter acontecido algo... Vou me arrumar!

Quando deu umas 17h estava indo para o parque e encontrei Nathaniel no caminho... Fomos conversando até o parque, quando chegamos lá sentamos no banco, ficamos conversando por bastante tempo.
-olha o pôr do sol, é maravilhoso né? 
-ele disse olhando para o céu.

-sim... é lindo. -eu disse e ele pegou na minha mão e ficou tão vermelho quanto seu cabelo. Ele se virou:

-A gente podia se encontrar amanhã, o que acha?

-P-pode ser... 

-Vamos jantar naquele restaurante novo que abriu?

-Sim, vou adorar! Nathaniel, eu tenho que ir. -eu disse olhando para o relógio. -Foi mal, mas adorei conversar com você... 

-Ok, relaxa! Obrigado por ter vindo Marinette, sempre me sinto bem com você... 

-eu também, pode contar sempre comigo... 

-quer que eu te acompanhe até em casa?

-não precisa... mas obrigada.

Estava voltando pra casa e passei pela cafeteria que ia me encontrar com o Adri...Merda, esqueci completamente que tínhamos combinado de se encontrar aqui, quando peguei meu celular me deparo com 10 ligações perdidas do Adrian, Droga! E agora? O que ele vai pensar de mim?!

Cheguei em casa e fui para o meu quarto, chegando lá entrego um cookie para Tikki e fui mandar uma mensagem para o Adrian.

- Adrian, me desculpe por te deixar sozinho na cafeteria, o Nathaniel me mandou mensagem um tempo depois de você e eu acabei me esquecendo que nos encontraríamos, me desculpe

-  Tá tudo bem Marinette

- Sério?

- Sim, eu já estou acostumado às pessoas me deixar sozinho 

- Adrian...Não fala assim, olha eu me esqueci...

- Tá tudo bem Mari, de verdade...Bom até amanhã.

Ele disse e logo em seguida ficando off-line 

-Aí ,o que eu fiz Tikki?!-eu disse deitando na minha cama e sem perceber já estava dormindo.


 

 


Notas Finais


Se gostaram comente 😚 Até semana que vem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...