1. Spirit Fanfics >
  2. My Life >
  3. Que história é essa?...

História My Life - Capítulo 16


Escrita por: Kathy_Dion_

Notas do Autor


Oiii volteiiii!
Espero que estejam gostando da fic, deixem nos comentários se tem algo que vocês querem que aconteça ou o que estão esperando da fic!
Boa ilusão...
#AVISO_IMPORTANTE#
Também estou postando a fic no wattpad, então para quem prefere ler lá, link abaixo:
https://www.wattpad.com/story/272439704-my-life
OBS:Já publiquei todos os caps lá e logo publicarei este também.

Capítulo 16 - Que história é essa?...


Fanfic / Fanfiction My Life - Capítulo 16 - Que história é essa?...

(Capítulo anterior...)

(Dia seguinte...)

Estava dormindo até que escuto barulhos altos lá embaixo, me mexo ainda com os olhos fechados e os barulhos vão ficando mais próximos junto com gritos, abro os olhos e vejo Beomgyu acordado, olho para ele e o mesmo balança a cabeça negativamente, como se não soubesse o que estava acontecendo, quando ia me sentar a porta é escancarada com força e um grito ecoa pelo quarto.

XXX-QUE MERDA É ESSA?-Levanto rapidamente assustada...

(Continuação...)

Arregalos os olhos assustada, tentando entender o que estava acontecendo, não sabia como o mesmo tinha descoberto que eu estava ali, mas de uma coisa eu tenho certeza, TÔ FERRADA!

-Suga...não é isso que você tá pensando!-Me refiro a Beomgyu e eu.

Suga-EU NÃO ESTOU PENSANDO, EU TÔ VENDO _____!-Ele vem até mim e me puxa pelo braço. me tirando de cima da cama, fazendo eu ficar em pé em sua frente.-QUERO UMA EXPLICÇÃO, AGORA!-Tento soltar meu braço, mas o mesmo não deixa.-O QUE A MINHA IRMÃ ESTÁ FAZENDO NA MESMA CAMA QUE ESSE CANALHA?!-Suga olha para Beomgyu que se levanta e coloca sua camisa.

-Suga, me solta, tá machucando...-O mesmo percebe meu incomodo e solta.-Não aconteceu nada do que você tá pensando...-Sou cortada ao ouvir Beomgyu falar.

Gyu-Não fui eu que desonrei ela!-Diz bravo e se sentando na cama, olho para Suga com os olhos arregalados e o mesmo me olha assustado.

Suga-Que história é essa _____?-Me sento na cama.

-Isso não vem ao caso agora...-Olho para Beomgyu.-Com você, eu me resolvo depois!-Aponto para ele que me olha assustado, volto a olhar para o Suga.-Ontem quando saí para caminhar, vim até a praça, Beomgyu me encontrou ali e resolveu me trazer pra cá, não aconteceu nada, mas como sempre você não confiou em mim de novo...-Levanto e vou ao banheiro me trocar.

(_____ OFF...)

(Suga ON...)

Estava em pé, naquele quarto, esperando a _____ se trocar para irmos embora, estava bufando de raiva, minha vontade era de pegar aquele garoto pelo pescoço, mas me controlei. O que não saia da minha cabeça era o que ele tinha falado, estava em meus pensamentos, quando escuto a voz dele.

Beomgyu-Ontem fui dar uma volta no bairro, quando estava na passando em frente  praça, vi que tinha uma menina em um dos balanços chorando, fui até ela e quando vi era a _____...-Ele suspira de cabeça baixa.-Perguntei o que tinha acontecido, mas ela não disse nada, simplesmente desabou ali...nos meus braços...-Encaro-o.

-Ela chorou na tua frente?-Pergunto tentando entender.

Beomgyu-Sim, por que?-Ele me olha.

-Ela não gosta de chorar na frente dos outros...não gosta de se demonstrar fraca na frente de ninguém, nem na minha frente ela se permite chorar...-Olho para o teto e suspiro.-Ainda mais com alguém que ela conhece a pouco tempo...-Passo a mão pelos meus cabelos.

Beomgyu-Você sabe que não nos conhecemos a pouco tempo, nós todos nos conhecemos desde criança Hyung...-Olho-o ao ouvir como ele me chamou, fazia tanto tempo que não nos falávamos, desde aquele horrível acidente.

-Eu sei...-Suspiro e me sento na poltrona que tinha no quarto.-Mas para ela é como se tivessem se conhecido ontem Beo...-Ele sorri de cabeça baixa ao ouvir eu lhe chamar pelo apelido.

Beomgyu-Lembra de como ela me chamava?-Concordo com a cabeça.-Ela me chamou assim ontem á noite, antes de dormimos...-Encxaro-o sério.

-Será que ela está se lembrando?-Questiono-o.

Beomgyu-Infelizmente não, ela só continua sendo a mesma _____, carinhosa com todos independente se o mundo dela está desabando...-Ele me olha triste.-Trouxe ela para minha casa, pois vi uns homens escondidos na floresta atrás da praça, eles estavam olhando pra ela, sabia que estavam querendo aprontar algo. Ela quis ir embora depois, mas estava muito tarde e ela estava triste, não queria ter que encarar certas pessoas e queria evitar perguntas...-Suspiro de cabeça baixa, mais uma vez eu fiz merda.-Você tem que aprender a confiar mais nela e menos no teu querido amigo que diz amar tanto ela...-Ao falar isso ele trava o maxilar, sei de quem ele está falando, Namjoon e ele sempre competiram pela _____, mas nunca o vi desta forma.

-O que o Namjo...-Sou interrompido pela _____ saindo do banheiro.

*_____-Tchau Gyu...-Ela vai até o mesmo e da um abraço, ouvir ela o chamar daquela forma me faz lembrar de quando ela era só minha garotinha, antes de toda essa merda acontecer.-Vamos Min Yoongi!-Ela passa rapidamente pela porta sem ao menos me esperar, dou um tchau rápido para o Beomgyu e corro atrás da mesma.

(Suga OFF...)

(_____ ON...)

Sai rapidamente do quarto, ao descer as escadas, encontrei os meninos na sala, fui até os mesmos e pedi desculpas pelo acontecido, me despedi e saí sem ao menos esperar o Suga. Vejo seu carro estacionado na frente da casa e entro, logo vejo o mesmo sair pela porta vindo em direção ao carro, ele entre e me olha, mas eu viro o rosto, ouço o mesmo suspirar e logo da a partida no carro.
Passamos o caminho todo em silêncio, evitei a todo o momento olha-lo, chegamos e desci rapidamente do carro, entro em casa e todos os meninos estavam na sala, passo reto indo em direção a cozinha, vou até a geladeira e pego um toddynho, sento-me de frente para a porta.

-1......2.......3.......-Suga entra na cozinha e eu rioi, ele se senta na minha frente e suspira.

Suga-Desculpa por hoje....-Encaro-o.

-Não é pra mim que você tem que pedir desculpas, não deveria te entrado daquela forma na casa dos meninos e nem ter gritado daquela forma...-Ele baixa a cabeça.-Não confiar em mim, é um assunto que devemos resolver entre nós, você não deve chegar dessa forma na casa dos outros!-Digo alterada, vejo Jin entrar na cozinha.

Jin-Calma pequena, só estávamos preocupados com você...-Ele vem até mim e me abraça.-Você saiu daquela forma e não voltou mais, tinhamos medo que el....quer dizer alguém fizesse mal a você!-Retribuo o abraço.

-Mas isso não da permissão pro Suga entrar na casa dos outros quebrando tudo e gritando como louco!-Jin o olha sério.

Jin-Min Yoongi!-Repreendi o mesmo que se escora na cadeira e cruza os braços encarando o Jin de forma debochada.-É melhor me olhar direito, não esqueça que sou seu Hyung!-Suga suspira e descruza os braços.

Suga-Tá, tá, agora eu quero saber que história é aquela que o Beo falou!-Engasgo com o toddynho.

-Não sei do que você tá falando!-Levanto e coloco a caixinha do toddynho no lixo.

Suga-Não se faça de sonsa _____!-Levanta e vem até mim.-O que ele quis dizer com nõ foi ele que ti desonrou?-Encaro-o.

Jin-Que história é essa _____?-Sinto meus olhos marejados.-Calma princesa, não chora!-Ele tenta vir até mim, mas desvio, viro meu rosto para o lado e engulo o choro.

-Não é nada que vocês devam se preocupar, como já disse posso muito bem superar mais esse babaca na minha vida!-Ia saindo quando Suga fala.

Suga-O que disse?-Ele me encara.

-Disse que é só mais um babaca que eu vou superar...-Jin que estava de costas para mim virá devagar e vejo seus olhos marejados.

Jin-Não...não....ele não faria isso Suga!-Suga estava paralisado me olhando e eu estava sem entender nada.

Suga passa por mim como um furacão e Jin também, corro atrás dos mesmos, chego na sala e vejo Suga segurando Jin, enquanto o mesmo tentava ir para cima de Namjoon que estava caído no chão com o rosto sangrando...


Notas Finais


Ficou meio pequeno, mas foi o que consegui fazer por hoje...
Espero que tenham gostado até o próximo cap!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...