História My life already made sense (fillie) - Capítulo 26


Escrita por:

Visualizações 89
Palavras 2.456
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Esporte, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem.....

Aproveitem o capítulo!!!

Capítulo 26 - Especial fillie!!


2 dias depois......

 

 

[Millie]

 

- Para, eu vou cair!! - falo quase gritando para o garoto ao meu lado.

 

- Aprenda a pedalar mais rápido, vocês é muito ruim brown!! - disse ele disviando de seu lado é indo para sua frente.

 

- Ei, assim não vale me espera!! - digo tentando ultrapassar o garoto em minha frente, mas foi em vão.

 

Derrepente ele para de pedalar na bicicleta é começa a observar a paisagem da praia em sua frente. Era de tarde quando eu é finn decidimos dar uma volta de bicicleta pela cidade, aproveitar para pegar uma brisa fresca e conhecer mais o local, enquanto o restante ficou em casa, o movimento por lá anda meio tenso, noah e sadie não trocam nenhuma só palavra, o mais estranho disso tudo é ele e caleb que se olham estranho a cada momento. Saio de meus desvandeios é foco na visão em minha frente, o céu se encontra laranja devido estarmos no fim da tarde, o mais lindo disto tudo é o sol se pondo, o mar que era agitado, já se encontra mais calmo, sua água cristalina é convidativa para um ótimo banho. Desvio o meu olhar para a pessoa em minha frente, a que completava a minha visão perfeita nesse momento, finn está usando uma roupa adequada com o clima do local, uma camiseta branca com uma bermuda azul e cinza, com os óculos escuros que usava acima da cabeça, seus cabelos como sempre rebeldes, o vento que batia em seu rosto fazia com que ele encolhisem os olhos, as suas sardas salpicadas no rosto junto com seus lábios carnudos e rosados, era uma pura arte, quando a pergunta for descrever finn wolfhard, a resposta vai ser " Uma pura obra de arte" como uma pessoa pode parecer sido esculpida por um anjo a mão.

 

- Mills, vem, fica aqui ao meu lado... - disse ele se virando para trás, me chamando para ficar junto a sí para curtir o momento. Não perco tempo é pedalo até ele.

 

- Isso tudo é tão lindo né? - digo após me aproximar dele.

 

- Não mais lindo que você!! - disse ele tocando na ponta de meu nariz, dou uma risada continda.

 

- Você que compete com isso tudo... - digo me alinhando em seu abraço.

 

- Não mais que você pequena... - disse ele aplicando um beijo sobre a minha cabeça. - O que acha de ficarmos na areia, topa? - pergunta ele, me viro pra ele sem sair de seu abraço é abro um sorriso.

 

- Só se for agora!! - digo apanhando a bicicleta é guiando até a árvore próxima dali, ele também faz o mesmo.

 

Tiramos os nossos calçados para poder andar sobre a areia, andamos de forma desajeitada como sempre, correndo que nem loucos, fizemos uma aposta, quem chegasse primeiro na beira do mar ganhava um sorvete, eu como não iria recusar uma oferta dessas. Depois de tanto pedalar um sorvete bem que cairia bem, então espero não perder.

 

- GANHEI!!! - grita finn lá de baixo no ligar combinado da aposta.

 

- Ah, não!! - faço um muxoxo, para divulgar meu cansaço, é caminhando até o garoto.

 

- Da próxima quer se ensaia mais sua corrida... - disse ele pondo suas mãos sobre os meu ombros.

 

- Hahaha, seu humor é sarcástico, deveria remidir eles da próxima vez... - retruco de forma óbvia.

 

- Quem vai pagar vai ser você. - disse ele se sentando na areia, me puxando em seguida para o acompanhar também.

 

- Nem pensar, ninguém mandou fazer a aposta é ganha- lá, pague você mesmo!! - digo fazendo uns desenhos aleatórios na areia.

 

- Já que é assim então..... - disse ele se levantando é puxando o meu braço para se levantar, já até sei o que ele pretende com isto.

 

- Eu você paga por bem, ou por mal, mills. - disse ele me pegando em seu colo é me levando até a água.

 

- Água não, por favor, lavei meu cabelo hoje de manhã, para!! - digo mas parece que a pessoa não deu ouvidos.

 

- Desculpe te informar isto, mas seu cabelo vai ter que ser lavado denovo!! - disse ele me jogando de vez na água salgada é gelada.

  - EU VOU TE MATAR WOLFHARD!!! - grito após ver ele se afastar, mas isso não fica assim mesmo. Corro em poucos centímetros para alcança- lo, com sucesso, o arrasto até aonde estávamos.

 

 

- Não, se você fazer isso não responsabilizo pelo meus atos. - Disse ele tentando fazer com que eu parece de puxa-lo.

 

Na minha última puxada, consegui, o garoto fazia cena de afogamento para mim ter pena dele, só que não dei audiência para o seu teatro. Fiz o mesmo que ele fez comigo, segui andando até um lugar seco na areia, de lá me sentei é olhei para os lados, fingindo não dá atenção para o que estava acontecendo.

 

- VOCÊ ME PAGA SUA IMPOSTORA!! - grita ele cansado de fazer cena é saindo da água.

 

- Eu que deveria te chamar de impostor!! - falo indo até ele.

 

- Okay, você venceu, vou pagar o sorvete para nós dois.... - disse ele caminhando até o lugar mais seco.

 

- Quero saber aonde vamos com essas roupas molhadas!? - digo indo até a árvore aonde estava a bicicleta, ele ia atrás me seguindo.

 

- Nunca viveu uma aventura molhada? - disse ele erguendo uma das sombracelhas me fazendo rir.

 

- Só você mesmo, já que é assim.... que a aventura molhada comece!! - digo pongando da bicicleta.

 

- Só a for agora!! - disse ele já encima de sua bicicleta, é dando as primeiras pedaladas.

 

Desta vez andamos juntos em sincronia, lado a lado, que tipo de retardados andam de bicicleta completamente molhados, já estou vendo amanhã em todos sites de fofocas "Millie Bobby Brown e Finn Wolfhard, dão os loucos na ruas de Bahamas".

 

[Finn]

 

Estar molhado te dar uma sensação nada agradável, me sinto ter me mijado por completo. O engraçado disso tudo é a millie, olho para ela a cada segundo ao meu lado é dou uma risada, ela está usando um vestido azul bebê que agora está todo molhado, os seus cabelos ficaram completamente ressecados devido a água salgada, imagino que deve estar com frio, pois percebo o seus dentes batendo.

 

- Pode me culpar, não queria te fazer sentir frio. - digo a ela que por sua vez cai da bicicleta acidentalmente, largo a minha no chão é vou até ela. - Mills, está tudo bem? - pergunto é ela olha logo para mim.

 

- Está sim, só ralou um pouco o joelho, mas.....está tudo bem! - disse ela dando uma risada desastrada.

 

- Mesmo? - digo ainda duvidoso de sua resposta.

 

- Sim, olha já estamos na sorveteria!! - disse ela abrindo um sorriso enorme.

 

Peguei as duas bicicletas é as coloquei encostadas no muro ali perto, millie andava mancando devido seu joelho está doendo. Feito isto vou corendo em sua frente para abrir a porta do local, antes mesmo que ela bata a cabeça no vidro.

 

- Obrigado!! - fala ela adentrando no local.

 

Caminhamos até a mesa mais próxima é deixei ela sentada ali.

 

- Vai querer de que sabor? - digo olhando para ela que mexia nos blocos de folhetos sobre a mesa.

 

- Vou querer de morando com creme, adiciona calda de uva! - fala ela dando um sorriso entre os dentes, retribuo de forma afetuosa.

 

Vou até o freezer aonde tem as massas geladas aonde nos servimos, pego o de millie primeiro, coloquei duas bolas de cada sabor que ela pediu, em seguida acresentei a calda de uva. Depois coloco o meu, escolho sabor de menta com chocolate, faço o mesmo de millie, duas bolas de cada sabores, acrescento calda de menta. Pago os dois potes de sorvetes no balcão, por sorte não fui reconhecido pela balconista. Retorno a mesa em que millie está sentada.

 

- Nada melhor que um sorvete para aliviar esse dói dói!! - digo dando o seu sorvete, me sentando na cadeira ao seu lado.

 

- Só você mesmo finn.... - disse ela revirando os olhos é dando um sorrinho, em seguida ingere uma colher da massa gelada de seu pote.

 

- Você sabe o que está acontecendo entre noah e sadie? - pergunto enquanto colocava uma colher generosa de sorvete de menta na boca.

 

- Parece que eles discutiram, perguntei a sadie sobre o que estava acontecendo, mas ela mudou de assunto, como se muda de opinião. - disse ela dando mais uma colherada em seu sorvete.

 

- Não entendo eles, caleb é noah só não se mordem por estarem no mesmo teto por uma semana! - digo coçando os meus cabelos molhados.

 

 

- É também para evitar discórdia, já que estamos na casa da família do noah, não é bom arranjar discussão mesmo se quiserem... - fala ela dando mais uma colherada em seu sorvete, sujando em volta de sua boca, dou uma risada baixinha.

 

- Cadê o motivo da risada? - pergunto ela seriamente confusa.

 

- Sua boca está suja. Posso limpar? - pergunto num tom provocativo é logo, ela passa a língua em volta de sua boca.

 

- Não seria uma boa ideia, está limpo? - pergunta ela pensando que limpou a parte suja, faço que não com a cabeça é me inclino até ela, é aplico levemente um beijo no canto de seus lábios.

 

- Agora está limpo! - digo dando um sorriso de canto.

 

[...]

 

Ficamos ali conversando por bom tempo, parecia que aquilo demorou uma eternidade, pois quando saímos do local já estava escuro. Pegamos as bicicletas encostadas no muro, é saímos do local pedalando até a casa.

 

- Essa tarde foi ótima!! - disse ela dando um sorriso, aquele sorriso lindo de sempre.

 

- Sim, ao seu lado nada fica ruim!! - digo disviando de uma pedra no caminho, que quase fez com que eu caísse da bicicleta.

 

A brisa fresca da noite batia em nossos rostos fazendo abrirmos sorrisos enormes de pura empolgação que o momento nos transmitia. Não estamos mais molhados, o vento secou nossas roupas de forma rápida.

 

- MILLIE BOBBY BROWN, EU TE AMO!!! - grito por excitação do momento.

 

- FINN WOLFHARD EU TAMBÉM TE AMO!!! - grita ela correspondendo a mim. Não só a mim a natureza também, que agora sabe o quanto loucos somos. - Que loucura!! - disse ela agora pedalando lentamente.

 

- Nós somos loucos, não percebeu ainda não? - digo lhe lançando um sorriso pra lá de exaltante.

 

- Aonde essa loucura toda nos leva? - pergunta ela se aproximando de mim.

 

- A fazer isto que eu fazerei agora!! - digo me inclinando da bicicleta é aplicando um beijo em seus lábios.

 

- Eu quase cai denovo, eu deveria te derrubar!! - fala ela tirando uma mexa de seu cabelo que batia em seu rosto por causa do vento, é pondo para trás. 

- Você não fazeria isso, até porque me ama!! - digo convencido. 

- Sabia que isso é crime? Roubar corações das pessoas sem pergunta se pode!? - disse ela ironicamente me fazendo rir.

- Também é crime sugar a beleza do mundo todo senhorita brown!! - falo a fazendo revirar os olhos, mas logo deu um sorriso.

Não demorou muito para chegamos na casa de volta, estranhamos que não vimos ninguém por ali, nem um som era emitido no local.

- Pelo visto saíram é nem nos chamaram, bando de ingratos!! - resmunga ela.

- Melhor assim, só eu é você agarradinho aproveitando o momento.... - digo me aproximando dela é selando nossos lábios.

Iniciamos um beijo calmo é quente, por estarmos na sala, não precisamos movemos muito até o sofá. Joguei a millie nele com cuidado para não machuca-lá, desço os beijos para seu pescoço, fazendo ela arfar, ela agarra em meu cabelo me puxando para mais perto, colamos nossos corpos, fezer isso trouxe uma sensação calorenta, que nem o episódio anterior de nós dois na cama se pegando que nem loucos. Volto o beijo para sua boca só que desta vez ele estava mais rápido, passo a mão sobre sua coxa, percebi ela se arrepiar por inteiro, começo apertar com certo cuidado para não machucar. Derrepente ela para com tudo é sussurra no meu ouvido.

- Seria melhor continuarmos num lugar mais confortável.... - disse ela mordendo o lóbulo da minha orelha em seguida.

Subimos as escadas com cuidado para não cair, até chegar no quarto, entrei no de millie, aliás poderia se considerar nosso quarto devido tantas noites que já durmi com ela. Voltamos a nossa seção de beijos sobre a cama, ela tira a minha camiseta com facilidade, eu tiro o vestido dela por completo deixando apenas a mostra seu sutiã é um short que ela usava por baixo do vestido.

- Chuveiro? - pergunto a ela que me olhava estranhamente. - Relaxa, não vamos fazer isso que se passa na sua cabeça! - digo deixando ela aliviada.

- Vamos.... - fala ela subindo em meu colo.

Caminhamos até o banheiro, millie não é tão pesada, então foi fácil carrega-lá. Ela tira a única peça que restou de seu corpo, o pequeno short preto, tiro o meu também, deixando a mostra minha cueca cinza box, entramos no chuveiro, liguei no quente para aliviar o frio em que sentimos. Encosto millie na parede é começo uma trilha de beijo em seu corpo, como se estivesse marcando o meu território, parei no meio de sua barriga dando pequenas mordidas, fazendo ela gemer baixinho, subo para o seu maxilar, é começo a dar chupões é mordidas, pude escultar de mais perto seu gemido, que me causava certos arrepios.

- Finn...ãh...- gemia ela de forma prazerosa em cada momento em que minha boca entrava em contato em sua pele.

Ela começou com seus joguinhos, puxando o meu cabelo é dando chupões em meu pescoço, arranhava minhas costas, me beijava com desejo. Paramos para encarar o olhar de cada um, seus olhos brilhavam diantes a um mergulho profundo nós meus, estremeci, quando ela quebrou o nosso contato subindo em meu colo é selando nossos lábios novamente. Desligo o chuveiro é voltamos para cama, eu sei que estamos molhados, mas parece que a sensação do momento não nos permitia nos importar. Não sei o que aconteceu, um fogo enorme pecoreu em mim atormentando a minha cabeça. Afastei aquilo de meus pensamentos, é voltei a beija-lá, ela encalhou os seus pés envolta da minha cintura fazendo a minha região genital exitar com sua aproximação

[....]

Paramos com a pregação devido ao sono que pegou nós dois de surpresa, demos meia palavra, quando vimos já adormecemos.

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


O que acharam do nosso especial fillie?

Próximos capital promete, aproveite é deixem suas teorias para o próximo capítulo, amo ler vocês!!

Até a próxima!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...