História My life changed (Bumblebee X Reader) - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Transformers
Personagens Bumblebee, Personagens Originais
Tags Bumblebee, Ironhide, Jass, Optimus, Prime, Ratchet, Reader, Sam, Witwicky
Visualizações 64
Palavras 1.037
Terminada Sim
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 18 - 17- Arcee... ADEUS!


Acordei com alguém a tocar na minha barriga, abri os olhos e vi um par de olhos gigantes a olharem para mim.

Eu- Bee...

Bee- Bom dia dorminhoca.

Eu- O que estás a fazer sentado?! Tu tens que te deitar! Tu quase morreste!

Bee- Estive quase, mas não morri, não precisas de te preocupar.

Salto para o chão e transformo-me em robô.

Eu- Deita-te Bee...

Bee- Porquê estou farto de... Mecha?

Apenas abracei-o e deixei as lágrimas caírem todas, tipo todas!!!

Eu- Bee desculpa! Eu sou um ser horrível! Eu não devia ter-me metido na tua conversa com a Arcee, eu devia ter controlado os meus ciúmes e o meu desejo de matar-la! Mas não... Eu fui imatura e ataquei-a! Tu quase morreste por causa de mim... Beee... Desculpa... Desculpa...

Bee- Mecha, não fiques assim, eu entendo perfeitamente o porquê de a teres atacado...

Ele desfez o nosso abraço, levantou-se e segurou as minhas mãos.

Bee- Se eu visse algum Bot a beijar-te eu faria uma coisa bem pior acredita em mim, e a culpa não foi tua, eu fui ferido porque a Arcee queria matar-te e tu não és um ser horrível, tu és fantástica, maravilhosa e extremamente linda, tu és a minha namorada e eu te amo.

Ele beijou-me em seguida e eu senti-me muito mais aliviada.

Eu- Tu nunca mais te atrevas a fazer-me uma coisa destas Bee porque eu juro que eu mesma te mato.

Ele riu-se e beijou-me mais uma vez.

Bee- Vamos sair desta sala, estou farta de estar aqui.

Eu- Tá mas com calma

Ele segurou a minha mão e saímos dali, fomos ter com os outros e o Ratchet viu se ele estava mesmo bem.

Sam- Hey Mecha como estás?

Eu- Melhor agora.

Sam- Eu soube o que aconteceu, tens a certeza que estás ok?

Eu- Tu sabes a resposta.

Sam- Mecha... A Arcee já teve o que merece, o Prime falou com ela e castigou-a.

Isso não me chega, ela tem que morrer... E ela vai.

Iron- Então Mecha o que queres fazer hoje?

Eu- Apenas passar o dia com o meu Beezinho! E a pensar eu morte de uma duas rodas.

Falei isso quando vi a Arcee a passar perto de mim, ela olhou-me com olhos carregados de puro mal e eu levanto o meu dedo do meio a ela. O Iron abaixou logo a minha mão.

Iron- Que educação é essa?

Eu- Vai pastelar tu também!

Iron- Tu acordaste com um bom humor lindo...

Eu- Cala a boca Iron! Eu faço que o teu apelido Ferrugem se torne mesmo o teu nome!

Bee- Vamos dar uma volta esquentadinha.

Ele voltou a segurar a minha mão e saímos do Hangar, transformamos em veículos e fomos pela cidade até chegarmos ao mesmo lugar que eu e ele falamos os nossos sentimentos um para o outro. (Para quem não se lembra, é no local onde termina o filme dos transformers 1).

Eu- O que estamos aqui a fazer Bee?

Falo enquanto virava robô assim como ele.

Bee- Este lugar significa muito para mim, venho aqui para pensar e relaxar, acho que tu precisar de relaxar também.

Ele sentou-se na relva e eu sento-me atrás dele e eu usei as suas costas como encosto. Ficamos ali horas, a falar ou em silêncio, ambos precisavamos deste tempo só nosso... Quando ficou de noite ele olhou para mim.

Bee- Eu quero ficar contigo para sempre Mecha, e eu falo sério.

Eu- Eu também quero Bee...

Eu beijei-o e as coisas aqueceram e acho que todos sabem o que aconteceu a seguir... °\\\\°

No dia seguinte, eu não sabia o que fazer então eu no meu modo humana, fui para cima do capô do Ferrugem e começo a fazer uma torre de cartas.

Lennox- Mecha?

Eu- Fala ai chefia.

Lennox- Ontem tentei contactar-te, onde estiveste?

Eu- Fazendo varias coisas...

Tento não corar o que foi um êxito.

Lennox- Bem... Tem um homem do governo que vai começar a vir cá mais vezes, sugiro que não estejas por perto quando isso acontecer.

Eu- Porque?

Lennox- Porque tu não vais ter paciência para ele... Acredita em mim Mecha é melhor assim.

Eu- Primus... Estou me a sentir excluída! Sabias que palavras magoam...

Ele riu e saiu perto de mim.

Eu- Que coisa, eu queria saber quem é esse homem do governo.

Iron- Não queiras, ele é feio, chato e tem mania.

Eu- Agora quero saber mesmo de coração.

Iron- Tu não tens remédio...

A Voz do Epps se fez presente pelo hangar inteiro.

Epps- Atenção a todos se preparem porque temos a localização de um Decepticon.

Eu- Finalmente!!!!!

Iron- Quem te ouve parece que não sais daqui à dias.

Eu- Shiuuu!!! Faz voto de silêncio ferrugem.

Entro nele e ele dirige até um avião, assim como os outros Autobots, mas o que me meteu mais piada foi a parte em que a Arcee e suas irmãs foram as únicas a ir no outro avião, para mim só ia a estúpida da Arcee e as irmãs dela podiam ficar aqui, até gosto delas.

Quando chegamos ao nosso destino (era de noite) e me transformo em robô e começo a procurar pelo Decepticon, mas o problema é que não era só um e sim vários.
Eu consegui matar um e vejo que a Arcce estava caída no chão, muito ferida e praticamente morta.
Chego perto dela e vejo se alguém estava por perto, ninguém...

Eu- Sabes Arcee, eu queria que isto terminasse de uma maneira lenta e dolorosa...

Arcee- Por favor... Ajud...

Explodi a cabeça dela.

Eu- O quê? Não consegui ouvir-te.

Sai logo de perto do seu corpo para ninguém pensar que fui eu.

Starscream on
Vi a Mecha perto de uma Autobot bastante ferida e caída.

Mecha- Sabes Arcee, eu queria que isto terminasse de uma maneira lenta e dolorosa...

Eu estava a pensar em atacar mas as suas palavras me surpreenderam.

Arcee- Por favor... Ajud...

E fiquei ainda mais surpreendido quando a Mecha acabou com a Autobot.

Mecha- O quê? Não consegui ouvir-te.

Eu- Humm... Interessante.

Sai dali sem que ela me visse, com quem tão temos uma Autobot que não joga pelas regras. Muito interessante.

Mecha on
Assim que chego perto do Ratch ajudei-o com um Decepticon. Depois quando terminamos de exterminar os Decepticons as irmãs da Arcee chegaram e anunciaram a morte dela.
Ninguém disse nada mas eu sorria. Ninguém saberá que fui eu mas quando souberem espero que eles vejam o que acontece àqueles que se metem comigo ou com os que eu amo. Eu mato qualquer um ou qualquer coisa.


Notas Finais


Okay Mecha! Isso é pura vingança...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...