História My life changed (Bumblebee X Reader) - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Transformers
Personagens Bumblebee, Personagens Originais
Tags Bumblebee, Ironhide, Jass, Optimus, Prime, Ratchet, Reader, Sam, Witwicky
Visualizações 26
Palavras 1.688
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 19 - 18- Virando as costas para todos


Fanfic / Fanfiction My life changed (Bumblebee X Reader) - Capítulo 19 - 18- Virando as costas para todos

Depois daquele dia, eu senti-me muito melhor, eu estava bem sem aquela parva ao meu lado, mas algo estava diferente parece que matar-la tornou-me... Sei lá mas porquê que eu ainda penso nela? Sinceramente... Mas continuando o Sam pediu que eu fosse à faculdade dele com urgência e então eu larguei a minha equipa e os Autobots só para ir ter com ele, pelo que o meu irmão disse ele está bem maluco pois têm vários símbolos na cabeça dele e tá complicado... Eu não sei o que possa ser mas é melhor chegar rapidamente, peguei um avião e depois de pouco tempo chego à faculdade, procuro pelo quarto do meu irmão e encontro a Mikaela.

Eu- Hey Mika... Que cara é essa?

Mika- O desgraçado do teu irmão está me trair com uma vaca qualquer.

Rapaz- Por acaso é a garota mais gata desta faculdade.

Olhei para esse rapaz com desprezo, chego ao quarto do Sam e arrombo a porta com o pé não querendo saber se estava destrancada ou não.

Eu- SE ESSA VADIA NÃO TIVER RABO NEM MAMAS SAM EU VOU TE... Santo senhor...

O meu irmão estava a ser estrangulado pela língua da vaca... A Mikaela atirou uma caixa contra a vaca mas ela desviou, então eu dei um soco nela para ganharmos tempo para fugir, corremos todos para fora do quarto e aquela rapariga robô explodiu com a porta, fomos para a biblioteca esconder.

Eu- Uma Decepticon?! Trocaste a Mikaela por uma Decepticon!? Que se gosta de vender!?

Sam- Eu fui vitima!

Mika- Ah foi? Parece que vocês os dois estavam muito bem na cama!

Sam- Calma ai! Nós não chegamos a esse ponto!

Não tomei atenção à conversa entre eles e encarei o rapaz que estava ao meu lado.

Leo- O meu nome é Leo e o teu?

Eu- Mecha.

Leo- Mecha? Que raio de nome é esse? De onde veio?

Eu- De Cybertron.

Leo- Quê?

Eu- Por outras palavras, eu sou alienígena e se continuares a falar comigo vais ter que ouvir do meu namorado que é um robô gigante maior que a tua virgindade, entendeste?

Já deu para entender que não acordei bem disposta. Vejo o Leo super chocado e depois com vontade de rir, tipo não acredito em ti, eu reviro os olhos e faço os meus braços se tornarem metálicos, ele gritou e a Mikaela e o Sam olharam para ele e para mim.

Eu- Quê?

Sam- Tu mostraste quem tu és para ele?!

Eu- Maninho, ele vai correr atrás de nós que nem um cachorrinho, é melhor ele se habituar com a vida real, e para ele ver quem está no comando.

Mika- Wow... Não achas que estás meio mazinha Meka?

Apenas encolhi os ombros e foi nesse momento que aquela vaca entrou.

Eu- Olha encontrem um veiculo de fuga, eu vou matar esta aqui.

A Mikaela e o Leo saíram mas o Sam ficou.

Eu- O quê? Queres um doce? Não tenho.

Sam- Estás estranha.

Eu- Fala o menino que vê símbolos na cabeça.

Ele revirou os olhos e foi à procura da Mikaela e do Leo, assim que não estava ninguém na biblioteca eu apenas transformo-me em robô e pego na vaca.

Eu- Quero ver conseguires vender-te depois desta.

Parti-a ao meio e largo o seu corpo no chão, depois transformo-me em humana e vou lá para fora, entro no carro que a Mikaela tinha arranjado e assim que fecho a porta ela acelera. O Sam virou-se para trás porque né, ele estava sentado à frente e eu atrás.

Sam- O que fizeste ao Decepticon?

Eu- O que achas? Matei-a.

Disse como se fosse a coisa mais óbvia do mundo, ele ficou a olhar para mim e depois voltou a olhar para a frente, o que ele queria que eu fizesse? 

Eu- Tu por acaso estavas à espera que eu fizesse o quê? Beijasse aquela vaca e quem sabe dar ter uma relação com ela.

Sam- Deus do céu Sarah o que se passa contigo hoje?!

Eu- Chama-me de Sarah de novo e tu verás.

Ele engoliu em seco e voltou a olhar para a frente, qual é o problema dele hoje?! Melhor eu apenas ignorar... Em seguida um gancho se prendeu no teto do carro e começamos a ser puxados para cima, batemos um prédio e a porta do Sam abriu-se e ele ficou pendurado, eu apenas fiquei a assistir enquanto a Mikaela gritava pelo o nome do meu irmão e o Leo puxava-o para dentro do carro. Depois que ele conseguiu entrar olhou furioso para mim.

Sam- Obrigada pela a ajuda!

Eu- Feliz em ajudar.

Fomos levados para um armazém abandonado e encontramos o Starscream e o Megatron.

Megatron- Mecha! Que bom ver-te.

Eu- Vai plantar batata seu horroroso!

Ele apontou um canhão para mim e ia disparar.

Starscream- Mestre espere! Ontem não fui capaz de contar-lhe mas a Mecha é uma Autobot que não joga pelas regras.

O Megatron abaixou o canhão e olhou para o Starscream.

Megatron- Explica te agora!

Starscream- Ontem a nossa querida Mecha matou uma Autobot.

Todos olharam chocados para mim e eu continuei com uma expressão neutra.

 Sam- Tu mataste uma Autobot?!

Eu- Sim.

Mika- Foi a Arcee...

Eu sorri quando me lembrei de ver o energon dela espalhado no chão.

Starscream- Ela honra bem a principal qualidade dos pais dela, não ter piedade.

Megatron- E ela herda também o lado do pai, antes de ele ser um Autobot, ele era um rebelde, lutava contra os Autobots e contra os Decepticons, porque ele queria que a guerra parasse.

Eu- O Autobots sabiam disso...?

Megatron- Todos sabiam.

Quer dizer que eles não me contam a verdade?! Eles traíram a minha confiança...

Megatron- Eu sei como te sentes Mecha, tu tens um grande potencial só que não estás no lugar certo.

Sam- Não oiças ele Sarah!

Eu- Eu já disse que O MEU NOME É MECHA E NÃO SARAH!

Ele fica assustado e eu recomponho-me, depois o Megatron pega no Sam e ele começa a fazer um grande interrogatório.

Mika- Porquê que não vais ajudar o teu irmão?!

Eu- Ele está nas mãos do Megatron, qualquer coisa que eu faça ele pode matar-lo, preferes um Sam vivo ou morto, olha que eu prefiro a primeira opção.

Ele olhou-me frustrada e continua a encarar o Sam a ser grande vitima de interrogatório, depois de um tempo, o Optimus chega com o Bumblebee, o Prime conseguiu distrair o Megatron e o Bee o Starscream, nós corremos lá para fora e o Sam não estava conosco, o Bee apareceu e nós entramos, eu fui sentada no lugar do condutor.

Leo- Isto está tão tenso...

Apenas reviro os olhos.

Mika- Mas o que se passa contigo Meka?!

Eu- Não... Me chames assim.

Mika- O quê?!

Eu- Eu disse para não me chamares assim! Qual é o teu problema?! E do Sam?! Não estou a entender vocês dois!

Mika- O problema é que tu não estás a ser tu! Tu és agressiva mas não deste modo! Tu mataste uma Autobot!

Bee- Mecha tu fizeste o quê?!

Eu- Não te metas Bumblebee! Ela não tinha salvação já estava a perder energon a mais! Se eu tivesse chamado o Ratchet ela já estaria morta!

Mikaela- Pelo menos não serias tu a matar-la!

Eu- MAS ASSIM NÃO IRIA SENTIR O PRAZER!

Mika- Tu ficaste maluca de vez...

Eu- Agora eu sou maluca?! Descubro que todos estavam a esconder uma coisa de mim e eu é que sou maluca?????

O Sam entrou pelos bancos de trás e só ai me apercebi que estávamos rodeados de Autobots. O Ironhide mandou o Bumblebee sair daqui e ele fez isso.

Leo- O que se passou?

Sam- O Megatron matou o Optimus... E o que se passa aqui? Ouvi a Mecha a gritar antes de eu entrar.

Leo- A tu irmã está maluca das ideias Sam, devias ter ouvido as coisas horrorosas que ela disse.

Eu- Voltas abrir essa boca e eu juro que não vais sair deste carro com vida.

Bee- Mecha?

Cruzo os braços e fico a olhar pela janela, quando ficou de quase de noite chegamos a uma espécie de cidade abandonada onde todos nós saímos.

Sam- Porquê que mataste uma Autobot?!

Eu- Porque ela quase matou o Bumblebee!

Bee- Mas foi por acidente Mecha!

Eu- Acidente?! Vais dizer-me que também foi um acidente ela estar sempre a tentar que tu terminasses comigo?! 

Bee- Não mas...

Eu- Então pára de defender-la! Ela já nem está mais viva! Ela morreu e eu tenho muito gosto em dizer que foi pelas minhas mãos.

Sam- Mecha mas o que raios estás para ai a dizer?!

Eu- Tu sabias que o meu pai era um rebelde Bee?

Ele não olhou para mim e vi o quão triste ele estava.

Eu- Então tu sabias... Vocês são uma cambada de mentirosos, ainda dizem ser os bons da história... Poupem-me...

Sam- Ainda não acredito que mataste uma colega...

Eu- Ela não era minha colega... Era apenas uma robô que não servia para nada.

Bee- Como és capaz de dizer isso?

Eu- Da mesma maneira que vocês foram capazes de me mentir!

Bee- Eu não disse nada para isto não acontecer, assim como os outros!

Eu apenas ri e viro-lhes as costas.

Mika- Onde vais Mecha?!

Eu- Embora.

Sam- O quê?! Vais abandonar-me?!

Eu- Isso não é meio óbvio?

Eles os dois ficaram em choque e o Bee segui-me.

Eu- Perdeste alguma coisa?

Bee- Vamos falar Mecha, tu não és assim...

Eu- A realidade dói não é? Ah! E já que estavas a defender tanto a Arcee porque não voltas para ela, olha que ela agora é bastante calada e tu solteiro.

Bee- Tu...

Ele parou de andar e olhou para mim com uma tristeza que jamais tinha visto.

Bee- Então tudo aquilo que passamos é... É para esquecer?

Eu- Tu és compreensão lenta? Claro que é! Se a gente não temos mais nada... Pensa monte de sucata.

Transformei-me em veiculo e antes de andar falei entre risos.

Eu- Ainda não acredito que pensaste que eu realmente te amava! Que absurdo!

E com isso eu foi embora.


Notas Finais


Só... Não me matem....
Espero que tenham gostado hehehe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...