História My Life Criminal - Capítulo 48


Escrita por:


Notas do Autor


Hola, eu estou atualizando a história mais no wattpad mil desculpas meninas. Vou volta a pública aqui xoxo

Capítulo 48 - Inferno II


PvOn Justin Bieber


Tava, aflito trabalhando noite e dia atrás de respostas tentando descobri onde o infeliz do Jeremy tenha levado a Luna, meus homens já suspeitava. Da Rússia por se um lugar frio e que muitas pessoas não gostam de ir, apenas alguns loucos vão para pátina ou prática ski. Mas antes de tudo estava com sangue nos olhos, queria descobri o X9 que estava no meio de nos é hoje iria descobri, logo desci as escadas do escritório vendo a maioria dos meus seguranças reunidos, todos de cabeça baixa. Pois sabia que viria bomba aí.


Logo fiquei de frente pra todos, estava um silêncio constrangedor mais eu gostava de intimida esses babacas, Todos sabem que odeio traíra.


-Só irei fazer uma perguntar. Disse sério totalmente seco.
Olhando pra todos os inúteis na minha frente, que logo trataram de levantar a cabeça e me olha firme, estava analisando todos os olhares dos meus seguranças vendo quem tinha pavor ou algo que entregasse o X9, no meio de nós.


Quero saber quem é o filha da puta que ta passando informações nossas para o Jeremy e companhia. Disse vendo alguns olhares perdidos outros assustados, pq todos sabiam que Jeremy Bieber estava morto, até dois dias atrás pra mim o Jeremy também estava morto. Olhei novamente pros palhaços é ninguém se que moveu um pé ou abriu a boca pra fala, logo me irritei e puxei minha pistola dando um tiro na cabeça de uns dos seguranças que tava no meio deles, vendo o sangue espirra.


-Vão abri a porra da boca ou vou te que mata todos? Disse rude é puto da vida já com aquela enrolação, Olhei pro Ryan é vi que o mesmo focava em três seguranças que estava mas atrás.


-Ryan vem aqui. Disse firme vendo o mesmo se direcionar até mim, em passos largos pois sabia que já desconfiava dos três ali.


-Fala Bieber Disse apenas pra mim escuta.


-Solta disse rude olhando pra cara dele.


-Atira em um dos três do meio, vamos pega o x9 agora disse pra mim que logo concordei é so virei e atire fazendo outro estouro e o sangue jorra, todos olhavam apreensivos, foi quando apenas um abaixo a cabeça logo dando a entender que ele era quem estava passando informações pro babaca do Jeremy, fiz um sinal pro Ryan que logo entendeu o meu sinal e pegou o cara pelos braços que fez uma cara de assustado e olhou pra mim.


-Estão dispensados voltem ao trabalho disse vendo todos se retirarem em seguida.


Logo recebi uma ligação do Chaz avisando que já havia chegado na Rússia, fui pra onde o Chris tava com toda nossa equipe, todos olhavam a tela do computador ou resolvia algumas coisas.

-Chaz não vai da conta de tudo sozinho Bieber são muitos homens. Disse o Chris olhando pra mim

-Droga, prepara meu jatinho Ryan vai comigo você fica aqui mandando as coordenadas preciso que chame mais homens e hoje que iremos tirá-la de lá Disse firme saído em direção a sala de armas, peguei uma M416,carreguei dois pentes coloquei um colete, tava recarregado outro pente, quando logo apareceram avisando que meu jatinho já estava pronto pra decolar.

Saí em direção o campo aberto que tinha atrás do galpão mais pra frente tinha a nossa pista de vôo clandestino, vi todos em seus lugares entrando em outro avião maior militar. Fui em direção ao jatinho onde vi o ryan já sentado em seu banco e me passou o micro ponto pra coloca em meu ouvido.

-Todos ouvindo Disse Chris pela escuta

-afirmativo Disse e me ajeitei em meu banco. A hora era agora tava ansioso e com cede de vingança mais do que nunca, o Jeremy me paga, fechei meus olhos. E logo passou um flashback rápido na minha mente do dia que eu e a Luna nos conhecemos, e tudo que vinha acontecendo. Depois desse acontecimento eu tive a total certeza que estava, apaixonado pela minha Luna, depois de um tempo sonhando acordado, meu rádio apitada, informado que já chegamos, na bendita Rússia o lugar frio, mais a gente ia esquenta ele logo, desci do meu avião e passei as coordenadas para os meus seguranças logo fomos a caminho do esconderijo porqueira do Jeremy, era um lugar no meio do nada, coberto de neve pura chegava a ser bonito de tão branquinho que era, nos encontramos com o Chaz que tava em seu carro, junto com vários outros carros de segurança, Chris ativou a porta a mesma logo apareceu o verdinho na porta confirmando que estava aberta, invadimos aquilo com tudo pegando todos desprevenidos, os tiros começaram era, tiro pra dá e vender logo fui andado na frente procurando onde a Luna, tava apareceu dois grandões na minha frente dei um tiro na cara de um fiz o corpo do mesmo de escudo em quanto outro atirava em mim, mirei rapido e dei um tiro nos dois joelhos do mesmo fazendo ele caí de joelhos na minha frente, joguei o corpo que usava de escudo pro canto e dei um jute na cara do cara que atirava em mim, fazendo ele caí morto, sai em direção a uma salinha toda tracanda de metal, destranquei a porta vendo minha Luna, o chão frio com sangue seco no que sobrou da sua roupa, era nítido que ela tava muito machucada, cheguei perto e a mesma abriu os olhos e so disse.

-Bieber. É assim ela apagou novamente peguei a mesma, é sai correndo daquele lugar, vocês devem está se perguntando cadê o Jeremy? O filho da puta e um rato, ele sumiu não está em nenhum lugar. Mais o que e dele ta muito bem guardado é ele pode me esperar que vou caçar ele no inferno, quando sair daquele lugar com a Luna em meus braços o meu rádio volto a funciona, eu mesmo não tinha percebido que tinha parado de funcionar.

-Bieber? Me responde cara, Bieber. Novamente dava interferência. Tirei o meu ponto do ouvido é seguir pro carro, logo vi meus seguranças saído com alguns feridos e os meninos atrás todos sujos, coloquei a Luna no carro e seguimos pra pista de decolagem, onde no jatinho tinha um médico e umas duas enfermeiras russas, me esperando com a Luna, logo coloquei a mesma na cama do jatinho que o chaz veio é eles começaram o trabalho deles, pediram que eu saísse mais eu não queria, não queria solta ou sair de perto dela, ela tava tão frágil. Eu sentia um ódio tão grande e o Jeremy iria me pagar com a própria vida dele. Com muito custo fiz o que eles me pediram sair do quartinho para que cuidasse de Lunna. Sentei em meu lugar e dei as instruções para voltarmos para Atlanta.

-Senhor vamos ter que ir para um hospital, a situação de Lunna e um pouco delicada. Disse uma enfermeira me informado.

-Certo respeirei fundo e apoiei minha cabeça em meus cotovelos. E levantei indo em direção a cabine do piloto.

-Mudança de plano nos leve direto ao hospital central de Atlanta. Disse e o piloto logo concordou, liguei meu ponto novamente no ouvido, logo chamado o Christian.

-Chris, informe nosso médico pra ir direto pro hospital de Atlanta e aguarda a minha chegada com a Lunna, avisa que iremos pousar em cima do hospital.

-Certo Bieber, os mlks já estão a caminho da Atlanta tbm, o plano deu tudo certo.

-Ótimo gosto disso. Disse e desliguei novamente o ponto em meu ouvido, as últimas horas dentro daquele avião foi insuportável foi torturador eu não via a hora de chega em Atlanta.

-Senhor estamos pousando a aeromoça me informou, logo balancei a cabeça confirmando e sentindo o avião desce lentamente. Quando o avião pouso e abriram a porta vi uma equipe de médicos me aguardando, logo sair.

-Olá Bieber Disse o Doutor da família apertado minha mão e a equipe do mesmo adentro o avião tirando a Lunna de dentro do avião e a colocando em uma maca.

Entramos em um elevador e logo levaram a mesma pra fazer exames e fazer todo procedimento. Fui pra sala de torturada no caso a sala de esperar. Logo uma mulher veio me entregando uma prancheta pra mim fazer o cadastro da Luna, assinei tudo que era pra assinar e entreguei pra mulher.

Logo vi o pai da Lunna correndo em minha direção.

-Como ta minha filha disse todo aflito é preocupado com a mesma.

- O quatro dela e complicado e não deram mais nenhuma informação estamos aguardando. Disse com uma expressão exausta, e realmente eu estava exausto.

Uma Semana Depois.

Já faz uma semana que a Lunna ta nessa droga de hospital, eu ia pra casa apenas come e toma banho não saía de perto dela um segundo. Fui despertando, quando vi que a mesma tinha acordado dei um pulo indo pro seu lado, e a enchendo de perguntas a mesma deu um sorrisinho afirmado que estava bem, o que me deixou corado sim eu Justin Drew Bieber estava corado parecendo um viadinho apaixonado, talvez eu tenha me tornado um Viado apaixonado, eu percebi que não posso fica longe dessa mulher um segundo se quer, trocamos algumas palavras e logo o médico entro junto com uma enfermeira baixinha. Fazendo milhares de perguntas a Lunna a mesma respondia toda simpática com o seu jeitinho, logo todos saíram deixando novamente nos dois a sós logo ela chegou perto de mim pedido com que eu deitasse com a mesma ela se aconchego no meu obro é começou a fala.

-Obrigado, por tudo que fez por mim até agora é até mesmo me tira daquele lugar horrível, foram as piores semana da minha vida. Disse ela com uma voz chorosa, logo fui falando.

-Eu que agradeço por você te aguentando tudo aquilo e ter me esperado, eu faria tudo denovo por você Luna. Quando você foi sequestrada eu abri os olhos e enxerguei que não posso ficar sem nem um minuto sem você Disse em quanto a encarava, sim eu acabei de abri o meu coração pra Luna White.

-Bier... Quando ela ia fala alguma coisa eu não deixei eu precisava fala antes que alguma coisa não deixasse.

-Deixa eu acaba de fala, eu acho que estou apaixonado por você, tem noção logo eu o cafajeste, o sem coração, eu sou louco por você senhora Luna White e preciso de você pra sempre do meu lado, você é a minha droga que a calma a minha alma e me deixa lesado na brisa total. É então eu a olhei no fundo dos seus olhos eu via que ela procurava as palavras certas eu via o quanto ela queria ouvir isso.

-Eu.. não sei nem o que dizer isso pra mim parece um sonho por que logo você? Quem imaginaria? Em quanto eu estava lá, eu assumi pra mim mesma que estava apaixonada por você e que tudo que eu mais queria era que você me tirasse de lá. Quando ela ia contínua falando eu a beijei como se o mundo fosse acabar aquele beijo desesperador de saudade. Logo fomos interrompido pela porta se abrindo e revelado o seu pai logo endiretei minha postura. Logo o pai dela veio correndo em direção a cama.

-Meu amor, você acordou Disse esmagado a Luna eu dei uma risadinha. E logo a mesma disse.

-Pai o senhor ta me sufocado. Ele invés de solta lá começou a fala, era nítido o quanto ele estava feliz pela sus filha te acordado.

-Eu senti tanto a sua falta, nunca mais faça isso com seu pai, eu estou ficando velho, eu te amo tanto minha princesa. depois de te dito isso ele a solto e olhou sério pra nos dois.

-É sobre o beijo que eu acabei de ver, depois iremos conversa senhora Luna White disse. Logo a Luna respondeu corada e eu estava parecendo um pimentão de tão vermelho que tava.

-Sim senhor chefe. Logo senti a mesma pegando em minha mão. É assim ficamos, conversamos é brincamos.

Três Dias Depois.

PVOn Luna White.


Sim finalmente estou saído desse hospital não aguentava mais real, Justin? N saio do meu lado nem um minuto os meninos vinham todos os dias me visitar, minha melhor então nem se fala, me deu vários sermão e disse que ela estava muito nova pra infarta, que ela tinha que dar muito antes de morre, tipo da senhora Alana, ela me contou todas as novidades. Até dela e o Ryan estarem se pegando firme e forte esses dois ainda vão casar. Meu pai também sempre vinha aqui, mais ele deu a ordem do Bieber fica comigo, depois deu insistir pra que ele voltasse a trabalhar e descansar.

Nesse exato momento to dentro do banheiro acabando de me arrumar pra ir embora.



Depois de me vestir passa uma maquiagem básica por que ainda tava com cara de zumbi, calcei um vans é sair do banheiro é logo o Bieber parou de meche no celular e ficou me admirando, sim ele ultimamente vive no mundo da lua, vive me admirando. É isso me deixa com vergonha e ao mesmo tempo realizada.

-Que mulher gostosa que eu tenho Disse vindo em minha direção e me dando um selinho. Que logo se tornou um beijo lento e calmo. Paramos com selinho.

-Vamos Disse animada e doida pra chega em casa e minha rotina volta a ser como antes.

-Vamos senhora Disse o Bieber pegando minhas coisas, obviamente eu ajudei o mesmo tadinho.........



HELLO BITCHS, EU DEMOREI MAIS POSTEI NÃO ME MATEM KKKKKK

Comentem🖊
Favoritem❤

🔪PLÁGIO E CRIME 🔫




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...