1. Spirit Fanfics >
  2. My Life Upiside Down >
  3. Desafios

História My Life Upiside Down - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Demorou mas eu cheguei kkk.

Oii, eu sei que estou demorando a atualizar, não me matem. É que esses dias eu não estou me sentindo bem comigo mesma, eu estou passando mal, e minha vó está colocando um tempo para mim mexer no meu celular. Mas eu prometo, que assim que as coisas por aqui melhorarem, eu volto a postar com frequência.

Boa leitura, bjs 😙.

Capítulo 6 - Desafios


Fanfic / Fanfiction My Life Upiside Down - Capítulo 6 - Desafios

illie POV 

Billie: você estuda em que Universidade mesmo? - eu disse mexendo no GPS. -

Manu: Kursk State Medical University.

Billie: você vai se formar em que?

Manu: Medicina. - Ela disse mexendo na caixa do celular. -

Billie: você sabe porque a sua mãe quis se formar aqui?

Manu: na verdade não, ela sempre dizia que era o sonho dela. Ela tinha uma fascinação por Los Angeles, que ninguém podia explicar.

Billie: ata... pronto - eu disse me referindo ao GPS, e dando partida no carro. -

Eu e a Manu já estávamos à um tempinho sem falar nada, eu não sabia oque dizer para quebrar a quele gelo, então eu disse a primeira coisa em que eu pensei.

Billie: mais então - eu disse fazendo biquinho - quem paga a sua Universidade para você? - eu disse para a mesma que estava com a cabeça encostada na janela. -

Manu: os meus tios, mas não é porque eu quero, eles meio que me obrigaram a deixar eles pagarem.

Billie: mais se não fosse por eles, você não estaria aqui né?

Manu: é, e foi assim que eles me obrigaram. Eles ficavam falando que não tem como eu pagar, porque eu não conseguiria o dinheiro, e que eu não aguentaria estudar e trabalhar o dia todo.

Manu POV

Eu e a Billie estávamos no carro conversando sobre nossas vidas, e sobre várias coisas aleatórias. Enquanto nós estávamos conversando, percebi que ela tentava me provocar, mais quando ela percebeu que não iria rolar "nada" entre a gente, ela parou, eu desejo ela, assim como ela aparenta me desejar, mais eu não quero nada com ela, não por enquanto, acho que a única coisa que eu quero, é provoca-la. 

A nossa conversa estava tão legal, e eu estava tão fascinada com a sua beleza, que eu nem vi o tempo passar, nós já estávamos chegando na Universidade.

Chegando lá, eu peguei as minhas coisas, e agradeci pela a carona, e pelo o celular. Eu tentei abrir a porta, mais ela não deixou eu sair.

Manu: Billie? Você pode destravar a porta para mim por favor?

Billie: posso, mais antes, você pode responder uma pergunta?

Manu: depende da pergunta.

Billie: hum - ela resmungo olhando para o volante, e depois para mim. - Porque você não deixou eu te beijar?

Manu: há, é que eu acabei de te conhecer, e se você acha que eu sou fácil assim, você está muito enganada, senhorita Eilish.

Billie: então a senhorita Lima gosta de se fazer de difícil? Isso é um desafio? - ela disse enquanto me olhava com um olhar rovocativo. -

Manu: se a carapuça serviu. - eu disse fazendo uma cara de deboche, e fazendo um sinal com as mãos para ela destravar a porta do carro. - 

Billie: se é assim, desafio aceito. - Ela disse destravando a porta. - 

Manu: até mais senhorita Eilish. E eu achei que você era hetero. - eu disse saido do carro com um sorriso debochado. -

Billie: é, eu também. Até senhorita Lima. - Quando ela terminou de falar, eu fechei a porta do carro, e mandei um beijinho para ela, e ela apenas sorriu, e deu partida no carro. -

Eu entrei na Universidade, e fui direto para o meu dormitório. Quando eu cheguei lá,  coloquei as minhas coisas na cama, e vi que uma sacola caiu no chão, quando eu fui ver oque era, vi que era o celular que a Billie me deu, eu arreigalei os olhos, e abri desesperadamente a caixa, para ver se estava tudo bem com o celular, e graças a Deus, o celular estava sem nenhum arranhão.

Manu: preciso tomar mais cuidado, não é todo dia que a Billie vai trombar comigo, e me dar um celular. - eu disse lembrando de quando nós nos esbarramos, e de como é engraçado quando ela fala o meu sobrenome, por ele se brasileiro. 

Eu saí dos meus pensamentos assim que ouvi umas batidas na porta. Eu me levantei da cama em que eu estava sentada, e fui ver quem era. Quando eu abri a porta, vi a Sra Ariel (a diretora).

Sra Ariel: você é a Emanuelle Lima Jenkins certo?

Manu: é ela mesma.

Sra Ariel: você pode me acompanhar até a minha sala? - eu acabei de chegar aqui, e eu não fiz nada, eu acho, oque será que ela quer?

Manu: sim, claro. - eu disse trancando a porta atrás de mim, e logo depois indo atrás dela.


Quebra de tempo


Eu estava voltando para o meu dormitório, e estava lembrando de quando a Sra Ariel, pediu para eu acompanha-la até sua sala, achei que eu tinha feito algo, mas na verdade ela só queria explicar e me mostrar algumas coisas, que ela não conseguiu no dia em que eu cheguei, pois ela tinha um compromisso.

Quando eu estava virando o corredor, de onde o meu quarto fica, vi Bessie saindo de um dos quartos, trancando a porta, e vindo em minha direção. 

Eu estava parada no meio do corredor, mais assim que ela começou a andar, eu também comecei.

Quando nós passamos uma pela a outra, ela sorriu e me olhou de canto sem parar de andar, e eu apenas acelerei os meus passos, vai que ela inventa de sair em puxando que nem as outras duas. 

Assim que cheguei na porta do quarto, eu a destranquei e entrei, quando eu olho para o lado, vejo uma sapatilha, que provavelmente é da minha "colega" de quarto, ela estava no chão perto da cama da minha suposta "colega" de quarto.

Eu não sei o porque, mais fiquei com a impressão de que já vi ela em algum lugar, mas devo ter visto ela em alguma loja em que eu fui hoje.

Como eu estava cansada, e com os meus pés doendo, de tanto andar, fui tomar um banho. Eu peguei a minha roupa e a minha toalha, entrei no banheiro. Tirei a minha roupa, fiz um coque para não molhar o meu cabelo, e entrei de baixo do chuveiro, eu o liguei deixando a temperatura da água morna. 

Quando eu acabei de tomar banho eu peguei a minha toalha, me enrrolei, e sai do box. Eu me enxuguei, vesti uma calcinha de renda preta, e um sutiã que combina com a calcinha, vesti uma regata que também é preta, e que deixa a minha barriga um pouco de fora, e uma calça de moletom cinza. 

Eu saí do banheiro, coloquei a minha roupa suja e a minha toalha em seus devidos lugares, coloquei as coisas que estavam na cama, no chão, deitei na cama, e fui mexer no celular em que Billie me deu. Eu fiquei mais de uma hora e meia, passando as coisas do antigo celular para ele, e quando eu acabei, peguei no sono sem querer.


Quebra de tempo


Assim que eu acordei, me sentei na cama, e me estiquei, quando eu olho para o lado eu me assusto, ao perceber quem estava deitada na cama da minha "colega" de quarto.










Notas Finais


Me desculpem os erros de escrita, eu não revizei.

Espero que estejam gostando, bjs.😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...