História My Little Baby (JiKook) - Capítulo 11


Escrita por: e CoelhinhaKook7

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Jikook, Jimin, Jungkook, Kumku, Namjin
Visualizações 177
Palavras 3.122
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não revisado. Eu não li muito antes de postar porque se eu ficar lendo que vou mudar tudo rs

Boa leitura smskms

Ah, deu uma bugada no capitulo, tentei arrumar, não deu certo, sorry

Capítulo 11 - XI - My Baby Mochi


- Jimin, acorda... - ouvi uma voz me chamar

- Hã? - respondo abrindo os olhos lentamente e vendo Jungkook na minha frente - Bom dia? - falo com voz sonolenta

- Boa tarde, você quis dizer. Seus amigos vieram te visitar

- Omma Jin tá aqui?

- Omma?

- É uma longa história. Mas ele tá aqui?

- Sim, ele e o Nam estão lá na sala esperando a bela adormecida

- Palhaço. Cadê o Kum?

- Dona minha mãe decidiu pegar ele pra passar o final de semana com ela

- Tua mãe?

- Minha mãe, minha mãe mesmo, a santa senhora que deu a luz a Jeon Jungkook

- Ah sim... Queria poder conhecer ela

- Eu acho que não vai poder nem tão cedo

- Por que?

- Ela vai pra outra cidade, onde ela mora. Ela ficou rica, mas insiste em morar em Busan que é nossa terra natal. Conhece Busan?

- Sim. Eu quando tinha 2 anos vim pra cá e comecei a morar lá. É como se fosse meu lar inicial

- E você veio de onde?

- Eu vim de... Depois eu te explico. Vamos logo pra ver meus amigos?

- Jin tá cozinhando. Decidiu fazer uma macarronada que minha mãe falou. Ela deixou a receita e ele tá tentando

- Sua mãe saiu faz tempo?

- Uns 25 minutos

- Poxa amor, e nem pra você me acordar pra ver ela

- Ela veio aqui e viu você. Disse que você é muito lindo e fofo e que disse pra eu cuidar bem de você porque você parece um bebê. Não deixou eu te acordar

- Que fofa. Cuida de mim mesmo, senão eu te abandono. - ele sorri, mas percebo certa tristeza em seu olhar - Amor, por que os meninos estão aqui?

- Jin decidiu ir ver se a cirurgia da sua mãe deu certo. Dar algo de errado não deu, mas o diagnóstico dela continua horrível

- E pensar que mês passado mesmo ela tava ótima - suspiro

- Pois é. O que ela tem mesmo?

- Ela tem leucemia

- Eita...

- Desde que eu tinha um ano e sete meses. Ela ainda era jovem. Ainda é. 38 não é ser velho.

- Nova ela, pra estar assim

- Pois é.

- Minha mãe tem 42 e parece que é da minha idade

- Sua mãe tem sua idade

- 24?

- Ao contrário - solto uma risada baixa

- Palhaço você hein. Comédia - começo a rir mais alto e ele também ri mas abaixa a cabeça e tampa o rosto

- Meu bem, o que houve? Você me parece triste - falei olhando pros olhos dele, que se encheram de lágrimas. Ele acaba rindo

- É estranho ficar sem o Kum, sabe amor? Tipo, a gente ia sair com ele hoje, mas minha mãe o pegou. Minha mãe é super legal e o Kum adora ela, mesmo que tenham se visto poucas vezes. Mas sabe, o Kum...

- Ele é seu filho, sua jóia preciosa, o que te fez passar a ter responsabilidade, sua vida. Não é um simples bebê, foi ele quem te fez companhia desde que sua ex faleceu, ele é como se fosse sua luz que te guia pra lugares altos, e foi ele que te fez chegar a mim - completo

- É verdade. Tudo foi destinado. Desde a gravidez da KunMan, passando pela morte dela no parto, até KumKu te encontrar naquele dia, até ele gostar de você, começar com essa de Omma, eu me aproximar de você, me apaixonar e a gente chegar onde chegamos

- Pois é. Seu filho faz parte da nossa história. Seu não, porque a partir de agora, KumKu é nosso filho. Meu e seu

- Sabe Jimin, eu te amo dormindo caladinho, acordado falando eu te amo ainda mais

- Para de me paparicar Jeon

- Você merece - ele faz eu me levantar - Vai se trocar. Põe a roupa que você trouxe ontem

- Já vou. Fala pro Jin que eu quero que ele faça bolo. De preferencia aquele de cenoura que ele viu na internet, com chocolate por cima

- Chocolate - ele passa a lingua nos lábios

- E brigadeiro

- Hein?

- Brigadeiro. Ah, aqui na Coréia não tem isso. Tenham muitos na doceria do meu Appa no Brasil

- Você é brasileiro então? - ele faz uma careta

- Já disse que te explico isso depois Jungkook. Pede pro Jin fazer, ele sabe do que eu tô falando

- Peço sim. Se troca e não demora

- Agora vai - falo e pego minha roupa na mochila, começando a me trocar

Assim que termino de me trocar, vou pra sala e encontro Namjin sentados no sofá, conversando com Jungkook que estava na poltrona ao lado do sofá

- Viraram amigos? - pergunto assim que entro no local, a atenção de Jin se volta a mim

- Claro. Gente fina igual o Jungkook, temos que arrumar amizade. A mãe dele também é um amor - Jin responde - Se quiser comer, a comida tá pronta lá dentro do forno

- Depois eu como - respondi e sorrio

- Hoje tá com uma roupa sua. Aquilo era só pra dormir? - Nam pergunta, lembro de ontem e coro

- Hã? - falei a única coisa que veio na minha cabeça

- Não se faz de desintendido. Jungkook nos contou quase tudo

- Ah tá...

- Vem pra cá meu amor, vai ficar em pé? - nego com a cabeça e vou até ele, que me coloca sentado em seu colo. Me arrumo em seu peito e fico como uma criança desprotegida

- Seu amor? Sentado no colinho? Essa relação é mais séria que eu pensei, não creio - Namjoon comenta e eu escondo meu rosto no peito de Jungkook

- Eu pedi o Jimin em namoro

- E ele aceitou? - Namjoon pergunta

- Responde meu bebê - Jungkook fala pra mim e eu olho pra Namjoon

- E eu lá sou louco de negar? - todos riem

- Eu te matava se tivesse negado - Jin fala ainda rindo

- Oxi... Te acalma que agora esse rapaz aqui é meu namorado e eu sou oficialmente a mamãe de Jeon Kumku - falo me arrumando no colo de Jungkook e dou um beijo nele

- Eu ponho fé de que vocês vão longe nessa relação

- Falando em ir longe, e relação, o Tae, o Hope e o Yoongi já voltaram do Alasca?

- Não. Digo, do Alasca eles já saíram. Estão viajando por Portugal. Terra portuguesa, tuas terras.

- Portugal... Eu queria voltar pra lá. Lembro das comidas brasileiras que o pai vendia lá, tão boas, mas minhas terras são americanas.

- Aé. Mas um dia você volta a ver Portugal, tá!? Teu namorado tem dinheiro, ele te leva

- Levo mesmo. Se quiser e quando quiser - volto a esconder meu rosto em seu peito - Sabe Jimin, na ausência do Kum, você é meu bebê, parece um

- OOOOWWWNNNTTT - O celular de Jin começa a tocar - É o Hoseok, vou atender - saio do colo do Jungkook

- Eu quero falar com ele - falo e volto pro colo de Jungkook - Me empolguei

- O que você quer falar com o Hoseok? - Jungkook pergunta aparentemente enciumado

- Eu só queria saber do Tae - ele fecha o olhar - E saber como anda o namoro deles - ele se alivia e dá um sorrisinho - Também queria saber se o Yoongi tomou vergonha na cara e vai desistir de mim

- Como assim "desistir de você"?

- Ele namorava com o Namjoon, e desde o primeiro ano do ensino médio que esses dois são da minha turma. Eu e Yoongi somos como melhores amigos, só que ele começou a sentir por mim, coisas que não foram retribuídas...

- Com coisas que não foram retribuídas ele não quis dizer só sentimentos. - Namjoon fala e continua - Yoongi era meu baby, ou seja, ele era passivo. Não sei o que aconteceu, ele quis dar uma de ativo e a gente terminou, mas tipo, terminamos pra ele tentar vida nova. Ele quis tentar com o Jimin, mas o menino não só não conseguiu gostar do Yoongi como o Yoon gosta do dele, como ele também não quis dar o que Yoongi queria, que era prazer sexual, sabe!?

- Sei... Mas ele tem que saber que você está comigo agora - Jungkook argumenta

- Pois é, eu queria contar isso pro Tae, pro Hope e pro Yoon

- Gente... Yoongi tá meio que namorando com o Hoseok e com o Taehyung - Jin fofoca e volta ao telefone

- Ah, mas depois o Hoseok vai ter que me explicar isso. E me falar quem são Taehyung e Yoongi, quero conhecer - Jungkook fala

- Conhece o Hoseok? - Nam pergunta

- Sim, ele fez um curso de dança comigo. Somos amigos, de vez em quando a gente conversa

- Ah sim...

- Jungkook... Seu corpo é tão quentinho... - falo me arrumando novamente em seu colo, deitando a cabeca em seu peito e fechando os olhos

- Só não dorme meu amor

- Não vou dormir não... - respiro fundo pra sentir o cheirinho da sua roupa - Só quero sentir seu corpo no meu...

- Não sabia que senhor raba Jimin era tão romântico assim. Fofo - Namjoon comenta e Jin volta pro sofá

- Gente, hoje é sábado, né? - alguém diz que sim - Então, Hope disse que eles tão voltando terça. Quarta de manhã eles chegam

- Vamo buscar eles no aeroporto? - Jungkook pergunta e eu sinto algo vibrar na minha bunda, na verdade era o celular no bolso dele, ele passa a mão e levanta um pouco minha bunda pra pegar o celular - Hoseok... Minha vez de atender ligação - mesmo contra a minha vontade, eu me levanto de seu colo, gemo sofrengo e sento na poltrona - Já volto - me encolhi na poltrona, com frio e ele sai pra atender


Jungkook pov


Jimin estava sentado no meu colo, como se fosse Kum quando está com muito frio. Gosto tanto dessa capacidade dele de ser assim tão fofo, mas em quatro paredes ele se transforma, até meio anormal ele fica. Ele tava todo encolhidinho e o fato de ele ser todo pequeno, exceto algumas partes, o facilitava de ficar como uma bolinha, com a cabeça no meu peito. Esse jeito dele me faz tão bem. Só que de repente, quando Jin volta pra sala, sinto meu celular vibrando no meu bolso, levanto um pouco a bunda do Jimin, falo com ele e saio pra atender


Ligação on...

- Alô? Hoseok? - falo

- Oi luz do meu dia, quanto tempo... - ele responde animado

- Oi, eu tô sabendo que você foi pra Portugal né?

- Sim, vim pra cá dar um passeio...

- Tá tudo bem com você?

- Eu tô ótimo hoje, meus amigos, todos felizes e namorando. E você? Desencalhou?

- Eu não fiquei pra trás não... Quais amigos teus namorando?

- Uns que eu arrumei aqui em Portugal. Eh... Mark Tuan e Jackson, esses eu acho que você conhece, Jin e Namjoon, você não deve conhecer, Park Jimin, um que foi meu aluno, e agora você né!?

- Ah, Namjin, conheço sim...

- Ah então você conhece minha Omma que é mais nova que eu?

- Conheço.

- Desde quando?

- Conheci esses dias. Eles tão aqui em casa, vieram fazer uma visita

- Na sua casa? Então você já ficou ciente de que eu acabei de ligar pro Jin? Acertei?

- Sim. Também tô ciente que você meio que tá namorando à três, que vai vir terça, que um dos seus namorados e ex do Namjoon e que tem ou teve uma queda pelo Jimin. Acertei?

- Oh... Temos um Sherlock Romes... - ouço alguma coisa quebrar do outro lado da linha

- TAEHYUNG, EU VOU AFUNDAR MINHA MÃO NA SUA CARA - uma voz que pra mim era desconhecida falou. Tipo, na minha lógica, se o Hoseok tem dois namorados: Taehyung e Yoongi, e o Taehyung foi chamado, esse deve ser o Yoongi

- EI TÔ NO TELEFONE, RESPEITA - Hoseok gritou e eu ouvi passos

- Desculpa amor. É que o Tae tá fazendo aquilo de novo

- Evita gritar por favor

- Tá - ouço um barulho de beijo e passos se distanciando

- Desculpa Jungkook, esses meninos, principalmente o Tae, fazem muita bagunça

- Tae é aquele menino que você gosta desde os 15 anos do garoto?

- É ele mesmo

- E Yoongi é o que paquera do Jimin

- É verdade, o paquerador. - ele faz um pequeno silêncio

- Hope?

- Pera... - ele faz outro silêncio e eu ouço outro barulho de beijo, um beijo mais intenso, dava pra perceber

- Segurando vela por telefone, sou a melhor pessoa...

De repente começo a ouvir sussurros de uma voz grossa e ofegante (?).

- Desliga logo a ligação e vem pra cama meu amor - uma voz desconhecida, seria Taehyung?

- Se livrou do Yoongi? - Hope sussurra

- Eu acho que ele vai sair. Seremos apenas os dois, como antes da viagem

- Me espera na cama, baby

- Te aguardando, daddy - ouço um barulho de tapa e um gemido rouco do rapaz da voz grossa

- Tô atrapalhando? - pergunto

- Não Jungkook, que é isso? Fui eu quem te liguei. Era só o Tae querendo sexo como sempre. Não sei como pode ser tão apertadinho, mesmo sendo fodido por mim e pelo Yoongi. Mas tu não me falou com quem tá namorando

- Park Jimin, o teu ex aluno

- O JIMIN? Como eu te disse, sabia que ele tá namorando, mas ao meu raciocínio, você passaria longe de pretendente

- O que tem o Jimin? - ouço a voz de Yoongi

- Nada Yoongi, volta pro banho.

- Amor - agora a voz de Tae - Tá tudo bem com o Jimin?

- Sim meu bem, ele só tá namorando

- Perae. O Jimin? Namorando? Não creio

- Eu estou falando com o namorado dele

- Então ele desencalhou mesmo. Dá felicidades pra eles por mim por favor

- Ouviu Jungkook? Tae desejou felicidades

- Agradece a ele e diz pra ele não empinar muito a bunda na hora do sexo porque pode dar dor na coluna dele e mesmo que te ajude um pouco, também te atrapalha - brinquei

- Man, que desnecessário, cê tá andando muito com o Namjoon... Mas eu vou falar. Tae, ele agradeceu e eu tenho que falar com você depois

- Tá bom - Taehyung responde

- Deixa eu desligar aqui porque meu bebê deve estar com saudade do meu colinho - falo

- Pera. Antes de desligar, e como o KumKu tá?

- Ele tá bem. Ainda não frequenta a creche por causa dos problemas que ele teve e tals. Agora ele tá com a minha mãe

- A de sangue né?

- Sim, a outra nem tocará mais nele

- Ah sim... Cuida bem do KumKu e cuida bem do ChimChim também por que ele é um bolinho muito sensível, se forçar demais despedaça, qualquer coisinha pode desmontar mas se cuidar e saber comer ele pode ser bem gostoso.

- Esse menino é muito safado.

- O Jimin? Não creio

- Tipo, ele é todo amorzinho, parece uma criança, mas em quatro paredes ele é outra pessoa, chega a ficar meio louco

- Fogo de virgem. Fode que passa. Ou não. Com o Tae num passou, cada vez que é fodido, ele quer mais

- Meu Deus - ri - Eu tenho que desligar, manda um beijo pros meninos, tchau

- Mando sim, tchau e felicidades no relacionamento

- A ti o mesmo... - desligo a ligação e vou entrando em casa

Ligação off...


Voltei pra sala e vi Jimin todo encolhido na poltrona que eu o deixei, ver ele alí daquele jeito me doía um pouco, era como se ele fosse uma criança abandonada. Jin e Nam não estavam lá. Cheguei perto de Jimin e abracei seu pequeno corpinho encolhido que se encontrava gelado e trêmulo, podendo ouvir uma risadinha do menor

- Eu fui lá segurar vela e já voltei - ri - Minnie, cê tá com frio? - perguntei

- Tô. Não me solta, você tá quentinho - ele responde fofo

- Deixa eu sentar aí e te abraçar, posso? - ele concorda com a cabeça e eu o faço levantar, sentando no lugar dele e sentando-o no meu colo. Envolvo ele nos meus braços e ele arruma a cabeça no meu peito - Cadê aqueles dois?

- No banheiro

- Fazendo?

- Não sei

- Eu te amo

- Eu te amo muito - ele levanta a cabeça, encarando meus olhos e me dá um beijo

- Olha que fofo esses dois... Me apaixonei - Jin fala e Jimin solta do beijo, voltando a se encolher

- Estragou o beijo deles Jin - Namjoon fala e eu solto um pequeno sorriso

- Jungkook, eu to com muito frio - Jimin sussurra com a voz trêmula

- Eu vou te levar pro quarto pra vestir um casaco, tá!? - ele concorda e eu levanto, segurando-o no colo, como se ele fosse um bebê

- Quando se casarem, eu quero ser o padrinho. - Jin fala

- Você tá mais pra madrinho ou padrinha - Namjoon comenta e ri

- Vai se foder Namjoon. Idiota

- O idiota que você adora... - ele abraça Jin

- Que eu amo... - eles começam a se beijar e eu vou com Jimin até o quarto

Chegando lá, ele vai até o guarda roupas e pega um casaco meu que já me estava pequeno, mas que ainda assim ficou grande nele, de forma que tampava suas mãos e tampava sua bunda

- Se sente mais quentinho? - pergunto

- Sim... Se bem que eu ainda prefiro seu colo, seu abraço, seu carinho... Seu corpo junto ao meu

- Você é um amorzinho. Por isso e outros diversos motivos eu te amo tanto

- Eu nunca canso de dizer que te amo... - lhe dou um beijo rápido

- Minnie, o que acha de a gente fazer um encontro de casais hoje?

- Como assim?

- Eu, você e Namjin marcamos pra nos encontrar mais tarde, um encontro entre casais e sem ninguém de vela

- Nossa primeira vez saindo juntos...

- É... Nossa, um mês e nunca saímos

- Pois é

- Topa?

- Vamos falar com Namjin então... Gostei do shipp. O nosso seria o que?

- Jikook talvez... Pode KookMin também, ou sei lá. Kookmin ta mais pra nome de um animal de estimação?

- Até porque um filho já temos

- Verdade, o Kum... Saudades do meu pequeno

- Também. Vamos falar com Namjin?

- Partiu...

Fomos pra sala falar com nossos amigos, que estavam brincando no sofá da sala. Eles ouviram tudo e gostaram

- Adorei. Sair com o Namjoon e meus amigos. Melhor coisa. Só nos falta... - Jin é interrompido

- TaeYoonSeok - Namjoon completa

- TaeYoonSeok?

- O shipp do Tae, Yoongi e Hoseok

- Adorei. Também adorei a ideia de sair

- Às 19:00? Que tal?

- Ótima hora, né Nam?

- Sim, claro.

- Eu busco todo mundo de carro. Vamos pro cinema? - falo

- Sim. Vamos ver o novo filme em cartaz. Aquele da Marvel - Jungkook comenta

- Eu adorei aquele treiler. Tô louco pra ver - Jimin fala

- Ótimo então, vai ser esse. - falo e continuamos conversando sobre diversos assuntos...

Até que dá certa hoja e Namjin vai embora pra se arrumarem pro encontro de mais tarde

- Vamos na sua casa pegar as roupas? - pergunto a Jimin

 - Vamos sim...


Notas Finais


Aaaaaa os capitulos prontos estão acabando ;-;

Daqui a uns tempos eu vou demorar um pouco mais pra postar...
O próximo ja deve demorar um pouco mais pra sair, mas eu vou tentar ir logo

Mas então né, rs...
.
.
.
Ouçam:
https://youtu.be/nhPcbXAHz0A


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...