História My Little Boy - Pjm x Kjn - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Namjoon (RM), Park Jimin (Jimin)
Tags Yaoi
Visualizações 2
Palavras 650
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capitulo 1


🌸


Eu já sabia que isso não ia dar certo, mas eu não aguentava estar tanto tempo sem falar pra meus pais.


--Onde eu errei...sempre te levei pro culto e sempre te ensinei o certo, homem com mulher, porque você está com isso na cabeça ? Isso é uma doença Jimin ! -Eram as palavras que saiam da boca do meu pai. Minha mãe ? Ela apenas chorava. E eu estava ali, implorando para eles me perdoarem e não me deixarem, pra eles compreenderem que homossexualidade não é doença.


--Mas a-appa... -Disse entre soluços.


--Jimin, sai daqui, eu preciso digerir isso antes que eu te bata. -Ele falou com uma tranquilidade imensa.


Aquilo me assustou, ele nunca tinha me batido, eu não ia deixar agora. Simplesmente corri com olhos marejados até a porta e abri ela. Saí de casa e a fechei com força. Estava chovendo. Comecei a correr em direçao a casa de Namjoon enquanto gotas de água escorriam pela minha cara e pelo meu cabelo. Gotas de água frias. Que deixavam meu corpo ainda com mais dificuldade pra eu poder correr.


Felizmente cheguei em casa de Namjoon, bati na porta fraco e me ajoelhei chorando. Eu estava sem forças, apenas chorava e chorava. Escutei a porta ser aberta e levanto meu rosto olhando pra cara de Namjoon. Ele estava assustado.


--Minnie ! Venha pra dentro, saia daí, o que aconteceu céus, você está chorando ? -Ele se baixa e me pega no colo, logo abraço seu pescoço por impulso e sinto seu cheiro enquanto fungava.


Namjoon era um bom amigo, continuei chorando no seu ombro enquanto ele subia até o quarto e acariciava minhas costas lentamente tentando me acalmar.


Ele me senta na cama e limpa meu rosto. Pega uma toalha e tira minha roupa me deixando de boxer. Eu e Namjoon tínhamos intimidade o suficiente. Ele seca meu corpo e pega uma blusa dele me colocando. Logo me dá uma coberta e eu coloco atrás de mim. Se senta ao meu lado e eu apenas soluço.

--Minnie o que aconteceu ? -Ele pergunta calmamente.

--E-eu N-não dev-via ter c-contado. -Falo entre soluços e choro denovo.

Logo ele percebe do que se trata e me abraça de lado acariciando meu cabelo

--Shh...está tudo bem sim ? Acho melhor você dormir, você deve estar cansado. Amanhã toma banho. E fica em minha casa até seus pais se acostumarem ok ?

-- E-eu v-vou in... -Ele me interrompe.

--Não, você não vai incomodar. Meu pais estão fora por uns dias e tenho certeza que não se incomodaram com a sua presença. Você sabe que minha família gosta de você. -Ele acaricia meu braço e eu suspiro.- Vou preparar o sofá pra eu dormir, fique aqui e se conforte.

Quando ele ia se levantar puxo a manga dele da blusa e faço bico.

--Namjoonie pode dormir aqui, eu vou pro sofá, suas costas vão doer. -Falo com voz de choro.

--Não, você irá dormir na cama, e nao se preocupe com minhas costas, eu irei ficar bem. -Ele sorri fechado.

--Mas Namjoonie, e-eu.... Eu não consigo dormir sozinho. -Falo rápido e ele me olha. Se senta do meu lado e acaricia meu cabelo.

--Não vai se importar se eu dormir com você ? -Ele pergunta receoso e eu apenas nego com a cabeça olhando o chao.- Ok entao, se deite, eu vou me trocar.

Assinto e logo me coloco debaixo das cobertas tremendo. O lençol da cama estava frio.

Passado um tempo Namjoon chega apenas com uma calça bermuda e sem blusa. Fito seu corpo e coro logo escondendo meu rosto. Ele se aproxima e se deita do meu lado. Me virei de costas para o maior não ver meu rosto corado e logo sinto um braço em volta da minha cintura e meu corpo colado no dele. O calor de seu corpo me confortava. Não, eu não posso estar gostando dele. Não agora !


🌸


Espero que tenham gostado e obrigado por lerem💜



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...