História My Little Cat With No Luck - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Citrus
Personagens Harumi Taniguchi, Himeko Momokino, Matsuri Mizusawa, Mei Aihara, Yuzu Aihara
Tags Citrus
Visualizações 227
Palavras 2.965
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, FemmeSlash, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Sobrenatural, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - O meu momento com você.


Mei: Como assim?

Yuzu: Como você é uma pessoa metade gato?

Mei: Eu não sei... Sempre fui assim.

Yuzu: Entendi...

Mei: Desculpa, eu sei que você esperava uma resposta melhor...

Yuzu: Tudo bem, não tem problema. Mas e seus pais? algum deles são metade animal?

Mei: Não.

Yuzu: Certo... Obrigada por responder as minhas perguntas. - Dei um sorriso para ela -.

- Mei desviou o olhar -. 

- Notei que o rosto dela estava ficando cada vez mais vermelho -.

Yuzu: Mei? Você está se sentindo bem?

Mei: Sim...

- Coloquei a minha mão em sua testa -.

Yuzu: Você está quente! Só pode ser febre! E-eu vou buscar alguns remédios! 

Mei: Não se preocupe comigo, eu estou bem...

Yuzu: É claro que você não está bem!  - Levei ela até a cama e a cobri -. Eu vou pedir para alguma enfermeira te verificar, fique na cama e não tente sair por aí, tá bom?

Mei: Hum - Murmurou -.

Antes que eu pudesse sair, Mei segurou a manga de minha roupa.

Yuzu: Mei?

Mei: Obrigada...

- Me virei e dei um beijo em sua testa -.

Yuzu: Não precisa me agradecer por nada. Agora descanse, eu volto daqui um pouco junto com a enfermeira do colégio.

~~~

Harumin: Eu pensei que estivesse aqui...

Matsuri: Caramba Harumin, olha onde você foi perder o seu livro... Na biblioteca! Aonde só tem livro!

Harumin: Você veio para ajudar ou para reclamar?

Matsuri: Ajudar... Mas você podia ter perdido em um lugarzinho melhor, não concorda? Tipo o banheiro.

Harumin: Matsuri!

Matsuri: Tá legal, parei, foi mal.

Harumin: Pelo visto eu vou ter que pegar outro livro mesmo...

Matsuri: Pois é, assim é mais fácil... 

- Matsuri olhou para fora da biblioteca -.

Matsuri: Olha lá, se não é a Yuzu.

Harumin: Yuzu! - Harumin correu para fora -.

Matsuri: Espere por mim! 

Yuzu: Eh? Harumin? Matsuri? O que vocês estão fazendo aqui?

Matsuri: A Harumin perdeu o livro dela na biblioteca.

Harumin: A situação está péssima para achar ele...

Yuzu: Se vocês quiserem depois eu ajudo. Agora preciso ir cuidar da Mei.

Matsuri: Aconteceu algo de errado com ela?

Yuzu: Ela está com febre.

Harumin: Isso é mal, espero que ela se recupere logo.

Matsuri: Espera um pouco, você mandou uma enfermeira ir verificar a Mei?

Yuzu: Sim, por quê?

Matsuri: Você esqueceu que ela é um tipo não normal de humano!? - Gritou ela -.

Harumin: O que?

Yuzu: É verdade! Eu esqueci! 

Harumin: O que!?

- Eu e a Matsuri paramos tudo o que estávamos fazendo e fomos correndo para o dormitório em que Mei estava -.

Harumin: O que foi que acabou de acontecer...?

~~~

Yuzu: Ainda bem... A enfermeira ainda não chegou.

Matsuri: Que susto você me deu Yuzu-chan! 

- Fechei a porta do quarto -.

Yuzu: Desculpa Matsuri, eu tinha me esquecido completamente sobre esse deta---

Matsuri: Uau! Olhe só para isso! Ela é realmente uma Neko! - Disse mexendo na orelha de Mei -.

Yuzu: Matsuri, não fique atrapalhando ela. A Mei precisa descansar, ela está doente.

Matsuri: Tem razão, me desculpe, acabei me empolgando demais.

- Escutamos alguém bater na porta -.

Matsuri: Deve ser a enfermeira!

Yuzu: Essa não! Mei, você precisa esconder as suas orelhas!

- Mei permaneceu imóvel -.

Matsuri: O que faremos!?

- Peguei uma touca e coloquei na cabeça dela para esconder as orelhas de gato -.

Yuzu: Isso deve servir.

- Abri a porta para a enfermeira -.

Sakura: Espero que eu não tenha demorado muito.

Yuzu: Não se preocupe enfermeira Sakura, você chegou na hora certa.

Sakura: Certo, vou verificar a temperatura dela para depois dar os remédios.

- Sakura pegou um termômetro digital de seu bolso e mediu a temperatura -.

Sakura: A temperatura dela está alta.

Matsuri: Ela vai ficar bem?

Sakura: Quando o remédio fazer efeito provavelmente sim.

- A enfermeira deu o remédio para a Mei tomar -.

Sakura: É melhor deixar ela dormindo até amanhã, caso ela ainda esteja se sentindo mal é só me chamar novamente.

Yuzu: Certo enfermeira Sakura, obrigada por vir até aqui.

Sakura: Não foi nada - Ela saiu do quarto -.

Matsuri: Como a Mei foi ficar doente?

Yuzu: Não faço ideia...

Matsuri: Bom... Ela te contou o que eu mandei você perguntar?

Yuzu: Sim, ela disse que sempre foi assim.

Matsuri: Que estranho...

Yuzu: Sim. E tem mais, a diretora Ayami resolveu falar com a Mei hoje, mas a Mei evitou ela o máximo.

Matsuri: Droga, talvez ela esteja começando a ter mais suspeitas...

Yuzu: Talvez...

Matsuri: De qualquer forma, vamos deixar isso quieto nesse fim de semana. Até segunda-feira eu vou pensar em um outro plano.

Yuzu: Tá legal.

~~~

Matsuri: Voltei Harumin! Desculpa pela demora.

Harumin: Por que vocês duas saíram correndo?

Matsuri: Ficamos preocupadas com a Mei estar sozinha no quarto, vai que ela se sentisse pior.

Harumin: Agora faz sentido, mas a Yuzu consegue tomar conta dela?

Matsuri: Consegue sim, a Yuzu não é tão criança assim. Mas enfim, achou o seu livro?

Harumin: Não achei ele...

Matsuri: Parece que não vai ter jeito.

- Harumin olhou para o lado e viu uma mulher alta com cabelos curtos guardando alguns livros na estante -.

Harumin: Lá está o meu livro!

- Harumin se aproximou da mulher desconhecida -.

Harumin: Com licença, aquele livro que você acabou de guardar é meu...

?: Ah, bem que eu estranhei! Nunca tinha visto esse livro antes. - Ela entregou o livro para a Harumin -.

Harumin: Ainda bem que eu recuperei ele! Obrigada, senhora...?

Mari: Senhora Mari.

Harumin: Obrigada, senhora Mari!

- Mari apenas deu um sorriso e voltou a guardar os livros -.

- Matsuri observou a Mari -.

Matsuri: Essa mulher tem a mesma voz que eu e a Yuzu escutamos quando estávamos no armário da diretoria... - Pensou -.

Harumin: Algum problema Matsuri?

Matsuri: Nenhum...

~~~

Já havia amanhecido, o relógio marcava 11:30 AM. Meu corpo estava um pouco cansado por eu não ter dormido muito bem. Quando me levantei, notei que a Mei já estava acordada lendo um livro.

Yuzu: Bom dia Mei.

Mei: Bom dia.

Yuzu: Você está se sentindo melhor?

Mei: Estou me sentindo bem melhor que antes...

Yuzu: Que bom!

Mei: E também... Você sabe... Obrigada novamente por cuidar de mim... - Disse timidamente -.

Yuzu: É a primeira vez que eu vejo a Mei tendo vergonha desse jeito! Que fofa! Controle-se Yuzu, ou ela vai acabar me achando uma estranha pervertida. - Pensei -. N-não precisa me agradecer Mei, eu já te disse isso antes.

Mei: Sim, você disse...

Yuzu: D-De qualquer forma, o que você está lendo?

Mei: Os 3 passos.

Yuzu: Eu não conheço, o livro é legal?

Mei: É sim, quer ver?

Yuzu: É a minha chance de descobrir mais coisas que a Mei gosta - Pensei -. É claro que sim! - Disse animada -.

- Abri o livro de Mei e comecei a dar algumas olhadas nele -.

- No momento que eu fui ver a história do livro, corei ligeiramente -.

Yuzu: M-Mei, isso é um livro para maiores de 18 anos, não é?

Mei: É sim. Você quer ler?

Yuzu: Bem... E-eu... Talvez... ou...

- De repente Matsuri entra no quarto -.

Matsuri: Opa. Foi mal, eu pensei que a porta estivesse trancada.

Yuzu: Matsuri! Que susto você me deu!

Matsuri: Desculpe. Mas eu vim aqui para dar um recado.

Yuzu: Recado?

 Matsuri: Hoje tem alguns jogos lá fora na parte de trás do colégio, todos vão poder participar.

Yuzu: Isso parece divertido, é finalmente a minha oportunidade de mostrar que talvez eu consiga ir bem em alguma coisa!

Matsuri: Pois é. Vocês vão vir?

Yuzu: Você quer ir Mei?

Mei: Eu prefiro ficar.

Yuzu: Ah, por favor! Vamos lá!

Mei: Não, obrigada.

Yuzu: Matsuri me ajude!

Matsuri: Nem olhe para mim.

Yuzu: Poxa...

Matsuri: Bom, vocês que resolvem isso, vou ir me encontrar com a Harumin! Até lá! - Ela acenou e fechou a porta do quarto -.

Yuzu: Vai ser divertido Mei.

- Mei soltou um suspiro e deixou o seu livro no chão -.

Mei: Tá legal, eu vou, mas por uma condição...

Yuzu: C-condição?

Mei: Se eu vencer você nos jogos, eu vou ter o direito de te dar uma ordem.

Yuzu: O-o que!? Eu provavelmente já perdi...

Mei: Não pense que o resultado vai ser esse sem você tentar.

Yuzu: Mas e se eu vencer, eu posso te dar uma ordem também?

Mei: Pode.

Yuzu: Tá legal, Agora ficou interessante! Eu vou dar o meu melhor para vencer você!

Mei: Ótimo.

Yuzu: Só por curiosidade, se você vencer, o que vai me mandar fazer?

Mei: Segredo...

Yuzu: Isso é um pouco assustador. - Pensei -.

~~~

Yuzu: Nossa! Eu não tinha parado para perceber que a parte de trás do colégio era tão grande.

Matsuri: Nem eu! Esses jogos vão ser bem legais,não acha Harumin?

Harumin: Talvez eu não saia inteira daqui...

Matsuri: Relaxa, a Yuzu não vai sair inteira também.

Yuzu: Eu ouvi isso!

Matsuri: Estou dizendo apenas a verdade.

Yuzu: Sendo a verdade ou não, é só tentando que a gente vai descobrir.

Então os jogos finalmente começaram, eu estava muito ansiosa com a esperança de vencer. O primeiro jogo foi golf... Eu nunca joguei golf.

- Lentamente, tentei acertar a bola dentro de um pequeno buraco ao lado de uma bandeira -.

Yuzu: Até que não foi tão ruim assim, né?

Matsuri: Você jogou a bola para fora do campo...

Yuzu: Isso é muito difícil.

Harumin: As outras pessoas também estão tendo muitas dificuldades. Esse jogo precisa de prática.

"Você é incrível Aihara!" - Falaram algumas outras alunas -.

- Nós 3 olhamos para a Mei -.

Harumin: Ela acertou de primeira!?

Matsuri: Incrível.

Yuzu: Isso é ruim! - Pensei -.

- Mei olhou para mim e sinalizou o número 1 com o dedo -.

Yuzu: Ela está contando os pontos!

Harumin: Pontos?

Yuzu: É uma aposta..

Matsuri: resumindo, você já perdeu a aposta.

Yuzu: Ainda não! Temos outros jogos.

Matsuri: Que tipo de aposta é essa para você ficar tão cheia de esperança?

Yuzu: Segredo!

Matsuri: "Segredo"? - Ela deu um sorriso -.

Yuzu: N-não é o melhor momento agora. Eu preciso focar em vencer os jogos!

Matsuri: Tá legal - Disse rindo -.

O segundo jogo era de corrida. Quando a mulher disse "corram", eu corri o mais rápido que eu pude, tudo que eu conseguia ver na frente era a linha de chegada. Por algum milagre eu estava em primeiro lugar.

Yuzu: Eu vou conseguir! - Pensei -.

Faltando tão pouco para chegar na linha de chegada, Mei me passou por questão de segundos e chegou em primeiro lugar.

Yuzu: Realmente!?

- Mei me deu um pequeno sorriso -.

Yuzu: Ela está se divertindo com isso... Mas eu não vou deixar, tem que ter um jeito de vencer ela.

O 3 jogo se iniciou, basquete, já sabe né? Sou horrível também.

- Matsuri olhou para mim -.

Matsuri: Ei Yuzu-chan.

Yuzu: O que?

Matsuri: Já estou vendo que nós vamos perder.

Yuzu: tente pensar positivo...

Matsuri: Contra a Mei é impossível.

Yuzu: Eu tenho um plano.

Matsuri: Que tipo de plano?

Yuzu: Nós estamos em 3, eu, você, e a Harumin, já que a maioria se juntou com o clube de basquete, nós vamos chamar mais 2 pessoas que são horríveis como a gente.

Harumin: E o plano?

Yuzu: Primeiro vamos chamar essas 2 pessoas...

Chamamos duas garotas que estavam sem um time para o nosso grupo, 1 delas parecia ter um pouco de experiência no basquete e a outra não. Em seguida, contei o plano para todas.

Matsuri: Ei, olha lá quem está no time da Mei. - Matsuri apontou para a Himeko -.

Yuzu: Será que ela é boa também?

Matsuri: Não sei, nunca vi ela jogar...

"O time que fizer mais pontos dentro de 5 minutos é o vencedor. Agora, o jogo vai começar! Em suas posições!" - Gritou a mulher -.

No momento que o jogo começou, nós 5 entramos em ação, as 2 garotas e a Harumin fizeram um tipo de "barreira" na tentativa de evitar que o time oposto fizesse pontos. E eu e a Matsuri íamos atrás da bola. Continuamos a fazer isso por 4 minutos.

Harumin: Bateu 4 minutos, Yuzu!

"O que elas estão fazendo!? Elas querem um empate?" - Disse uma garota do time oposto -.

Mei: Eu vou acabar com isso...

Himeko: Vai com cal--

Mei não parou para ouvir Himeko, ela apenas pegou a bola e foi correndo para a cesta.

Matsuri: Lá vem ela!

As 3 que estavam fazendo barreira tentaram fechar o caminho dela, mas a Mei conseguiu passar pela barreira. No momento que ela foi saltar para colocar a bola na cesta, eu peguei dela rapidamente e passei para a Matsuri, quando a Matsuri pegou a bola, toda a barreira se desfez e foram avançar no outro time. 1 das garotas que sabia um pouco sobre basquete conseguiu fazer um ponto bem no momento que o tempo acabou.

Harumin: Conseguimos!

Matsuri: Essa foi por pouco...

Yuzu: Eu consegui o meu primeiro ponto! Se eu vencer o próximo jogo eu e a Mei ficamos empatadas...

E agora o último jogo chegou, como era o último jogo eu esperava algo bem grande, mas era Ping Pong, talvez não fosse tão difícil assim... É, eu me enganei novamente, era difícil sim e para piorar eu peguei a Himeko como a minha oponente.

Himeko: Você vai pagar caro por ter conseguido vencer o time da Mei no basquete!

Yuzu: O que você vai fazer? Jogar essa bolinha na minha cara?

- Himeko jogou na bolinha na minha cara e ainda fez um ponto -.

Yuzu: Isso doeu!

Himeko: E eu tenho muito mais para jogar ainda...

Yuzu: Ei, Ei, espera um pouco, isso é contra as regras, não é!? - Perguntei assustada.

Obviamente quem venceu o jogo foi a Himeko. Ou seja, eu perdi a aposta. A Mei ficou com 3 pontos e eu com 1.

~~~

- Voltei para o quarto cansada -.

Yuzu: Eu tenho certeza que amanhã meu corpo vai estar doendo muito...

- Olhei ao redor -.

Yuzu: A Mei não chegou ainda? Que raro, geralmente é ela que chega primeiro.

- De repente um caderno da Mei em cima da cama cai no chão -.

Yuzu: Hm? O caderno dela caiu... - Peguei o caderno e coloquei em cima da cama novamente -.

Mei: Não toque nele.

Yuzu: D-desculpe! Ele tinha caído.

Mei: Se você diz... - Ela trancou a porta -.

Yuzu: E-então, você gostou dos jogos?

Mei: Foram divertidos.

Yuzu: Sério? Que bom que você gostou!

Mei: E você gostou?

Yuzu: Bom... Por mais que eu tenha perdido, foi legal sim.

Mei: Ótimo.

Yuzu: Sim...

- Mei se aproximou de mim -.

Mei: Agora eu posso te dar uma ordem, certo?

Yuzu: C-claro.

Ela aproximou os nossos rostos até que nossos lábios estivessem juntos, foi um beijo calmo e suave que logo se tornou um beijo mais profundo. Em seguida Mei me empurrou para a cama, ficando em uma posição em cima de mim.

Mei: Eu quero você pra mim nessa noite. - Ela sussurrou em meu ouvido -.

Ela delicadamente segurou meus pulsos no canto da cama continuando com os seus beijos.

Yuzu: M-Mei...

- Mei soltou os meus pulsos e começou a tirar a minha roupa enquanto beijava o meu pescoço. A mão dela desceu lentamente para os meus seios -.

Segurei os meus gemidos o máximo que pude, mas a Mei era persistente e continuava a me provocar cada vez mais.

Mei: Você não precisa se segurar Yuzu... - Ela começou a apertar os meus seios -.

Yuzu: I-isso me deixa nervosa, eu nunca fiz algo assim antes. - Disse timidamente -.

Mei: Tudo bem, apenas relaxe e aproveite o momento.

- Mei levou uma de suas mãos para baixo de minha cintura -. 

Enquanto ela me beijava, Mei passava os seus dedos por cima de minha calcinha me masturbando.

- Tentei segurar os meus gemidos, mas as vezes alguns escapavam de minha boca -.

- Mei se moveu gentilmente para as minhas pernas e tirou a minha calcinha -.

Mei: Você está bem molhada.

Yuzu: i-isso é por sua causa...

Mei: Sim, eu sei disso. - Ela começou a provocar o meu ponto de prazer -.

Não conseguindo mais resistir, comecei a me soltar, gemidos mais altos começaram a sair de mim. Eu estava quase chegando no clímax, até que a Mei parou tudo o que estava fazendo.

Yuzu: P-por que parou?

Mei: Implore por mais. - Ordenou ela -.

Yuzu: Por favor?

- Ela me olhou insatisfeita -.

Yuzu: Por favor, continue a fazer isso! Eu imploro.

- Mei voltou a me masturbar intensamente até eu chegar ao clímax -.

- Ela se deitou ao meu lado após eu ter chegado no meu ponto máximo -.

Yuzu: Isso foi ótimo... - Me virei para o lado que ela estava -. Obrigada, Mei.

Mei: Eu aprendi isso com aquele livro...

- Parei para pensar por alguns segundos -.

- Soltei algumas risadas -.

Yuzu: Você é uma figura Mei. - Acariciei o rosto dela enquanto ela me olhava nos olhos -.

Os olhos dela eram lindos, parecia que eles enxergavam a minha alma.

- Coloquei o meu braço ao redor do pescoço dela e a puxei para um beijo -.

- Mei arregalou os olhos surpresa -.

Yuzu: Eu te amo, Mei.

- Ela desviou o olhar -.

Mei: Eu também... - Disse timidamente -.

Naquela noite eu e a Mei dormimos juntas, acordamos bem tarde pelo cansaço, eu até pensei que tivéssemos perdido a aula, mas aí eu me lembrei que era domingo.

 


Notas Finais


Muito obrigado por ler até aqui! Até o próximo capitulo \o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...