1. Spirit Fanfics >
  2. My Little Devil - Min Yoongi >
  3. Trabalho e desabafos

História My Little Devil - Min Yoongi - Capítulo 4


Escrita por: sugwttd

Notas do Autor


Oi, me desculpem qualquer erro ortográfico, aproveitem o capítulo, vejo vocês nas notas finais🖤

Capítulo 4 - Trabalho e desabafos


Seul - 7:36 A.M.

Mais uma semana no campus se inicia e cá estou eu, morta mas viva, sim isso não faz nenhum sentido.

Não sou caloura e curso administração, não é um curso extremamente cansativo, mas eu obviamente tenho que me dedicar - mesmo que não seja eu quem vou administrar a empresa da família um dia. Pretendo abrir uma empresa que combine mais comigo, no ramo da moda, mesmo que não esteja estudando moda, combina comigo.

Namjoon faz o mesmo curso, mas em horário diferente, por conta do estágio na Kim's Proprieties. Eu tentei fazer estágios em empresas que eu me identificava mas nenhuma delas deram certo, e eu não vou pedir um estágio na Kim's, não quero me torturar do jeito que Joonie se tortura.

Eu espero ser uma empresária bem sucedida e mostrar para o meu pai que o fato de eu ser mulher não foi um empecilho para eu me tornar incrível, ele pode continuar duvidando da minha capacidade, eu vou continuar dando meu melhor para me tornar o meu melhor.

Entrei na sala quase vazia e me sentei no lugar de costume, nas carteiras do meio ao lado da janela, eu sempre chego cedo para me preparar psicologicamente para as aulas, espero e observo um por um passar pela aquela porta até às 8:00.

Até um conhecido por mim, mas desconhecido pela sala e horário passar pela porta, me perco totalmente e meus pensamentos ficam uma zona, o que Min Yoongi faz na aula de administração do primeiro período?

Seus olhos vagam pela sala - já com alunos suficientes para considerar uma sala de aula, e param em mim, anda na minha direção e senta na carteira ao meu lado.

ELE SE SENTOU AO MEU LADO!

Ok, vamos nos acalmar.

– Que surpresa Min, pensei que essa hora você estaria fazendo estágio na empresa do seu papaizinho - Provocar nunca é demais quando se trata dele.

– Agora vai ter que se acostumar com a minha ilustre presença, mesmo curso, mesmo horário, mesma sala... Do jeito que você gosta - Cínico como sempre.

– Do jeito que eu gosto? Tá meio equivocado, não?

– Vamos ver se eu não estou - Dá uma piscadela e prende sua atenção agora no professor que acabou de entrar.

É somente o final da segunda aula e eu já estou cogitando a ideia de desistir da faculdade só de ele estar do meu lado. O que ele fez? NADA, isso que eu fico mais indignada, ele não fez exatamente nada a aula inteira mas continuou causando efeitos inexplicáveis em mim, com certeza é a radiação que emana desse ser.

– Atenção turma - Antes do intervalo começar o professor Choi chama nossa atenção - As semanas de avaliação estão chegando então vamos começar com os trabalhos que valem muitos pontos e que vamos somar com a nota da prova. O tema do trabalho será "Marketing Digital", podem escolher um assunto que se identifiquem e trazer pesquisas para nossa aula daqui duas semanas. Acredito que a maioria esteja com uma pessoa com quem tenha afinidade ao seu lado, então podem fazer entre si, só quero que passem o nome da dupla quando saírem da aula. Até a próxima aula, estão liberados - Porra, logo com a dupla?

– Parece que vai ser nós dois de novo - Yoongi fala enquanto guardamos nossas coisas para se dirigir à nossa próxima sala depois do intervalo.

– É muito azar pra uma pessoa só, nunca mais deixo você sentar do meu lado - Juntos nos dirigimos até a porta e paramos para anotar nossos nomes na lista.

– Vai acabar queimando sua língua, S/n - Sorri de lado e sai disparando. Sem noção!

Me movi até o grande refeitório que havia no meu prédio no intuito de me encontrar com Taehyung e Jin, ambos faziam curso de relações internacionais. Antes passei na fila da cantina e comprei um sanduíche e um suco natural de laranja.

– Eai, corninha - Jin sempre abusado.

– Ei, não sou tuas peguete.

– Hoje ele tá muito pra frente, S/n, 'vamo' quebrar ele na saída.

– Eu vou quebrar vocês dois sozinha, moram com o Yoongi e nem me avisaram que ele iria mudar pro período da manhã - Eles sabiam da minha falta de afeto e desentendimento com o Yoongi.

– Nós ficamos sabendo hoje também, por conta de umas meninas histéricas da nossa aula. Única coisa que sabíamos era que ele tinha brigado com o pai dele, mas não dessa mudança de horário - Jin rebateu.

– O pai do Yoongi descobriu o projeto da boate e odiou a ideia do filho criar tudo isso. Por que ele vai provavelmente largar o estágio na empresa e dar às costas pro "legado" da família - Tae explicou.

– Aí, ninguém merece ficar dentro de um escritório resolvendo qual vai ser o novo sabonete do hotel - A família Min tem uma grande rede de hotéis de luxo, estão no mercado há muito tempo, tanto que agora o negócio deles já se expandiu pela Ásia inteira - Ele poderia ficar feliz pelo o filho e deixar de ser arrogante.

– Ainda bem que o Yoongi não vive só da mesadinha dele, daqui alguns meses já vai estar no comando de uma das melhores boates de Seul - Jin disse e concordamos. Já teve muitos boatos de que Yoongi se envolvia com tráfico dentro do campus, algumas coisas ilegais, mas nada confirmado somente boatos...

Nosso intervalo havia acabado e eu já estava na aula, obviamente com o Min ao meu lado. Uma vontade enorme de perguntar se ele estava bem me consumia depois de saber sobre a briga, nunca ouvi Namjoon falando que Yoongi brigava com os pais, nas festas a família Min parecia ser perfeita, unida e sem nenhuma inimizade. A senhora Min é próxima da minha mãe e as duas nunca tiveram conflitos, sempre foram elegantes e passivas. Na verdade isso é somente o que eu vejo.

– O que foi agora? Eu tô com algum chupão? - Ele olhou para o seu corpo no intuito de procurar marcas. Engraçadinho.

– Eu por um acaso quero saber? - Falei tentando disfarçar para não atrapalhar o professor.

– Fica me encarando com uma cara de boba, assim ò - Encarou meus olhos e separou um pouco seus lábios, sua mão estava no seu rosto e o cotovelo apoiado na carteira.

– Ya! Deixe de ser imbecil - Bati o estojo levemente no seu braço.

– Agredido por falar a verdade! - Revirei os olhos.

Dali em diante não nos falamos mais, nos concentramos nas últimas aulas.

Na saída eu estava exausta, só queria minha cama. Sinto alguém puxar meu braço, mas não com força, somente para chamar minha atenção.

– Só te tocando pra você perceber minha presença - Estava tão cansada que eu só pensava em ir embora, nem prestei atenção no Min me chamando.

– Desembucha garoto - Digo sem paciência.

– A gente pode começar o trabalho hoje? Sei que são duas semanas mas eu meio que estou bem ocupado agora, cuidando de uns lances - Sim, eu só queria dormir, mas é melhor adiantar do que fazer trabalho sozinha.

– Pode ser... Quer ir agora lá pra casa? - Ele concordou e cada um seguiu seu caminho até seus carros. Yoongi obviamente já sabia o caminho de casa.

Eu já estava sentindo que alguma coisa não ia dar bom, eu e ele no meu quarto sozinhos? Dá última vez eu quase perdi o controle.

Min Yoongi POV'S

Passei a minha vida inteira achando que era meu dever seguir os passos do meu pai, ser dono de uma franquia de hotéis luxuosos, mas de uns tempos pra cá percebi que sou muito maior que isso. Não quero dizer que ser dono de hotéis não seja nada, admiro o legado da família Min nesse ramo, e é por isso que eu quero que seja algo maior na minha vez, algo que tenha a minha cara.

Com o estágio na empresa eu criei muitas expectativas para que meu pai se agradece com os planos que eu tinha em mente, esperava ter um apoio para o início da minha jornada, mas tudo o que eu recebi foi insultos.

"– Você irá manchar o nome da nossa família".

Isso porque só porque eu dei a sugestão de investirmos mais em boates, colocar cassinos em nossos hotéis. Os velhos que frequentam ele não vão viver para sempre, precisamos atrair a geração mais nova.

Sem conseguir a atenção que eu queria larguei o estágio e decidi investir por conta própria e fazer O MEU negócio. Sem interrupções, sem manchar o nome da família, tudo do meu jeito. Pode não ser do agrado deles, mas vai ser do meu.

Mudei o horário da faculdade, no período da tarde e da noite pretendo colocar meu bar pra funcionar, sim vamos começar com um bar, conforme o tempo passa vamos aumentando e atraindo investidores.

Essa tarde resolvi deixar isso de lado para adiantar o trabalho que tinha com a S/n, não vamos terminar em um dia mas podemos adiantar muita coisa, ou não adiantar nada se ela preferir.

E a real é que desde a noite da festa a fantasia essa garota não sai da minha cabeça, ainda mais que eu fiz a burrada de expor meus sentimentos confusos quando a deixei em casa. Eu realmente não sei o que deu em mim eu estava curtindo com a Hwasa, mas acho que nós não batemos. Não temos muita química juntos, era só um tesãozinho.

Eu só penso nela agora.

Eu sinto uma faísca desde o momento em que ela começou a insistir para o Namjoon deixar ela andar com a gente, esse é o motivo de tanta arrogância. Não querer me entregar - e diversão com a cara dela, claro.

Passei todas as aulas admirando ela por inteiro, eu realmente não sei como é possível haver tanta beleza depositada em uma pessoa só. Eu fazia de tudo para afasta-la, agora eu sinto vontade de estar ao lado dela a todo momento, não consigo tirar os olhos dela. Me hipnotiza.

Enfim chegamos na casa dela para fazer o trabalho, já estava acostumado a andar pelo ambiente comum daquela casa e o quarto do Namjoon, mas nunca em seu quarto.

Entramos em seu quarto que é de tons claros com alguns detalhes escuros, tudo cinza e branco pra ser mais específico. Havia uma cama no centro, closet e banheiro na esquerda, escrivaninha e penteadeira na direita.

– Podemos fazer aqui no tapete, tem mais espaço e ficamos mais a vontade.

Para começarmos o trabalho, eram pesquisas simples que poderíamos terminar hoje ou outro dia. Decidimos criar tópicos e dividir os assuntos que cada um iria pesquisar. Cada um estava em um canto vidrado na tela do computador, eu nem tanto assim.

– Então... - Iniciou uma conversa.

– Sim?

– Fiquei sabendo que brigou com o seu pai... Você está bem? - Olhei pra ela e pude ver seu olhar de preocupada, ela havia parado de olhar para a tela do computador também.

– Foi os meninos que te contaram? - Era óbvio, mas tive sua confirmação – É... Ele não quer que o filho tenha seu "próprio sucesso".

– Eu sei exatamente como é isso, tão frustrante - Colocou suas mãos contra o rosto.

– Exato.

– Sabe, eu realmente gostaria de me tornar a chefona daquela empresa, mas meu próprio pai me desestabiliza, só por não ter nascido com a porra de um pau entre as pernas. Mas eu juro, Yoongi, eu juro com toda a certeza do mundo, que um dia eu vou ser a chefe fodona e que o merda do meu pai vai pagar com a língua - A garra dessa garota é simplesmente incrível, puta que pariu.

– É, eu sei, eles não acreditam em nós mas nós não precisamos deles - Pisquei – Eu posso ter sido muito babaca com você... - retirei o notebook de cima de mim e fiquei frente a frente com ela – Mas eu sei que você é foda garota - Olhei em seus olhos brilhantes e transmiti toda a verdade que sentia para ela, eu realmente achava ela foda.

Ela sorri, de vergonha mas fofa. 


Notas Finais


Mais uma vez eu sumi, dessa vez por falta de vontade de escrever, bloqueio criativo. Mas dessa vez eu já tenho oq eu vou escrever pro próximo cap em mente, então vai ficar mais fácil.

Outra coisa, entrei em uma escola técnica esse ano, então tenho menos tempo, só tenho criatividade essas horas também, tenham paciência comigo, estou dando meu melhor.

E uma última coisinha, falei que minha amiga iria fazer uma capa pra mim e ela fezzz, eu sinceramente amei, oq acharam? Me digam oq acharam do cap também, isso me motiva muitoo

É isso, bjs, espero que eu possa atualizar logo💘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...