História My little dog, Kim Mingyu ( Imagine yaoi, gay ) - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Hansol "Vernon" Chwe, Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Lee Seokmin "DK", Personagens Originais, Seungcheol "S.Coups", Soonyoung "Hoshi"
Tags Blackpink, Boyxboy, Comedia, Dino, Gay, Hansol Vernon, Hoshi, Imagine, Imagine Gay, Imagine Kim Mingyu, Imagine Mingyu, Kim Mingyu, Kwon Soonyoung, Lalisa Manoban, Lee Chan, Lee Seokmin, Lemon, Lisa, Mingyu, Mingyu Seventeen, Romance, Sadomasoquismo, Scoups, Seungcheol, Seventeeen, Vernon, Você, Yaoi
Visualizações 99
Palavras 2.252
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente! Como você estão!? Espero que estejam bem. Estou trazendo mais um capítulo novinho pra vocês. Houveram algumas alterações, que vocês vão descobrir no decorrer do capítulo.

Sinceramente, esse foi o capítulo que eu mais gostei do resultado até agora. Espero que vocês gostem também!

Gostaram da nova capinha? Foi uma outra amiga minha que fez!

E obrigado a @Angel_Yoon, @Lee-Min-Hee124, @pandinha_3007, @aninhastorys15, @DK121, @Lisa 6899, @Jjul, @Liniket e @cookiesrosados por estarem me apoiando por meio de seus favoritos!

Obrigado a @Dark-Innocence, @Mochy_S2, @HopeHoop, @Sary_Z, @cookiejarzx, @layzada7469 e @DK121 por comentarem no capítulo anterior!

Capítulo 8 - Sexto Capítulo


Fanfic / Fanfiction My little dog, Kim Mingyu ( Imagine yaoi, gay ) - Capítulo 8 - Sexto Capítulo

P.O.V. Mingyu On

 

Será que o S/N tinha mesmo gostado do beijo? Eu não pensei antes de fazer aquilo. Eu acho que foram os meus instintos que me levaram a o-fazer. Assim que meus lábios encostaram os seus, senti correntes elétricas por todo meu corpo, meu coração batia acelerado, e meu corpo estava fervendo. Ao fazer aquilo, senti um bem estar imenso. Um prazer inexplicável. Seus lábios tinham um gosto doce como mel e eram macios como plumas, poderia beijá-los pelo resto da noite.

E assim eu adormeci. Em meio aos meus pensamentos devido ao ocorrido. Eu me sentia acolhido. Borboletas ainda reviravam meu estômago. Meu coração estava quentinho. Seria essa a sensação de estar apaixonado? A sensação de ter lábios carnudos e doces, em cima dos meus? A sensação de um amor verdadeiro?

No dia seguinte, acabei despertando dos meus sonhos mais cedo. S/N ainda não havia acordado. Porque ele era tão bonito? Seus traços, seu corpo tudo nele era único, um pedaço de mal caminho. Suas características faciais eram únicas. Me peguei o-admirando. Dormia tão calmamente, como um anjo. Tão sereno, como a manhã mais calma de um dia frio. Ele era definitivamente, único. Acabei deixando um beijo em sua bochecha. E fui em direção ao banheiro, fazer minhas necessidades matinais e tomar um banho de água fria.

Voltei para o quarto com uma toalha amarrada na cintura. Caminhei em direção a minha mala, para poder pegar alguma das roupas que havia trazido. Eu só não esperava que o S/N já estivesse acordado e aparentemente, secando meu abdômen. Ao notar seu olhar sobre mim, fiquei envergonhado.

- B-bom dia S/A, dormiu bem? - Perguntei tentando diminuir a vergonha que eu estava sentindo.

- A-ah claro!

- Você... não vai tomar banho?

- S-sim... - Disse sem jeito.

- Acho melhor você ir logo então... Seus pais costumam acordar cedo? Eu posso fazer o café da manhã de hoje.

- Não, em dias que eles não têm compromisso eles costumam acordar um pouco mais tarde. Eu posso te ajudar a fazer tudo. Vou tomar um banho então.

Estávamos na cozinha, preparando tudo para o café da manhã. S/N mexia os ovos e eu terminava de assar os pães. Terminamos de arrumar a mesa com os copos e pratos. E fomos chamar os pais do S/A para tomarem café da manhã conosco. A S/M e o S/P disseram que já iriam descer então optamos por comer primeiro.

Tomamos o café da manhã com algumas conversas aleatórias, nada de mais. Os pais do S/N eram bastante divertidos e engraçados. O S/N deu muita sorte de ter uma família como essa. A relação que eles construíram era muito bonita.

 

P.O.V. S/N On

 

- Gyu, você está levando o protetor solar? Eu já peguei os óculos de sol.

- Sim, já coloquei tudo na bolsa S/A.

Ah, eu esqueci de falar pra vocês né?

Bom, no café da manhã meus pais acabaram comentando sobre algumas praias aqui de Seul. Mingyu resolveu falar um pouco também sobre as praias que ele conhecia e que já tinha ido. O resultado? Estávamos todos se arrumando para ir em alguma praia que o Mingyu, dizia ser muito bonita e calma. A ideia não foi nada mau, afinal já fazia um tempo que eu não pegava um bronzeado nem nadava em mar aberto. Então acabei concordando em ir. Também aproveitaria para tirar algumas fotos com meu celular. Gostava de registrar todos os momentos possíveis com a minha família.

- Woooow... - Exclamei surpreso

- É bonito né?

- É maravilhoso - Disse ainda impressionado.

O lugar era de fato, muito bonito.

A água era clara e cristalina, as ondas do mar eram realmente, calmas e suaves. Em um lado haviam várias rochas onde as correntes batiam. Já no outro, tínhamos coqueiros e algumas plantas nativas da região. Na parte rasa do oceano, era possível ver alguns peixinhos nadando em cardumes. Já no fundo era possível ver a água mais escura e alguns golfinhos. A sensação de calmaria e paz era o que prevalecia no ambiente.

Ficaríamos na parte onde haviam os coqueiros. Pois, a parte onde haviam as rochas era mais perigosa e as correntes marítimas eram mais fortes. E, queríamos poder entrar na água. Colocamos nossas coisas na areia e pedimos uma mesa com um guarda sol para podermos por nossas coisas e nos sentarmos.

- Mingyu e S/N vocês querem pedir algo? - Mamãe disse.

- Batatas fritas! - Disse decidido.

Mingyu acabou dizendo o mesmo que eu e no mesmo instante. Dei uma risada fraca pela coincidência.

- Mingyu e S/N, se quiserem nadar podem ir. Nós ficamos aqui olhando as suas coisas. Avisaremos quando os pedidos chegarem. - Disse papai.

- Claro S/P. Mas os senhores não irão entrar na água também? - Disse Gyu.

- Iremos, mas não no momento. Portanto, podem ir primeiro.

- Está bem. Vamos S/A?

- O-ok

De longe, pude ouvir a minha mãe murmurando algo do tipo "Olha querido! O Mingyu e o S/N não formariam um belo casal?" Ela disse mais alguma coisa, mas não consegui escutar. Talvez o Mingyu tivesse escutado também pois ele deu um sorrisinho fofo. Minha mãe e seus ataques fujoshi aí aí.

- Oi gatinho! - Disse uma mulher com a voz irritante e aguda, nos parando no caminho e ficando de frente ao Mingyu. - Quer dar uma volta? - Oferecida, pensei.

- Eeerr... não, muito obrigado. - Mingyu disse sem jeito.

- Ahh, qualé vamos logo. É só uma voltinha, nada de mais. - Disse a loira.

- Olha aqui! Você é surda por acaso? Ele disse não, porque não quer fazer companhia a gente como você! Sai de perto, vaca escrota. Dá licença que a gente tem mais o que fazer viu!? - Disse com certa raiva e resmungando, já puxando Mingyu em direção ao mar, sem deixar aquela oferecida falar alguma coisa. Isso seriam ciúmes?

- S/N você ficou com ciúmes? - Perguntou com um sorriso sacana no rosto.

- Eu!? Euzinho aqui? - Disse me fingindo de desentendido. - Sei de nada.

- Hmmm ok então. - Disse ainda sorrindo. E puta merda que sorriso maravilhoso! Tava me segurando pra não apertar as bochechinhas dele.

E assim a tarde passou. Jogamos vôlei com umas pessoas que estavam lá, uns sorrisos aqui e ali e nadamos muito. Nos divertimos bastante. Mas tínhamos que voltar para casa de praia um pouco mais cedo, devido à chegada dos meus tios e primos.

- S/N! Como você cresceu! Tá bonito hein! - Disse tia Lee e tio Kwon animados, como sempre.

- Obrigado! Sejam bem vindos!

- S/NNNNNNN... Há quanto tempo! - Disse Lisa já vindo me abraçar. - Senti saudades! - Disse ela.

- Eu também Lisa, mas desgruda aí vai, que eu to morrendo sufocado já.

Lisa era uma de minhas primas. Ela era legal e bonita, até demais. Se eu fosse hétero e ela não fosse minha prima, talvez eu desse alguns pegas nela. Nós éramos mais próximos quando crianças, mas com o tempo fomos nos distanciando. Tinha descendência tailandesa e cabelos tingidos de castanho, era um ano mais velha que eu.

- Tá bom, mas você vai ter que me contar as novas hein?! - Disse animada.

- E vocês suas pestes - Disse chamando a atenção de Chan e Soonyoung. - Não aprontem nada, que eu quero me divertir!

Sabe aqueles dois gêmeos que eu tinha falado pra vocês? Então, são esses dois aí. Soonyoung puxou as características do pai, já Chan puxou a mãe. Eles tinham uma condição rara em que, ao crescerem desenvolviam características diferentes. De acordo com os médicos, disseram que só um a um milhão de gêmeos poderiam ter essa condição. Soonyoung tinha cabelos morenos e olhinhos que pareciam risquinhos ao sorrir. Já Chan tinha cabelos loiros e tinha os olhos um pouco maiores. Mas, não se engane, o que os dois tinham de fofos e bonitos tinham de traquinos e irritantes.

- Tá tá bom... - Disseram em uníssono, mas eu ainda tava desconfiado. Se tem uma coisa que eu aprendi é, não baixar a guarda perto desses dois, nunca.

( Obs : No capítulo passado eu coloquei que o nome da tia era Paola certo? E que os primos seriam chamados de Arthur e Diego né? Mas, eu resolvi mudar em relação a isso. Acho que ficaria legal trazer o Hoshi e o Dino aqui pra história. Espero que gostem. E, não se preocupem eu já troquei os nomes no cap passado. )

Meus tios e meus pais se comprimentaram também. Ficaram surpresos por saber que eu tinha trazido o Mingyu para passar um tempo conosco. Já que eu nunca tinha trazido amigos para passar as férias comigo ou ficar na minha casa . Meus primos pelo visto, se deram bem com o Mingyu, não paravam de conversar e soltar risadas. Bom pra mim, só assim Chan e Soonyoung não me perturbavam.


Você deve estar se perguntando porque minha família por parte de pai tinham nomes e características asiáticas. Bem, meu pai nasceu aqui na Coréia mas seu sonho sempre foi ir para o Brasil, por isso ele acabou ficando bastante tempo lá, e se apaixonou pela minha mãe. Eles acabaram recebendo uma proposta de emprego por aqui, então decidiram morar e construir uma família aqui mesmo. A história de como eles se conheceram daria um belo de um livro, talvez eu conte pra vocês um dia.

( Só uma coisa, eu coloquei que o pai do S/N tem os traços asiáticos certo? Mas, isso não vai influenciar em nenhuma de suas características, só se você quiser claro. Eu não pretendo colocar nada em relação a sua coloração de pele, cor de cabelo, cor de olho e essas coisas na fanfic, pois cada um de nós temos características diferentes. Mas em relação ao seu corpo, vamos dizer que você tem um corpo magro com um abdômen um pouco definido e coxas um pouco grossas ok? Era só isso mesmo ksksksks )

 

- NÃOOOOOO...

 

- PORQUEEEEEEE...

 

- PORQUE ELES TINHAM QUE MORRERRRR... - Eu e Lisa nos perguntávamos.

 

Lá estávamos eu e Lisa com um balde de pipocas e uma garrafa de coca cola. Chorando feito dois bebês que tinham acabado de nascer. Porque o Bruno e o Shmuel tinham que morrer? Eles não mereciam isso! Pensei, ainda chorando feito um idiota.

- Porque?! Porque?! Porque?! - Perguntávamos quase gritando, e chorando.

 

Vocês não estão entendendo nada né?

 

Bem, os dois idiotas aqui estavam com vontade de assistir um filme, eu só não imaginava que nós fossemos assistir "O menino de pijama listrado". Lisa disse que nunca tinha assistido e eu também não, então acabamos assistindo juntos, mas eu preferia não ter assistido. Agora estávamos nós dois, tentando engolir o resto das pipocas e chorando feito dois loucos.

Meus pais estavam jogando sinuca com os pais dos pestinhas. Mingyu, Soonyoung e Chan estavam jogando alguma coisa na sala de jogos e eu e Lisa estávamos chorando e nos consolando com tapinhas leves nos ombros. Ninguém merece morrer assim, ninguém! E pensar que seres humanos ainda pensam desse jeito. A realidade é triste.

- Hey, dá pra parar vocês dois? - Disse Soonyoung irritado

- Estão atrapalhando nosso jogo! - Disse Chan

- Calem a boca suas duas pestes, nos deixem chorar em paz, tá legal? Vocês sabem estragar tudo. - Lisa falou

- S/N!? O que aconteceu? - Perguntou Mingyu com uma cara de espanto e preocupação

- O-o-o... Brun-no e o Shmuel morreram. - Disse ainda formando um rio de lágrimas.

- Quem!? - Disse ainda preocupado. - Os men...

- Foram os personagens de algum filme que eles estavam assistindo, vamos voltar a jogar. - Me interrompeu o Lee - Vem Mingyu - Disse Chan já caminhando em direção à casa. - Insensível - pensei.

- Podem ir subindo, eu já vou com vocês. - Disse, e os meninos assentiram.

- S/A e Lisa, vocês não acham melhor irem dormir? Se acalmem, sei que o filme parecia ser triste. Mas foi só um filme, ok? Bem, estou indo. Se animem. - Disse bagunçando meus cabelos e os de Lisa. Já adentrando na casa.

- S-S/N - Disse Lisa, ainda fungando um pouco. - Esse Mingyu, ele é seu namorado?

- O que!? - Perguntei com uma expressão de surpresa.

- O Mingyu é seu namorado? Pelo jeito que ele olha pra você, parece que ele gosta de você. Já se beijaram? - Perguntou, já com uma expressão mais calma no rosto.

- N-não ele não é meu namorado, nós já nos beijamos mas foi só uma vez. - Disse com certa vergonha.

- Você gostou do beijo? Aliás, você gosta dele? Você parece gostar bastante dele também.

- Não sei - Respondi sincero, me deitando em um daqueles sofás-cama. E olhando para o céu, podendo ver as inúmeras estrelas, cada uma diferente da outra. - Eu ainda estou confuso em relação aos meus sentimentos - Continuei - Foi tudo tão rápido.

- Entendo - Disse se deitando também, e admirando as estrelas no céu. - Mas, saiba que eu acho que ele gosta bastante de você. E parece ser recíproco. - Disse se referindo a mim.

- Eu vou conversar com ele, mas não agora. - Respondi bocejando.

E assim, fechei meus olhos e adormeci.

 

Enquanto dormia, senti alguém me carregando e me colocando em algo macio. Seria a minha cama?

 

 

- Mi-Mingyu - Murmurei, e cai no sono novamente.

 

 

 

 

 

 

Continuo?


Notas Finais


Estou viciado em "Let Me" do Golden Chield. Viram o Comeback de Twice?

Estão gostando da história?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...