História My Little girl - Imagine Jeon Jeongguk (incesto) - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor Proibido, Atração, Gsa, Hentai, Hetero, Imagine, Jungkook, Koci, Sexo, Traição, Violencia
Visualizações 386
Palavras 1.566
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Literatura Feminina, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Música sugestiva: Reminder _ The Weeknd.

Capítulo 8 - Entregue


Fanfic / Fanfiction My Little girl - Imagine Jeon Jeongguk (incesto) - Capítulo 8 - Entregue

Samantha está em minha frente, e bate seu sapato freneticamente contra o carpete marrom da entrada do apartamento. Diante da mulher eu não sabia como me comportar ou o que dizer para que ela não me matasse, e que não descobrisse minha relação com o Jeongguk, era o que eu mais temia, e por certo ele também deveria ter o mesmo pensamento se estivesse aqui. 

   — O que aconteceu minha flor? O Jeon comeu a sua língua?

— Eh... Não é nada do que está pensando. Eu sou filha do Jeongguk.

— Filha? Quero que ele mesmo esclareça isso. Porque o que eu estou vendo na minha frente é uma periguete de quinta! — Rogou irritadiça e com o cenho frazido pela raiva. Mesmo que aquela situação fosse assustadora, senti uma incrivel inveja da Samantha; ela é uma linda mulher e meu pai jamais trocaria aquela que tinha por nenhuma adolescente maltrapilha.

Ela abre sua bolsa carteira com estampa de pele de onça, pegando o seu gigante smartphone da Apple de último lançamento, na tela principal tinha-se uma foto do belo par de namorados, ela começou a telefonar para o número de Jeongguk salvo como My Love.

— Jeon? Eu estou em sua casa agora. Exijo que me explique porque tem uma garota semi-nua aqui. É sua filha por acaso? — Interroga furiosa meu pai, cruzando os braços e demostrando aparente fúria com a situação.

Logo o mais velho parece desmentir o engano, e ela abaixa a guarda, me fitando arrependida, no entanto algo em seu olhar ainda me fulminava demasiadamente. 

— Você já está vindo para cá? Espero que chegue rápido. — verbaliza guardando o telemóvel na carteira de onça.

— Está satisfeita?

— Então você é a filha bastarda do Jeon? 

— Sim, e você é a namorada dele. Prazer em te conhecer querida.

Estendi minha mão destra e ele me fulminou com as orbes azuis ainda mais analíticas do que de costume. 

— Apenas finja que nada aconteceu até que o meu namorado chegue. Saiba que sou a última interessada em ter problemas com ele.

Dei de ombros e a moça se sentou sobre o sofá de cor café cruzando o belo par de coxas grossas que provavelmente ganhou graças a academia, aliás ela era quase perfeita aos olhos de qualquer pessoa. Pena que a primeira impressão que tivéssemos uma da outra foi lastimável. E como é a primeira que fica, pelo que parece não vamos nos dar tão bem por hora.

— Quer alguma coisa?

— Não obrigada. Aliás se eu quiser eu pego, aqui é casa do meu namorado.

— Eu ofereço por educação, não porquê acho que é incapaz de fazer algo aqui.

Andei até a cozinha apenas para não ter que continuar olhando para Samantha que não era nada encantadora como sua aparência delegava. 

Depois de longos trinta e cinco minutos em um silêncio perturbador se arrastando pela casa e ensurdecendo minha mente, o Jeongguk regressa. A porta de madeira é aberta pelo moreno que adentra lentamente com um semblante impaciente e com uma sisudez em demasio.

— Jeongguk... Eu estava com tantas saudades meu amor. — Disse ela se levantando do estofado e abrindo um sorriso gigantesco ao rever o amado. Já conseguia perceber como aquela mulher era falsa para com meu pai. Pois me tratou como uma senhorita de bordel a instantes atrás!

— Porque não me avisou que estava aqui em Seoul? — rebateu o moreno segurando Samantha pelo braço esquerdo, ela está pronta para lhe dar um abraço quando ele a puxa.

— Eu queria te fazer uma surpresa mas pelo custo eu que fui surpreendida.

— Não precisava ter tratado a minha mal. Ela deve ter ficado assustada com a sua insinuação.

— Como? Eu nem bem sabia que ela era a sua filha. Apenas agi como uma mulher enciumada que está disposta a defender seus interesses e quem lhe pertence! — esbravejou, soltando-se do homem e sobrepondo sua mão pelo rosto fino do Jeongguk.

— Não faça isso de novo entendeu? Já estamos namorando o que quer mais?

— Não se estresse comigo.

— Tudo bem, me perdoe. Eu acabei me exaltando. Minha reunião não foi nada boa.

Ele jogou um olhar amendoado para mim, que estava um tanto cabisbaixa observando as demonstrações de afeto seu para com a namorada. É difícil reconhecer que a cada minuto a mais, sabia que o que ocorreu ontem foi um erro. Como pude me entregar para um homem comprometido? 

— Onde você vai ficar hoje Sam? 

— Primeiro tenho que fechar minha hospedagem no hotel. E depois o mais apropriado seria se eu viesse para cá. Eu não consigo fica longe e você, sabe disso meu amor. — Ela aninhou sua cabeça no peito de meu pai e envolveu suas mãos na cintura larga do mais velho, o espremendo.

— Eu adoro você também Sam. Mas eu vim para este país unicamente para ficar com a minha filha e passar um tempo com ela. — Vocalizou destacando que queria que ela se mandasse o quanto antes, o que me encheu de alegrias por um lado.

— Eu, entendo. Talvez eu deveria dar um espaço para que se conheçam mais. 

— Ficaria feliz se fizesse isso, não me ache um bruto por te pedir uma coisa dessas meu amor. Eu só acabei de encontrar minha filha e tudo está sendo muito novo para mim.

— Está tudo bem. Eu vou dar o tempo que for preciso. — A Samantha voltou a prender o seu homem nos braços, e iniciou beijos estalados por sua mandíbula, deixando o mais velho um tanto envergonhado para comigo.

[...]

Depois de alguns instantes na parte superior da casa, meus pés já estão lassos de tanto esperar que a namorada de meu pai se fosse. Estou em pé naquele corredor de piso branco, esperando que o Jeon subisse logo. E isso acontece felizmente, ele caminha com o olhar direcionado para mim, fixo e intenso como naquele dia que nos vimos pela primeira vez. 

— Me desculpe se te fiz passar por uma situação ridícula como essa.

—  Não precisa pedir perdão. Aliás ela tinha grande razão para fazer esse escândalo.

— Samantha é um pouco temperamental, não se irrite com isso.

— Gosta muito dela não é mesmo?

O mais velho arfou pesado como se algo árduo tivesse sobre seus ombros, ele se aproxima um tanto á mais e fica corpo a corpo comigo, nossos corpos se alinham e seu nariz se junta ao meu que tem a mesma forma que o seu por sermos pai e filha.

— Não sei se gosto tanto dela como pensava. Nunca traí nenhuma namorada. E ontem fiz isso sem hesitar e sem arrependimento algum. 

— E eu me entreguei a você da mesma maneira. Isso nos faz ainda mais errados não é?

— Não quero pensar nos erros, quando o meu corpo tem o controle de tudo o que eu sinto.

— Pensei que estaria irritado por sua reunião de negócios não ter sido boa.

— Que reunião? Só de olhar para você eu não penso mais em nada! — Suspirei erguendo as orbes para cima, e fitando as do homem mais alto. O beijei calmamente, mas ora foi intenso e ora sufocante. Algo que se tornou caliente e desesperado em poucos minutos como se o ar que nos falta não fizesse diferença quando encontrávamos nossas bocas nuas e em sua totalidade.

— Eu tenho um quarto bem interessante aqui nesta casa... — Murmurrou encaixando seus dedos nos meus, e me impulsionando para uma porta ao lado do quarto. Esta era uma das cinco que havia espalhadas no grande corredor. Ele testa a maçaneta e destranca a porta com uma chave que carrega no bolso esquerdo da calça social.

A porta foi aberta assim como minha boca que se entreabriu ao ver o cômodo completamente espelhado e equipado com alguns objetos desconcertantes.

— Eu nunca fui de revelar meus segredos assim tão de cara. Mas não posso deixar de te assustar com as minhas excentricidades.

— Eu sabia da sua paixão por espelhos, mas seus feitiches são ainda mais peculiares.

A sala estava repleta de cordas, correntes que me causam arrepios, em uma estante havia-se algumas caixas com nomes organizados em fileira. Os objetos sexuais do Jeongguk, que eu nem sabia o nome.

— Acha que podemos brincar um pouco? — perguntou ele cerrando a porta por trás de mim, e a trancando enquanto engoli a seco.

— São suas fantasias?

— Eu tenho tantas que você nem pode imaginar... — Disse sussurando ao meu ouvido e depositando uma mordida no lóbulo de minha orelha que foi puxada de leve pelos dentes do moreno sensual.

— E você vai me amarrar?

— Confesso que coisas mais sadicas me agradam mais. Mas não sou muito adepto do velho bondage.

— Então o que quer eu faça? — Olhei-o de soslaio, procurando as íris amendoadas que me prenderam ao meu perder novamente no negrume das mesmas.

— Apenas deixa que eu te inicie em uma sessão e se gostar podemos aumentar alguns níveis me entende?

Tudo o que Jeon dizia era confuso, sua mente e desejos me surpreendiam cada vez mais, era estranho tentar entender uma pessoa que eu a pouco tempo conhecia, mas que parece que fui apresentada a anos.

— Faça o que quiser comigo! — verbalizei totalmente refém ao forte e inebriante desejo que habitava tanto em mim quanto no mais velho e que agora era difícil de resistir. A cada pedido seu, para mim se tornava uma ordem. 

Porque me vi fraca demais para recusar qualquer proposta que sai dos lábios do moreno


Notas Finais


Beijos deixem seus comentários♡♡♡♡
Lembrando que BDSM vou tentar sair do clichê ao máximo possível. Vou me esforçar para colocar novos conteúdos♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...