História My Little Girl - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Thomas, Viktor Chavalier, Violette
Tags Amor Doce, Castiel, Comedia, Lgbt, Suícidio
Visualizações 20
Palavras 1.109
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Acho que fodemos com tudo!


Fanfic / Fanfiction My Little Girl - Capítulo 7 - Acho que fodemos com tudo!

        P.O.V's. Castiel


- Precisamos conversar Princeso! - Ela entrou na MINHA casa e se jogou no sofá - Senta aqui e agora! - Ela mandou eu sentar ao seu lado, se é que era possível, e EU OBEDECI? Que diabos está....


- Então, você vai me explicar agora, o por quê ficou chateado quando eu disse que eu e o Dake estávamos ficando! - Ela falou séria


Eu abri a boca para falar mas ela interrompeu


- ESPERA! - Ela falou alto - Eu sinto...cheiro de, COMIDA! Primeiro a gente come, depois conversamos - Ela foi para cozinha e eu ri


(...)


Agora, ela estava novamente em minha frente, só que dessa vez ela comia sonho


- Pode começar. - Ela falou


Suspirei - Quando eu tinha 9 anos, meus pais começaram a viajar a trabalho, por isso me deram Dragon para não me sentir sozinho, e foi aí que eu conheci o Lysandre, viramos melhores amigos, ele sempre vinha em minha casa para eu não me sentir sozinho, ele e o Leigh. E foi a partir dos 14 anos que eu comecei a ser...eu. Faltava a maioria das aulas, respondia os mais velhos, não queria saber de nada e de ninguém. Meus pais diziam estar "preocupados" comigo, todos da Sweet Amoris queriam me..."consertar", ou seja, eles achavam que eu meio que era "errado", sempre a má influência. Comecei a me afastar de tudo e de todos, todas as pessoas que se aproximavam de mim e eu deixava, queria me mudar. Então comecei a afasta-las, virei o solitário da escola, apenas falava com Lysandre, Rosalya e Alexy. Até que uma garota, chamada Debrah, apareceu na minha vida, nós começamos a ficar e então começamos a namorar. Eu estava finalmente feliz, com ela. Mas aí, peguei Nathaniel a agarrando, então quebrei a cara dele, depois ela me contou que tinha que sair do estado porque queria seguir o sonho de ser cantora e terminamos, isso foi a exatamente 1 ano atrás. Depois, eu conheci você. Uma garota arrogante, ignorante, tolerante e estressante, como se fosse as flores mortas que caem de grandes árvores na estação de Outono. E quando você fez aquele trabalho comigo e eu estava falando no celular, era a minha mãe, ela dizia que se preocupava com minha saída, e que ligava para mim, entre outras coisas. Então, você me confortou, dentre todas as pessoas que eu conheci, você e o Lysandre, foram os únicos que não tentaram me "consertar", eu gosto muito de você Naya. - Ela sorriu - Você é minha melhor amiga. 


- Você também é meu melhor amigo Castiel, e eu gosto muito de você - Ela me abraçou - E principalmente porque você me alimenta. - Rimos - Mas, o que isso tem haver com o Dake?


- Quando você fica perto daquele otário, me ferve o sangue em pensar que ele pode rouba-la de mim, e você pode... - fiquei em silêncio


- Que eu posso...? Que eu posso o quê Castiel? - Suspirei


- Me abandonar... - Falei sussurrando   olhando para baixo


- Ei seu idiota - Ela me fez olhar em seus olhos - Eu nunca vou te abandonar! Você promete não me abandonar?


- Você promete? - Perguntei o mesmo


- Prometo! - Ela disse


- Eu Prometo também! - Nos abraçamos


(...)


Acordei no meio da madrugada, estava deitado no sofá e Naya estava deitada abraçada com Dragon no tapete, em cima dele e do sofá havia pipocas espalhadas, desliguei a TV cujo estava ligada até agora, peguei Naya no colo e a coloquei na minha cama enrolando-a nas cobertas, fui para sacada e fiquei olhando as estrelas enquanto fumava um cigarro


        P.O.V's. Naya


Acordei em um lugar completamente diferente, era o quarto do Castiel, levantei-me sentando na cama


- Aí, merda! - Coloquei a mão na minha nuca


- O que foi? - Olhei para o lado e vi que Castiel estava ali deitado


- Meu pescoço tá doendo. - Falei


- Ninguém mandou dormir no chão. - Ele virou para o outro lado e voltou a dormir


Levantei, fui até o seu guarda-roupa e peguei uma blusa do Castiel, fui para o banheiro que havia no quarto e tomei banho


Tomei um banho quente, vesti minha lingerie, coloquei a blusa preta de manga longa do Castiel que mais parecia um vestido em mim então nem foi necessário colocar o short, fiz um coque frouxo no cabelo e vtei para o quarto, Castiel ainda estava deitado, preguiçoso. Bufei, saí do quarto e desci as escadas


(...)


Estava na cozinha fazendo panquecas quando de repente escutou paços e vejo Castiel já tomado banho descendo as escadas, ele usava uma calça moletom e uma regata preta


- Bom dia! - Falei


- Bom dia! - Ele respondeu


As panquecas ficaram prontas e logo tomamos café da manhã


       P.O.V's. Castiel


(...)


Naya estava sentada no sofá da sala mexendo no celular enquanto eu estava ao seu lado observando sua beleza, ela olhou para mim, virou-se para seu celular e depois virou para mim rapidamente


- O que foi? - Ela Perguntou arqueando as sobrancelhas


- Nada, por quê? - Falei


- Cê tá estranho cara, para que tá feio. - Rimos


Seus olhos eram azuis tão claros quanto o céu, seus cabelos eram tão negros quanto a própria escuridão, sua pele, morena e delicada, seu lábios eram fartos e avermelhados, ela mordia o lábio inferior, porra, aí complica! E para completar, ela usava minha blusa, assim não dá!


Me aproximei dela olhando fixamente para seus olhos azuis claros


- Castiel? - Ela me olhou confusa - Castiel o que você...


Ela parou de falar ao perceber que por breve segundos desviei meu olhar para seu lábios e voltei para seus olhos me perdendo neles, estávamos apenas a milímetros um do outro, ela olhou para minha boca e se aproximou mais do que nós já estávamos próximos, me aproximei cada vez mais para dar iniciativa a um beijo quando de repente a campainha tocou


Naya se levantou e foi abrir a porta. CARALHO! DESGRAÇADO! CRETINO! VAGABUNDO! PORRA! PUTA QUE PARIU! VAI TOMAR MO CU! VAI SE FODER, EU TAVA TÃO PERTO!


Quem foi o infeliz que me tirou do paraíso? Ela abriu a porta e 2 seres infelizes entrou dentro da casa


- OI AMADA! - Gritou o purpurina abraçando a Naya


- OI MARIDA! - Gritou Rosalya fazendo a mesma coisa


Rosalya parou de abraça-la juntamente com Alexy, eles olharam para minha cara de emburrado, depois para Naya que estava encostada na porta que agora estava fechada, eles se olharam e:


- Acho que fodemos com tudo! - Eles falaram em uníssono enquanto Naya os encarava confusa. É, SE ESTÃO PENSANDO NO QUE EU ESTOU PENSANDO, A RESPOSTA É SIM! FODERAM TUDO MESMO, E FODERAM BEM FODIDO!


Notas Finais


Eu amo foder com você 🙂🌻
I love fuck witch You 🙂🌻

Sem ofensa 🙂🌻 (Não é para ofender, estou falando da Rosa e do Alexy🙂🌻)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...