História My Little Heart - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Lay, Suho
Tags Sebaek, Sulay
Visualizações 33
Palavras 2.674
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Lemon, LGBT, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cap não revisado

Capítulo 5 - 05


Um novo dia já começara, e Junmyeon já havia se levantado e saído para resolver tudo de uma vez por todas, e Yixing, a contra - gosto, teria que cuidar da pequena naquele dia que desejava passar rápido.

A manhã estava clara, o sol já estava escaldante e invadia o quarto do chinês que buscava aproveitar a cama sonhando coisas sem nexo algum e descansando o corpo cansado por conta do trabalho excessivo.

Ok, estava tudo ótimo, tudo tranquilo, mas não por muito tempo. As mãozinhas de Sojung giravam a maçaneta vagarosamente, e ao abrir a porta, a mesma andou até a cama de casal e subiu na mesma.

Estava morrendo de fome e já acordara faz algum tempo, mas como saciar o desejo de algo para comer se aquele chinês preguiçoso só dormia e nem levantava para preparar algo para comer para si?

Encarou o adulto adormecido, mas não tardou em sacudir seu corpo gritando em seus ouvidos.

- Acorda, anda logo!

Yixing não se mexeu, será que os bracinhos de Sojung eram tão fracos assim? Ah, poderiam ser, mas sabia muito bem acordar alguém com sua voz fina e infantil.

- Acorda logo! - gritou escandalosamente no ouvido do maior, que abriu os olhos completamente assustado.

- Você quer me deixar surdo é?! - exclamou com a voz elevada.

- Você não acordava de jeito nenhum, e outra, eu tenho que comer sabia? - a pequena cruzou os braços.

Yixing suspirou fundo para não perder a paciência, odiava ser acordado daquela forma e ainda mais por uma criança.

- Tá, tá, vou preparar alguma coisa pra você. - se levantou e foi até o banheiro onde fez sua higiene pessoal.

A mais nova abriu um sorriso feliz e saiu do quarto, se dirigindo até a cozinha. Não demorou para o único adulto presente da casa comparecer no cômodo.

- O que você quer comer?

- Eu quero muuita coisa, o Myeon disse que tenho que comer muito pra ficar forte. - disse com um sorriso e Yixing revirou os olhos.

- Ele não sabe o que diz... - a fala do chinês fez com que a expressão no rosto da pequena ficasse de indignação.

- Como não?! Ele é grandão, então sabe de tudo.

"Crianças" Yixing pensou e suspirou.

Preparou para o café alguma coisa simples, já que não tinha ânimo algum para preparar café aquela hora no seu dia de folga.

Se sentaram a mesa, e não demorou muito para que aquele silêncio permanecesse, já que Sojung começou o seu falatório.

- Xing, eu queria saber de uma coisa. - a menina disse curiosa - De onde vem os bebês?

Aquela pergunta fez com que Zhang engasgasse, pela primeira vez na vida uma criança lhe questionara isso e obviamente Yixing não sabia responder a pergunta tão repentina, então tentou contornar o assunto para evitar de responder a dúvida da menor.

- Por que você quer saber disso? - respondeu com outra pergunta, nervoso.

- Ontem eu fiz um amiguinho, ai a gente começou a falar sobre isso. - continuou a comer. - Mas você não me respondeu Xing, você deve saber muito bem de onde vem os bebês. - olhou para o mesmo.

O chinês engoliu em seco e decidiu pensar em uma história esfarrapada, e por sorte se lembrou da história que a maioria dos adultos contam para as crianças.

- A pessoa engole uma semente, e lá dentro da barriga dela essa semente vai crescendo e se transforma em um bebê. - tentou não rir de desespero, pois Sojung encarou Yixing como se analisasse se aquilo respondia sua pergunta.

- Já que é só engolir uma semente, por que homens não podem a engolir e engravidar também?

Yixing soltou um suspiro e fechou os olhos, como iria explicar aquilo para ela?

- As mulheres têm uma coisa que os homens não têm, é isso. - direcionou um sorriso para ela.

- Tipo o quê?

- Acho que já terminamos de comer.

Yixing se levantou e limpou a mesa, e Sojung não se viu satisfeita com a resposta do maior.

- Ei, você não me respondeu!

- Você é muito nova pra entender isso, então não insista.

- Eu já sou muito grande ó! Não 'tá vendo? - a mais nova se levantou e caminhou até em frente a Yixing e cruzou os braços.

- E daí?

- E daí que eu tenho que aprender coisas novas, tipo o motivo de você brigar com o Myeon sendo que você ama ele muitão!

Yixing não esperava por isso, então tudo o que fez foi ficar calado e pegar a menor no colo a levando para a sala.

- Vamos ver um desenho, não é isso que crianças fazem? - tentou mudar de assunto.

- Por que você sempre tenta mudar de assunto? Você tem medo de conversar comigo? Eu não mordo.

- Só não estou afim de responder suas perguntas. - a depositou no sofá e ligou a televisão, colocando em um canal infantil qualquer. - Agora se me der licença... - quando estava prestes a sair do cômodo, uma mão pequena lhe puxa.

- Você pensa que vai aonde? Você vai assistir desenho comigo.

Como as coisas não podiam piorar, Yixing foi obrigado a ver uma série de animações com Sojung, e foi nesse momento que se arrependeu de aceitar a proposta de cuidar da garota.

(...)

Já tinham almoçado e Sojung não se aquietava, Yixing só queria lavar a louça em paz e em silêncio, seria pedir muito?

É, para Sojung seria.

A garota não parava um minuto, haja voz e saliva para aquele falatório todo, a mesma tirava assunto até mesmo onde não tinha, como por exemplo o porquê dela se chamar Sojung.

- Por que você se chama Yixing? Yixing é um nome chinês não é? Então quer dizer que você não é daqui, como é ser um chinês aqui?

- Ai meu Deus para por um segundo! - levou as mãos até os cabelos negros e os puxou. - Como o Junmyeon tem paciência?

- Como assim como ele tem paciência? Ele gosta de mim, e quando a pessoa gosta uma da outra ela...

- Ok já entendi. - Yixing pegou o celular que estava guardado em seu bolso e entregou para Sojung. - Brinca um pouco, quem sabe assim você fica quieta.

Os olhos da menina brilharam com o aparelho em sua mão, e então ela caminhou até a mesa onde se sentou, mas Yixing não se lembrou de um fato quando entregou seu celular para Sojung.

A menor estava entretida com um jogo fofinho que baixara de uma hora, mas uma mensagem apareceu na parte superior da tela e sua curiosidade se atiçou, fazendo - a abrir o aplicativo onde a mensagem foi mandada.

 

Bonhwa: Xing, ta ai?

Yixing: O Xinf ta ocypafo

Bonhwa: Junmyeon?

Bonhwa: É você?

Yixing: Junbyeon??

Yixing: E a Sojung

Yixing: A spvrimha delr

Bonhwa: Sojung? Quantos anos você tem?

Yixing: 5 anos

Yixing: Sou grsndona

Bonhwa: Uau

Bonhwa: Que adulta você

Yixing: Nas wntao o qur vocr qier com o Toxing?

Yixing: Ele e vasado vom o Juju, voce nai pod correr atras de pesdoas casadas sania?

Bonhwa: Kkjjkai

Bonhwa: Sou só um amigo dele

Bonhwa: Queria saber só uma coisa relacionada ao trabalho

Yixing: Vocws aduktoa so conversam cousas chatas

Yixing: Por que voces so falam de trabalho?

Yixing: Eu gosto de falar sobre desenhos

Bonhwa: Quando você crescer você vai entender

Yixing: Por que toso mund fala issi?

Yixing: Hoje o Xing disse iso pra mim porwue sou muito nova para entender como os bebes se formam

Bonhwa: Você perguntou isso pra ele?

Bonhwa: Kkjjkimagino a cara dele

Yixing: Sim

Yixing: Eu quero ter um vebe

Yixing: Mas so quwndo tiver beeeem crecida

Bonhwa: Isso mesmo

Bonhwa: Mas primeiro você tem que arranjar alguém que goste muito de você

Yixing: Tipo como o Juju e o Xing se gostam?

Bonhwa: É...

Yixing: Siu muito novinha pra isso

Yixing: Meu papai disse que só podia namorsr depois dos 18

Yixing: Mas ta muito lonfe, como vou aguenrar?

Bonhwa: E ele ta certo

Bonhwa: Você ta muito nova pra pensar nisso

Yixing: É, eu tenho que fazer amiguinhos

 

Talvez conversar com aquele homem não seria tão ruim assim, mas a alegria da garota foi cortada assim que Yixing tomou rapidamente o celular de suas mãos ao perceber que a mesma conversava com Bonhwa.

- Ei, me devolve! - rapidamente pôs - se de pé e esticou as mãos com o objetivo de pegar o celular da mão de Yixing.

O adulto ali presente checou o que a mesma estava fazendo em seu celular e soltou um suspiro de alívio ao perceber que não tinha nada demais nas mensagens.

- Nunca mais mexa nas minhas coisas pessoais assim, ouviu? - pronunciou sério e olhou nos olhos da garota que apenas balançou a cabeça concordando.

- Mas o que tem aí que não posso ver? - indagou, desconfiada.

- Nada, só não quero ninguém invadindo minha privacidade. - engoliu em seco e voltou aos seus afazeres.

(...)

O chinês suspirou e se jogou no sofá exausto, não estava sendo nada fácil cuidar da menor, e o pior é que quase foi descoberto por Sojung, mas sorte que a mesma não percebeu nada.

Fechou os olhos e aproveitou o silêncio que se encontrava, a pequena tinha ido ao quarto para brincar com seus brinquedos e então Yixing apenas aproveitou para descansar seu corpo no sofá macio, mas pelo o que parece sua alegria não durou muito ao ter a campainha tocada.

Bufou irritado e se dirigiu até a entrada de sua casa para ver quem estava incomodando - lhe naquele momento tão sagrado, e claro, não deixou de revirar os olhos ao perceber que era apenas seus amigos Chanyeol, Zitao e Kyungsoo.

- Não acredito que vocês interromperam meu momento sagrado. - disse enquanto caminhava em direção à sala com seus amigos.

- Não é culpa nossa se resolvemos vir te ver. - Chanyeol dá uma risada e senta no sofá junto dos amigos.

- Vocês já me vêem todo dia no trabalho e ainda me perseguem quando estou de folga?

- Para com isso Yixing, você sente nossa falta que eu sei. - dessa vez, foi a vez de Zitao se pronunciar.

- Por que você parou de sair com a gente, cara? Junmyeon descobriu suas fugidinhas a noite? - o Park questionou, risonho.

- Não descobriu e nem descobrirá, porque do jeito que ele é, é perigoso ele dar um surto e ficar sem falar comigo durante semanas. - riu, mas o motivo de não ir mais para festas com seus amigos era pelo simples fato de que agora passava seu tempo com o amante.

- Vocês têm tudo para serem felizes, por que não se resolvem de uma vez? - Kyungsoo perguntou indignado.

- É difícil Kyung, e as vezes me pergunto se vale a pena estar casado com ele... - soltou um suspiro e fechou os olhos.

- Eu acho melhor resolver isso de uma vez por todas, se você quer continuar com ele ou se divorciar.

- Esse é o problema Zitao, nem sei se podemos nos separar nesse momento.

- Mas por quê? - o maior questiona, curioso.

- Xing, por que você não me disse que tinha pessoas novas aqui? - uma figura infantil se fez presente na sala, e os amigos do chinês não deixaram de arregalar os olhos completamente surpresos.

- Puta que pariu, Yixing! Você adotou uma criança? - Kyungsoo exclamou em choque, não podia acreditar que justo Zhang Yixing que falava tanto que odiava crianças estava criando uma dentro de sua casa.

- Kyungsoo! - repreendeu o amigo pelo palavrão.

- Eu não sou filha dele, não mesmo. - fez uma feição de nojo e Yixing revirou os olhos.

- Você 'tá fazendo o que aqui então?

- Ela é sobrinha do Junmyeon, os pais dela morreram num acidente agora quem cuida dela é ele. - disse sem paciência alguma.

- Vocês são amigos do Xing? - perguntou se sentando ao lado do chinês mais novo.

- Sim, somos amigos do trabalho. - Kyungsoo respondeu com um pequeno sorriso.

- Como vocês conseguem ser amigos dele?

- Sojung. - Yixing a repreende.

- Quando o juju vai voltar? Eu quero brincar e ele é o único que brinca comigo. - cruzou os braços e um bico se formou em seus lábios fazendo Yixing revirar os olhos.

- Não sei, por que não volta pro seu quarto e deixa a gente voltar a conversar? - disse com um falso sorriso.

- Por que não posso ficar aqui? - a pequena indagou desfazendo o bico de seus lábios.

- Porque a gente está tendo conversa de adulto, entende? - o Zhang explica e Sojung solta um suspiro.

A garota já se levantara do sofá que estava sentada. Poxa, só queria ter alguém para se divertir, será que é tão difícil assim aquele chinês chato entender que precisava brincar e se distrair um pouco? Por mais que não quisesse admitir, estava sozinha e só queria que Yixing cuidasse de si como Junmyeon estava cuidando.

A mais nova já estava saindo do cômodo, mas teve algo em mente: Yixing poderia não querer se divertir consigo, mas seus amigos sim. Então, a garotinha se virou em direção aos adultos ali presentes com um sorriso animador.

- Vocês querem brincar comigo? - perguntou esperançosa.

- Sojung, o que eu te disse? - Yixing a repreendeu mais uma vez e a menor soltou um suspiro triste.

- Por favor, eu quero fazer alguma coisa! Eu não tenho ninguém pra brincar... - disse com os olhinhos cheios de lágrimas e com uma feição triste.

E foi naquele exato momento que Zhang Yixing descobriu que Sojung sabia muito bem manipular alguém.

 

(...)

 

Yixing não poderia acreditar nisso, não acreditava que aquela espertinha fez mesmo com que seus amigos brincassem com ela, e o pior: ele também estava no meio dessa brincadeira.

Mas para piorar ainda mais para o lado do Zhang, eles estavam brincando de casinha.

Sim, casinha. Seus amigos estavam até se divertindo durante a brincadeira ninando as bonecas de Sojung, mas pelo menos lá no fundo Yixing estava um pouco feliz por ver que a menor estava bem mesmo com aquilo tudo acontecendo. 

Ou pelo menos, era o que todos pensavam.

A pequena fingia que alimentava a boneca com a mamadeira de brinquedo junto de Chanyeol e Zitao que estavam entrertidos na brincadeira, e aproveitando que Sojung estava distraída, Yixing chamou Kyungsoo para irem até a cozinha conversarem um pouco.

- Ela é insuportável. - Yixing bufou e se sentou à mesa.

- Ah Xing, dá uma chance pra ela, ela é uma criança. - Kyungsoo riu e se sentou do lado do amigo. - E como Junmyeon se sentiu com toda essa mudança?

- Ele faz de tudo para deixar ela feliz, e sinto que está animado pra cuidar dela, já que sempre desejou ter filhos. - suspirou.

- E você? - Kyungsoo questionou curioso, fazendo Yixing se perder em pensamentos a respeito de ter que conviver e cuidar de uma criança de agora em diante.

- Eu estou com um pé atrás sabe, eu nunca tive experiência e você sabe o quanto me irrito fácil, não gosto de criança.

- Sabe que eu acho Yixing? - o olhar de ambos se encontraram.

 

- O quê? - o chinês perguntou com a testa franzida.

- Eu acho que essa garota é o remédio da sua relação com Junmyeon, dê uma chance para isso tudo. - o menor deu tapinhas leves no ombro do amigo e se levantou, indo em direção a sala.

 

Yixing estava perdido, não sabia o que fazer, não sabia se deveria se separar do Kim, ou ouvir o que Kyungsoo disse e dar uma chance para Sojung e para as novas experiências que virão e parar de enganar a si mesmo e seu coração.

 


Notas Finais


Então gente, desculpa pela demora, mas aconteceu que agora estou estudando de tarde e de manhã e estou ficando muito cansada, espero que entendam ok?
Obrigada pelo apoio que estão dando, vou tentar atualizar com mais frequência agora já que estou de férias, e quero que vocês opinem uma coisa: acham que eu devo escrever outra fanfic? Estou cheia de plots, quem quiser saber como vai ser a fanfic que estou pensando pode me perguntar, e claro que não vou enrolar, vou tentar atualizar pelo menos uma vez na semana

Obrigada mais uma vez e até a próxima <333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...