História My little hybrid-mitw - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias TazerCraft
Personagens Mike, Pac
Tags Mike Passivo
Visualizações 135
Palavras 1.214
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Vcs querem um Lemon jvtista como especial de 90 favoritos???
Se sim comentem

Se não....















COMENTEM TAMBÉM

BOA MITW LEITURA!!!!

Capítulo 5 - Alfa...


Fanfic / Fanfiction My little hybrid-mitw - Capítulo 5 - Alfa...

⚠***!LEIA AS NOTAS DO AUTOR!***⚠

~~~{Pov Mike}~~~

.

.

.

.

.

Me...

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Abraçar...

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Me assustei e me debati um pouco com medo.

Pac-Calma... ...d-desculpa...

N tinha muita escolha então fiquei quieto, Pac soltou o abraçou e olhou nos meus olhos então pude notar que os olhos dele não estavam mais roxos.

Pac-m-meu De-Deus... o-o que eu f-fiz...

Percebi que os olhos dele começarem a lacrimejar,ele me puxou para o colo dele, ainda estava com medo mas não fiz nada, apenas coloquei a cabeça no peito dele e comecei a chorar.

Pac-Shiiiii... calma.... M-Mike... me desculpa...

Eu sei que não é culpa dele, e mesmo mesmo sabendo disso sinto medo, mas me sinto seguro ao mesmo tempo... aos poucos fui me acalmando e parei de chorar.

Pac-Mike...me de-desculpa por tudo o que eu fiz e falei...

Esfreguei minha cabeça no peito dele.

Mike-v-você n-não tem cu-culpa...

Pac me tirou do colo dele e se levantou logo me pegando no colo estilo noiva, ele me levou até a cama e me colocou deitado na mesma, Pac foi até o armário que tinha no quarto e pegou uma coberta que estava lá dentro e colocou-a sobre mim.

O maior se deitou ao meu lado, me aproximei dele e coloquei a cabeça encostada no peito dele, senti Pac começar a me fazer cafuné, eu não consigo odia-lo, meu amor por ele é mais forte, muito mais forte. Ele pode estar me machucado fisicamente e psicologicamente mas... Ele não tem culpa! Sei que ele não fez isso por que quis! Foi... o alfa...

Pac-...mike... Me desculpa...

Levantei a cabeça para poder ter contato visual com ele.

Mike-eu te desculpo... mas... não foi sua c-culpa...

Ele parou de fazer o cafuné e beijou a minha testa.

Pac-como vc consegue continuar perto de mim mesmo eu tendo feito aquilo..?

Me aproximei de seu rosto e juntei nossos lábios, o que antes era apenas um celinho se transformou em um beijo de língua, não havia malícia nem maldade, apenas amor, carinho e paixão, nossas línguas se moviam em perfeita harmonia, meu coração disparou e minha vontade de sempre estar ao lado dele aumentou mais ainda.

Mas infelizmente o ar fez falta e tivemos que separar o beijo, nos olhamos um pouco ofegantes, não eram necessárias as palavras, apenas o olhar, para saber que o que sentimos não era algo passageiro, uma paixão passageira, isso era amor verdadeiro, algo difícil de se encontrar, mas nós encontramos! Um no outro, se nos mantermos juntos, poderemos atravessar qualquer barreira, disso eu tenho certeza, pois o amo!

Pac-Mike... Me desculpa por te fazer chorar e ter medo... Eu te amo e não quero te perder... Você é a primeira pessoa que eu amo de verdade...

Ele disse ainda olhando nos meus olhos.

Mike-Pac... eu já disse... vc não tem culpa... vc não fez isso por que quis... f-foi... o alfa...

Abaixei a cabeça.

Pac-A-Alfa..? Bem... depois vc me explica isso melhor... agora... Me deixa cuidar de vc...

Pac se levantou da cama e saiu do quarto, mas logo ele voltou com uma caixa de primeiros socorros junto a um copo com água e se sentou ao meu lado, logo ele abriu a caixa e pegou uma cartela de pílulas.

Pac-toma esse remédio, a dor vai diminuir...

Ele pegou uma das pílulas e entregou junto com o copo que estava com água, me sentei com um pouco de dificuldade e coloquei a pílula na boca e a engoli com ajuda da água, então comecei a sentir uma dor entranha na minha perna.

Mike-P-Pac... a minha perna tá doendo...

Ele colocou o braço em volta de minha cintura e me puxou pra mais perto.

Pac-me deixa ver onde dói...

Tirei a coberta de cima da minha perna e notei que tinha uma mancha roxa no meu joelho. Pac me virou e colocou minha perna que doía sobre o colo dele.

Pac-c-como isso aconteceu..?

Ele perguntou preocupado.

Mike-q-quando "vc" me jo-jogou da c-cama....

Falei um pouco inseguro, percebi que o Pac ficou meio triste.

Pac-...eu já volto...

Pac tirou minha perna de cima do colo dele com cuidados e foi pra dentro do banheiro, fiquei mal por ter deixado o Pac triste, a culpa não é dele...

Olhei a porta do banheiro ser aberta e Pac entrar no quarto, ele estava com uma toalha que parecia estar úmida e se sentou ao meu lado novamente.

Pac-isso vai doer um pouco...

Ele colocou à minha perna no colo dele novamente e começou a passar a toalha no machucado, mesmo ele fazendo com cuidado às vezes doía e alguns gemidos de dor baixos escapavam da minha boca.

Pac-pronto... vai ajudar o sangue circular...

A voz dele demonstrava tristeza, Pac tirou a minha perna do colo dele e eu a cobri. O maior olhou nos meus olhos, e notei que o olhar dele transbordava arrependimento, me aproximei um pouco mais dele e coloquei a cabeça encostada no ombro dele.

Mike-P-Pac... não fica assim...

Senti ele colocar o braço em volta de minha cintura.

Pac-ta... mas... me explica... como assim.. alfa..?

Me virei e olhei pra ele.

Mike-q-qundo vc bebeu aquilo... vc criou um a-alfa dentro de vc... e-eu não sabia que o alfa dentro de vc... seria t-tão agressivo... e-e... só vc pode controla-lo...

Abaixei a cabeça com um pouco de medo de qual seria a reação dele.

Pac-e-entendi... mas como eu vou controla-lo..?

O maior tirou a mão da minha cintura e começou a me fazer cafuné.

Mike-eu... não sei... 

Ele parou de fazer o cafuné e beijou a minha cabeça.

Pac-eu vou fazer o possível pra controla-lo! Por vc...

Quando eu ia dizer algo senti uma onda quente subir pelo meu corpo me fazendo deixar escapar um gemido baixo.

Pac-Mike..?

Fechei os olhos com força quando senti aquela dor horrível em minha intimidade.

Mike-P-Pac... e-eu preciso de v-você...

Abri os olhos e disse olhado pra ele, e o mesmo logo se colocou em cima de mim.

Pac-quer mesmo que eu faça isso?

Assenti com a cabeça e ele aproximou seu rosto do meu logo começando um beijo quente, Pac pediu passagem com a língua e eu a cedi. Tarik tirou a coberta de cima do meu corpo e separou o beijo.

Pac-quer que eu te prepare?

Neguei com a cabeça, a dor estava pior que da última vez e eu queria que isso acaba-se logo. Já era possível notar algumas lágrimas em meus olhos prestes a cair.

Tarik tirou a sua roupa rapidamente e me colocou sentado em seu colo introduzido seu membro em minha entrada lentamente, fechei os olhos e uma lágrima escorreu sobre meu rosto.

Escondi meu rosto no pescoço do Pac que começou a dar estocadas fracas, e logo a dor se transformou em prazer, Pac aumentou a velocidade das estocadas nos fazendo gemer mais, comecei a quicar no membro dele e nossos gemidos ficavam cada vez mais altos, nossas respirações estavam alteradas e nossos corpos contaminados pelo prazer.

Não aguentei e gozei em nossos abdômens, meu corpo ficou fraco e eu parei dr quicar no membro do Pac, o mesmo me colocou deitado e ficou entre as minhas pernas continuado com as estocadas até gozar.

Tarik saiu de dentro de mim e se deitou ao meu lado logo me puxado pela cintura pra mais perto. Encostei minha cabeça do peito dele, Pac pegou a coberta logo colocando encima de nossos corpos e me abraçou pela cintura.

Esfreguei minha cabeça no peito dele e recebi um beijo na cabeça, levantei a cabeça e olhei nos olhos do Pac e o mesmo me deu um celinho rápido.

Pac-quer dormir?

Assenti com a cabeça e me ajeitei no abraço dele, fechei os olhos e senti Pac começar a me fazer cafuné, então adormeci...







CONTINUA!!!!!


Notas Finais


Virei "valentona" na escola >•>

Passei de lésbica de merda pra A garota mais temida da escola

NÃO SOFRO MAIS BULLYING!!!!!!

/°•°/
\°•°\
/°•°/
\°•°\
/°•°/
\°•°\
/°•°/
\°•°\
/°•°/
\°•°\
/°•°/
\°•°\
/°•°/
\°•°\
/°•°/
\°•°\
/°•°/
\°•°\
/°•°/
\°•°\
/°•°/
\°•°\
/°•°/
\°•°\

MiTw é Real!
Sorry por qualquer erro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...