História My Little Love - Jikook - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Jikook, Namjin, Vhope
Visualizações 463
Palavras 1.542
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 23 - Aliança de irmãozinhos




Jimin acordou com uma respiração batendo em sua nuca e dois braços apertando sua cintura e logo abriu os olhos, vendo Jungkook ainda dormindo com a cara amassada e o cabelo assanhado. Tentou sair do aperto mas falhou quando o maior apertou ainda mais o pequeno. 


- Jungkook! - Jimin exclamou tentando sair dos braços de Jungkook. - Jungkook, me deixe sair! 


- Está cedo, Jimin. - O maior disse com a voz rouca e os olhos ainda fechados. - Volte a dormir, gatinho. - Fez carinho nas orelhinhas de Jimin na esperança que ele voltasse a dormir, mas o gatinho mais uma vez tentou escapar. 


- Jungkook! - Bufou. - Aish. Vamos! Me deixe sair, depois você pode voltar a dormir. 


Jungkook negou com a cabeça. Sentia tanta falta de dormir junto ao menor que não queria o largar até compensar todos os anos que passaram longe. 


- Jungkook! - Jimin desistiu fazendo um biquinho fofo. - Estou com fome, me solta caralho! 


- Desde quando você fala "caralho", Park Jimin? - Jungkook perguntou abrindo apenas um olho. 


- À bastante tempo já. - Riu e abraçou o maior pela cintura. - Agora você precisa me soltar antes que eu me atrase para o trabalho. 


- Eu não quero. - Abraçou forte o menor. - Porém também preciso voltar ao hotel para dar noticia aos appas e a Nayeon. Dizer que eu tou vivo. - Soltou Jimin que se espriguiçou na cama e levantou indo em direção a porta.


- Vou tomar banho. - Acenou. - Te encontro no café da manhã. 


*


Jimin olhava para o relógio enquanto batia a caneta em sua mesa, estava ansioso. Jungkook havia o chamado para almoçar antes de voltar ao hotel naquele mesmo dia. Ouviu batidinhas na porta e logo Yoongi entrou e sorriu. 


- Oi, Chim. - Yoongi disse lhe dando um selinho. 


- Oi Yoonnie. - Respondeu suspirando. - O que deseja? 


- Eu preciso conversar com você. - Disse nervoso. 


- Aconteceu algo? 


- Aconteceu. - Yoongi respondeu e mordeu o lábio inferior. - Olha, eu não queria te apressar, eu queria dar o tempo que fosse necessário para você pensar sobre meu pedido mas... eu preciso viajar amanhã para o Japão por causa das empresas de meu appa, e não vai ser só por alguns dias, meses ou anos. - Jimin arregalou os olhos e fez mensão para que o maior continuasse. - Eu irei morar lá caso você não aceite meu pedido. Se você aceitar eu fico aqui por você. - Respirou fundo e tirou as alianças que havia em seu bolso e mostrou para o híbrido que permanecia sem reação. - Quer namorar comigo? 


Jimin estava apavorado. Não queria machucar Yoongi mas uma hora ou outra teria que dizer-lo a verdade. Droga! droga! droga! Por que não poderia amar ele? 


- Yoon... eu não posso. - Baixou as cabeça junto com as orelhinhas. - Eu amo você apenas como amigo, eu tentei te amar de outra forma mas não deu. - Seu coração apertou ao ver o rostinho triste do outro. - Eu não posso te prender aqui. Você merece alguém que te ame muito e verdadeiramente. - Suspirou. - Me desculpe. 


Yoongi sorriu fraco pegando a caixinha com as alianças de cima da mesinha e pegou uma das alianças colocando no dedo de Jimin. 


- Considere essa aliança como de irmãozinhos. - Sorriu novamente. - Eu entendo seu lado. - Apertou a mão do outro. - Espero que você seja feliz. 


- Eu também espero que você seja muito feliz, Yoonnie. - Levantou e abraçou o maior. - Tenha sorte no Japão. 


- Se cuida, tá. - Segurou o rostinho de Jimin que assentiu. - E fala para o Jungkook deixar de ser idiota e não deixar você escapar. 


- O que quiz dizer com isso? - Perguntou separando do outro. 


- Vai saber um dia. - Riu anasalado. - Vai se despedir de mim amanhã? 


- Vou sim, Hyung. - Jimin disse sorrindo. 


[...]


Jungkook batia sucessivamente os dedos na mesa do restaurante no qual marcou de se encontrar com Jimin para almoçarem. Sorria o tempo todo enquanto lia pela a décima vez a mensagem de texto que Jimin mandou quando perguntou ao menor se ele queria almoçar junto a ele. 


"Ah claro! nos encontramos lá então. Beijos..." 


Viu uma pessoa com orelhinhas e rabinho de gato sentar em frente à sí e então sorriu. 


- Oi, Minnie. - Falou fazendo o outro sorrir. 


- Oi, Kookie. - Disse em um tom animado.


 Mas não tão animado como o "Oi, Kookie" de sempre, e Jungkook percebeu isso. Ele sempre irá perceber qualquer coisa fora do comum em Jimin. Analisou as expressões do menor e então levou sua mão destra até  os cabelos de Jimin, acareciando alí. 


- Hey, o que houve com você? - Jungkook perguntou calmo. 


- Não é nada. Vamos almoçar sim? - Jimin tentou convencer, o que não deu muito certo. Jungkook levantou e sentou-se ao lado de Jimin o puxando para seu peito. 


- O que houve com o pequeno gatinho? - Perguntou mais uma vez fazendo carinho em suas orelhas. 


- Jimin está triste. - Deixou que sua expressão triste transparecesse. Do que adianta tentar mentir para Jungkook? Nunca conseguiria mesmo. - Yoonnie vai embora amanhã. - Disse e Jungkook soltou um riso anasalado. 


- Por que eu acho que já ouvi isso? - Riu segurando a mãozinha pequena de Jimin na qual percebeu que continha uma aliança e logo deixou seu sorriso morrer. - Espero que sejam bem felizes. - Respirou fundo.  


- Não! não estamos namorando. - Riu anasalado. - Ele me deu este anel como uma lembrança. - Rodeou o anel no dedo. - Jimin vai sentir falta dele. 


- Eu não vou. - Jungkook fez biquinho e Jimin riu alto. - Do que está rindo, palhaço? 


- De você e essa sua birra com o Yoon. - Riu mais. - Qual é. Ele é legal e você já está velhinho para ficar de ciuminho. 


- Quem falou em ciúmes aqui? - Jungkook disse indignado. - Jeon Jungkook não está com ciúmes viu, Park Jimin. 


- Você não me engana, grandão. 


- Ah e eu tenho novidades. - Jungkook disse alegre. 


- Diga. 


- Fomos convidados para sermos padrinhos do casamento do Hoseok e Taehyung. - Disse e Jimin soltou um gritinho atraindo a atenção de algumas pessoas alí. - Eles me ligaram quando eu estava a caminho daqui. 


- Não brinca! - Jimin bateu palminhas. - Eles vão mesmo casar? Nossa mano!  


- Vão sim. - Apertou o outro com mais força contra seu peito. - Você quer ser o padrinho junto à mim? 


- Mas é claro! - Abraçou Jungkook de volta. 


- Então quando sairmos daqui vamos telefona-los para ajeitar tudo. - Jungkook disse e Jimin assentiu. 



Jungkook e Jimin estavam no quarto de hotel que Jungkook estava hospedado. Jungkook estava jogado de qualquer jeito na cama enquanto esperava Jimin terminar de falar com Taehyung por telefone. Já fazia duas horas! 


- Ok, Taehyung. - Jimin soltou um risinho de algo que Taehyung disse. - Tchau. - Desligou. 


- Pronto? - Jungkook perguntou entediado e Jimin pulou em cima de sí ficando sentado em seu colo enquanto batia palminhas. 


- Eles são tão lindos! - Jungkook podia jurar ver os olhos do outro brilharem. - Jungkook quando eu casar quero que a pessoa me ame assim como Tae ama Hoseok e appa Jin ama appa Namjoon, e virce-versa. 


- Eu também. - Jungkook disse olhando nos olhos do gatinho. Ouviram o som dos pingos de chuva caindo sobre a janela e então sorriram. - Parece que alguém vai ter que ficar aqui até que a chuva passe. - Desviou o olhar dos olhos de Jimin para seus lábios. 


- Jimin não se importa em ficar. - O menor sorriu malicioso aproximando seu rosto do rosto do outro. 


- Jungkook também não. - Segurou o queixo do menor e acabou com aquela distância, juntando seus lábios com o do outro. 


Ambos sentiam tanta falta do gosto dos lábios do outro. Jimin abriu a boca para que a língua de Jeon adentrasse na mesma e assim ele o fez. As línguas dançavam em um ritimo único, só deles. Jungkook de vez enquanto mordia os lábios carnudos de Jimin e logo após sugava o mesmo. Separaram o beijo dando vários selinhos. 


- Senti falta disso. - Jungkook comentou. 


- Também senti. - Jimin falou e logo sorriu ao sentir algo duro em baixo de sí.


E como Park Jimin nunca deixa de provocar, passou a rebolar no colo do outro enquanto voltavam a se beijar. Dessa vez um beijo mais inteso e cheio de lúxuria. Jungkook adentrou ambas as mãos na calça de Jimin e apertou suas nádegas com força o incentivando a rebolar com mais intensidade, ouvindo os gemidos do mesmo.


- Se não pararmos agora não vou conseguir depois. - Jungkook disse entre o beijo e Jimin o fez soltar suas nádegar apenas para prender seus braços contra o colchão. 


- Não quero que pare. - Jimin disse e sorriu malicioso dessa vez beijando o pescoço do maior. 


Jungkook riu anasalado enquanto aproveitava os beijos. Jimin o deixa totalmente maluco. 




Notas Finais


OII AÇUCAREES

~ #Não_me_matem

~ Vou continuar o lemon no próximo siim ksks

~ Descupem a demora

~ Happy Valentine's Day!! (Menos pra mim pq nn tenho)

~ Eh isto.

~ Kissus da mozaum, até logo, eu amo vcs ♥ ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...