História My little nightmare - Capítulo 16


Postado
Categorias Jeff The Killer, Slender (Slender Man)
Visualizações 31
Palavras 1.271
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Se encontrarem algum erro na escrita é porque eu escrevo tudo sozinha e rápido , então acabam ficando alguns erros , mas vou corrigindo depois

Boa leitura <3

Capítulo 16 - Guns


Acordei com uma certa preguiça , olhei em volta e vi que Tim não estava mais na cama , dei de ombros e fui para meu quarto, abri a porta e Lupy estava sentada  na sua cama , ela me olhou de uma forma estranha 

- Onde você estava ? - eu escondi meu nervosismo e respodi 

- Fui beber água - ela cruzou os braços 

- E ficou a noite inteira lá? - ela falou e riu um pouco

- Eu estava com muita  sede -  eu falei sarcasticamente , mas saí do quarto antes que ela pudesse dizer qualquer coisa , me dirigi ao banheiro para fazer minha higiene matinal , coloquei uma calça jeans preta e, uma blusa de lã rosa e um all star preto

Fui até a cozinha , minha barriga estava roncando , entrei na cozinha e não vi ninguém .

- Credo , que casa  vazia -  fui até a geladeira e peguei um pedaço de bolo com chantilli por cima e me sentei a mesa para comer , algum tempo depois terminei meu bolo e deixei a louça suja em cima da pia , estava disposta a procurar o resto do povo . Fui até a sala e todo mundo estava sentado nos sofás 

- Lindsey estavamos te esperando - James falou e eu me sentei ao lado de Tim , Sarah nos olhou 

- Vou contar um pouco sobre a Lupy , que eu acho que vocês devem saber - ela se endireitou no sofá e começou a falar - A Lupy cobra muito dela mesma pelo motivo de que na infância , quando James a treinava era  um  treinamento pesado , e com o passar do tempo ele ficou obcecada em ser forte. Ela aceitou ser uma Proxy para ser forte .Ela esconde o ódio. Mas é uma pessoa cheia de ódio alguma das vezes , e odeia pessoas que a subestimam. Isso é tudo que precisam saber , agora , Lupy , acho que você merece isso - Sarah se levantou do sofá , indo até uma prateleira e tirando uma grande bolsa preta , caminhou até Lupy e a entregou , a mesma abriu o zíper da bolsa , eu me inclinei em sua direção , curiosa , ali dentro haviam , um arco e flecha , duas machadinhas pretas , uma faca e um revólver , Lupy sorriu claramente muito feliz , ela fechou o zíper

 - Acho que já podemos ir embora - Brian falou e se levantou 

- Também acho - Tim se levantou e eu fui para meu quarto puxando Lupy , que carregava sua bolsa , chegamos no quarto e eu começei a pegar umas roupas minhas que estavam no chão  .

Quebra no tempo

Dois dias depois 

Não aconteceu nada de mais na viagem ,chegamos bem cansados e com sono , pois não dormimos nada com medo de aparecer outro daqueles bicho feio , assim que cheguei dormi a tarde inteira e só acordei agora , acordei ainda com a roupa do outro dia 

- Credo vou tomar um banho - me levantei e fui para o banheiro . Tomei um banho e vesti uma saia preta estilo vitoriano e uma blusa social ,fiquei descalça mesmo porque sou dessas , saí do banheiro e olhei no relógio , já eram 14:56 , quanto tempo eu dormi ? Desci as escadas para encontrar Lupy no sofá , ela estava vendo videos na televisão , nem sabia que aquele trem era uma Smart Tv pra conectar na internet 

- Cadê o povo ?- Lupy pausou o vídeo 

- Foram ao mercado - fiz cara de paisagem e me sentei ao seu lado no sofá , quando me veio uma ideia na cabeça 

- Lupy gosta de cantar ? - ela me olhou 

-  Sim - eu sorri

- Vamos colocar um karaoke? - ela sorriu e acenou com a cabeça fazendo que sim

- Vamos - comversamos e colocamos o karaoke de uma música chamada Hypnotic , começamos a cantar , mas o refrão foi o melhor

Lindy : YOU DO TO ME SO WELL

Lupy : HYPNOTIC TAKING OVER ME

Lindsey : MAKE ME FEEL LIKE SOMEONE ELSE 

Lupy : YOU GOT ME TALKING IN MY SLEEP 

Lindsey : I DON'T WANNA COME BACK DOWN

Lupy : I DON'T WANNA TOUCH THE GROUND 

Lindsey: PACIFIC OCEAN DUG SO DEEP 

Lupy :HYPNOTIC TAKING OVER ME

- Isso é algum tipo de The voice que eu desconheço? - paramos de cantar na hora e encaramos Toby ,que havia chegado com as compras , seguidos de Tim e Brian , Lupy desligou a televisão e subimos as escadas emtrando no nosso quarto , fechei a porta e eu e Lupy nos encaramos ,dando uma crise de risos logo em seguida. 

Desci para a sala e Toby me olhou e se levantou vindo até mim , ele agarrou meu pulso e me puxou para algum lugar 

- Toby, para onde está me levando ?- ele me olhou

-Surpresa - ele me puxou até o quarto de Tim , que estava sentado na beira da cama mexendo no celular , ele nos olhou 

- Que foi ? - Toby soltou uma risada infantil e saiu correndo e fechando a porta , fiquei parada alguns segundos ali processando o que estava acontecendo quando eu me toquei e  fui até a porta tentando abri-la mas estava trancada

- Que porra - falei e me virei para Tim que estava claramente contendo a raiva , ele respirou fundo e andou até a porta 

- Abre essa porta Toby - ele falou em um tom intimidador 

- Não vou abrir até vocês admitirem que se gostam - Tim respirou fundo

- Ou você abre essa porta ou eu mesmo vou abrir e fazer picadinho de você - Toby riu e Tim ficou mais irritado ainda , coloquei a mão em seu ombro

- Calma ,daqui a pouco ele abre - ele respirou fundo 

- Tá - ele falou e se sentou na beira da cama , procurando se acalmar , me sentei ao lado dele e o abraçei , fazendo carinha de cãozinho abandonado , ele me olhou e me abraçou de volta 

- Não acho que o Toby vai abrir aquela porta tão cedo - olhei para ele

- Se ele não quiser abrir eu chamo meu pai pra dar um sermão nele - Tim se levantou me deixando ali que nem uma monga e foi até a porta 

- Quando foi que Toby pegou a chave do meu quarto ? Não me lembro de ter entregado pra ele - cruzei os braços , fiquei brava por ele ter me deixado ali , fico brava por motivos bem nada a ver mas não tenho culpa , ele me olhou - Tá brava porque ?- virei o rosto e ele se aproximou , agarrou meu braço e me levantou me deixando de frente para ele , virei a cara , sou difiícil mesmo , ele segurou meu rosto e me beijou , foi um beijo calmo , agarrei sua jaqueta de couro e ele colocou uma de suas mãos na minha nuca e a outra na minha cintura

- Querem ajuda para abrir a porta?- nos separamos e vimos Slender no canto do quarto

- Queremos - falei claramente desconfortável , Slender foi até a porta 

- Toby , abra isso agora  - Toby abriu a porta imediatamente e eu passei por ele com um olhar mortal , fui para meu quarto e fingi que nada tinha acontecido , deitei na minha cama , fiquei refletindo sobre se o que eu sentia era verdade , mas no meio de meus pensamentos adormeci


Notas Finais


Q merda de capitulo kkkk desculpa leitores
Link da musica
https://youtu.be/enjhW_sghHk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...