História My Little Ômega (ABO - Jikook) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags Abo, Bts, Jikook, Jimin, Jimin!ômega, Jungkook, Jungkook!alfa, Kookmin, Taegi, Taehyung, Universo A/b/o, Yoongi
Visualizações 1.096
Palavras 1.255
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


GENTE MIL DESCULPAS PELA DEMORA, A TIA AQUI TEVE UM BLOQUEIO MAS O CAP TA AI ESPERO QUE GOSTEM

Atualizações: Quinta
Capa e Banner: @leli_kinush (vulgo eu)
Trailer nas notas finais.




Boa leitura bolinhos^^

Capítulo 3 - Irmão.


Anteriormente em...

— Jimin, porque exatamente foi expulso de casa? — Yoongi perguntou e recebeu um peteleco de Taehyung. — Aí!

— Deixa o menino, ele obviamente não vai querer falar.

— Ah... érr... Meus pais não gostam de mim. — Falei simplista e tomei um gole de café.

— Como assim não gostam de você? — Jungkook que antes estava calado, perguntou.

— Não gostam ué.  — Dei de ombros. — Eles me chamam de aberração. — Abaixei a cabeça e senti lágrimas surgirem.

— Oh meu deus! Não fique assim pequeno, você tem a gente. — Taehyung disse e me abraçou de lado. — Você não é uma aberração.

— Obrigado, muito obrigado... Vocês nem me conhecem e disponibilizaram sua casa para me acolher. — Eu disse e uma lágrima insistiu em cair, Taehyung logo a limpou e fez um carinho em minha bochecha.

— Não há de que, pequeno. 

* ੈ✩‧₊˚

Agora...

Já se passava das sete da noite, Taehyung e Yoongi haviam saído para comprar o jantar. Jungkook se trancou no quarto desde que terminou de almoçar, Jimin estava assistindo televisão na sala.

Para o pequeno estava sendo complicado é claro, seus pais tinham lhe expulsado de casa, aquilo ainda era doloroso para o menor, ele ama seus pais independente de tudo.

Tocaram a campainha Jimin imaginou que seria Tae e Yoonie – como o rosado tinha apelidado os mais velhos. – Então nem se deu ao trabalho de ir abrir a porta.

 

— KIM TAEHYUNG E MIN YOONGI ONDE CARALHAS VOCÊS SE METERAM? — Um moreno de ombros largos entrou na casa gritando, assustando Jimin que estava na sala. — Que falta de educaç- Ah, é... Quem é você? — Franziu o cenho e depositou as mãos na cintura.

—Ãnh, érr. Vou chamar o Jungkook, Tae e Yoonie Hyung saíram. — O rosa subiu as escadas correndo deixando um ômega completamente confuso na sala.

 

Jimin não queria incomodar Jungkook, de jeito nenhum, sabia que o mais velho não havia gostado de si. Mas Jimin não conhecia quem estava no andar de baixo, respirou fundo e bateu na porta do quarto do moreno, não obtendo respostas entrou.

 

— Jeon, tem um moço-

— Quem te deu permissão para entrar no meu quarto? — O moreno disse enquanto saia somente de toalha do banheiro com um sorriso ladino no rosto.

O menor paralisou, Jungkook acabara de sair do banho. Seus cabelos molhados estavam grudados na testa, poucas gotículas escorriam sobre seu peitoral bem definido. Jimin corou intensamente e virou de costas para o maior.

 

— M-me descu-lpe e-eu, pen-pensei que estava no computador, e-eu n-não queria in-comodar. Mil desculpas, é só que... Tem um moço l-lá em baixo, e e-le está procurando Tae e Yoongi. Desculpe! — Saiu correndo foi para a sala encontrando Taehyung e Yoongi conversando com o ômega desconhecido.

— Correu uma maratona, Park? — Yoongi perguntou rindo do menor.

— Deixa o menino, Yoongi. — Repreendeu Taehyung. — Jiminnie esse é Seokjin, meu irmão mais velho.

— Olá, desculpe ter saído correndo, Seokjin. Fui chamar Jeon, não o conhecia. — Ruborizou e abaixou a cabeça.

— Oh, está tudo bem, me chame somente de Jin. E Jeon onde está? — Sorriu de forma doce.

— Bom...

— Esse gostosão aqui? — Jungkook apareceu cortando a fala de Jimin, sorrindo.

— Continua o mesmo convencido, estou certo? — Jin perguntou a Taehyung recebendo um soco fraco no ombro do moreno. — Mas, quero saber mais sobre o Jimin, vim correndo assim que Tae me disse.

— Onde está Namjoon? — Yoongi perguntou e Jimin arregalou os olhos. — Que foi, Jimin?

— Namjoon? — Disse em um sussurro, mas certamente todos escutaram.

— Sim, Namjoon. Meu marido! — Exclamou Jin. — Algum problema? — Ergueu uma sobrancelha.

— Não, nenhum, é que me lembrou uma pessoa. Nada de mais, desculpem. — Sorriu amarelo.

— Ah, ok! Ele está chegando, teve que ir na casa dos pais. — Disse Jin e foi em direção a cozinha acompanhado por os outros quatro. — Estão com fome? Irei fazer *Bibimbap, creio que não jantaram ainda. — Sorriu e os meninos assentiram. — Ótimo! Jimin irá experimentar minha comida. E não é por nada não, mas eu cozinho muito bem. — Soltou uma piscadela fazendo o mais novo rir.

— Nisso eu tenho que concordar. — Yoongi disse e todos riram.

 

Sem mais delongas, Jin começou a preparar o jantar. Jimin subiu até seu quarto e foi tomar banho, quando voltou Tae estava na cozinha ajudando Jin, enquanto, Yoongi e Jungkook estavam jogando videogame na sala. Optou por ajudar na cozinha, e Tae pediu para o rosa cortar as cenouras.

— Quando Namjoon Hyung chegar contamos como Jimin apareceu aqui. — Disse Tae enquanto colocava a carne na panela.

— Ok! — Jin disse simplista.

 

Para Jimin aquele nome lhe era familiar, era o mesmo nome de seu irmão, esse que saiu de casa assim que se casou há uns três anos atrás. Desde então, Jimin nunca mais ouvira falar dele, sabia que podia ser seu irmão, mas preferiu não pensar nisso, havia sofrido muito com a ida dele, não queria criar expectativas.

Jimin e seu irmão sempre foram grudados, o mais velho sempre o protegeu e não aceitou deixar o pequeno quando foi embora. Ele sabia que seus pais iriam fazer de tudo para deixá-lo triste, mas não teve escolhas.

Jimin por seu lado, entendeu. Mas, sempre chorava quando seus pais, gritavam e batiam nele, queria seu irmão ali, queria seu protetor, mas infelizmente esse tinha ido embora, justamente por ter se casado com um ômega do sexo masculino.

Os pais de Jimin sempre foram tradicionais, Alfas se casariam com ômegas femininas, e ômegas masculinos eram uma aberração. Não tinham amor por seus filhos, faziam de tudo para deixá-los tristes, queriam que tudo seguisse como a “tradição”. O rosa era o que mais era alvo dos mais velhos, por ser ômega e por ser menino. Não queriam um filho ômega, não queriam uma aberração.

Jimin pensou que ficaria triste com a saída de casa, acima de tudo amava seus pais. Não os culpava, seu coração não deixava crescer ódio em si. Queria odiá-los, mas não conseguia. Quando bateu na casa dos Kim, não pensava que fossem pessoas tão boas, que fossem ali pessoas que o acolhessem tão bem, claro não esquecendo do Jeon que também morava ali, mas Jimin não o culpava pela “recepção” que foi direcionada do moreno a ele, não tirava a razão do mais velho. Ele era o intruso, apesar de que Tae e Yoongi dissessem o contrário, não queria incomodar ninguém, mas ali viu sua nova família, e apesar do pouco tempo juntos, sabia que os outros sentiam o mesmo, afinal, Jimin era bom, para eles, Jimin realmente era da família.

 

* ੈ✩‧₊˚

 

Quando terminaram o jantar, chamaram Yoongi e Jungkook. O cheiro era impecável, Jimin estava doido para experimentar a comida do mais velho, só por olhar o preparo viu que a comida era divina. Foram interrompidos pela campainha.

 

— Deve ser Namjoon Hyung. Vou atender. — Tae disse e levantou indo até a porta.

— Qual a sua idade Jimin? — Jin perguntou, estava curioso, não sabia nada sobre o mais novo, exceto seu nome é claro.

— Tenho dezenove. — Sorriu meigo.

— Aigoo! Você é muito fofo. — Jin disse enquanto apertava as bochechas do mais novo. — Parece que alguém perdeu o cargo de Maknae. — Soltou uma piscadela para Jungkook que revirou os olhos.

— Vai dar ‘pro Namjoon, vai! — Exclamou Jeon.

— Isso ele faz toda noite. — Jimin conhecia aquela voz, sabia de quem era aquele cheiro. Olhou em direção ao portal branco e ali estava ele, seu irmão. — Oh, temos visitas... Jimin?!

— Namjoonie?! — Levantou e correu em direção ao seu irmão, esse que o agarrou e abraçou com todas suas forças o menor, Jin havia ficado com ciúme não iria mentir. Queria saber o que eram para tamanha proximidade, queria!


Notas Finais


Bibimbap: Bibimbap é um prato popular da cozinha coreana. Literalmente, significa "arroz mesclado" ou "comida mesclada". Consiste basicamente em arroz branco, vegetais e carne misturados e preparados em tigela de pedra vulcânica.

Trailer Fanfiction: https://www.youtube.com/watch?v=LVF2e7s8F8I


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...