1. Spirit Fanfics >
  2. My little star(tordtom) (mattedd)(eddsworld) >
  3. A caneta.

História My little star(tordtom) (mattedd)(eddsworld) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei pra essa bagaça :v

Desculpa a demora pra postar cap ;u;

Enfim, e lá vamos nós
(a foto n é da minha autoria)

Capítulo 2 - A caneta.


Fanfic / Fanfiction My little star(tordtom) (mattedd)(eddsworld) - Capítulo 2 - A caneta.

Tom's P.O.V

O ano já começou dando merda, Puta que pariu minhas costas. Eu me sento massageando as mesmas.

Eu devia imaginar que não podia vir nada de bom daqueles caras, foi literalmente  eu entrar na sala, e o ciclo recomeça.

Não sei o que eu estava esperando, é sempre assim.

Exceto por...aqueles 3..

E eu sou tão demente que esqueci de perguntar o nome deles, Oh meu santo Jeová eu nasci pra ser antissocial ou é só maldição?

Quero dizer, aqueles caras parecem ser legais e até gentis, mas eu não sei nem o nome deles. E nada me garante que eles possam ser aquele grupinho amigo de todo mundo, que no final se você entra vai ser só mais um em meio a multidão, no final eles te esquecem, te jogam fora como se fossem um brinquedo.

Ou eu só estou paranóico..

Não! Eu conheci eles hoje! Tenho todo direito de especular qualquer coisa..

Eles defenderam você..

Sim mas...Urgh, quem disse que eles querem algo comigo? eles podem ter simplesmente me defendido por pura camaradagem.

Mas o de chifres..

Fico levemente ruborizado com esse pensamento meu, por que veio logo ele na minha cabeça? Eu nem sei seu nome...Por que estou ruborizado? Eu sou tão iludido a ponto de que alguem é gentil comigo e eu já acho que Ela quer algo com minha pessoa? Por que eu continuo fazendo perguntas para mim mesmo em vez de respondê-las?

Você é muito estressadinho tommy~

Ok, eu vou permitir que eu me iluda um pouco, até mesmo porque eu já estou pensativo sobre os 3.

Bem...Se o cara com chifres..

{nota 1: descobrir o nome deles}(eu: isso seria tipo um sketchbook onde tom colocava seus pensamentos e metas)

...Realmente quer algo comigo...

Ah! O que estou pensando?! Ele provavelmente é aquele tipo que fica com você por um tempinho e depois te troca por alguém qualquer...

Eles não são confiáveis, eu conheci eles hoje de manhã...

Quebra de tempo

Eu passei o recreio todo dentro da biblioteca, me escondendo e me refugiando do mundo; eu realmente estou a pensar demais.

Isso mesmo, eu falo recreio, intervalo é pra nuttela's; se reclamar eu falo hora do lanchinho

Eu: piada nada clichê, isso não tava no roteiro! >:c

Take 2

Bem agora só tem duas aulas de matemática, cada uma com cinquenta minutos. Que mais parecem 100 horas.

Sinceramente, eu até tentaria ser um aluno exemplar, mas matemática tira minha motivação. Fico com dor de cabeça só de ouvir esse nome.

Então para me distrair eu começo a fazer alguns rabiscos e desenhos bobinhos, e pelo jeito que a aula está indo eu vou ficar assim pelo resto dela. Se eu tentar me concentrar meu cérebro vai derreter.(ESTUDEM CRIANÇAS)

Em nome a morte ao tédio, eu vou procastinar

.

.

.

.

.

.

Tord P.O.V

Fruta que caiu, que aula chata do calário(calário= xingamento que eu inventei:))

Tô falando sério, eu não aguento mais ver um 0 ou um 8. Como diabos as equações funcionam?(eu: n sei se é isso que a galera estuda no Ensino médio mas eu peguei a primeira coisa que veio a minha cabeça) Eu não sei, mas eu resolvo isso depois.

Mas eu também não quero ficar excluído da sociedade, vou pertubar meu fiel amigo Edward.

-edd- eu cochicho

-o que foi?- ele responde no mesmo tom

-estou entediado, vamos conversar

-tord, eu quero tirar notas boas

-e eu quero um robô gigante, nem sempre temos o que queremos-falo  num tom brincalhão- vamos lá, socialize comigo.

Ele bufa.

-certo certo, você já assistiu pop team?

-óbvio, edd nem me pergunte isso, todo anime que você imaginar....Eu já vi- falo num tom meio debochado em mistura de glória.

-ah é mesmo?- ele ri de forma diabólica- diz um anime com k

-kakegurui- respondo quase que imediatamente

-n

-noragami

-t

-totsukuro no shoujo, mas esse eu leio o mangá

-s

-sakura card captors

-porra! Hum..Hum...

Bem, nós ficamos nessa brincadeira por meia hora, confesso que só paramos por que o alfabeto acabou. Mas logo repetimos isso com músicas, quadrinhos, comidas e etc.

Também falamos de outras coisas, então posso dizer que valeu muito a pena talvez ter sacrificado minha nota

Matt P.O.V

Eu estava muito, mas muito entediado. aaaaarrgggghh, eu odeio matemática, mas dúvido que tenha realmente alguém prestando atenção nessa aula.

Eu não iria dar minha preciosa atenção, óbvio, eu tenho que guardá-la para mim e para o rolinho de canela, vulgo edd, ele é um fofo! A única pessoa que poderia chegar tão perto do meu nível de beleza.

Eu vejo tord e edd conversando e fico meio incomodado, mas quando eu ia entrar na conversa eles começaram a falar uns nomes estranhos e eu acabei desistindo.

Oh céus! Como pode um ser tão perfeito quanto eu ficar sozinho! Que tragédia!

Eu olho em volta da sala e..

Realmente ninguém estava prestando atenção na aula, não que eu tenha visto.

De forma geral as meninas do fundão estavam rindo feito hienas por algo engraçado que falaram entre sí.(eu: referência a minha life, eu e minha amiga ai ó) tinha uns garotos jogando free fire escondido, mas eles foram pegos pelo professor e mandados para a diretoria; mas no final das contas, na sala tinha uns guri conversando baixinho e outros altos, e um prof. Revoltado Querendo dar sua aula.

Eu até pegaria meu espelho, mas eu estou com medo do professor me pegar olhando no espelho no meio da aula e tomar meu bb de mim! 

Claro que eu tenho uns 15 de reserva dentro da bolsa, mas nunca se sabe né, fora que o que eu geralmente uso é o meu favorito principalmente pelo fato de ser o maior; que eu carrego na bolsa claro.

Eu dou mais um olhada na sala e vejo que o único que está sozinho é o aluno novo..O nome dele é...Fam..Rem..Tum...Tim! Esse o nome dele! Tim, vou lá falar com ele!

Eu vou mudando de cadeiras discretamente para que ninguém perceba, e quando eu chego do lado dele eu o cumprimento.

-oi tim!- cochicho

Ele parecia surpreso

-oi..-ele fala com um leve sorriso em seus lábios- e..É tom

-ah! Eu sou o Matteow! Mas pode me chamar de matt!

Ele sorri.

-olá matt.

-foi você que fez?- falo olhando para os desenhos encima da mesa dele.

-a-ah, sim, você gostou?

-eu amei! Você desenha muito bem! O edd também desenha  como você- falo pegando um desenho de um dragão o admirando.

Por um momento ele parecia confuso.

-edd?

-o de verde que te elogiou mais cedo

-ah.

Acho que ele percebeu que eu gostei do desenho do dragão. Porque ele me deu logo após!

-se quiser pode ficar pra você.

-jura?! Obrigada tim!

-tom.

-você é bem tímido né?

-bem...Talvez um pouco

-não tem  para quê ser tímido!-eu coloco minhas mãos em suas bochechas e levanto seu rosto, que por algum motivo ele sempre mantinha baixo-viu? Perfeito! O mundo está preparado para você!

Na hora que ele ia responder o prof. De matemática saiu da sala Dizendo que ia pegar uns papéis e já voltava.

Depois disso a sala virou um completo pandemônio.

Quebra de tempo

Quando a aula acabou eu dei um tchau para tom e disse que nós poderíamos sair qualquer hora.

Ele concordou com um sorriso só com os lábios, porém verdadeiro.

Então eu volto pra minha cadeira para arrumar minhas coisas, feliz da vida porque eu fiz um novo amigo, e então eu percebo que tord estava me encarando com um olhar mortal.

-o que vocês estavam conversando?- diz ele com uma voz baixa, fria, rouca, o que acaba me assustando. 

-e-eu estava apenas falando que ele desenhava bem, que não tinha o porque ele ser tímido, e várias coisas aleatórias. Eu também falei com todos os detalhes sobre meus espelhos e--

-ah você falou dos espelhos, não tem chance alguma dele querer sair com v---

-então eu disse que qualquer dia a gente podia sair e ele apenas concordou com a cabeça.

Nessa hora edd e tord quebraram a cara, e pareciam que iam despencar a qualquer momento.

P.O.V edd

P-pff, não, não pode ser.

O matt tem uma conversa com o cara e eles já vão sair?...

Vamos edd, não sinta ciúmes.

ele só está feliz porque viraram amigos.

Assim espero

Enquanto tord parecia querer matar matt, eu observava a carteira(eu: mesa dos alunos sentar, eu uso esse nome de 5000 anos atrás, pq sim :)) de tom, a carteira vazia porque ele já  estava se dirigindo a porta.

Então percebo que ele derrubou um objeto.

Eu chego mais de perto e percebo que era uma caneta, uma caneta estilo vintage.(eu: a da capa:v) 

-tord, para de tentar matar o matt e vem ver o que teu crush deixou cair.

- o que?! Onde?!-ele solta a gola de matt na hora, pobre ruivo, tremia feito um franguinho e nem sabia o que estava acontecendo.

Tord vai até o local e pega a caneta, logo não demora pra matt ir lá também.

-que tipo de caneta é essa?-pergunta o ruivo bastante curioso.

-vintage, aquelas caneta antigona- diz tord a analisando.

-de qualquer forma, chega de papo ele está ali na porta, bora devolver.

-ouuuuuu, a gente pode seguir ele e quando ele estiver perto de seu destino nós entregamos- diz tord com um sorriso maléfico e esfregando as mãos feito quem tem um plano em mente.

-tord, não.

-tord, sim.

-eu, matt!- matt deve ter achado que isso é um tipo de jogo.

- cara, você é demente?! Isso é loucura! Sem falar que ele está na porta da sala ainda dá tempo de devolv--

Tord num ato rápido pega um espelho do matt e joga pela janela, ele deve ter calculado tudo, porque caiu numa cobertura (eu: tipo aquelas rede que tem em edifícios para pegar os objetos que vc acidentalmente tenha deixado cair.) e, como um pouco de esforço dava para pegar.

-MEU ESPELHO- grita matt correndo pra janela.

-ooooops, como eu sou desastrado, parece que temos que resolver isso primeiro- diz ele com um sorriso vitorioso no rosto.

Esse maldito desgraçado.

-seu filha da...

-EDD! ME AJUDA- diz matt parecendo que era ele que ia cair da janela.

Eu dou uma olhada na porta, tom já estava indo embora.

Eu suspiro e vou ajudar um matt desesperado.

Quebra de tempo, 5 minutos depois 

Depois de ralar muito a gente consegue pegar o espelho do matt, foram 5 minutos que pareceram 5 horas. A esse ponto eu achei que tom já teria ido embora.

Mas na verdade ele ainda ia sair da escola.

O que ele estava fazendo? Eu não sei.

Só sei que o maldito corno calculista nos fez correr feito dois zen bolt.

Quando a gente chegou perto do de olhos negros ele nos escondeu num corredor.

-cara---- - sou interrompido por um sinal dele pedindo para eu falar baixo, ou calar a boca.

-cara, ele tá logo ali- falo cochichando

-não, nós vamos ver até onde ele vai, e aí devolvemos a caneta.

-cara você é insano?!

-huff..Huff...Gente o que está acontecendo?- o ruivo parecia perdido- por que..Huff estamos seguindo o tim?

Nessa hora tom se vira e observa o corredor vazio.

Nós 3 automaticamente calamos a boca.

-olá?- o corredor vazio produziu um eco que se repetiu uma 8 vezes, cada vez mais baixa.-

tem alguém ai?-ele continuou- e-eduardo?

Por algum motivo ele fala o nome com uma certa expressão de medo em seu rosto, isso era algo notável.

E por mais irônico que seja, o rosto de tord estava fervendo.

Eu olhei pra ele com certo deboche e ele apenas revira os olhos.

Thomas se vira e dá mais uma olhada no corredor antes de partir, depois continua seu percurso normalmente.

-Puta que pario ein tord, você está nos forçando a-- - sou interrompido.

-o que ele tem com o Eduardo? E por que num momento em que ele estava com medo e chamou logo o nome daquele hipócrita?

-talvez ele goste dele-diz matt arrumando o cabelo e recompondo a costura.

-tu tem merda na cabeça? Todas as perguntas pra você vai ser essa a resposta?- fala tord bem irritado.

-rude!

-acho isso impossível.- eu falo dando um fim naquele assunto.

Não demora muito para tord ir atrás dele, e nós consequentemente tivemos que seguir esse bastardo. Não o tom, o corno que convive conosco a 7 anos.

Eu não sei o que está comovendo esse louco a seguir uma pessoa que ele mal conhece.

Não sei se é amor, se é fogo no rabo, ou se ele só é doido mesmo.

-Qual o objetivo disso tudo?!

-descobrir mais sobre a vida do tommyzinho

-e por que você não chega nele e tem uma conversa normal?! Seu maníaco! Aliás que intimidade é essa?

-né, o cara se apaixona em um dia e vai perseguir o cara, yandere loko da bixiga

Eu dou uma leve risada da piadinha do ruivo e tord buffa.

-eu não estou apaixonado, só acho que eu e ele podemos ser bons amigos.

Eu e matt trocamos olhares e arqueamos as sobrancelhas.

De certa forma tom era um cara bem interessante afinal, e um aspecto que nós notamos muito era que ele é um cara completamente apaixonado por música.

Ele entrou numa loja de discos de vinil, nós entramos e nos escondemos no meio da galera da loja.

autora P.O.V

Ao entrarem na loja, o trio de perseguidores se misturaram com as pessoas da loja e observavam Thomas discretamente.

O interessante é que nessa loja não só tinham discos de vinil de músicas velhas, como também tinham de músicas novas, o jovem de olhos negros pegou 5 discos.

Nos quais as músicas eram:

Pork soda.

The other side of paradise

Siren

Ru mine

Calling all guitars.

Ele foi até o moço do caixa pagar, ele era um senhor de idade, mas parecia ter a energia de alguém bem jovem. E também parecia já conhecher thomas a um bom tempo.

-oh! Olá thomas!

-olá sr. Shallow 

-hmm, o que temos aqui? Arctic monkeys, emily and the strangers,  cantora na qual eu não me recordo o nome!

Tom ri levemenre.

-ah! E glass animals novamente, você realmente gosta dessa banda não  é rapaz?

-sim claro! Eu acho as músicas deles tão comoventes! Essas são as minhas favoritas, mas sempre que eu vinha comprar já estavam esgotadas! Haha- tom ri meigamente.

-isso tudo dá R$15,45 mas já que você é um cliente muito velho meu eu te faço por R$13,05

-o que? Sr. Shallow eu não posso aceitar!

-mas vai, eu tô mandando, sou mais velho e tenho autoridade.

Os dois começam a rir.

Thomas coloca o dinheiro na bancada, agradece, e guarda os discos na bolsa.

-volte qualquer dia para comer alguns biscoitos com leite!

Thomas se despede assentindo com a cabeça e sai da loja Sorridente.

Os jovens voltam a segui-lo dando alguns comentários.

-sr. Shallow...Lembrei de shallow now- diz o ruivo fazendo uma expressão intrigante.

-eu já ouvi glass animals, o cara tem bom gosto- diz o moreno com serenidade na fala.

-eu só vi arctic monkeys, vou tratar de ver todas de glass animals- diz o de chifres num tom determinado

- quando eu digo que ele está apaixonado ninguém acredita.

Matt recebe algumas risadas do moreno e um leve soco no braço dado pelo norueguês.

A hora era 15:36

Nesse tempo thomas tinha ido no concerto e pegado seu baixo, que ele denominava de susan.

O concerto fez um bom trabalho, porque "ela" estava novinha em folha.

-ah! Minha bebê!- diz ele abraçando o baixo- achei que nunca mais iria te ver! Você estava tão quebrada da última vez!

Pra resumir, thomas pagou ao moço e saiu.

Quebra de tempo

18:45

Você deve estar se perguntando, "quem em sã consciência fica andando na rua até essa hora?".

É, thomas tinha muitos lugares para ir, muitos lugares que ele queria visitar; Era quase como se ele não morasse nessa cidade. Por mais que ele fosse contraído, ele gostava de sair as vezes, então só aproveitou que estava na rua e foi dar um passeio.

O resumo de sua tarde foi, loja de discos, concerto, sorveteria, dar uma volta, pixar as paredes da cidade, e o lugar de agora.

P.O.V tord

Nós seguimos tom o dia todo, estranho, pra mim foi só alguns minutos. Parece que quando estou perto de thomas o tempo para, desde a primeira vez que eu o vi eu senti que tinha algo de especial nele. Sem ser os olhos claro, algo dentro dele, fez eu acender uma chama dentro de mim

N-não que eu esteja apaixonado, isso é estúpido. Mas ele pode ser um bom amigo...Amigo...................

Puta que pario, estou começando a duvidar da minha sexualidade.

-tord..Já está ficando de noite, eu ouvi falar que esse bairro é perigoso, vamos embora..

-m-mas edd! Nós ainda temos que devolver a caneta!

-a caneta que você deveria ter entregado 7 horas atrás!-diz matt um pouco bravo.

-o matt está certo, já são 19:05, nossos pais devem estar preocupados. O que nós vamos dizer? "oi pai e mãe, me atrasei porque estava seguindo um cara com meus amigos que é louco o bastante para estar num bairro perigoso as 19:00 horas da noite."

-s-só mais um pouco, por favor, amanhã eu te pago uma coca e compro a ração do seu gato.

Edd suspira.

-ok ok, eu topo

-oxe, e eu?

-eu te dou um espelho depois

-você ia me dar um de qualquer jeito, o meu rachou- diz ele numa expressão brava, tirando risadas de mim e de edd.

-mas afinal pra onde ele está ind---- - o moreno fica boquiaberto, tendo a mesma reação com o ruivo.

Eu me viro e vejo que tom....Tom estava entrando num bar.

-tord.

-edd!

- TORD TE ALUI

-....

- nós estamos seguindo um maluco o dia todo, para no meio da noite ele entrar num bar! Nós estamos nos envolvendo com gente errada, vamos embora agora!

-mas edd! Talvez não seja o que parece!

- ELE ENTROU NUM BAR NO MEIO DA NOITE, A CARA DE SANTO DELE NÃO PROVA NADA.

-NÓS NÃO PODEMOS TOMAR CONCLUSÕES PRECIPITADAS

-c-caras, se acalmem...Hum..Tord, acho que dessa vez o edd está certo. O tim não é confiável e tão legal quanto nós achavamos que éramos...Melhor nós voltarmos..

-mas--

Sou interrompido por uma voz, uma voz linda saindo do bar.

Eu e os caras não trocamos umas palavra, apenas olhares.

E entramos discretamente no bar. Eu vi algo inesperado, acho que nenhum de nós pensamos nisso.

Lá estava tom no mini-palco do bar tocando em seu baixo e cantando uma música. Eu nunca vi uma voz tão doce quanto aquela, a serenidade em seu olhar, o jeito em que seus dedos dançavam pelas cordas do instrumento.

Hey, brother
There’s endless road to re-discover
Hey, sister

Know the water's sweet but blood is thicker
Oh, if the sky comes falling down, for you
There’s nothing in this world i wouldn’t do

Hey, brother
Do you still believe in one another?
Hey, sister
Do you still believe in love? I wonder
Oh, if the sky comes falling down, for you
There’s nothing in this world I wouldn’t do

Oh, oh, oh

What if I'm far from home?
(Oh, brother, I will hear you call)
What if I lose it all?
(Oh, sister, I will help you out)
Oh, if the sky comes falling down, for you
There’s nothing in this world I wouldn’t do~

Tom para de tocar e recebe um grande aplauso da platéia, incluindo nós, é claro.

Edd ainda olhava incrédulo com tamanho talento. Eu dava pulinhos de alegria e matt tinha estrelas nos olhos.

-haha! Viu?! Eu disse que estavamos enganados! 

o resto da noite foi tom tocando, cantando, chamando atenção com seus olhos, com seu talento. Ahh~ eu conheci ele hoje...

Será isso fogo no rabo? Ou amor a primeira vista? Não importa, tudo em que eu vou prestar atenção hoje é em como thomas toca.















































































Caralho, como o tempo passa rápido! Já é quase meia noite! Eu me interti tanto com tom que perdi a hora.

-CACETE MINHA MÃE VAI ME MATAR- grita o moreno em desespero.

-por sorte meus pais estão viajando, MAS EU PRECISO DO MEU SONO DA BELEZA AAAA- fala o ruivo.

-fud---

-bem caras, infelizmente esse showzinho chegou ao fim, eu tenho que ir. Nos vemos próximo sabádo, bye~- diz o de olhos negros  descendo do palco e indo  até a saída.

-essa hora é perigoso ele ir sozinho...

- essa hora é perigosa para nós 4, você tem ideia do quanto estamos ferrados?! 

-sim sim..- digo não dando muita importância, sem tirar os olhos de tom.

Nós saímos do bar e...

Ai não.

Merda.

Percebo que dois caras fora do bar  começam a discretamente a seguir thomas . Meu sentido automaticamente se ativa, fico meio desconfiado então vou ir atrás só pra garantir.

-caras, vamos, tem dois caras na cola dele.

 -tord, seja lá o que você pretende fazer não---- a ele já foi.

O tom estava a uns 7 metros de distância dos caras.

Eu entro na frente deles impedindo a passagem.

-boa noite senhores, posso saber o que fazem seguindo aquele jovem?

Os caras se entreolharam, riram.

-nós só vamos perguntar a hora.

-23:58, agora parém de bancar os engraçadinhos que vocês não enganam ninguém.

Depois da minha fala edd e matt chegam atrás de mim tentando puxar meus braços. Para eu sair da frente deles.

-t-todd, os caras só queriam saber a hora- fala o ruivo assustado sentindo que viria confusão.

-é mentira deles matt.

-está nos chamando de mentiroso?

-é isso ae, o que vai fazer? Chorar?- eu provoco.

Ficamos alguns minutos nos encarando.

-vamos dar o troco- o mais baixo dos caras diz e eles começam a correr atrás de nós.

Claro que nós 3 não hesitamos em correr mais rápido do que corremos hoje de manhã.

A gente correu tanto que passamos pelo tom, ele deu uma girada na rua e depois caiu, talvez porque tenhamos passado feito 3 furacões.

-wtf- diz ele se levantando e ajeitando a blusa.

É claro que eu voltei e gentilmente peguei e estilo noiva e comecei a correr sem deixar ele dizer uma palavra.

-MAS QUE CARALHOS???- ele gritou

-era isso que você queria o dia todo né?!- diz edd entre arfadas enquanto nós corríamos.

- pode crer!- eu respondo entre risadas

- A GENTE VAI MORRERRRRRR- grita o ruivo.

Chega uma hora em que nós entramos em um beco sem saída e sentamos para descansar.

P.O.V Tom

Eu estava confuso pra calário.

Eu estava de boa andando na rua de madrugada, ai do nada chega o garoto de chifres da minha sala, me pega nos braços e sai correndo.

- alguém pode me explicar o que diabos está acontecendo?!- falo num tom irritado

-o sr. Tord inventou de puxar briga com uns caras na rua porque ele achou que eles estavam te seguindo- diz o moreno denominado como edd.

-ok, confesso que dessa vez a culpa foi minha mesmo.

-e..?- diz o moreno com insistência 

Tord bufa.

-eu sou um babaca que fez burrada e tenho que parar de fazer as coisas compulsivamente, tais como puxar briga com pessoas normais e sensatas.

Edd sorri em vitória.

Tord...Então esse é seu nome.

-o que diabos vocês estavam fazendo na rua a essa hora? E num bairro perigoso desses? Achei que eu era o único louco a me arriscar..

- ah, é porque você esqueceu sua caneta na carteira tim! Então o todd teve a brilhante ideia de te seguir o dia todo para poder entregar a caneta!

Eu  coro na mesma hora e olho para tord, o mesmo parecia sem graça e envergonhado. Ele vira o rosto para o lado tentando esconder sua face que também estava avermelhada.

- e agora?! Como vamos sair sem ser pegos?!-questiona o moreno

-isca viva, a gente bota uma saia no tom e ele dança hula.

-NÃO- eu e o de chifres falamos ao mesmo tempo.

Engraçado que ele parecia ainda mais incomodado que eu.

-é só nós sairmos daqui, ir uns 3 quarteirões a esquerda e vamos parar no centro, que pode nos levar a qualquer lugar dessa cidade.

-noossa tim?! Como você sabe?!

-eu vivo tocando poraí

-você toca bem!- exclama o de sobretudo preto.

-o-obrigada?-Falo ruborizado- Você é norueguês certo?

-hum? Como sabes?

-o sotaque.

Enquanto jogavamos conversa fora deu tempo de nós nos acalmarmos e despistar os caras.

-YAYYY A GENTE VAI VIVER

-eu estou ouvindo umas vozes vindo daqui, SAIAM DE ONDE ESTIVEREM!

-A GENTE VAI MORRER.

Meu sangue gelou, os carar entraram no beco.

NUM BECO SEM SAÍDA.

NO NOSSO BECO SEM SAÍDA

QUE ÓTIMA IDEIA VIR PARA CÁ

Matt teria abraçado edd como se ele fosse um príncipe e matt o castelo.

Estavamos sentados e não tinhamos pra onde correr.

Tord me prende contra a parede e vai se pressionando contra mim, me deixando cada vez menos visível. Seu peitoral colidiu com meu rosto, ele começa a olhar para os caras com uma expressão brava e as vezes até rosnava. 

Eles foram se aproximando e...





















































TOM BE CONTINUEDD




Notas Finais


SUSPENSE MEUS CAROS, AI QUE DRAMA AMO

Esse capítulo teria saído mais cedo se eu não estivesse assistindo kakegurui KKKKKKK

Mas é isso, desculpe os erros de português(meu teclado fica bugando) ou se o cap ficou ruim :)

É isso, obrigada por lerem

>:) eu disse que ia fazer esse cap grande
Ass: tia lua


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...