1. Spirit Fanfics >
  2. My little strawberry - Michaeng >
  3. 13

História My little strawberry - Michaeng - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Esse capítulo tá meio apressado e pode conter muitos erros, mas ignorem a parte dos erros, talvez eu os corrija depois 😚

Capítulo 13 - 13


Mina acordou de manhã após um sonho estranho onde envolvia A Chae do seu passado e a Chaeyoung sua vizinha e bem... Alguém bem mais que sua vizinha.

Mina se sentou na cama e ficou pensando. Ela estava com o cabelo bagunçado e sonolenta. Ela ainda não havia acordado totalmente. 

"O que foi, Mina?" Jihyo perguntou saindo do banheiro.

"Eu acho que a Chaeyoung é a minha Chaeyoung do passado." Mina disse incrédula e ao mesmo tempo pensativa. Ela não encarava Jihyo, seu olhar estava fixo no chão.

"Espera, tem certeza?" Jihyo ficou de frente para Mina, encarando-a de forma surpresa. 

"Eu sei que parece loucura minha, mas eu sinto que ela tá por perto e pode ser ela, sabe?" Mina agora encarava Jihyo.

"Você deve tá confundindo por quê está ficando com a Chaeyoung, não acha?" 

Mina ficou pensando e por um lado Jihyo podeira ter razão. 

"Sim, mas eu tenho quase certeza." Mina se levantou. "Toda vez que a gente se encara vem aquele negócio diferente, aquela sensação boa de tempos atrás. Eu acho que eu gosto mesmo da Chaeyoung e eu sinto que ela é a minha Chaeyoung." 

"Toma cuidado pra não quebrar a cara e acabar se magoando e magoando a Chaeyoung. Eu acho melhor você averiguar essa história direito, o nome Chaeyoung é bem popular no país."

"Eu sei, mas eu tenho quase certeza. Não se preocupa, eu vou com calma." Mina se virou e foi para o banheiro tomar seu banho. 

Quando as duas foram para a aula Mina pediu para que Jihyo entrasse pois ela iria esperar por Chaeyoung na porta da sala. 

Não demorou muito para Chaeyoung aparecer ao lado das outras meninas. Quando Chae passou do lado de Mina, a japonesa lhe lançou um olhar penetrante.

Assim que Chaeyoung entrou Mina começou a andar, na direção contrária a da sala, ela dava passos vagarosos, aguardando Chaeyoung aparecer e não demorou muito para a menor começar a seguir de longe.

Mina foi andando até chegar em um dos corredores da faculdade onde era isolado e mais escuro por causa da ausência de janelas. 

Mina ficou sorrindo e esperando Chaeyoung.

"Mina? Cadê você?" Chaeyoung perguntou.

"Aqui." Mina a surpreendeu com um abraço. "Eu tô aqui, bebê." 

"Oi Mina." Chaeyoung sorriu e abraçou Mina de volta pela cintura. "Tá tudo bem com você?" 

"Tá, é só que eu tive um sonho que me deixou com um aperto no coração e dúvidas, mas agora tá tudo bem." Mina abraçava Chaeyoung o mais forte que podia, mas não a ponto de fazê-la ficar sem ar. Mina conseguiu botar na cabeça a ideia de que Chaeyoung poderia ser sua amiga de infância, mas como falar isso para ela? 

Mina se separou do abraço e encarou bem Chaeyoung.

"Você tá estranha." Chaeyoung falou.

"E você mudou muito." Mina disse maravilhada, segurando o rosto de Chaeyoung "Mas vamos deixar isso pra lá, vamos aproveitar." Mina permaneceu segurando o rosto da menor, colou seu corpo no dela e então beijou Chaeyoung. 

Foi um beijo surpreendente para Chae. Recebê-lo assim foi estranhamente bom. A menor não sabia o que havia acontecido com Mina e como tinha sido esse tal sonho, mas gostou do fato dela estar mais sentimental. 

A língua de Mina pediu passagem entre os pequenos lábios de Chae para explorar sua boca, enquanto as mãos da japonesa segurava firme o rosto de Chaeyoung. Chaeyoung no entanto segurava a cintura de Mina firme e então começou a fazer movimentos de sobe e desce com as mãos, ainda segurando a cintura da maior e prendendo-a forte. 

"Chae..." Mina falou num sussuro, quase que um suspiro, então a maior desceu seus beijos e começou a deposita-los no pescoço da menor. Ela começou beijando de leve cada lado do pescoço de Chaeyoung, até começar com as mordidas de leve e depois a chupar. 

Chaeyoung estava tão excitada que não viu que isso poderia ser um problema, afinal ela estava com Mina e isso era satisfatório, era algo bem diferente, diferente até mesmo se ela comparasse Mina com Somi. Por mais que Chae tenha gostado muito de Somi ela jamais teria a magia que Mina tem. 

"Você é incrível, Mina." Chaeyoung percorria com as mãos pelas costas de Mina e descia, mas antes que pudesse chegar mais em baixo, Chae parava e voltava a percorrer as costas da maior. 

Mina no entanto continuava com os beijos calorosos pelo pescoço de Chae, enquanto suas mãos desciam e iam até o zíper da calça da menor. Mina desceu o zíper de leve e depois desabotoou a calça. 

"O que você tá fazendo, Mina?" Chae encarou Mina surpresa, fazendo a mesma parar os beijos.

"Não é óbvio?" Mina sorria conformada.

"Mas aqui? Não acha que tá sendo rápido demais?" Chaeyoung encarava o chão.

"Você acha? E se eu fizer isso, posso fazer você mudar de ideia?" Mina foi até a orelha de Chaeyoung, assoprou de leve e começou a dá mordidas no lóbulo da orelha da menor. Chaeyoung revirou os olhos e cada pelo do seu corpo ficou arrepiado. Mina sabia como deixar alguém louco.

"Quer saber, que se foda." Chaeyoung virou Mina com um pouco de violência contra a parede, começou a beijar seu pescoço e foi descendo o beijo, até ela chegar na barriga de Mina, onde ela levantou a blusa da maior e começou a depositar beijos lá e no umbigo. Mina se contorcia na parede e sua respiração ficou pesada, sua barriga contraia a cada beijo de Chaeyoung. 

Chaeyoung segurou na barra da calça de Mina e estava dispostas a tira-la. 

"Tudo bem pra você?" Chaeyoung perguntou encarando a parte de baixo da Mina.

"Sim, faça." 

O coração de Chaeyoung acelerou, ela estava prestes a fazer algo que queria muito e ela sabia que se fizesse isso cairia completamente apaixonada por Mina e se apaixonar por ela era um caminho sem volta. Era um preço que Chae não estava segura se queria pagar. Ela então parou e ficou pensativa.

"O que foi Chaeyoung?" Mina perguntou vendo que Chae não estava fazendo nada.

"É que eu tenho medo. Não medo de fazer isso, mas medo de me apaixonar. Eu já sinto umas coisas por você mesmo a gente ficando a pouco tempo e acredito que você não queira nada sério com ninguém." Chaeyoung agora encarava o chão, ela estava de joelhos. "Acho melhor a gente parar por aqui. Eu não quero colocar nenhuma responsabilidade em cima de você, não quero que se sinta culpada caso eu goste muito de você." 

Mina se abaixou, se ajoelhando até Chaeyoung. 

"Então saiba que eu gosto muito de você. Você nem imagina o quão especial pra mim é, mas a gente tem a vida toda pra falar sobre isso. A gente não precisa assumir um relacionamento agora, sabe? Podemos ficar sério. Eu serei só sua e você minha." Mina sorria para Chae.

"Você concordaria com isso?" Chaeyoung encarou Mina surpresa. "É que você tem muitas pessoas que deve correr atrás de você, fora que você é linda e... Muito linda na verdade. Você sabe o que realmente quer?" 

"Eu sei e tenho certeza que quero ficar com você, eu não posso mais te perder." Mina abraçou Chaeyoung forte. 

"Você é incrível, Mina." Chaeyoung sorriu.

"Não sou?!" Mina sorriu. "Vamos voltar pra sala, acho que podem desconfiar da gente. Ainda quer continuar escondendo isso?"

"Eu não sei, agora que estamos fixas não tem por quê esconder, mas também não tem por quê ficar comentando pra todo mundo." Chaeyoung se afastou de Mina. 

"Vai se divertido encarar todo mundo ao saber da gente." Mina também se levantou e arrumou a roupa. 

"Vem, vamos." Chaeyoung pegou na mão de Mina e as duas voltaram para a sala. Quando chegaram na mesma elas soltaram as mãos e foram cada uma para o seu canto.

Chaeyoung se sentou ao lado de Sana.

"Onde você tava?" Sana perguntou. "Sua calça tá desabotoada."

"Eu tava com a Mina." Chaeyoung disse com um sorriso cínico.

"Então tu tá pegando a Mina?" Sana ficou surpresa.

"Tô sim." Chaeyoung balançou a cabeça.

"This is my girl!" Sana bagunçou os cabelos de Chaeyoung.

"Ei!" Chaeyoung reclamou. 

Mina se sentou perto de Jihyo e perto da garota que era da outra faculdade. Como era o nome dela mesmo? 

"Oi." Disse a garota para Mina.

"Oi." Mina respondeu.

"O professor disse que você era a melhor nessa cadeira, será que poderia me explicar essa parte?" Rosé mostrou o livro para Mina, que analisou o exercício e explicou para Rosé. "Muito obrigada, você é realmente muito boa." 

"Não é tão complicada essa cadeira, só exige concentração." Mina sorriu "Se você quiser depois posso te dá umas aulas. Tô precisando também estudar um pouco sobre." 

"Eu iria adorar. Você realmente explica de uma forma que dá pra entender. Aliás, eu sou Rosé e você?" 

"Eu sou Mina. Você estuda na outra faculdade, não é?" Mina perguntou.

"Sim."

"Como é lá, é legal?" Mina perguntou.

"Sim, lá é bem legal, tenho muitos amigos mas confesso que tô adorando essa faculdade, as pessoas daqui são incríveis." Rosé disse encarando Mina.

"E como são incríveis, tirando a Nayeon e a Jennie que são duas loucas, mas de resto é tudo muito incrível." Mina disse.

"Podemos trocar os números? Só para a gente marcar de estudar." 

"Claro que sim." Mina falou empolgada e pegou o número de Rosé.

Quando a aula acabou Mina e Jihyo foram almoçar. Mina contou para Jihyo que ela e Chae estavam ficando de forma séria, o que deixou Jihyo preocupada.

"Não faça essa menina sofrer, Mina. Você hoje tava de papo com a Rosé, está planejando algo?" 

"Não! Eu não quero mais ficar com ninguém a não ser com a Chae. Você não entende mesmo, não é? Ela é a minha Chaeyoung." Mina estava se aborrecendo.

"Tudo bem. Tudo bem." Jihyo ficou calada. 

Quando as duas estavam prestes a terminar o almoço alguém chegou no refeitório correndo e gritando:

"GENTE, A HANI TÁ BATENDO NUMA CRIANÇA."

Todo o refeitório correu para trás da universidade. Mina e Jihyo foram juntas por quê era Hani e Mina não poderia acreditar que Hani poderia ser tão covarde assim.

Quando chegaram atrás da universidade estava uma lotação de gente filmando e vendo a briga.

"Não é uma criança, é a garota do vídeo pornô." Disse um cara.

"É, ela tem uma bunda bem gostosinha. Infelizmente ela não pode contra a Hani. A Hani é bem atlética." Disse um outro cara.

"Isso me parece familiar." Jihyo falou preocupada e encarando Mina.

"Precisamos chegar mais perto pra ver. Agora eu tô com medo." Mina disse e ela e Jihyo foram abrindo espaço entre a multidão até ver que a garota na qual Hani batia era Chaeyoung.

"NÃO! HANI PARA!" Mina correu até ela para tentar separar. Logo atrás veio Jihyo, Tzuyu, Dahyun e Sana. 

Dahyun empurrou Hani com todas as suas forças, Sana ficou ao lado de Dahyun para dá apoio a ela, enquanto as outras meninas correram para ajudar Chaeyoung que estava caída no chão, ela estava acordada, mas estava com um corte no canto da sobrancelha e estava com o nariz sangrando. Hani também estava com o nariz sangrando.

"O QUE DEU EM VOCÊ HANI? TÁ MALUCA?" Mina perguntou.

"É verdade que você tá com essa tampinha?" Hani perguntou com raiva.

Mina encarou todo mundo e não queria mais esconder o que tinha com Chaeyoung.

"Quer saber, eu estou sim com a Chaeyoung." Mina falou.

"O QUÊ?" Dahyun e Tzuyu se viraram surpresas.

"Chaeyoung me faz bem, me faz melhor do que qualquer pessoa com quem eu já fiquei. Eu gosto dela, nosso tempo já passou Hani, me esquece." Mina segurava Chaeyoung em seus braços e voltou sua atenção pra ela. "Você tá bem, meu amor?"

Chaeyoung fez que sim.

"Que se foda vocês duas." Hani deu as costas e foi embora. 

"Tão fazendo o que aqui?" Jihyo perguntou pra multidão.

"É, acabou o showzinho, vão embora." Dahyun falou. "Chae acho melhor você ir pra enfermaria."

"Não, tá tudo bem. Eu vou pro dormitório." Chaeyoung se levantava com dificuldade.

"Eu vou com você." Mina ajudou Chae a se levantar e a levou até o seu dormitório.

Quando chegaram no dormitório Chaeyoung foi até o banheiro limpar seu sangue e cortes e então se deitou na cama. Mina ficou observando ela com pesar.

"O que foi Mina?" Chae perguntou.

"Me desculpa, isso foi culpa minha." Mina estava sentada na cama da Dahyun que ficava em frente a beliche.

"Não foi culpa sua, a Hani sempre foi violenta e idiota por quê nunca te esqueceu. Por um lado da até pra entender, você é diferente e especial." Chae sorriu.

"Você acha? Eu te causei um problemão." 

"Eu sempre me envolvi em problemas, é normal." Chaeyoung sorriu "vem cá." Mina foi até Chaeyoung e se deitou ao lado dela na pequena cama. "Não vamos deixar ninguém estragar o que a gente mal começou. Vamos ficar bem, o que acha?"

"Me parece um bom plano." Mina sorriu "Cada atitude sua me faz vê o quão especial é." 

"E você me faz ver o quanto eu estava errada sobre você." Chaeyoung sorriu. "Espero muito que consigamos atravessar essa parte inicial e termos algo duradouro mais pra frente. Desculpa Mina é que eu me apego muito rápido e você tá me fazendo esquecer meu passado e quando digo passado me refiro a Somi. Valeu por isso, eu precisava de alguém melhor pra preencher um espaço vazio."

"E eu precisava de alguém para preencher a minha solidão." Mina se deitou por cima de Chaeyoung e lhe deu um beijo.

As duas passaram a tarde se beijando e trocando carinhos até caírem no sono juntas.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...