1. Spirit Fanfics >
  2. My Little Tsundere >
  3. Cap 29.

História My Little Tsundere - Capítulo 34


Escrita por:


Capítulo 34 - Cap 29.


Geno p.o.v

Eu gemi baixinho entre o beijo enquanto sentia Reaper brincar com um de meus mamilos os beliscando, a outra mão de Reaper se ocupava acariciando meu quadril enquanto minhas mãos se ocupavam acariciando o abdômen de meu namoro antes de o abraço para dar leves arranhões nas costas do idiota; não seriam capazes de marca-lo. Reaper terminou o beijo ofegante e desceu seu rosto ao meu ombro o marcando ao máximo que poderia o que me fez gemer baixinho enquanto rebolava no pênis duro daquele idiota- eu me impressiono como algo tão grande consegue entrar em mim.

— D-deathy...- Sussurei sentindo ele esfregar a glande de seu membro em minha entrada somente para provocar um pouco antes de enfia-lo com força dentro de meu ânus o que me fez soltar um grito de dor - tinhamos sorte de estarmos sozinhos na casa-, deitei a cabeça no ombro do idiota e arranhei com força as costas dele o marcando e o fazendo gemer baixinho de dor. Eu sentia como se meu interior fosse rasgado, não estava acostumado com Reaper sendo tão bruto assim comigo, sério, foi bruto demais!

— M-merda que apertado...~- Reaper mordeu meu ombro e meteu um tapa em minha bunda fazendo com que um alto estalo molhado ecoasse no banheiro, gemi em desagrado com tal ato daquele idiota e lentamente comecei a me acostumar com o pênis pulsante dentro de mim. Respirei fundo e Comecei a cavalgar no membro de meu namorado, era meio complicado pegar um ritmo de baixo d'água mas lentamente conseguia quicar com mais facilidade no colo daquele idiota enquanto me sentia um pouco submisso diante ao olhar de Reaper que agarrou o meu quadril e se ocupava deixando minha clavícula, ombro e pescoço marcados com mordidas e chupões.

Arranhei o máximo que podia as costas daquele idiota somente para ele sofrer enquanto que meus gemidos ficavam mais altos cada vez que o pênis de Reaper ia o mais fundo dentro de mim, rebolava somente para provoca-lo e me dei ao luxo de marcar o pescoço de Reaper também já que nem a pau eu gostaria de ser o único marcado nessa merda.

Ink p.o.v

Suspirei e entrei no quarto de Geno, o quarto estava em um bom estado e limpo o que me fez pensar que aqueles idiotas não estavam alí, bando de pau no cu. Estava indo em direção ao banheiro mais eu ouvi um gemido tão alto e arrastado de dentro dele que dei meia volta na hora e caralho, admito que aquilo me excitou.

Vou aderir em minha vida nunca mais entrar nesse quarto sem bater a porta que por Deus.

Quando eu saí do quarto, ouvi um pequeno estrondo de dentro do quarto provavelmente sendo a porta do banheiro sendo aberta, passos apressados que eu pude ouvir e um baque na cama como se Reaper tivesse acabado de Jogar Geno na cama. Não demorou muito pra eu ouvi altos gemidos perto da porta e logo sai dali o mais rápido possível.

Reaper p.o.v

Me movia rapidamente contra o interior de Geno que agarrava os lençóis da cama e gritava de prazer pedindo por mais, uma das pernas dele estava em meu ombro e outra entrelaçada em minha cintura me ajudando a ir mais fundo que antes o que fazia o som de nossos corpos se chocando ainda um pouco molhados. Uma das mãos de Geno segurava meu braço o arranhando enquanto gritava de prazer pedindo pra eu ir bem mais fundo do que.

— A-ah...~- Gemi baixinho pela a contração em meu pênis e simplesmente me enloqueceu quando Geno começou a rebolar no mesmo ritmo das estocadas me fazendo delirar e aumentar bem mais o ritmo acabando por acertar várias vezes a próstata de meu namorado que só sabia gemer loucamente. Geno soltou mais um alto e longo gemido manhoso e gozou se sujando e me sujando jutno com seus fluidos, acabei não me aguentando e me liberei dentro de Geno o mais fundo que eu poderia.

Ofegante, me deitei colocando Geno deitado por cima de mim sem retirar meu pênis do interior dele, meu pequeno deitou a cabeça em meu peito e se aninhou em meus braços enquanto ofegava baixinho me apertando. Com dificuldade, consegui puxar um cobertor cobrindo eu e Geno da cintura para baixo já que sentiamos calor de termos suados por conta da foda gostosa que tivemos.

— G-greve seu idiota...- Geno resmungou me olhando cansado e emburrado, somente ri fraco e o observei sabendo que ele iria desistir da greve já que ele não aguenta os meus encantos. Lentamente Geno adormeceu em meu peito e acabei adormecendo junto dele enquanto que meus braços se envolveram na cintura dele; como já era de tarde, teria nada mais e nada menos que o por do sol o que facilitou de dormir com mais facilidade.

Eu amo ele.

Error p.o.v

— Kinky o que houve? - Olhei para o idiota que me abraçava com uma cara de traumatizado, Ink engoliu em seco e me apertou logo dizendo:

— Eu ouvi o Reaper e o Geno transando quando fui chamar eles e eu tô excitado agora...- Engoli em seco e olhei o idiota, empurrei Ink e tentei me levantar da cama mas ele foi bem mais rápido do que eu e ficou por cima de mim. Ink se enfiou entre minhas pernas e mordeu o lábio inferior enquanto me olhava com desejo.

Meu cu está lascado.


Notas Finais


Bem, eu consegui de alguma forma fazer isso. Impressionante.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...