1. Spirit Fanfics >
  2. My love >
  3. Onde tudo começou

História My love - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Onde tudo começou


Fanfic / Fanfiction My love - Capítulo 1 - Onde tudo começou

Flavia Pavanelli

-Então o que falta pra você sair comigo? -O moço disse me encarando e eu ri.

-Não saio com pessoas que eu não conheço, gostaria de mais uma bebida?- perguntei e ele sorriu, não vou mentir ele era atraente e muito bem atraente, mas quando vim trabalhar aqui jurei que não iria dormir com nenhum cliente e também hoje é meu último dia que mau poderia acontecer?

-Paulo Dybala e o seu é Flavia, prazer em conhecer, e sim aceito mais uma cerveja, e espero que pense com carinho pra sair comigo -Ele disse assim que eu entreguei a cerveja pra ele, e ele saiu indo em direção a uma mesa que estava uma outra moça e mais um cara, logo veio o Robert, Robert era gay e também brasileiro e meu melhor amigo, mas como ele era segurança aqui no Bar tinha que agir feito macho, como diz Bela a patroa.

-Gata se eu fosse você agarrava esse macho e sentava nele com tudo, que ele nunca ia me esquecer, se bem que ele tá aqui quase todos os dias e está sempre te encarando, aproveita amiga sua louca seu último dia, depois você vai se mudar. E ele é jogador de futebol deve ter muito fôlego, experiência própria more -Robert disse cochichando no meu ouvido e vi o Paulo nós encarar, e eu ri concordando.

-Boa ideia, meu turno acaba daqui a meia hora, vou limpar umas mesas por aí - eu disse e ele piscou pra mim, me seguindo, resolvi ir limpar a mesa atrás do Paulo onde estava cheio de copo, mas ouvi coisas que não queria ter ouvido.

(Conversa)

-Ela não quer você Paulo, olha pra ela, é linda demais pra alguém como você, se ela não quiser você eu quero, você tá só por momento e eu tô pra relacionamento. -Um cara que estava na mesa com o Paulo disse e a moça que estava com ele começou a falar.

-Você que acha, Paulo vem lá de Turim, até aqui Barcelona pra ver essa moça, só pra comer ela? Tá na cara que ele quer algo a mais com ela, ele vem todos os dias aqui e cuida ela, e só hoje ele criou coragem de falar com ela. - ela disse e logo derrubei a bandeja junto com o Robert chamando a atenção de todos, Rimos.

- você ouviu ele gosta de você, e você se fazendo de pateta -Robert disse cochichando e eu ri dando um tapa nele.

-Para Robert, vem vamos levar essas coisas -Eu disse me levantando e arrumando meu vestido e vi que o Paulo me encarava da cabeça aos pés, fui com a ajuda do Robert até o balcão, lavei as coisas e fiquei observando as pessoas dançarem.

-Então o que você decidiu? -Paulo disse me assustando e eu ri.

-Tudo bem Paulo, eu saio com você mas com uma condição, eu preciso comer alguma coisa, estou faminta e eu saio daqui a 5 minutos, só vou trocar de roupa - Eu disse e ele saiu comemorando até a mesa que ele estava com os amigos antes.

-Se cuida gata, qualquer coisa me liga que eu vou atrás de você hein -Robert disse cochichando e eu fui trocar de roupa, estava um pouco quente na rua, vesti uma calça jeans e uma camisa manga curta, e coloquei um salto e sai me despedi de todos e fui pra fora, mas estava só a amiga dele e o amigo.

-Oi sou Antonella, amiga e ex namorada do Paulo e esse é o Henri, espero que não seja mais uma interesseira -Ela disse e eu encarei ela e sorri.

-Não se preocupem não sou igual a pessoa como você -Eu disse e o Henri riu dela, sai seguindo meu caminho indo em direção ao ponto de ônibus, não tenho paciência pra gente escrota.

-Hey tá indo aonde? -Paulo perguntou e eu suspirei.

-Vou pegar um ônibus não é meio óbvio? -Eu disse rude e ele levantou as mãos.

-Desculpa eu te falei alguma coisa que você não gostou? -Ele perguntou me encarando e eu bufei.

-Olha me perdoe, eu estou cansada e com muita fome, não tomei café e nem jantei só almocei, e já ouvi muita besteira só hoje - Eu disse e ele concordou.

-Tudo bem, então vamos jantar, vou preparar algo pra você, vou te levar no meu apartamento, o que você gosta de comer? -Paulo disse abrindo a porta do carro pra mim e eu ri concordando, dei um beijo na bochecha dele e entrei no carro.

Paulo Dybala

Não consigo acreditar, ela está aqui comigo no meu lado no meu apartamento, não vou deixar ela escapar nunca mais.

-Então o que você vai fazer pra mim comer? -Flavia perguntou me encarando e eu ri.

-Nem larguei a chave ainda, Vou fazer algo rápido, se quiser tomar banho ou tomar algo pode pegar -Eu disse indo pra cozinha e fui preparar uma massa com molho branco e bacon.

-Quer ajuda? Pra fazer a comida? -Flavia disse aparecendo com a cabelo molhado e eu assenti, entregando a colher pra ela mexer o molho.

-Eu trouxe vinho, claro não é daqueles que você tem ali na adega, mas é bom - Ela disse e eu ri.

-Escolha um pra nós, e vem jantar -Eu disse e ela foi saltitante até a sala, organizei a mesa e esperei ela vir, e ela veio com um vinho francês e se sentou na mesa.

-Espero que goste e então Flavia você é da onde? -Perguntei a ela e observei ela comer.

-Sou do Brasil e você? -Ela perguntou e eu ri ainda não acredito que ela não saiba quem sou eu.

-sou Argentino, sempre quis conhecer o Brasil - eu disse sorrindo.

-Sempre quis conhecer Argentina, e como é sua família? -Ela perguntou dando uma garfada na Massa.

-Minha família é apenas mamãe e eu e meus dois irmãos, meu pai faleceu anos atrás, não gosto de falar muito disso e a sua? -Eu disse bebericando o vinho.

-Bom minha família é apenas eu, não tenho contato com a minha família quer dizer, até tenho apenas com a minha mãe e minha irmã, meu pai não fala comigo pois eu não quis entrar nos negócios da família, ele disse pra mim ou seja da área de negócios ou vai embora e aí você já sabe né, eu vim embora -Ela disse tristonha e brincando com a comida.

-Você não quer mais? -Eu perguntei e ela negou -Deixa aí só ficou os pratos e as taças e a panela, amanhã eu lavo -Eu disse pegando as taças e chamando ela pra sentar na sala.

.......

-Eu gostei de você Paulo de verdade,mas você é muito chato, vamos tirar uma foto - ela disse pegando meu celular, e eu sorri pra foto.

-Você também é bem legalzinha, não vou mentir -Eu disse sussurrando e beijando o pescoço dela, e logo ela subiu no meu colo, e começou a rebolar.

-Você é muito lerdo as vezes -Ela disse e depois começou a mordiscar meu pescoço, segurei sua cintura pegando ela no colo e fui até o quarto.

-Paulo você tem preservativo? - Ela perguntou assim que eu deitei ela na cama, eu assenti, tirei sua calça e fui beijando suas pernas até chegar na sua intimidade.

Flavia Pavanelli

Suas mãos grandes foram até a minha intimidade apertando-a por cima do pano da calcinha. Um gemido escapou dos meus lábios. – Como eu imaginava. – Paulo mordeu meu pescoço com delicadeza.

           Sem pensar duas vezes empurrei seu corpo conta da cama fazendo-o cair de costas na mesma com um sorri. Puxei sua calça para baixo juntamente com a sua cueca Box. Olhei para cima e ele olhava com desejo para mim. Seu membro estava duro sorri para ele e o coloquei de uma vez na boca, Paulo soltou um gemido abafado e forçou minha cabeça contra seu pau. Passei minha língua por toda a cabeça e com as mãos fazia movimentos. Seus gemidos aumentava com a intensidade que eu o chupava, mas longo parei não queria que ele gozasse agora.

     Paulo inverteu as posições. Ele puxou a camiseta que eu usava para cima, e logo depois a calcinha. Sua língua quente foram de encontro com o clitóris fazendo movimentos circulares estimulando o local e se ele continuasse não iria aguentar por muito tempo Paulo parou e sem dizer nada colocou o preservativo e todo seu membro dentro do meu corpo, suas estocadas estavam rápidas e fortes. Segurei no lençol da cama e mordi os lábios para conter os gemidos, mas não estava funcionando. Eu estava próxima ao meu orgasmo assim como ele, minhas mãos foram até as suas costas aranhando-as Paulo parecia estar gostando daquilo, assim como eu. Mas algumas investidas chegaram ao meu orgasmo junto com ele.

-Uau -Dizemos juntos e logo o Paulo me deu um beijo e foi no banheiro, não sei o que eu estava fazendo aqui, sou mais um caso de uma noite, me vesti rápido peguei minhas coisas e fui embora.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...