História My Love Academy - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Chiyo Shuzenji (Recovery Girl), Dabi, Denki Kaminari, Eijirou Kirishima, Enji Todoroki (Endeavor), Fumikage Tokoyami, Fuyumi Todoroki, Hanta Sero, Hawks, Hitoshi Shinsou, Hizashi Yamada (Present Mic), Inko Midoriya, Izuku Midoriya (Deku), Katsuki Bakugou, Kyoka Jiro, Mashirao Ojiro, Mina Ashido, Minoru Mineta, Mirio Togata (Lemillion), Momo Yaoyorozu, Natsuo Todoroki, Nejire Hado, Ochako Uraraka (Uravity), Personagens Originais, Shouta Aizawa (Eraserhead), Shouto Todoroki, Tamaki Amajiki (Sun Eater), Tenya Iida, Tsuyu Asui
Visualizações 27
Palavras 3.543
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aah💛💜

Capítulo 3 - Kaminari Denki


Fanfic / Fanfiction My Love Academy - Capítulo 3 - Kaminari Denki

De que adianta entrar numa escola de inteligência altíssima e não se esforçar? 

Esse era o caso de Denki Kaminari, um aluno do 2°A , que havia tirado uma nota mediana nos exames de admissão do colégio, mas suas notas no primeiro bimestre eram horríveis, e a semana de provas do segundo bimestre estavam chegando rápido. 

A diretoria resolveu fazer com que ele estudasse de uma forma mais rápida. 

E, de que adiante ser extremamente inteligente, mas preguiçoso e sem esforço? 

Esse era o caso de Hitoshi Shinsou, um aluno do 2°B , que teve ótimas notas, mas sempre faltava em dias de provas ou estava simplesmente dormindo. Não entregava trabalhos, não gostava de apresentar em grupos e odiava sua sala, se recusando a trabalhar com outros alunos . 

Diante disso, o Conselho teve a ideia mais inteligente, ou a mais idiota, de fazer com que Denki, que era animado e elétrico, mas burro como uma porta, estudasse com Shinsou, que era extremamente inteligente mais mole como pudim. 

E estavam prontos para dar a notícia para eles:

.. 

Faltava somente uma semana de aula pra as amadas férias de julho do Kaminari, que estava animado. Tinha feito novos amigos e sempre saiam juntos, indo comer fora, dormir na casa um do outro ou somente para se verem mesmo, até que :

-"Kaminari Denki, comparecer a diretoria, Kaminari Denki.. "- a voz das caixas de som corriam por todo o corredor. 

- Que merda você fez agora!? - Bakugou pergunta, fechando seu armário e pegando seus livros. 

- Não enche, Bomba. - Resmungou o loiro, caminhando até a diretoria, onde encontrou com o aluno do 2°B sentado. Se sentou ao seu lado e ficou em silêncio e logo o diretor Nezu os chamou. 

- Vocês dois são completos opostos um do outro. - Falou o Diretor. - Denki, é elétrico e animado, mas não é muito inteligente.. Hitoshi, é inteligente, mas não se esforça. 

- E o que tem haver? - Denki pergunta, sem entender. 

- Pra melhorar o rendimento dos dois, vamos mudar Shinsou de classe e você vai estudar com ele até a semana de provas. - Respondeu simples o diretor, mas quase fez os dois gritarem. 

Por incrível que pareça, Shinsou estava feliz, já que não gostava de sua sala. Acabaram entrando num acordo, e iriam estudar todos os dias, até semana que vem, na casa do Hitoshi. 

(Depois da escola.) 

Denki estava saindo da escola com seu grupo, rindo, até que Shinsou foi até ele, parando o grupo. 

- Kaminari.. Está na hora de irmos estudar.. - Falou sério, com sua cara cansada de sempre.

- Ah.. Sim . - Respondeu o loiro, se despedindo do grupo e indo até a estação com Shinsou. Esperaram o metrô e, assim que chegou, entraram e se sentaram um ao lado do outro. 

Denki olhou de relance para o maior, que estava com os olhos fechados e braços cruzados. Ele era a cara de seu professor, e quase perguntou se eram pai e filho , mas resolveu não atrapalhar o descanso do outro. 

Quando chegaram em uma determinada parada, o Hitoshi abriu os olhos e se levantou, caminhando para fora dali. 

Pegaram um ônibus assim que saíram da estação, não ficando nem 5 minutos até saíram de novo.

- Cara, você mora em outra cidade!? - Perguntou Denki, impaciente. E ele logo adentrou um grande prédio, com vários andares e uma linda recepção . 

Entraram no elevador e novamente Shinsou fez sua posição de braços cruzados, cabeça baixa e olhos fechados. E Denki continuou a o fitar de lado. 

-"Não acho que eles morem juntos, mas a semelhança é cômica. "- Pensou, o olhando. O elevador parou e eles saíram, indo até a última porta do corredor. 

Hitoshi tirou uma chave do bolso e abriu a porta, entrando . Caminharam até a sala, onde a mãe de Shinsou estava vendo TV, e seu marido na cozinha terminando o jantar. 

- Ah, Shinsou, trouxe um amigo? - Pergunta a mais velha, indo até o filho. Denki se apresentou e deu um sorrisinho meigo. 

- Ele vai estudar comigo até semana que vem.. Vamos pro quarto, não perturbem. - Falou o Hitoshi mais novo. Ele caminhou em direção as escadas, dando um breve aceno ao seu pai na cozinha e indo pro quarto. 

Chegaram e Denki viu um lugar arrumado e cheiroso, com as coisas organizadas (coisa que o surpreendeu, pois podia jurar que seria tudo bagunçado). 

- Vou tomar um banho, pode ir se ajeitando, não deite na minha cama , mexa nas minhas coisas ou faça bagunça. - Falou autoritário, colocando a sua mochila em cima da cama e pegando uma toalha, saindo depois. 

Denki  esperou  ele entrar no banheiro pra fazer exatamente tudo que ele disse pra não fazer. Olhou suas coisas, xeretou suas gavetas e criado mudo, ficando um pouco sem graça quando encontrou camisinhas, algumas revistas e creme para o corpo. 

A porta do banheiro foi aberta e, de lá de dentro, saiu Shinsou, somente com uma toalha em volta da cintura e uma cara de bravo. 

- Fez tudo que eu disse pra não fazer, não é? - Ele diz, caminhando até o loiro, bravo. 

- C-Calma ai! - Ele dizia assustado , recuando. - S-Se for me bater, coloca ao menos uma roupa! 

Ele bateu os pés no estrado da cama, caindo em cima dela. Shinsou subiu no colo dele, segurando seus pulsos de Denki acima de sua cabeça que, àquela altura, estava extremamente sem graça. 

- S-Shinsou..? - Ele pergunta. 

- Eu vou te punir, você fez tudo que eu mandei não fazer, você é idiota ? - Perguntou, se aproximando de Denki e sussurrando em sua orelha. - Você vai gostar.. Não se preocupe. 

- Shinso- Ahh.. - Ele geme, ao sentir o mesmo morder sua orelha, lambendo até seu pescoço e mordendo seu pomo de Adão. 

Denki era virgem, e nunca tinha experimentado aquelas coisas, mas as sensações eram muito viciantes. Ele molhava seu pescoço, deixando chupões e marcas por toda extensão, que fazia o loiro empurrar Shinsou ,sem forças ,para trás. 

Estava corado, mas gostando daquilo. Aos poucos foi cedendo mais, abrindo as pernas e correndo as mãos pelos braços surpreendente malhados do homem de cabelos roxos, que viu que ele o queria. 

Shinsou levantou a blusa dele, prendendo atrás da cabeça, forçando seus braços pra cima, e começou a chupar seu mamilo duro, de tanto tesão. Sua cueca já apertava seu membro, mas não entendia o que se passava. 

- Shinsou, estou entrando. - A voz de sua mãe é ouvida e Denki chuta Hitoshi para longe, abaixando sua camisa e virando a cara. 

- Que foi? - Pergunta sério, olhando para a mãe.

- O jantar está pronto.. Desçam quando "terminar ".. - Falou e fechou a porta, dando privacidade aos dois novamente.

- Vamos continuar. - Falou o roxeado, indo até Denki, mas esse acabou por não ceder dessa vez.

- Sua mãe acabou de nos ver! - Ele diz sem graça e corado. - Você devia ao menos estar tenso com isso! 

- Não é a primeira vez. - Comentou. Ele tirou a toalha e Denki fechou os olhos. - Eu estava de cueca.. 

Denki saiu do quarto irritado e sem graça, batendo a porta e esperando o maior do lado de fora. Saiu usando uma calça moletom cinza com uma blusa de manga curta preta e descalço. 

(Quebra de tempo) :

Já sentados á mesa, Shinsou comia tranquilo, enquanto Denki continuava em silêncio e sem graça. 

- Então.. Denki-Kun.. - O pai de Shinsou chama, o fazendo dar um pulo na cadeira e olhar para o mais velho, que era a cara do filho . - Vocês se conhecem á muito tempo? 

- N-não.. Quer dizer, estudamos na mesma escola desde o ano passado, mas só fomos conversar hoje. - Respondeu e sua mãe fica um pouco chocada. 

- Vocês estão saindo? - Pergunta a mulher, fazendo Denki queimar no lugar, de tanta vergonha . 

- Na-

- Sim, mais ou menos isso. - Shinsou responde, fazendo Denki quase ter um ataque. - Se acabaram a entrevista, FBI, vamos subir. 

- Claro . - Seus pais dizem juntos. O maior pegou Denki pelo braço e o puxou até seu quarto de novo. 

Ao abrir a porta, jogou o menor em cima da cama, fechando a porta assim que passou. 

- Você é gay!? - Perguntou o loiro, assustado. Mas, diferente do que esperava, o maior não o atacou de novo, só se sentou na cama, pegando seus materiais e começando a abrir os cadernos. 

- Sou Pansexual. - Falou, procurando as páginas certas. 

- Que porra é essa? - Pergunta desentendido, e o outro da um sorriso de canto, se virando rápido e segurando o rosto dele, fazendo-o olhar em seus olhos púrpura. 

- Eu não me atraio por sexo, homem ou mulher. Me atraio por pessoas, independente da sexualidade. - Respondeu, dando uma lambidinha nos lábios dele e o soltando. - E você? É gay ? 

- N-não.. - Respondeu, olhando de canto, e meio confuso. - Bom, eu não sei dizer, nunca fiquei com homens, então não posso dizer que não ou que sim . 

- Mas se não fosse, você não iria ceder pra mim daquele jeito. - Ele diz sorrindo, vendo Denki ficar vermelho. - Você tinha até aberto as pernas e estava me puxando, queria continuar . 

- Cala a bocaaa! - Fala bravo, pegando um travesseiro e escondendo o rosto. - Vamos estudar logo! 

.. 

O resto da noite, os dois passaram lendo, elaborando exercícios e conversando um pouco . Denki estranhava aquele ser ao seu lado, porque hora estava dando em cima de si, e depois parecia não dar a mínima. 

Eram quase 23:00 quando Shinsou levantou o olhar de seu livro de física para ver Denki, que estava dormindo. Ele deu risada, pegando seus materiais e guardando na mochila. 

Depois que finalmente tomou seu banho, avisou os pais que o loiro iria dormir com ele, e não teve objeções. Então voltou pro quarto e jogou Denki na cama, que acordou assustado. 

- Aah, de novo não, eu tô com sono.. - Ele diz se enfiando de baixo das cobertas. Shinsou puxou a roupa de cama, revelando o loiro assustado e corado. Ele o puxou e o prendeu em baixo de si, começando a tirar suas roupas e jogar pelo cômodo. - Shinsou! 

- Coloca minha blusa e meu shorts pra dormir, vai dormir de uniforme? - Pergunta sério, vendo o outro catar as peças de roupa de sua mão e correr para o banheiro.

Ele fez suas necessidades e se vestiu, pegando um prendedor de cabelo e amarrando seus fios compridos. Saiu dali e viu o roxeado se despindo, ficando somente de cueca box preta. 

- Então.. Onde eu vou dormir? - Perguntou sem graça, mas obviamente sabia qual seria a resposta. 

Shinsou só o puxou pelo pulso e jogou na cama, se deitando depois e os cobrindo. Desligou as luminárias  e se agarrou com Denki, escondendo a cabeça na dobra de seu pescoço. 

- Boa noite, Pikachu. - Falou, fechando os olhos. Denki estava corado, sem graça e confuso, nunca se imaginaria naquela situação, mas até que gostava da atenção do maior .

- Shinsou. - Ele chama alguns minutos depois, ouvindo os roncos do mesmo. - O infeliz! 

- Que é, inferno.. - Fala bravo. 

- Se eu me sentir a-atraido por você.. Isso faz de mim.. Gay? - Perguntou. Shinsou ascendeu um dos abajures e olhou para o rosto de Denki, que estava corado. 

- Sente atração por mim? 

- .. Um pouco. - Respondeu olhando para o lado, mas ao ouvir uma risada do outro, se virou para olhar. 

- Você só gosta que eu te provoque, não sei dizer se isso te faz gay. - Respondeu, apagando as luzes e voltando a dormir. 

Denki deixou as coisas de lado, e indo dormir para o próximo dia. 

:

De manhã :

Shinsou acordou as quatro da manhã, e ficou jogando joguinho no celular até dar a hora de se arrumar pra ir à escola. Acordou Denki, jogando seu uniforme pra ele e indo se vestir no banheiro. 

Ficaram prontos em cinco minutos, e, quando iam sair, Shinsou puxou Denki, encostando sua virilha na bunda dele e o abraçando por trás. 

- Vai voltar hoje a noite? - Perguntou o maior, fazendo Denki colocar as mãos no rosto, escondendo sua vergonha. 

- S-sim.. Mas só pra estudar. - Respondeu, se soltando e correndo para o primeiro andar. Encontrou os pais dele arrumando o café da manhã, e convidou Denki para se sentar . 

- Bom, espero que cuide do nosso filho, ele é muito introvertido, é um alívio saber que ele gosta de alguém. - Falou a mãe dele, dando um sorrisinho. 

- Ah.. Tá . 

- Shinsou! - Seu pai chama, e logo o mesmo desceu, com sua carranca típica e olheiras. - Bom dia.

- Precisa gritar? São sete da manhã. - Ele brada irritado, bufando. 

- Nossa, já acordou de mal humor? - Perguntou o mais velho, rindo. - Seu namorado é bem humorado, devia aprender com ele. 

-N-Na.. 

- Humorado é? - Pergunta se sentado a mesa e tomando café. Terminaram de comer e saíram para a estação, onde ficaram esperando o metro. 

- Por que falou pro seus pais que somos namorados!? - Pergunta bravo, e o outro deita a cabeça em seu ombro. 

- Sei lá.. Explicar que você e eu temos que estudar juntos por que eu não sou animado e blá blá blá.. Acho mais fácil dizer que temos algo. - Respondeu. 

- M-mas não precisa fingir aqui.. Seus pais não estão por perto. - Ele diz. 

- Quem disse que eu to fingindo? - Pergunta e Denki arregala os olhos. - Tô brincando.. 

Denki beliscou o braço do maior, apertando com força , o fazendo se levantar. 

- Isso vai ter troco mais tarde. - Respondeu Shinsou, acariciando o local dolorido. 

Depois que o metrô chegou , eles entraram e ficaram em silêncio até a escola, e, ao chegarem na estação mais próxima, desceram e caminharam até o Colégio. 

Próximo de chegar ,  Shinsou deu um tapa na bunda de Denki e se despediu, entrando na escola e sumindo de vista. 

O loiro quase gritou com tudo aquilo, precisava achar seus amigos logo pra conversar sobre, mas não os encontrava, até que.. 

- Denki! - Kirishima fala animado, tocando seu ombro. - Você nem passou em casa ontem . 

- Dormi na casa do Shinsou.. - Falou e puxou Kirishima para trás da escola, o jogando no chão e começando a explicar tudo, desde quando chegou na casa dele, até o tapa em sua bunda. 

- Cara.. Você gosta dele . - Respondeu o ruivo, olhando a cara de susto de Denki. 

- Claro que não! - Responde rápido. 

- Claro que sim, dormiu na casa dele, comeram juntos, quase transaram, e dormiram na mesma cama. Se você não gostasse dele teria ficado irritado com tudo aquilo e teria ido embora. - Explicou. - Você é gay? Eu não sabia.

- Eu não sou gay! - Fala corado. - E-Eu.. Sou Pansexual. 

- Oh.. Isso é novo. - Comentou rindo. - Bom, não sou bom com esse assunto, mas se você gosta dele, tenta se abrir mais, e não.. "Daquele " Jeito. 

- Você é ridículo e eu te odeio, Kirishima. 

Ele saiu andando para sua sala e, no caminho, cruzou com Shinsou, que conversava com Monoma e Tetsutetsu . Ao ver o loiro, o maior sorriu de canto, dando uma piscadinha. 

- "merda.merda.merda.merda."- Denki pensava. Ao passar por ele, Shinsou discretamente apertou sua bunda, o fazendo pular de susto e fazer careta. 

Correu pra sua sala e se sentou em sua mesa, deitando a cabeça na carteira. Ficou ali até dar o sinal da primeira aula,  quando Aizawa entrou, colocando seu material  na mesa.

- Vamos para o laboratório de química com o 2°B. Peguem seus cadernos de química e vão. - Comentou e Denki só faltou gritar de raiva. 

- Não é possível!! - Falava puxando seus próprios cabelos. - Quanto mais eu tento ficar longe dele, mais a natureza puxa ele pra mim de volta. 

- Você sempre foi estranho, mas hoje, particularmente, tá bem mais. - Bakugou fala irritado. - Cê tá bem? 

- Sim.. - Fala com uma gota na testa, pegando seu material e indo para o laboratório. Ao chegar, ia ser sentar com Sero, mas foi puxado para a mesma mesa de Shinsou, por ele mesmo. - Não é possível isso, o mundo conspira contra mim. 

- Eu conspiro contra você. - Responde. 

A aula toda, Shinsou ficou cutucando Denki, que abaixava a cabeça e se controlava para não gritar com ele. 

- Que inferno viu! - Ele sussurra. 

- Eu vou mudar para sua sala amanhã, vai ser meio que obrigado a me aguentar. - Shinsou diz. Por debaixo da mesa, passou a mão na perna dele, subindo cada vez mais. Só que, antes de chegar em seu membro, Denki segurou a mão dele, cruzando seus dedos e apertando um pouco. 

- Fica assim. - Fala vermelho e olhando para baixo. 

Depois daquela aula , pelo  resto do dia, Denki não viu mais o roxeado, se sentindo até um pouco solitário algumas horas, mas estava animado, pois iria voltar pra casa dele. 

Na última aula, ele olhava para o chão, deitado com os braços cruzados e um bico. 

-"Eu não sei como reagir.. Não sei fazer as mesmas coisas que ele, mas me sinto bem perto do Shinsou.. "- O loiro pensava -" É irritante.. Mas eu preciso descobrir se sou gay, Pan ou hétero. E vou fazer isso essa noite. " 

Assim que o sinal tocou, ele se encontrou com Shinsou no corredor, caminhado para fora da escola. 

- Shinsou eu-

- Hitoshi-Senpai! - Uma garota do primeiro ano vinha correndo em sua direção, com uma carta na mão e o rosto corado. Denki ficou um pouco enciumado com o jeito que ela se aproximou dele. - E-Eu.. Queria te falar uma coisa. 

- Hm.. - Falou com as mãos no bolso e seu olhar desinteressado de sempre. - O quê? 

- Você está saindo com alguém, ou gosta de alguém? - Pergunta, enrolando alguns pedaços do cabelo nos dedos. 

Para Denki, a garota era bonita, com um corpo bonito, rosto simétrico e cabelos negros lindos, mas ainda estava bravo por tê-la ali, quase se declarando para o seu suposto "namorado ".

- Sim, eu já namoro.- Ele respondeu, pegando a mão de Denki e o puxando mais pra perto . - Sinto muito, mas não posso aceitar sua futura declaração. 

Ele saiu segurando a mão de Denki, e só foi soltar nos portões.

O loiro não sabia se ficava feliz ou com vergonha daquilo, mas preferiu não comentar. 

- .. Você ia me dizer algo antes daquela garota chegar, o que era? - O maior pergunta, sem olhar para o loiro. 

- Eu esqueci.. - Mentiu o menor, olhando pra baixo.

.. 

(Na casa de Shinsou) :

Depois de cumprimentar os pais de Shinsou mais uma vez, Denki subiu para o quarto dele novamente, e, ao fechar a porta, ele se sentou na cama. 

- Eu lembrei.. - Ele diz corado, apertando o lençol na mão. - E-Eu vou descobrir se sou Gay, Bi, Pan ou Hétero. 

- Hm.. E como pretende fazer isso? - Pergunta Shinsou, sentado ao lado dele. 

Denki fechou os olhos, criando coragem e se virando. Subiu no colo do maior, que se surpreendeu com o ato.

- Só.. Fica quieto. - O loiro diz sem graça, abraçando o pescoço dele. Shinsou sorriu de canto, abraçando a cintura de Denki e o trazendo mais pra perto. 

O loiro se aproximou, dando um selinho rápido nos lábios dele, se afastando depois. 

- Descobriu? - Pergunta rindo. Denki bufou e deu outro beijo, dessa vez um selinho molhado e demorado, que foi mais satisfatório . 

- Não.. 

- Eu te ajudo então. - Ele diz, deitando Denki na cama, ficando por cima dele, passou o polegar nos lábios dele, brincando, enquanto o outro o olhava com desejo. - Você tem uma boca linda, só quero descobrir o gosto. 

Denki segurou a cabeça de Hitoshi, puxando pra baixo e iniciando outro beijo mas que, dessa vez, foi Shinsou que guiou. 

O maior deu uma mordidinha no lábio inferior dele, puxando pra trás, quando soltou, apertou as bochechas dele, o fazendo abrir a boca. Sua língua o invadiu, indo de encontro com a dele. 

As línguas rodopiavam e giravam em suas bocas, explorando cada vez mais seus gostos. Além do beijo, Shinsou se encaixou no meio das pernas de Denki, sarrando seu jeans com o dele  , causando uma fricção gostosa. 

Com a aproximação do maior, Denki abriu as pernas e as cruzou na cintura dele, trazendo o ainda mais perto de si. 

Quando eles se separaram do beijo, ambos estavam um pouco vermelhos, com o olhar nublado e bocas inchadas. 

- E ai.. Descobriu? - Perguntou o maior novamente, acariciando o rosto dele com o polegar. 

- Ainda não.. Vamos precisar fazer isso mais vezes . - Denki diz, o puxando para outro beijo . 

- Rs.. Com prazer. - Falou o outro. 



Notas Finais


Inesperado? Sim
Diferente? Sim
Eu amei? SIM!!
Obrigado por lerem, e desculpem a demora, me acidentei e fiquei de repouso kkk mas vou postar com mais frequência de novo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...