História My Love Academy - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Chiyo Shuzenji (Recovery Girl), Dabi, Denki Kaminari, Eijirou Kirishima, Enji Todoroki (Endeavor), Fumikage Tokoyami, Fuyumi Todoroki, Hanta Sero, Hawks, Hitoshi Shinsou, Hizashi Yamada (Present Mic), Inko Midoriya, Izuku Midoriya (Deku), Katsuki Bakugou, Kyoka Jiro, Mashirao Ojiro, Mina Ashido, Minoru Mineta, Mirio Togata (Lemillion), Momo Yaoyorozu, Natsuo Todoroki, Nejire Hado, Ochako Uraraka (Uravity), Personagens Originais, Shouta Aizawa (Eraserhead), Shouto Todoroki, Tamaki Amajiki (Sun Eater), Tenya Iida, Tsuyu Asui
Visualizações 15
Palavras 3.512
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Um dos meus casais favoritos dps de KiriBaku ❤❤
Espero que gostem.

Capítulo 4 - Tamaki Amajiki


Fanfic / Fanfiction My Love Academy - Capítulo 4 - Tamaki Amajiki

Tamaki Amajiki POV'S On :

..

Já faz mais de 10 anos que eu conheço ele. E faz mais de dez anos que somos amigos. Eu conheci Mirio Togata no primário, quando eu tinha acabado de mudar de cidade.. 

(Flash back On) :

Recém chegado na cidade, o pequeno Amajiki estava relutante em ir pra sua nova escola, mas seus pais insistiram e acabaram convencendo o garoto . 

Tamaki era pequeno, frágil, anti social e bem calado, motivos ótimos para ser zombado em seu primeiro dia de aula. 

Sempre se vestia de preto, já que não gostava de claridade, também tinha o corte de cabelo em duas franjas grandes e a parte de trás comprida, mas que batia acima do ombro. Suas orelhas o irritaram, pois eram um pouco maiores e pontudas que as outras (outro motivo para ele usar o penteado comprido, na esperança de esconder suas orelhas).

No carro, a caminho da escola, ele estava com seu olhar de sem esperança de sempre, agarrado a sua blusa e com a cabeça baixa. Seus pais tentavam ao máximo o animar, mas parecia que qualquer esforço só piorava e o deixava mais tenso . 

Na frente da escolinha primária, seu pai parou o carro e ele desceu, agarrado com a mochila, a abraçando com força, enquanto se despedia . 

Assim que os pais sumiram de vista, ele suspirou e entrou rápido, evitando chamar a atenção. Pegou também sua blusa de frio, a vestindo e colocando o capuz, que deixava seu rosto coberto e escuro. 

Estava na sala borboleta, e quando chegou, viu que todos já estavam lá e a professora se apressou para ir até ele e apresentar para o resto da sala. 

- Bom turma, hoje vamos ter um novo colega.. Sejam legais com ele. - Ela diz e olha para Tamaki que estava com as mãos nos bolsos da blusa e olhando para baixo.

- Meu nome é Tamaki Amajiki..,prazer em conhecê-los. - Falou quase num sussurro e um silêncio pairou o ar . Logo ele começou a ouvir as outras crianças :

"Ele é estranho "

"Porque ele se veste de preto? "

"Ele me dá medo, não vou ficar perto dele! " 

Com os comentários ele logo ficou ainda mais triste e sem vontade de ficar ali, até que outro aluno se levantou, com um largo sorriso no rosto. 

- Prazer em te conhecer, Tamaki-Kun!! - Mirio Togata, o garoto mais querido dali dizia com brilho em seus olhos, sorrindo para Tamaki. - Pode se sentar aqui do meu lado. 

- Obrigada Mirio, pode ir Tamaki-Kun.. - A professors diz aliviada. 

Tamaki se sentou ao lado do garotinho alto, loiro e de olhos azuis. Era incrível como ele era o total oposto de Tamaki. Enquanto Mirio era bonito, alto, corajoso e confiante, Tamaki se achava feio, baixinho, fraco e frágil.

- Porque veio pra cá? - Mirio começava a perguntar, como uma típica criança curiosa. 

O dia todo Mirio ficou ao lado de Tamaki, elogiando as coisas que ele sabia fazer e "como ele era inteligente". E ali nasceu uma amizade verdadeira e que iria durar muito tempo. 

.. 

(Flashback Off) :

Aah.. Depois daquele dia meus dias eram mais iluminados, porque Mirio era meu sol, e eu era a Lua dele .. 

Depois daquele dia viramos amigos inseparáveis, mesmo que eu sempre vivesse na sombra dele . Mas isso não me incomodava, Mirio sempre cuidou de mim, me defendeu e me fez aceitar como eu sou. 

Já quando estávamos no sétimo ano, Mirio me fez gostar da minha aparência, e também.. Revelar que a minha sexualidade.. :

Estávamos na educação física, era a última aula do dia, e, obviamente, eu estava sentado na arquibancada, vendo ele jogar, até que foi a vez das meninas e ele correu até mim. 

Estava com a minha blusa preta, com a touca na cabeça e com fones de ouvido, mas quando ele se sentou ao meu lado, eu tirei e o olhei de canto. 

- Cara, eu tô muito cansado! - Falou sorrindo e afobando a blusa. Mesmo naquela idade, Mirio já era maior que eu e mais musculoso. 

- Vai correr mais um pouco.. - Eu falei irônico, dando um pequeno sorriso de canto. Ele olhou para mim e fez uma cara confusa. 

- Hoje tá muito quente, porque você tá de blusa de frio? - Ele pergunta e eu aperto a manga da peça de roupa, desviando o olhar. 

- Eu não gosto que vejam minhas orelhas.. - Respondi corado, baixando o olhar. Mas quando ele puxou meu capuz pra trás, eu arregalei os olhos. 

- Suas orelhas são normais, eu acho bonitas . - Ele diz, colocando os dedos na minha franja e empurrando pra trás da minha orelha, com um sorrisinho travesso no rosto, mas extremamente inocente.

Acho que naquele dia eu fiquei extremamente corado, mas feliz por aquilo.

- Não só suas orelhas, Tamaki-Kun.. Você é muito bonito também! - Falou com sua ingenuidade de sempre.

Depois daquilo, eu tive certeza que gostava do Mirio, mais do que um amigo. 

.. 

Continuamos juntos, crescendo e aprendendo com os anos que vinham. Vi o Mirio crescer cada vez mais e ficar mais bonito, arranjando namoradas, alguns brigas e sempre ser o garoto popular das escolas que nós íamos. Ele ficou enorme em comparação a mim, tinha 1'85 no primeiro ano do ensino médio, era musculoso e bonito, chamando a atenção das garotas. 

Enquanto ele ia pra festas, bebia, ficava com as garotas, eu continuava aquele esquisitão.. Cresci também, ficando com 1'72 , mas continuava magro. Se bem que Mirio me obrigava a ir pra academia com ele algumas vezes por semana e quando a mãe dele me chamava pra ir jantar lá, sempre comia aquela pratada, então meu corpo já era melhor. 

Meus cabelos continuavam igual, mas eu não usava mais blusa como antes, só que continuava na moda "dark". Na escola, eu era o Emo que perseguia o Gostosão do Time. Ele era brilhante demais, e eu escuro demais. 

Foi no primeiro ano também que a gente conheceu a Nejire Hadou, que era uma aluna prodígia que veio da Dinamarca fazer intercâmbio. Eu vi que, a cada dia desde que ela chegou, eu e Mirio ficávamos mais distantes, e isso causou uma rachadura no nosso relacionamento. Eu tinha ciúmes dela, por ser bonita e.. Mulher. Eles deviam ficar juntos, mas nunca ficaram. 

E agora aqui estamos.. Perto de nos formarmos no terceiro ano, e escolhendo nossas faculdades. 

(Quebra de tempo, Narração On) :

Era quase meia noite quando Tamaki tinha saído do banho para ir se deitar. Ele e Mirio dividiam um quarto no alojamento masculino da escola, já que moravam longe. E, mais uma noite, Mirio tinha saído. 

Ele pegou o celular, checou as mensagens, separou os materiais das aulas do dia seguinte e se deitou. Mas foi questão de dois segundos até seu celular começar a tocar num desespero. Quando ele pegou, viu que era Nejire. 

- Que é. - Falou rápido. 

- Sei que tá tarde, Tamaki-Kun.. Mas o Mirio acabou bebendo muito e entrou em outra briga.. Pode vir buscar ele? 

Ao ouvir aquilo, Tamaki bateu a mão na testa, fechando os olhos e bufando.

- Porque eu não estou surpreso.. ? - Fala pra si mesmo. - Onde você tá? 

- Aqui na frente da Academia, trouxe ele no meu carro, ele ta no banco de trás. 

Tamaki colocou uma blusa de frio de Mirio, que estava jogada pelo chão e foi até o lado de fora, vendo o carro Sport da colega. Andou até lá e olhou de relance pelo vidro traseiro, vendo Mirio jogando no banco. 

- Desculpa.. Não podia levar ele pra casa, tudo bem deixar ele aqui? - Ela fala, abrindo a porta. 

- Eu sou responsável por ele, fez o certo em trazê-lo pra mim. - Respondeu o mais alto, pegando a mão de Mirio e o ajudando a sair do carro. Já fora do automóvel, ele passou um dos braços musculosos do loiro por seus ombros, abraçando sua cintura em seguida. 

- Obrigada! 

- Eu que agradeço, sinto muito ele ter causado problemas. - Diz e foi caminhando devagar para dentro, com o maior em seus braços. 

Chegou em seu dormitório e o deitou na cama, mas as roupas vomitadas e o cheiro de bebida fazia Tamaki querer vomitar também, então tirou as roupas dele, quase esguichando sangue pelo nariz ao deixá-lo somente de cueca. 

- Tamaki.. - Dizia com a voz bêbada e trêmula. Olhou para o amigo e sorriu. 

- Oi, grandão. Deu trabalho pra Nejire hoje hein? - Pergunta, o pegando novamente e arrastando até o banheiro. 

No box, ele ligou a água gelada e enfiou o amigo lá embaixo, que gemeu com a água Fria em si . 

- Desculpa por você sempre ter que cuidar de mim.. - O loiro falava segurando a mão do moreno, que sorriu e deu uma coronhada fraca na cabeça dele . 

- Baka.. Você sempre cuidou de mim, é minha vez de cuidar de você. - Respondeu, começando a lavar todo o corpo musculoso dele, enxaguando depois. Lavou os cabelos dele, desfazendo aquele topete que ele adorava. Jogou água novamente e desligou o chuveiro, mas quando foi o levantar, acabou escorregando no chão e caindo em cima dele. 

- Te peguei, Hihihi.. - Mirio dizia, com os olhos fechados e abraçando a cintura de Tamaki, que estava corado e sem graça com aquilo. 

O enrolou em uma toalha e levou até o quarto, sentando-o em sua cama e secando seus cabelos.

- Como que você consegue beber em plena segunda-feira, idiota? - Pergunta o menor, pegando uma bermuda, uma cueca e uma blusa de frio preta. 

Colocou a blusa nele, mas na hora que precisou despir lá em baixo, não conseguiu. 

- M-Mirio.. Coloque a cueca e a bermuda e vai dormir. - Ele diz, jogando as peças de roupa nele. O loiro obedeceu tirando a cueca e jogando longe. Tamaki virou extremamente corado, mas quando tentou espiar, viu a bunda dele e quase desmaiou, indo até a parede e batendo a cabeça repetidas vezes. 

Depois de vestido, Tamaki o deitou na cama, o cobriu e ficou o admirando. 

- Boa noite.. Sasuke . - Ele fala rindo e se virando pra dormir. 

- Boa noite, Tintim. - Respondeu, indo deitar em sua cama. 

(Na manhã seguinte) :

Quando o relógio despertou as 7:30 , Mirio parecia que tinha levado um soco na cabeça, pois tudo estava girando e qualquer som se transformava em uma barulheira. 

- Olha quem acordou.. - Tamaki dizia já vestido e com a mochila nas costas. - Bom dia cachaceiro. 

- Eu fiz de novo? - Perguntou se sentando e passando a mão nos cabelos, se espreguiçando. 

- Fez, e dessa vez até banho eu tive que te dar. - Respondeu o mais baixo. 

- Percebi.. To usando roupas diferentes das que eu sai. - Ele diz e se levanta da cama , estralando as costas . Sem aviso, pegou Tamaki num mata Leão, esfregando seus cabelos. - Valeu por cuidar de mim! 

- Você já me agradeceu.. Vai logo se vestir. - Falou baixo, como sempre. Assim que Mirio entrou no banheiro, ele separou seu uniforme e sapatos, colocando na cama. Pegou os materiais dele e separou por aulas. 

Também tinha ido na cafeteria mais cedo, pegando um suco grande de laranja, uma bandeja de café da manhã e um café preto simples pra ele. 

Quando Mirio voltou, com a calça cinza justa, as meias brancas no pé e sem camisa, Tamaki o entregou as coisas e se sentou na cama, conectando os fones de ouvido no celular e colocando no ouvido. 

Assim que se vestiu, Mirio comeu e bebeu o suco, mas ainda estava com dor. 

- Eu posso te ajudar com essa enxaqueca : Doril e Dorflex.. E uma boa dose de vergonha na cara. - Comentou Amajiki, vendo Mirio das uma breve risada. Entregou os comprimidos, juntamente com um copo d'água, e ele tomou. 

Saíram juntos e encontraram com Nejire no corredor, que foi animada até eles. 

- Nossa, você tá com uma cara péssima Senhor Festeiro! - Ela dizia rindo. 

De novo, Tamaki viu aquela rachadura pesar e ele foi se afastando, deixando os dois conversarem, caminhando mais a frente. Mas Mirio deu falta de seu melhor amigo, olhando pra trás e vendo ele caminhando com a cabeça baixa. 

Andou em passos firmes até ele e pegou sua mão, o puxando até eles. 

- Nem pense em se afastar, sabe que eu não deixo. - Comentou o loiro, fazendo Tamaki corar e virar o rosto. O sinal tocou e foram pra sua classe, quase entrando atrasados. 

.. 

O resto do dia foi normal, menos quando a mãe de Mirio foi buscá-lo para ir ao dentista, deixando Nejire e Tamaki sozinhos. 

No recreio, os dois estavam juntos, mas como não tinham muita intimidade, do jeito que ambos tinham com Mirio, estavam em silêncio. 

- Tamaki-Kun.. Tem uma garota da nossa sala que está interessada em você. - Ela fala, puxando conversa. 

- Dispenso.. - Respondeu, comendo seu pão de yakisoba e tomando seu Chá gelado. 

- Você não sai com ninguém ao não ser o Mirio, nunca te vi com uma garota as vezes eu penso que você é ga- ... Hmm - Ela fala, fazendo uma cara maliciosa. 

- Q-que eu sou o que..? - Pergunta nervoso, vendo que ela já tinha entendido ele. 

- Você conhece o Mirio melhor que ninguém, e ele é seu único amigo. Vocês estão sempre juntos, e quando ele está com alguma menina ou outros garotos você tenta se afastar ou fica mais quieto ainda. - Ela diz, se aproximando de Tamaki, que estava corado e suando frio. 

- O-onde você que chegar, Nejire? - Ele dizia, extremamente nervoso. 

- Você gosta do Mirio né ? - Ela pergunta direta, mas fazendo Tamaki perder o ar por um segundo . Ele ficou pálido e sem graça, e a única cor que estava em seu rosto era o vermelho em suas bochechas. 

- N-não.. - Respondeu, coçando a nuca e desviando o olhar.

- Eu acertei! Você é apaixonado pelo Mirio! - Ela fala animada e ele tampa a boca dela.

- Fala mais alto, acho que os outros alunos não ouviram! - Fala bravo. - Tá.. Eu gosto do Mirio, desde que éramos crianças, mas temos uma amizade boa, então não vale a pena estragar. 

- Não vale a pena estragar esse romance proibido e maravilhoso que vocês tem, nunca quis ter o Mirio só pra você? Andar de mãos dadas nas ruas, se beij-

- Cala a boca, Nejire! - Ele diz com a mão no rosto, quase explodindo de vergonha. 

- Hehe.. Eu vou ajudar você a ficar com o Mirio. - Ela diz e ele arregala os olhos. 

- Mas.. Eu achava que você que gostava dele . - Falou e ouviu ela rir histérica. 

- Tamaki, era mais fácil eu gostar de você do que do Mirio. - Ela diz. - Ele não faz meu tipo, nem de longe! 

- Isso é uma supresa.. - Ele diz. - M-Mas.. Como vai me ajudar? 

.. 

Naquela tarde, Nejire e Tamaki finalmente viraram amigos e pegaram intimidade, bolando planos mirabolantes para poder juntar aquele casal. E um deles já estava ótimo. 

(Quebra de tempo) :

De noite, já depois da escola, Nejire e Tamaki estavam no lado de fora conversando, quando Mirio chegou.

- Como foi? - Tamaki pergunta, caminhando até ele e olhando seu rosto. 

- Foi só uma limpeza, nada de mais. - Ele respondeu rindo. 

- Mirio, eu e o Tamaki íamos te chamar pra jantar num restaurante no centro hoje, quer ir ? - Ela pergunta animada, se aproximando do loiro. 

- Claro! 

- Tudo bem, eu encontro vocês lá as 20:00 , não se atrasem! - Ela fala se despedindo indo para o carro de seu pai, que já esperava  . 

.. 

No dormitório, Mirio se arrumava, colocando uma bermuda jeans preta, com Nike Jordan branco com cadarços pretos, uma blusa regata cinza e uma blusa de frio preta aberta. Penteou os cabelos e passou perfume, se olhando no espelho. 

-"Ele tá se arrumando assim pra encontrar a Nejire? - Tamaki pensava, colocando sua calça preta, blusa azul escura e um tênis branco. Arrumou os cabelos e só passou desodorante, se sentando na cama. 

- O que você acha? Tô bonito? - Mirio pergunta, se olhando no espelho e sorrindo. 

- Você tá sempre bonito. - Respondeu com vergonha, olhando pro lado de relance. - Tudo isso pra ver a Nejire? 

- Claro que não, é um encontro com você, então tenho que ir bonito! - Ele respondeu feliz, mas quase causando um ataque cardíaco em Tamaki, que teve que virar o rosto para que o loiro não visse ele corado. 

Saíram do dormitório juntos, caminhando lado a lado, rindo dos comentários que faziam. Chegaram no ponto de encontro as 19:50 , e ficaram sentados lá na frente , em silêncio, mas aproveitando a companhia um do outro. 

- Tamaki.. - Mirio chama, olhando para a lua e sorrindo . - Você é mais sombrio que a lua sabia? 

- E você é mais brilhante que o sol.. - Respondeu olhando pra baixo , corado. 

- Isso faz de mim irritante ou-

- Faz de você lindo.. - Respondeu rápido, dando um pequeno sorriso. 

O celular de Mirio começou a tocar e ele viu que era Nejire, e logo atendeu.

- Hey, desculpa, mas não vou conseguir ir, mas aproveitem vocês dois! 

- Ah.. Claro ! -Mirio respondeu animado, dando um sorriso para Tamaki. Ao desligar , se levantou e cruzou os braços. - Ela não vem.. 

- O que ? - Perguntou o outro, sem graça. Mirio segurou a mão de Tamaki e o puxou pra perto de si, dando um sorriso largo. 

- Já que ela não vem, vamos fazer igual quando éramos crianças, ficar a noite toda no arcade jogando! - Falou o outro, segurando os ombros do mais baixo e sorrindo animado. 

- A-ha..claro.- Respondeu e Mirio segurou seu pulso, correndo para o shopping, que não era longe e indo logo pra área de games. 

Gastaram muito dinheiro com fichas, como o Just Dance Evolution, onde obviamente Mirio venceu. Também nos Jogos de tiro, basquete e todos os outros, o loiro sempre ganhava. Foi no medidor de força, quando um soco seu fez mais de 900 pontos, e o de Tamaki fez 360 . 

Ficaram na rua até 23:00 , quando voltaram andando para o Colégio. 

Em um dos Jogos, Mirio acabou ganhando um urso de pelúcia gigante, e o deu de presente para o menor que mal conseguia segurar. Entraram na escola em silêncio, caminhando até seus dormitórios . 

Abriram a porta e entraram, se jogando na cama do loiro e rindo. Tamaki estava deitado no braço de Mirio, que estava olhando para o teto, contente. 

- Fazia tempo que a gente não saia.. Porque a gente se afastou nesse último ano, sempre fomos tão Unidos. - O maior diz, se virando e ficando cara a cara com Tamaki. 

- Bom.. Você ficou super popular, com garotas e amigos ao seu redor e acabamos ficando um pouco distantes um do outro.. - Respondeu. Mirio deitou a cabeça no peito de Tamaki, que arregalou os olhos  mas sorriu contente,fazendo carinho nos cabelos dele. 

- Você sempre vai ser meu melhor amigo.. Não importa o que aconteça. - Respondeu, abraçando o menor com força e carinho. 

Ele ficou um pouco triste com aquilo, mas não podia culpar o loiro, ele ainda era uma criança, não saberia se alguém o amasse tanto quanto Tamaki o amava. Ele dormiu no peito do menor, que ficou fazendo carinho em seus cabelos até dormir também. 

Quando amanheceu, Tamaki se levantou com cuidado para não acordar o mais velho, mas a visão dele dormindo, tão relaxado, o fez ficar parado o olhando. 

O Amajiki sorriu bobo, dando um beijo na bochecha de Mirio e saindo para a cantina. Lá encontrou Nejire, que estava com os olhos quase explodindo de curiosidade. 

- Eai! Conseguiu algo? - Ela pergunta impaciente. 

- Sim.. Consegui ver que não preciso estragar o que nós dois já temos. Eu amo ele, ele me ama, mas nos amamos de jeitos diferentes. - Respondeu, cruzando os braços ao se sentar. - Mirio tem que ser feliz com alguém, e eu tenho que estar lá torcendo por ele.. 

- Você é muito idiota, acha que isso é bom? Sacrificar sua felicidade pra uma coisa que nem sabe se vai acontecer? - A garota pergunta brava. - Se você não dizer pra ele como se sente, eu vou dizer! 

- Você não tem esse direito de interferir na minha vida, eu amo o Mirio, mas não posso obrigá-lo a me amar! - O outro fala exaltado, batendo a mão na mesa. 

- Eita.. Cheguei na hora errada? - Mirio fala atrás deles, com uma cara de sono e duas canecas de café nas mãos, mas Tamaki se levantou bravo e saiu quase correndo dali. 

- Você.. Ouviu? 

- Cada palavra. - Respondeu o loiro. 



Notas Finais


Eita..
Man, Tamaki é muito fofo e eu quero proteger ele do mundo
Mirio é lerdo, me representa.
O próximo e EraseMic, obgda 🖤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...