História My Love Never Dies - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Descendentes
Personagens Carlos de Vil, Doug, Dude, Evie, Gil, Harry Gancho, Jane, Jay, Lonnie, Mal, Personagens Originais, Princesa Audrey, Príncipe Ben, Uma
Tags Devie, Jarlos, Jonnie, Malen
Visualizações 51
Palavras 2.516
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa fanfic é inspirada na da @Princess-Purple, eu e ela conversamos e eu tenho a autorização, espero que gostem

Capítulo 1 - O Fim?


Fanfic / Fanfiction My Love Never Dies - Capítulo 1 - O Fim?

POV AUTORA ON

Em um dia qualquer, Mal, Evie, Carlos e Jay caminhavam pelos corredores de Auradon Prep, estavam conversando sobre assuntos aleatórios, relembrando momentos e as merdas que fizeram na adolescência. Pareciam hienas de tanto que riam, principalmente Carlos que estava sem fôlego de tanto rir, Jay estava vermelho, Evie ria sem parar e Mal tentava inutilmente segurar a risada. As pessoas que estavam os encarando, afinal, isso não era muito normal em Auradon, olhavam os filhos dos vilões como se eles fossem de outro planeta.


POV AUTORA OFF


POV MAL BERTHA ON

- Lembra aquela vez que você ,Mal - Jay falava sem fôlego apontando pra mim - Foi tomar sorvete pela primeira vez, e acabou congelando o cérebro de tão rápido que você tomou? Você fez uma careta, que eu acho que eu nunca vou esquecer, tipo essa - Ele faz uma careta muito engraçada, o que faz com que o pessoal caia novamente na risada, eu tentava segurar ao máximo a risada e fazer cara de brava, mas logo comecei a gargalhar junto a eles.

- Nem me lembre, e quando teve aquela festa a fantasia na Ilha e o Jay foi de Jasmine, eu ri demais cara - E novamente caímos na risada deixando um Jay emburrado - Nesse mesmo dia a Evie fez o Carlos de cobaia e ele acabou indo de Cinderella pra festa, eu acho que eu nunca ri tanto - recupero um pouco o fôlego, mas logo todos estavam rindo novamente deixando Carlos constrangido.


No mesmo instante Ben apareceu com Doug e Jane ao seu lado, Ben se sentou ao meu lado envolvendo o braço em minha cintura, Doug fez o mesmo com Evie e Jane deitou sua cabeça no ombro do Carlos.

- Do que estão rindo? - Ben pergunta olhando pra mim com um sorriso no rosto, e que sorriso mais lindo.

- Estamos relembrando as coisas que aconteceram na Ilha antes de virmos pra cá - Carlos responde ainda sem fôlego, o mesmo cora quando Jane lhe dá um singelo beijo na bochecha

-Me lembro quando fiquei na Ilha por 2 semanas, a Mal jogou uma bola na minha cara - Ben passa a mão em seu rosto e faz uma expressão de dor

- Eu sou péssima de mira, não era no rosto que eu estava mirando - Seguro a risada novamente ao perceber que todos riam e Ben tinha um olhar de indignação olhando pra mim.

- Está quase na hora da aula, acho melhor irmos, quais são as próximas aulas de vocês? - Doug que até então estava quieto pergunta se levantando junto com Evie

- Eu e Ben temos Artes - Deito minha cabeça em seu ombro e automaticamente fechando os olhos


Eu amava aula de artes, mas hoje eu estava tensa, não estava muito afim de participar da aula hoje

- Tenho aula de luta hoje - Jay estava com uma cara de tédio, acho que é porque a Lonnie não vai hoje por ter ido no médico

- Carlos tem aula de biologia e eu tenho de culinária - Jane diz se levantando acompanhada de Carlos

- Eu tenho aula de costura - Ela estava animada, dava pra ver pelo jeito que Evie batia as mãos como sinal de felicidade - Doug tem matemática avançada - ela meio que ficou desanimada, costura é a única aula que eles ficam separados


Carlos, Jane, Evie e Doug se despedem, pois já estavam atrasados e saem em direção às suas respectivas aulas

- Acho melhor irmos também - Ben simplesmente esquece a presença de Jay naquela mesa e me dá um selinho, que eu iria aprofundar se não fosse Jay levantando

- Melhor eu ir, não gosto de virar o Lumiere - Vemos ele se afastamos e caímos na risada

- A aula de artes é só daqui 1 hora, você fez isso pra ele sair, não fez? - Pergunto a Ben, que deu um sorriso sem graça

- Queria ficar um pouco sozinho com a minha Malvadinha - Ele começa um caminho de beijos pela minha testa até chegar na boca, um breve selinho se aprofundou quando ele pediu passagem, que foi aceita de imediato, nos separamos do beijo e colamos nossas testas.


Nem parece que quando Ben foi a Ilha eu o odiava


FLASHBACK ON


Estava eu e Jay em uma quadrinha que havia na ilha, ela estaria deserta se não fosse eu, Jay e um garoto loiro que não parava de nos olhar

- Mal, precisamos de um goleiro - acabo tendo uma ideia e pego a bola da mão de Jay chutando em direção ao menino loiro, que a pega na hora - o que você fez? Perdemos a bola - começo a caminhar em direção ao garoto

- Quer jogar bola com a gente? - eu sentia o olhar estranho de Jay em minhas costas, o garoto estava sorrindo igual bobo

- Claro - ele me entrega a bola e me viro fazendo sinal pro Jay se aproximar

- Meu nome é Mal e esse é o Jay - aponto pro moreno que era alguns centímetros mais alto que eu - E você? Qual seu nome?

- Me chamo Benjamin, mas todos me chamam de Ben - Ele fala confirmando as minhas dúvidas

- Você é de Auradon não é? - Ele faz uma cara assustada

- Como sabe? - ele passa a mão em seus cabelos loiros e me encara com seus lindos olhos azuis

- Fácil, se você fosse daqui não teria entregado a bola, e suas roupas estão limpas demais, e além disso nunca vi você por aqui - ele me olhava nos olhos, até parecia que estava em transe, Jay observava tudo calado e com um olhar sério - Só te dou uma dica, não mexa comigo ou com meus amigos, ou, eu acabo com você - faço uma cara séria, que dá medo até nos meus amigos, mas nele não aconteceu nada, estranho

- Se eu magoar algum de vocês, você tem permissão pra me bater - dou um sorriso malicioso em sua resposta

- Vamos logo jogar bola - Jay pega a bola da minha mão e vai em direção ao campinho, nós fomos atrás e Ben não parava de me encarar, não tô gostando


Como combinado Ben foi o goleiro, mas toda vez que era minha vez de chutar ele conseguia pegar a bola, a de Jay ele quase nunca pegava, eu já estava brava e resolvi dar uma lição nele, mirei em suas partes baixas e chutei com a força que eu tinha no momento, mas a bola acabou subindo demais e acertou seu rosto, mas precisamente na bochecha, ele fez uma expressão de dor, eu estava me sentindo culpada, fomos até ele correndo

- Você está bem? - Pergunto olhando pro vermelho que estava se formando em sua bochecha - Me desculpa - Acabo assustando Jay, eu quase nunca pedia desculpa

- Fico feliz que está preocupada comigo - ele me olha nos olhos e coloca uma mecha do meu cabelo atrás de minha orelha - É bom saber que se importa - eu senti minhas bochechas esquentarem, óbvio que eu estava corada, reviro os olhos e me viro em direção a saída do Campinho

- Jay estou indo pra casa, dona Malévola não vai gostar se eu chegar tarde - Viro meu rosto na esperança de ver um certo loiro assustado, mas ele estava normal

- Okay Mal, avisa meu pai que eu já estou indo - me afasto e vou embora sem me despedir do Ben, mas desde então sempre me pegava pensando nele e em seus olhos azuis e isso me deixava irritada.


FLASHBACK OFF


Ficamos um tempo sentados conversando até resolvermos ir para a sala de artes, em passos calmos e de mãos dadas andamos até uma sala que fica a no segundo piso do primeiro bloco, entramos e estava praticamente vazia, havia 5 alunos contando eu e Ben, fomos numa mesa um pouco afastada dos outros e eu o abraço.

- Estava com saudades - lhe dou um selinho rápido

- Eu também estava meu amor - Ele coloca uma mecha do meu cabelo atrás da minha orelha - Mas nós nos vimos ontem

- Benjamin, tem certeza que sentiu minha falta? - Faço cara de tristeza e logo faço um biquinho

- Mal, não faz esse cara, você sabe o quando dói meu coração em te ver triste - Ele morde meu biquinho e logo me dá um beijo - É lógico que eu senti sua falta minha Malvadinha


Dou um sorriso, Ben conseguia facilmente mudar o meu humor, eu iria lhe dar outro beijo se não fosse uma garota com o cabelo parecendo uma salsicha aparecendo

- Ben? É você? - Disse o fósforo ambulante, já não gostei dela

- Brenda? - Ele se separa rapidamente de perto de mim se afastando um pouco, agora sim eu não gostei dela

- É muito bom te ver Ben - Ela praticamente tá se jogando em cima dele e ele não tá nem ai, finjo uma tosse falsa chamando a atenção dos dois - Você deve ser a Mal, namorada do Ben

- Sou, algum problema? - Cruzo os braços com uma cara nada boa

- Me falaram que você tinha um gênio forte, acho que o Ben gosta de garotas assim, não é Ben? - Arqueio uma sobrancelha, o que ela quis dizer com isso, parece que ela percebe minha confusão - Ah, é que quando eu e Ben namorávamos eu também tinha um Gênio forte

- Vocês namoraram? - Minha voz era carregada de ódio e meu olhar foi em direção ao bem, se olhar matasse, ele estaria morto

- Coisa de criança Mal - Ele finalmente abriu a boca e engoliu seco

- Não parecia coisa de criança quando você falava que me amava e que iria planejar nosso casamento - Pra mim já chega


Pego minha bolsa e saio da sala sem dizer nada, ele nem mesmo veio atrás de mim, mas quer saber? Ele que se foda. Eu já estava chorando, e senti uma enorme vontade de vomitar, então corri em direção ao banheiro e botei todo o café da manhã pra fora, dou descarga e pego uma embalagem que tinha na minha bolsa, sigo as instruções e espero o resultado ficar pronto, demorou um pouco mas acabou confirmando minha teoria, eu realmente estava grávida, quando menos percebi eu já estava no chão, abraçando meus joelhos, chorando horrores, eu não podia estar grávida. Eu não queria estar grávida, ainda sou muito nova, o que meus amigos vão pensar? O que o Ben vai pensar? E se ele me largar? Ele pode fazer o que ele quiser, mas eu vou cuidar dessa criança, não vou abortar, ela não tem culpa de nada. Estava perdida em meus pensamentos quando a porta do banheiro é aberta.

- Mal? - Eu sabia de quem era a voz - O que você faz aqui? Você não é de faltar na aula de artes, você está chorando?

- Ah Evie - E novamente eu caio no choro, ela chega perto de mim e pega o teste de gravidez que estava no chão, ela me olha assustada e logo me abraça - Calma, vai ficar tudo bem - Ela passava sua mão em meus cabelo, fazendo um carinho

- Eu não sei o que fazer - Tento engolir o choro, mas só tento mesmo - Eu vou ter que cuidar dessa criança, não importa o que o Ben ache, eu não vou abortar

- O Ben sabe? - Ela me pergunta parando o carinho e olhando nos meus olhos

- Não, ele tá ocupado com uma puta chamada Brenda que além de dar em cima dele e ele não fazer nada é ex namorada de infância dele - já estava começando a soluçar

- Amiga, o Ben te ama, ele vai adorar a notícia, você precisa contar - dou um sorriso em meio às lágrimas - e quanto a essa vagabunda, se ela tentar alguma coisa, eu acabo com a raça dela, ninguém estraga o meu casal - Acabo dando risada

- Obrigada E. - limpo as lágrimas e me levanto indo em direção ao espelho arrumando minha maquiagem - Vamos dar uma volta, não quero ficar aqui e nem encarar o Ben tão cedo - vou até minha mochila e guardo o teste que estava na mão da Evie, antes de sair do banheiro dou um abraço na Evie

Quando saio do banheiro dou de cara com um menino, nunca tinha o visto antes, mas acho que ele estava na minha turma de artes, eu e Evie nos entreolhamos confusas, estou com uma sensação ruim

- Oi Gatinha - ele olha pra mim e pisca me fazendo revirar os olhos - Me chamo Guilherme, filho da Ariel, mas pode me chamar de amor da sua vida

Passo reto ignorando ele, mas ele puxa o meu braço e tenta me beijar, consigo desviar e dou um tapa em sua cara, deixando a marca da minha mão em seu rosto, saio do local ou tento, pois ele me prende na parede me dá um selinho, eu me debatia e tentava gritar, sinto alguém empurrar ele, era a Evie, eu estava com lágrima nos olhos, dou outro tapa em seu rosto e me viro me deparando com Ben e Brenda, Ben não tinha uma cara nada boa, enquanto Brenda tinha um sorriso no rosto. Ben vem em minha direção e pega no meu pulso

- O que pensa que está fazendo? - sua voz continha um tom de ódio, ele havia elevado a sua voz

- O que eu penso que estou fazendo? Você viu o que aconteceu - Acabo levantando minha voz também, falando igual a ele

- Eu vi você beijando ele Mal - Ele começou a apertar meu pulso, meus olhos já estavam em um tom verde brilhante

- Eu beijei ele? Me poupe, esse idiota que me beijou a força Benjamin, e você vem falar que eu beijei ele ?

- Eu vi o que eu vi, eu deveria ter ouvido a avó da Audrey, você é mesmo uma vadia - automaticamente minha mão vai em direção ao seu rosto, fazendo um estalo alto, o que resultou nele apertando mais o meu pulso

- Escuta aqui, você pode falar o que quiser de mim, mas nunca mais me chame de vadia - praticamente cuspia as palavras na sua cara - Se você quer acreditar que eu beijei ele, foda-se, eu não ligo, porque eu sei o que aconteceu, se você não confia em mim Benjamin, eu não posso fazer nada, mas não posso ficar com alguém que não confia em mim

- Você está terminando comigo? - Ele solta o meu pulso e me olha triste, seu tom de voz era baixo e triste e seus olhos continham sinais de lágrimas

- Infelizmente não posso ficar com alguém que não confia em mim, sim Benjamin, eu estou terminando com você - minha voz também era triste, afinal eu o amava e ele era o pai do meu bebê, aproveito a situação e me viro saindo do local junto com Evie, não queria que ele me visse chorando

Chego no meu quarto que divido com Evie me jogo na cama e começo a chorar, Evie me abraça e faz carinho em minha cabeça, depois de um tempo minha visão fica escura e eu adormeço e seu colo.


Notas Finais


Espero que gostem, me desculpem qualquer erro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...