História My Love Psycho - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags American Horror Story, Bts, Depressão, Hentai, Jhope, Jikook, Jimin, Jungkook, Lemon, Lgbt, Romance, Sope, Taeyoonseok, Tortura, Vhope, Violencia, Yaoi, Yoongi
Visualizações 63
Palavras 1.216
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais uma história? Mais uma história.
Mesmo tendo esses meus probleminhas? Mesmo eu tendo esses meus probleminhas.
História inspirada na série American Horror Story, primeira temporada. Se algum de vocês já assistiram a série, sabem que tem cenas de automutilação, depressão, tortura e os cacete a quatro. Não estou querendo incentivar ninguém a se alto-machucar ou qualquer outra coisa (falar isso pq sempre tem uns engraçadinho q levam tudo ao pé da letra e pro lado pessoal)...

P.S.: Não terei piedade em excluir comentários maldosos, já passei por isso antes...

Capítulo 1 - Zero.


Fanfic / Fanfiction My Love Psycho - Capítulo 1 - Zero.

My Love Psycho

Zero

Os raios de sol iluminavam a cidade enquanto o carro se movimentava pelas ruas ensolaradas de Busan. O jovem garoto olhava entediado para a paisagem que passava como um borrão diante de seus olhos do lado de fora da janela do veículo, passando suas mãos vez ou outra pelos seus cabelos curtos.

Seus pais conversavam animadamente entre si sobre a nova casa que haviam comprado e sobre o novo colégio que Jimin frequentaria. O Park mais novo não estava nem um pouco interessado na conversa, apenas suspirava a cada seis minutos e continuava com seus olhos amendoados fixados na janela.

Em seu colo, repousava a jaulinha de seu ratinho de estimação. ChimChim dormia tranquilamente entre a serajem, aproveitando as curvas que o carro dava.

Demorou mais alguns minutos até chegarem a enorme casa estilo colonial de aparência velha e machucada; o Sr. e a Srta. Park saíram do carro e passaram a caminhar até a casa.

Jimin manteve-se dentro do carro, olhando para o nada. Não estava animado com a mudança, pois sabia que nada em sua desagradável vida iria mudar.

Se perguntava o porque de não continuarem em sua antiga casa em Seul. Lá estava perfeito - na opinião do rosado - e preferiria mil vezes ficar lá do que em uma cidade que mal conhecia.

Soltou um suspiro longo e pesado antes de sair do carro; ajeitou sua blusa xadrez vermelha enquanto andava até o porta-malas do carro branco, sentindo o forte vento bagunçarem seus fios cor-de-rosas.

Pegou a mochila que lhe pertencia e andou a passos lentos até a casa, passando pela porta de entrada. A casa tinha uma aparência machucada por dentro, cheia de rachaduras; Jimin andou pela média sala-de-estar e foi de encontro a escadaria de madeira clara que levava até o segundo andar. 

Subiu os degraus lentamente e chegou a um corredor de paredes cor creme, encontrando apenas duas portas, uma de cada lado das paredes. Jimin andou até a porta de cor branca do lado esquerdo que ficava bem no final do corredor.

O quarto era de tamanho médio com paredes de cor branca - que logo seriam pintadas de rosa pastel pelo Park - com uma média janela de vidro com cortinas azuis pastel; sua pequena cama de casal se encontrava no centro do quarto com a cabeceira encostada na parede, seu médio guarda-roupas de madeira branca se encontrava encostado na parede ao lado da porta do banheiro, e suas duas escrivaninhas se encontravam uma de cada lado da cama; uma com seu abajur repousando em cima.

As estantes embutidas estavam de frente para a cama ao lado da sua pequenina escrivaninha. Em cima desta, embutida na parede estava sua televisão. O aparelho de DVD e o seu Xbox 360 se encontravam em cima da escrivaninha.

Algumas caixas de papelão com objetos pessoais de Jimin se encontravam espalhados pelo quarto. O rosado respirou fundo e achou melhor começar a arrumar suas coisas.

Antes, colocou a caixinha metálica de seu melhor e único amigo em cima da escrivaninha que se encontrava desocupada. Deixou sua mochila em cima da cama e saiu do quarto. 

Desceu as escadas correndo, encontrando sua mãe desempacotando alguns pratos e copos na enorme cozinha e guardando-os.

-O que achou de seu novo quarto?-Jisoo perguntou ao filho.

-Preferiria meu antigo quarto, pelo menos tinha uma pequena sacada.-Jimin olhou para a mãe.-Ainda não entendi o porque da gente ter tido que se mudar; não é como se só eu ter sido expulso do outro colégio que faria a gente se mudar de cidade.

A Park suspirou, andando até o filho e pegando o rosto deste com as duas mãos.

-Não é só porque você foi expulso, de novo...-ela deu enfase nas últimas palavras, fazendo Jimin torcer o nariz em uma careta.-Seu pai e eu já estávamos planejado se mudar muito antes disso acontecer.

Deu um beijinho na testa do filho.

-Estamos querendo recomeçar, Jimin.-sorriu pequeno para o filho, logo voltando ao que estava fazendo.

Jimin revirou os olhos sem que sua mãe percebesse e correu até a porta de saída, passando pela sala-de-estar de paredes brancas. Andou até o porta-malas do carro e o abriu, pegando as duas malas cheias de roupas que lhe pertenciam e voltando rápido como um foguete para o seu quarto.

Começou a guardar suas roupas, tirando-as das malas e dobrando cada peça cuidadosamente e colocando nas gavetas do médio móvel; depois passou a desembalar o restante de suas coisas e as guardou em seus devidos lugares.

-Jimin?-seu pai bateu na porta que estava aperta.

Jimin só olhou para o mais velho.

-Trouxe seu violino.-Seungyoon estendeu a caixa do violino para o filho.

Jimin correu até ele e o pegou.

Não ouve "Obrigado", nem nenhuma palavra de agradecimento, mas não era como Seungyoon já não estivesse acostumado com isso. Desde que seu filho havia entrado na adolescência, acabou se tornando um garoto extremamente rebelde e mal-criado. Em outras palavras, um caso perdido...

Mas Seungyoon sabia que ele e sua esposa também tinham uma parcela de culpa por Jimin ser daquele jeito...

Passou seus olhos negros pelo novo quarto do mais novo por um momento. Park Jimin era extremamente organizado, isso era fato; sempre sendo uma pessoa viciada - literalmente- em organização e limpeza.

Direcionou um minimo sorriso para o filho antes de se virar e sair do médio cômodo, deixando Jimin sozinho ali mais uma vez.

Park retirou a blusa xadrez de mangas longas que usava, desabotoando os botões rapidamente. Jogou a peça de roupa na cama, ficando apenas com uma blusa branca fina e larga também de mangas longas. Retirou seu All Star juntamente com as meias e os deixou jogados em um canto, saindo de seu quarto novamente. 

Caminhou lentamente até a cozinha e adentro a mesma, encontrando sua mãe preparando chá e separando alguns ingredientes para preparar os sanduíches naturais favoritos de seu esposo e filho.

-Querido, poderia me ajudar com os sanduíches?-perguntou à Jimin quando viu este.

O rosado deu de ombros, andando até a bancada da cozinha onde estavam os ingredientes. Não tinha nada melhor pra fazer mesmo...

Após o jantar ter ocorrido e terminado no maior e mais absoluto silêncio, Jimin se encarregou de lavar a louça que repousava em cima da pia. Não era porque era um tremendo de um rebelde que não significava que não deveria ajudar nos afazeres de casa...

Afinal, gostava de seu lar bem limpinho e organizado.

Subiu para o seu quarto após terminar de lavar tudo, deixando a tarefa de secar e guardar a louça para seu pai. Não houve palavras de "Boa noite" nem nada parecido, apenas sua mãe lhe dando um curto beijinho na testa e Jimin torcendo o nariz para a demonstração de carinho.

Retirou todas as peças de roupa que vestia, indo até o pequeno banheiro de azulejos brancos e jogando-as no cesto de roupas, indo em direção ao box. Tomou um rápido e relaxante banho, sentindo-se extremamente exausto após a água morna cair sobre seus ombros.

Vestiu apenas uma de suas cuecas boxer's e jogou-se em sua cama - não antes de alimentar ChimChim -. Jimin tinha um carinho e cuidado extremo com o pequenino roedor que até seus pais ficavam enciumados.

Fechou seus olhos amendoados.

Amanhã seria um longo dia...


Notas Finais


E ai, o que acharam??? Até o próximo capítulo...
Beijinhos de chocolate<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...