História My Lovely Family - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Ben 10
Personagens Ben Tennyson, Encantriz, Gwen Tennyson, Kevin Levin, Max Tennyson, Personagens Originais, Verdona, Vilgax
Tags Ben, Bwen, Gwen
Visualizações 106
Palavras 3.594
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Luta, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


1) Agradecimentos especiais a csgt pelas informações que ajudaram nesse capítulo.
2) O título desse capítulo é uma referência a um conto de Beatrix Potter, “O Conto dos Coelhinhos Flopsy”, que Gwen leu para seus filhos no capítulo "Obsessão".

Capítulo 17 - O Conto dos Coelhinhos Tennyson


Fanfic / Fanfiction My Lovely Family - Capítulo 17 - O Conto dos Coelhinhos Tennyson

- Tia Natalie! Que prazer ver a senhora de novo! - dizia Lucy - E essa deve ser a dona da casa, não? - apontou para a tia de Gwen - A senhora é a...

- Meu nome é Helene - ela se apresentou - eu sou irmã dela e tia da Gwen.

- Muito prazer! Lucy. E presumo que a senhora também quer que os dois se separem, não?

- É lógico! Por que eu ia ficar contente em saber que a minha sobrinha tá casada com aquele maloqueiro? Temos que acabar com isso, e logo!

- Então vocês querem saber de algum podre do Ben pra convencerem a Gwen a largar dele?

- Exatamente! - disse Natalie - Tentamos de tudo, mas parece que nada dá certo. Até dinheiro eu já ofereci pro Ben. Alguma coisa do passado dele com certeza vai separar. Então diga, Lucy. O que você sabe dele?

(Abertura do programa)

- Aaaaaahhh, sei muuuuita coisa! Isso a senhora pode ter certeza, tá falando com a pessoa certa.

Natalie olhou para Helene e esta lhe fez um sinal de que Lucy estava dizendo a verdade.

- Então conte... o que você sabe?

- Então... sabe que quando o Ben era adolescente ele namorava a Julie, né?

- Sim, a imbecil que depois foi se envolver com o bandido do Kevin.

- Essa mesmo. Bem, digamos que mesmo o Ben sendo “super-herói” ele não era tão certinho assim como todos pensam. Pra falar a verdade, ele foi bem infiel à Julie - Lucy mostrou fotos de Ben com Jennifer Nocturne, Eunice e Elena.

- Onde você conseguiu essas fotos?

- Eu sou uma Lenopana. Eu me disfarçava de objetos e árvores pra vigiar o Ben. Digamos que eu tinha uma quedinha por ele. E aí eu fotografei esses momentos. Pode ver, não é montagem, são fotos tiradas com uma câmera antiga, daquelas que não dá pra editar.

- Olha aqui, Li - Helene apontou para a foto com Eunice - eles tavam bem no mato pra ninguém ver! Olha que safado...

- Você tem mais? - perguntou Natalie, inquieta.

- Aaaaahhh tenho - Lucy mostrou outras fotos, todas com momentos em que Ben beijava, ou estava perto de beijar, oura menina que não era Julie.

- Eu sabia! - exclamou Helene - Bebedeira a Gwen pode até perdoar, mas traição não.

- Ah, mas a Gwen sabe de tudo isso, dona Helene! - disse Lucy.

- Como assim?! - Helene olhou para Natalie - Nós sempre dissemos a ela que homem que trai uma vai trair todas e mesmo assim ela quis ficar com o Ben?

- E as senhoras estão certas! - Lucy entregou a Natalie uma foto que mostrava Ben, já adulto, abraçando Kai por trás.

- Ele tem uma amante? - perguntou Natalie.

- Mas essa aí não é a mulher daquele jogador? - perguntou Helene.

- A própria - respondeu Lucy - e a senhora sabe que aquele filho que ela espera não é do marido, né? Vão fazer nove meses da gravidez e nove meses atrás ele estava passando um mês inteiro longe dela.

- É, eu ouvi um boato de que o filho não era dele... - Helene comentou antes dela e Natalie se olharem.

- SAFADO!!!!!! - gritaram as duas. Lucy sorria discretamente.

- Além de trair a minha filha com essa sirigaita ainda engravida ela? Ahhh, mas eu vou matar aquele miserável!!! Ah, se vou!!!!!!!

- Bem           que eu desconfiava... - disse Helene - jogador de futebol só arruma prostituta. São raríssimos os que casam, e com uma mulher decente.

Lucy havia conseguido aquela foto na prisão. Os Encanadores haviam recebido um envelope com fotos das outras dimensões. Em todas elas, Ben estava ou casado com Gwen, ou com outra, mas amando a prima. Eles queriam descobrir se sentimentos intrínsecos das pessoas repercutiam em outras versões. A foto dele abraçando Kai havia caído do envelope e Lucy a pegou, guardando-a secretamente em seu corpo Lenopano. Quando ela foi liberada, voltou para sua casa e apanhou uma bolsa que continha as fotos das traições de Ben. Ela colocou a foto de Kai com as demais e seguiu para o endereço do bilhete que havia recebido na saída da prisão.

_______________________

 

Natalie e Helene esperavam na salinha do 2º andar da base dos Encanadores. Ben e Gwen chegaram pouco tempo depois. Ao ver a sogra, ele tentou esconder seu descontentamento. Gwen se espantou ao vê-las sem nenhum Encanador ali.

- Mamãe! Tia Lene! Tem algum problema?

- Bem, querida... nós precisamos conversar com você - afirmou Natalie.

- É muito importante, mas precisamos que você fique calma, tá? A tia tá aqui pra te ajudar - disse Helene.

- Mas vocês duas não se cansam? - perguntou Ben, irritado - Já não basta aquele desfile de macho que vocês arrumaram a cinco meses?

- E VOCÊ, CALE-SE! - berrou Helene - DEPOIS DO QUE VOCÊ FEZ, VOCÊ NÃO TEM MORAL NENHUMA PRA FALAR DE NÓS!

- Depois do que eu fiz? - Ben estava confuso - Só pode ser brincadeira...

- Quem dera que fosse - disse Natalie.

Todos se sentaram e Helene começou a falar.

- Querida, você lembra do que a tia sempre falou pra você? - perguntou à Gwen - Homem que trai uma, vai trair todas, e mais de uma vez - ela notou que Ben ia interrompê-la e o impediu - E você cale a boca!

- Lembro, tia... - Gwen respondeu, mas foi interrompida.

- E é verdade que você sabia que o Ben traía a Julie?

- Sabia, mas ele está arrependido... - Gwen foi interrompida de novo.

- Ah, arrependido... - Natalie e Helene disseram juntas.

- Arrependido nada! - começou Natalie - Tanto não está arrependido que traiu VOCÊ, Gwen!

- MENTIRA! - gritou Ben - EU JAMAIS TRAÍ A MINHA ESPOSA!

- Não é o que essa foto diz - Helene entregou a foto para Gwen

- Isso é loucura! - gritou Ben - Ela confia em mim, não é, Gwen? - ele não tinha percebido antes, mas quando se virou, viu que Gwen estava aos prantos. Ela chorava muito, com a cabeça e os braços apoiados na mesa. Natalie a abraçou e ela continuou chorando, com a cabeça encostada no colo da mãe.

- Ah, minha filha... não chore... - Natalie olhou para Ben - Ele não merece suas lágrimas!

Ben tentou se aproximar de Gwen, mas Helene correu na frente e abraçou a sobrinha.

- Calma, Gwen... a tia tá aqui... nós vamos acertar isso...

- O QUÊ EU VOU DIZER AOS MEUS FILHOS?????? - Gwen gritou enquanto chorava.

- Calma, querida... - Natalie a acariciava - Nós vamos te ajudar a cuidar das crianças.

- O QUÊ??? NÃO VAI TIRAR MEUS FILHOS DE MIM, SUA VELHA BRUXA... - gritou Ben.

- COMO SE ATREVE A FALAR ASSIM COM A MINHA MÃE, SEU CANALHA? - Gwen berrou para o marido, com o rosto vermelho e todo molhado.

- Imagine... chifra a esposa, depois desrespeita a sogra... - notou Helene - Que partidão...

- Gwen, eu nunca te traí... - Ben tentou se explicar e colocou a mão no ombro dela, mas Gwen o atingiu com um jato de mana, lançando-o para o outro lado da sala.

- Você é igual ao Kevin! Só esperou mais tempo pra trair. Não quero te ver nunca mais! - ela começou a falar em tom mais calmo - Então a criança que a Kai está esperando...

- Gwen, eu nunca dormi com a Kai...

Mas Gwen não acreditou. Saiu da sala em lágrimas, acompanhada da mãe e da tia. Ben ficou um bom tempo na sala, chorando sozinho, até que resolveu visitar a única pessoa que podia ajudá-lo nessa hora.

________________________________

 

As três chegaram no quartel-general. As crianças brincavam com Ken e todos ficaram curiosos quando viram Gwen chorando, sendo carregada por Natalie.

- Está tudo bem, crianças. A mamãe só tá precisando ficar um pouco com a vovó - explicou Helene.

- Mas o que aconteceu? - perguntou Gwendolyn.

- É conversa de adulto. Não dá pra falar agora.

- Mas a mamãe tá chorando - notou Cassandra - a gente quer ajudar.

- Vocês podem ajudar. Se o papai chegar, joguem a mágica de vocês nele.

_______________________________

 

Gwen saiu do banho e colocou o pijama. A mãe a deitou na cama. Ela continuava chorando. A tia entrou no quarto.

- Calma, querida... - disse Natalie - ... um dia você vai encontrar um homem bem melhor e vai esquecer esse canalha.

- Aquele papo de que ele era virgem... - lembrou Gwen, se interrompendo com seu choro.

- Ah hahahaha, virgem... hahahaha tá bom! - as irmãs riam.

- Virgem... olha o que eles falam pra enganar as mocinhas... - disse a tia.

Gwen começou a chorar mais alto. Natalie e Helene continuavam a consolá-la.

- Ela tá muito nervosa. Vou receitar um calmante pra acalmar.

_______________________

 

Max estava na Lata Velha quanto alguém bateu na sua porta. Quando atendeu, ficou surpreso com a visita.

- Ben! Santo Deus! O que aconteceu com você?

O neto estava visivelmente abatido. Seus olhos lacrimejavam e ele tinha dificuldades para respirar.

- Vovô! Aconteceu uma desgraça! A Gwen... vai se separar de mim - Ben voltou a chorar. Max o abraçou e o trouxe para dentro do trailer. Uma vez mais calmo, Ben contou tudo ao avô.

- Então elas tinham uma foto sua com a Kai e a Gwen acreditou?

- Sim, vovô! Eu não sei como isso é possível. Eu nunca dormi com a Kai. E eu tinha terminado com ela ainda adolescente. O senhor sabe, vovô, eu comecei a namorar com a Gwen quando a gente tinha 21 anos.

- Eu sei disso e confio em você, Ben - Max segurou a mão do neto - Alguém armou uma pra você.

- Só pode ser obra daquelas cobras! A tia Natalie e a tia Lene não iam desistir até me separar da Gwen. Conseguiram o que queriam... - Ben chorava novamente.

- Nãããão... calma, Ben... nós vamos resolver isso. Você tem essa foto?

- Tenho - ele tirou a foto do bolso e entregou ao avô.

- Vou analisar essa foto pra ver se acho alguma coisa. Mas por hoje é bom você ficar aqui. Se voltar pro quartel general, com toda aquela gente envenenando a mente da Gwen, você vai arrumar mais briga do que outra coisa. E o pior, seus filhos vão descobrir.

- Aaaahhh, meus filhos! Ela quer roubar os meus filhos de mim também, vovô!

- Ben, ela não pode fazer isso. Você é o pai! Vamos entrar na justiça se for preciso!

- Pior que eu vou me ferrar! Eu tenho certeza que o tio Frank agora tá redigindo um processo pra me arrancar dinheiro e ainda vai me impedir de ver as crianças. Eu... eu preciso de uma cerveja - Ben abriu a geladeira, mas Max a fechou.

- Ben, não é bom ficar bebendo nesse estado.

- Ah, vovô! O que mais eu posso fazer agora? Eu mereço...

Max acabou deixando. Ben abriu a tampa e bebeu direto do gargalo. Embora tenha dito que beberia apenas uma garrafa, Ben bebeu oito, até que finalmente caiu no sono em cima da mesa.

___________________________

 

Gwen adormeceu com o calmante. Natalie colocou os netos para dormir, dizendo que a mãe estava bem, só precisava descansar para melhorar. As crianças ainda estavam um pouco preocupadas, mas confiaram na avó.

___________________________

 

Max carregou Ben até o beliche onde os primos dormiam nas férias quando tinham 10 anos. Ele o deitou na cama de baixo, que era de Gwen. Tirou as botas do neto e o cobriu. Ben estava em um sono pesado.

- Boa noite, Ben. Se Deus quiser, tudo estará melhor amanhã.

____________________________

 

No dia seguinte, Natalie recomendou à filha que não saísse do quarto. Ela deu café-da-manhã para as crianças e leu uma história para eles, como Gwen fazia toda manhã. Embora parecessem despreocupados perto da avó, os filhos do casal achavam toda aquela situação estranha.

Max acompanhou Ben até o quartel general.

- Papai!!! - Cassandra o viu e estendeu os braços. Ben a pegou no colo.

- Cassie!!! Ah, minha filha, graças a Deus você está bem!

- Você tá de ressaca?

- Como você sabe?

- Porque você tá evitando a luz.

- Explicamos pra você mais tarde, querida - disse Max - agora, eu queria levar você e seus irmãos pra passear.

- Tudo bem! Mas toma cuidado, a vovó não vai deixar...

- Ah, deixe que com a sua avó eu me entendo.

Desconfiada, Natalie subiu e consultou a filha, que confirmou e autorizou Max a levar as crianças. O bisavô os levou para o parque, mas não para treiná-los. Queria distrair os bisnetos daquela situação.

O alerta vermelho soou. Gwen voou para o local, enquanto Ben corria na forma de XLR8. Eles enfrentavam um alienígena enorme e gosmento. Ela jogava jatos de mana e XLR8 se transformou no Gosma para amarrar o vilão e depois no Cromático e lhe lançou um raio ultravioleta. No meio da briga, usando diversos aliens, Ben tentava se explicar para Gwen, mas ela não ouvia, e às vezes disparava contra ele. Quando o alienígena foi derrotado, eles voltaram para o quartel general, mas ela voava cada vez mais rápido para não se encontrar com ele.

_____________________________

 

Mas algo terrível aconteceu no parque. Kevin havia escapado do Nulificador e foi atrás não de Ben ou Gwen, mas de seus filhos. Usando um spray, ele fez Max desmaiar e pegou as seis crianças de surpresa. Eles tentaram derrotá-lo com mana, mas o vilão usava um escudo de tecnologia de Petropia, que absorvia a mágica das crianças. Um por um, Kevin colocou Cassandra, Gwendolyn, Gabriella, Kenny, Talitha e Karina em um enorme saco, também imune a mana.

- Vamos ver agora o quanto a mãe de vocês vai resistir! - dizia Kevin enquanto as crianças gritavam.

Quando Max acordou, ele ligou desesperado para Gwen e Ben, mas não disse que as crianças haviam sido levadas. Ele sabia que eles ficariam no mesmo estado e não conseguiriam pensar em nada. Assim que os primos chegaram, Max disse tudo a eles.

- Os meus bebês!!! Nas mãos do Kevin!!! Ai, meu Deus!!! O que que eu vou fazer??? - Gwen gritava e chorava. Inconscientemente, ela correu para os braços de Ben. Ele também chorava, mas tentava acalmar a esposa.

- Calma, meu amor! Vamos pensar em algo! Já sei... você pode rastrear as crianças?

- Sim... - Gwen começou a se concentrar - ... eles deixaram um rastro de mana... vou tentar seguir.

Ela localizou a direção. Foi voando, enquanto Ben e Max a seguiam na Lata Velha.

_____________________________

- Ai, meu Deus! - dizia Cassandra - Estamos iguais aos coelhinhos Flopsy.

- O Kevin vai nos colocar numa torta - dizia Kenny - Igual ao sr. McGregor.

Ele chegou a um esconderijo que ficava a 10 km de Keystone. Pendurou o saco em um lugar perto de uma fogueira. O que ele não contava é que havia alguém próximo ao local que não gostava nada daquela história de fazer mal a crianças.

- Hahahahaha vamos ver: um, dois, três, quatro, cinco, seis pirralhos Tennyson. O pai de vocês não sabe o que é camisinha? Hahahahaha

- Nos solte agora, seu verme imundo! - gritou Cassandra.

- Aaaaahhh e você é a pirralha líder: Cassandra Tennyson. Você é tão repulsiva quanto seu pai...

- E você é tão feio quanto o Vilgax - ela respondeu, fazendo seus irmãos rirem.

- É a filha do Ben - pensou Kevin antes de voltar a falar - Não vai adiantar nada gritar ou xingar! Ou a mãe de vocês fica comigo, ou vocês vão ser queimados. VIVOS!

Enquanto as crianças choravam, alguém entrou correndo no esconderijo e acertou um soco na cara de Kevin que o lançou para o outro lado.

- COVARDE!!! RAPTANDO CRIANCINHAS? POR QUE NÃO MEXE COM ALGUÉM DO SEU TAMANHO?

Lucy começou a atacar Kevin, que tentava atingi-la com projéteis e bolas de fogo. Ela lutava dando diferentes formas a seu corpo e socando o vilão com elas. Enquanto lutavam, as crianças ouviam os barulhos e paravam de chorar.

- Quem tá lá? - perguntou Talitha.

- É a Dona Ratatinha - respondeu Cassandra.

Gwen, Ben e Max chegaram ao local e encontraram Lucy deixando Kevin desacordado. Os quatro correram para tirar as crianças do saco. A Lenopana chegou primeiro e pediu a Cassandra que afastasse seus irmãos de seu lado esquerdo. Com uma faca alienígena que tomou de Kevin, ela cortou a corda que suspendia o saco e o colocou no chão. Em seguida, fez um buraco e retirou as crianças, uma por uma. Eles no começo ficaram surpresas em verem Lucy, mas depois perceberam que era ela a pessoa que os salvou.

Gwen e Ben abraçaram cada um de seus filhos, aliviados de estarem todos bem e agradeceram a Lucy pelo resgate. Quando avistaram Kevin, tentando atacar novamente, Gwen assumiu sua forma Anodita e Ben se transformou no Gigante.

- NUNCA MAIS! NUNCA MAIS MEXA COM MEUS FILHOS! - eles gritaram juntos enquanto esmurravam Kevin.

Os Encanadores chegaram e colocaram o vilão em um casulo.

- Dessa vez prendam em um lugar que ele não se solte - pediu Ben.

- Então vai ter que ser na parte vaga do Nulificador - respondeu Rook. Ele se referia ao lugar onde Kevin foi colocado pela primeira vez antes de ser transferido para uma prisão. Era um local cheio de criaturas ferozes, e os prisioneiros tinham que lutar por sua sobrevivência.

- Oh, Lucy! Obrigada por salvar os nossos filhos! - Gwen agradeceu.

- Ora, de nada! Eu não suporto ver gente maltratando criança.

- Mas uma coisa eu não entendo - disse Max - Você voltou pro lado do bem, Lucy?

- Eu... eu me arrependi de ter feito algo...

Lucy contou tudo sobre a foto de outra dimensão que pegou dos Encanadores. Disse que viu uma chance de separar o casal quando estivesse livre. Contou que Natalie e Helene estavam loucas para encontrar algo que prejudicasse a relação dos dois. Mas quando estava escondida no parque e viu que as crianças estavam mais vulneráveis ao perigo por causa da situação, sentiu que estava no caminho errado. Ben jamais deixaria de amar Gwen e Lucy tinha que entender isso de um jeito ou de outro. Como os Lenopanos sempre foram bons em combate, ela usou isso a seu favor para salvar as crianças.

- Então aquela foto era de um Ben de outra dimensão? - perguntou Max.

- Sim. E eu dei pra tia Natalie e pra irmã dela porque elas iam usar isso contra o Ben e separar o casal. Ahhh, se vocês soubessem o quanto que eu me arrependo disso...

- Lucy, você quase gerou um problema gigante na nossa família - disse Gwen - Mas, por outro lado, você salvou nossos filhos. Nós te agradecemos muito. E esperamos que isso não se repita.

- Não vai. E eu vou ajudá-los a resolver tudo. Vamos contar tudo pra tia Natalie.

- Agora aquela velha vai ver só... - disse Ben.

_________________________

 

Quando todos chegaram ao quartel general, Ben entrou segurando Gwen no colo, como se estivessem em lua-de-mel. Ao verem a cena, Natalie e Helene ficaram chocadas.

- Gwen! Você vai dar chance pra esse sem-vergonha? - perguntou Natalie.

- Vamos ver quem é o sem-vergonha, sua bruxa! - respondeu Ben.

Lucy explicou tudo. As irmãs tentavam esconder a vergonha.

- Quando é que vocês duas vão parar de tentar estragar meu casamento? - perguntou Gwen.

- Filha, nós só queremos o melhor pra você! Queremos que você seja feliz.

- Por que vocês acham que eu não sou?

- Como alguém pode ser feliz sendo casada com um maloqueiro? - perguntou Helene.

- Porque ele é um homem honesto, decente, que me respeita e me valoriza. Ele é o homem que eu aceitei como marido e é o pai dos meus filhos! E ou vocês aceitam isso, ou então a guerra de vocês não vai ser com o Ben. Vai ser comigo!

_______________________

 

A família de Gwen voltou a Bellwood. Natalie e Helene se desculparam com ela, mas se negaram a admitir que estavam erradas quanto a Ben. O importante para os Tennyson é que Gwen tinha sido bem clara quanto às interferências da família no casamento. Ela também avisou a mãe que não obrigaria Ben a tratá-la com cortesia se a sogra o tratasse mal.

Apesar do ocorrido, as crianças estavam bem calmas.

- Vocês foram bem corajosos apesar de tudo - notou Max.

- Nós estávamos que nem os coelhinhos Flopsy - disse Gabriella.

- Parece que agora nós podemos montar nossa própria equipe: os Coelhinhos Tennyson - afirmou Cassandra.

E assim eles ficaram conhecidos por todos: os Coelhinhos Tennyson.

______________________

 

Naquela noite, enquanto todos dormiam, Ben e Gwen terminavam de tomar banho juntos e iam para a cama.

- Desculpa por tudo o que eu te disse, Ben - ela o abraçou - Eu amo você!

- Claro, meu amor! Claro que eu te desculpo..., mas você vai ter que me compensar - ele sorriu maliciosamente.

O casal teve uma ótima noite. Ben ficava em cima de Gwen enquanto ela passava a mão entre o cabelo dele. Seus corpos se uniam em uma só carne. Suas almas se encontravam em uma sensação deliciosa.

- AHAVA LANETZACH


Notas Finais


A frase em hebraico que Ben e Gwen dizem no final do capítulo significa "Nosso amor para a vida toda". Como Ben fez um treinamento militar em Israel, ele aprendeu essa frase. Quando ele e Gwen querem confirmar o amor que sentem um pelo outro, eles dizem essa frase nos momentos íntimos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...