História My Luck - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Kuroko no Basuke
Personagens Akashi Seijuro, Aomine Daiki, Chihiro Mayuzumi, Himuro Tatsuya, Hyuga Junpei, Kagami Taiga, Kise Ryouta, Kiyoshi Teppei, Kuroko Tetsuya, Midorima Shintarou, Momoi Satsuki, Murasakibara Atsushi, Riko Aida, Takao Kazunari, Yukio Kasamatsu
Tags Abandono, Criança, Família
Visualizações 21
Palavras 832
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Esporte, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - 4- Dia de treinamento


Já havia se passado dois meses desde que kuroko foi internado no hospital, depois de receber alta, a rotina mudou drasticamente, começando pela alimentação, os horários dos treinos dos rapazes também teve que ser mudado. A única coisa que não foi mudada foi os horários de dormi, pois ninguém sabia quando e se Kuroko teria mais um de seus ataques de pânico.

Quem visse poderia dizer que os jogadores estavam mimando muito o pequeno azulado, mas não era isso, eles só não queriam que o garoto sofresse mais. Mas eles sempre colocavam limite, sempre que precisavam reclamavam, mas nunca elevaram tanto a voz.

Kuroko já estava na idade de ir para a escola, na verdade já tinha até perdido alguns anos, mas o garoto era muito inteligente.

— Kuroko já deveria ter entrado em uma escola. — disse Akashi encarando os demais

—  Sobre isso, todo nós concordamos, mas ele precisava ficar um tempinho assim, mas acho que agora ele já está mais preparado. — comentou Kagami.

— Sim. Talvez seja até bom pra ele conhecer pessoas novas, fazer amigos. — Kise disse feliz.

— Então está tudo certo. Iremos matricula-lo depois do Natal. — Akashi falou e todos concordaram.

O dia estava chuvoso e ótimo pra ficar em casa e relaxar, mas isso era algo que aquele grupo não fazia nesse momento.

— Já estão todos prontos? — Aomine perguntou impaciente.

— Só falta o Kagami descer com o Kuroko. — Murasakibara disse enquanto comia um saquinho de alcaçuz.

Akashi foi em direção ao gigante e tirou o pacote de suas mãos.

— Hey!? é meu e eu estava comento. — disse ficando sério.

— Sei que é seu. Mas dessa forma kuroko vai pensar que pode comer doces a qualquer hora. Por isso a partir de hoje você só vai comer doce depois do almoço e depois do jantar e talvez de tarde. — disse sério

O roxeado se ajoelhou e fingiu chorar. Nesse momento Kagami havia chegado na sala com Kuroko. O azulado desceu do colo do ruivo e foi em direção ao maior.

— Kibara-kun vo..você es..tá bem? — perguntou preocupado, se abaixou e cutucou o rapaz.

Kuroko estava preste a chorar pesando que algo havia acontecido. O roxeado percebendo isso, tentou tranquilizar o garoto.

— Não precisa chorar pequeno, eu tô bem vê? É que… é que... é que… — o azulado encarou o roxeado esperando uma resposta.

Murasakibara engoliu em saco e então teve uma ideia.

— É que eu estou muito ansioso pra te ajudar à jogar basquete. — disse com um sorriso meio forçar.

Kuroko continuou a o encarar e então sorriu.

— Eu tam..tam..também, mas na..não pre..pre..precisa cho..chorar. — se levantou e abraçou o rapaz se também lhe deu um beijo.

— Certo. Não vou mais chorar. — se levantou e levou junto o azulado. Foi em direção a porta — Então vamos.

Os outros cinco ficaram encarando aquela cena com um pouquinho de inveja pelo beijo e pelo abraço que o roxeado recebeu.

— Traidor. —falaram em um sussurro e então saíram da casa.

Trancaram tudo e então entraram nos carros. Murasakibara foi ao lado do pequeno, durante o percurso, eles conversaram e não tardou para chegaram na quadra de treinamento.

— Estão atrasados.— O treinador  Kagetora Aida disse um pouco bravo.

O rapaz começou a reclamar e brigar com os mesmos pela falta de comprometimento dos rapazes.

Assim que o mais velhos terminou de falar kuroko apareceu em sua frente lhe dando um grande susto.

— Des..culpa moço foi mi..mi..minha cul..culpa. Des..culpe. — disse se  reverenciando.

Todos o olharam insprecionados

— Nã..não bri..gue com eles. Se qui..quiser po..pode bri..brigar comigo. — disse gaguejando mais ficou sério, de um jeito bem fofo.

Todos entraram em um desespero interno. Mas ninguém teve tempo de comentar, pois Riko Aida, a filha do treinador entrou no local a tempo de ouvir o que o pequeno havia dito.

Ela se aproximou do pai e pegou em sua orelha.

— O que pensa que está fazendo? Ele é apenas uma criança, não acredito que fez ele fazer isso. — brigou furiosa.

Largou o pai e foi até o pequeno, se ajoelhou pra ficar do seu tamanho.

— Meu nome é Riko Aida. — se apresentou. — não precisa se culpar, tá bem, além do mais eles estavam cuidando de você não é?— sorriu.

O pequeno também sorriu e concordou, mas logo se afastou da garota e se escondeu atrás das pernas de Kise, pois era o mais próximo dos seis.

Ela não havia entendido, mas não invadiu o espaço do menor.

— Kurokocchi não precisa ter medo, ela é filha do nosso treinador, ela poder ser gentil em alguns momentos. — disse e colocou a mão nos cabelos azuis do pequeno.

O mesmo concordou e abraçou a perna direita do loiro. Ele não gostava mesmo de pessoas novas e desconhecidas.


Notas Finais


Ajinhos do meu coração. Aqui está, mais um capítulo como prometido.

♤♡◇♧


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...