História My Magic Shop-Imagine filha de Namjiin - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, HyunA
Personagens Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Rosé
Tags Bangtan Boys (BTS), Blackpink, Hyuna, Imagine, Itzy, Namjin, Txt
Visualizações 4
Palavras 1.988
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - "Não diga sandices!"


–S/N toma seu banho e troque de roupa,vamos ir jantar na casa de sua avó–Appa Jin disse assim que entrou em casa sendo acompanhado por appa Nam que chegou mais cedo do que o de costume.

–Qual o motivo da visita em plena segunda-feira?

–Ela nos convidou e nós vamos pois tem um tempo que não vou lá com você e o monstrinho quebra tudo–Appa Jin respondeu brincando e riu a ver Nam fechar a cara pela forma na qual foi chamado.

 –Eu não quebro tudo!

–Tá,ok,mas agora não importa,todo mundo indo se arrumar que já estamos atrasados e vocês sabem como minha mãe é.

Sigo pelo corredor de paredes claras e chão de madeira indo em direção a meu quarto.Adentrando no local vou em direção ao guarda roupa o abrindo e tirando uma saia em tom azul bebê com suspensório,uma blusa ombro a ombro branca,meu AllStar preto e uma meia 5/8 branca logo vestindo tudo.Pego minha bolsa em formato de donuts e dentro dela coloco meu celular,carregador e fone ouvido e coloco minha gargantilha em tons da bandeira LGBT.Após fazer um coque frouxo saio de meu quarto voltando à sala e encontrando meus pais me esperando.

–Minha filha é muito linda–Como de costume appa Jin veio me elogiar com sua puxação de saco diária.Para falar a verdade chegamos a competir quem mais puxa saco,no final das contas sempre empatamos ou appa Nam ganha ao vir puxar saco de nós dois .

Sem muita enrolação fomos parra o carro e seguimos para casa de minha avó.Meus pais não pareciam de bom humor em relação a visita que não só para mim mas também para eles parecia ter sido marcada de última hora.Não sou muito próxima da minha avó,por algum motivo appa Jin não me leva muito para visita-la,nos vemos apenas em datas festivas como aniversário de alguém e olhe lá.Mas eu não o julgo,minha vó é difícil de lidar,isso eu falo por mim que não sofre com o preconceito dela imagina então para meus appas que já estão juntos desde os 17 anos,atualmente ambos tem trinta.Apesar de a história de amor deles ser linda,para muitos é nojento por causa de um puto preconceito.

Assim que descemos do carro foi possível ver com mais clareza o nervosismo de appa Jin,que parecia já se preparar para o que estava por vir.Assim que a porta foi aberta e foi possível ver minha vó,appa abriu um sorriso tentando demonstrar calma e felicidade em ver a mãe.

–Seokjin meu filho,quanto tempo–Abre um sorriso e abraça o filho–ah,você veio junto–Fala olhando com desgosto para appa Nam que parecia já acostumado.Meus pais não me fala muito,mas pelo que já ouvi eles conversando e que meus tios me falaram minha avó nunca foi a favor do relacionamento de meus pais e sempre tratou appa Nam de um jeito muito desagradável,porem ele sempre tentou ao máximo demonstrar calma e respeito à mãe de appa Jin,para falar a verdade appa Jin que se irrita com isso.

–Boa noite para a senhora também.

–Minha netinha,como você está linda hoje,espera,o que é isso em seu pescoço? –Eu sou muito lezada só pode,por que que eu fui inventar de vir com essa gargantilha,meu santo G-Dragon?

–É...minha gargantilha–Respondi tentando me fazer de tonta,porem nada se passa em vão por minha avó.

–Seokjin!Você permite que a menina use uma gargantilha nas cores da bandeira LGBT?você é uma péssima influencia para sua filha,tadinha,tem apenas 12 aninhos,não deve nem ter ideia do que é isso.Vamos minha filha,tire isso,ande!

–Mãe,deixa a menina!foi ela que escolheu a gargantilha,e outra ela pode usar o que quer!

–Mas meu filho,ela meio que está se declarando gay!

–Não mãe,não está,e se fosse seria lésbica.–Respondeu sem muita paciência.

–Mas imagine,se ela chegasse e falasse que está namorando uma garota,o que você faria?Que trágico,não gosto nem de imaginar–Diz um tanto quanto exagerada,mas é minha vó,infelizmente eu já estou acostumada com isso.

–Eu faria diferente de você,faria o que um pai de verdade faz,daria amor,carinho a ela e não a trataria como se fosse uma aberração,eu seria compreensivo,seria diferente do que você foi!–Disse em tom de raiva já sem paciência,isso tudo e nem termos entrado direito dentro da casa.

Appa Nam,delicadamente,segura as mão de appa Jin em uma tentativa de o acalmar e ao mesmo tempo o repreender por estar batendo boca coma mãe sem ao menos ter do 10 minutos que chegamos,e por incrível que pareça isso funcionou.

–Então né gente,o que vocês acham de a gente entrar,sentar e conversar sobre outra coisa?Ou pelo menos estabelecermos uma conversa pacífica–propus antes que a briga ficasse maligna,então após me fitarem seguimos para dentro de casa,onde vi minha tia Kim Dahyun e minha prima Hyuna sentadas no sofá conversando.

–Olha só,meu irmão resolveu aparecer,eu achava que a Hyuna já estava se esquecendo que tinha um tio.

–Ah maninha,você podia fazer uma visita também,sabe que é complicado.

–Namjoon,como vai?Tem cuidado direitinho do meu irmão?

–Estou bem,e tenho cuidado muito bem dele,a gente tenta,porque Seokjin não gosta de me dar trabalho.

–Não gosto mesmo não,sei que seu trabalho como CEO já te dá muito trabalho.

–E você S/N?e os namoradinhos?

–Credo tia!Tudo que eu menos quero é macho me enchendo o saco.

–Sonho a Hyuna pensar como você,cada dia é um garoto diferente.

–Imagino,eu conheço minha prima.

–Pelo menos é namoradinho,não namoradinha–Disse minha vó como indireta em relação a meus pais,que olharam para ela em desconforto com o comentário.

–Mãe!–Dahyun repreendeu ao ver que foi criada uma atmosfera tensa originada pelo comentário ofensivo.

–Mas se fosse garota também não tinha problema,eu acho que valeria mais a pena do que ficar com macho,ta tão difícil encontrar macho que preste atualmente–Minha avó arregalou os olhos e olhou para Hyuna como se a garota tivesse dito a pior coisa do mundo,ou a coisa mais errada.Se levantou e segurou a garota pelos belos cabelos descoloridos e a menor gritou de dor.

–Não diga sandices Hyuna,que palhaçada garota!venha cá que eu vou lavar sua boca com sabão!  

–Mãe calma! –Eu e meus pais nos levantamos junto a Dahyun que em desespero foi correndo até a mãe tentando fazer a mesma soltar Hyuna que gritava em desespero.Assim que solta,minha prima caiu no chão,corri até a mesma para ver se ela estava bem e logo a ajudei a levantar.

–PERDEU A NOÇÃO, MÃE? –Gritou minha tia cara a cara com a mãe problemática.

–Olha o que sua filha disse!Depois eu que perdi a noção!

–Mas não precisa atacar a menina dessa forma!–Appa jin retrucou  parando ao lado da irmã com o objetivo de a dar apoio.

–Gente calma,Senhora Kim por favor mantenha a calma,essa energia não é boa e pode lhe fazer mal ,Dahyun e Jinnie tentem ficar calmos também e Hyuna você está bem?

–Energia ruim me traz você aqui em casa!

–Vó por favor,colabora–Falei em tom calmo em quanto eu fazia cafuné os cabelos de Hyuna que reclamava de dor–O que vocês acham de irmos jantar? –Perguntei com o objetivo de separar a todos para evitar mais confusão.

–Vou preparar a mesa–Minha vó disse se retirando do comodo e seguindo até a cozinha para pegar os forros para mesa.Dahyun veio ver como estava a filha em quanto appa Nam tentava acalmar Jin.

Assim que a mesa estava pronta fomos nos servir.Durante um longo tempo essa atmosfera de raiva e ódio se estabeleceu causando um silencio extremamente agoniante  que percebi que deixava não só a mim como a quase todos ali desconfortáveis.

Sim,quase todos,minha vó estava com a mesma postura de orgulho como sempre.Ela é assim,não aceita que o mundo está mudando e que pessoas do mesmo sexo estão tendo relacionamentos.O fato dela não ter a minima vontade de ter tolerância e compreensão em relação a isso deixa as visitas a sua casa cada vez mais desconfortáveis ,fazendo com que elas diminuam a frequência.

–Então Hyuna,como estão as coisas na escola? –Appa Nam perguntou com o objetivo de quebrar essa atmosfera e iniciar um diálogo calmo e civilizado,coisa que é meio que impossível estando na presença de minha avó.

–Estava tudo bem até descobrirem que um menino estava usando e vendendo drogas,agora a escola virou um inferno,todo dia tem alguém descoberto com drogas,revistas diárias nos armários.

–Pelo menos ele não estava beijando pessoas do mesmo sexo–Após o comentário de minha avó vi meu pai afastar o prato de comida em sua frente e se levantar ficando em frente sua mãe.

–Eu cansei,ta mãe!Se o que você queria era me irritar parabéns porque você conseguiu!Para mim já basta de você,de seus comentários preconceituosos,de você fazendo indiretas o tempo todo!Para mim já deu!Eu estou dês de os meus 17 tentando te convencer que uma relação com uma pessoa do mesmo sexo não torna a pessoa uma aberração e não é como se ela estivesse cometendo o maior e mais grave crime do mundo,mas você não se conforma,eu estou com 30 anos,desde os 17,quando eu me assumi gay você vem me menosprezando,me tratando como lixo,tratando o Namjoon como lixo.Quero te informar que você é uma péssima mãe,e que se você realmente me amasse como diz você estaria me apoiando e me dando carinho.Eu e Namjoon saímos cedo do trabalho para vir aqui e você me faz isso! –Appa Jin gritou com raiva em meio a lágrimas.

–Imagina a minha dor como mãe ver meu filho beijando outro homen,isso é trágico  Seokjin,trágico!Eu sou sim uma boa mãe!É por isso que estou tentando fazer você deixar de ser viado!

–Eu realmente não acredito que você está... –Appa para de falar e parece meio tonto,Namjoon se levanta e segura o braço do mesmo que logo tomba para trás em um desmaio.Eu,minha tia e Hyuna nos levantamos rapidamente indo até meu appa

–JIN?! –Appa gritou em preocupação segurando appa jin nos braços e logo o estendendo no chão.

–Está satisfeita mãe? –Em raiva misturada ao desespero minha tia olhou para a mãe que parecia indiferente

–Gente por favor calma,a gente precisa melhorar o fluxo sanguíneo–Appa Nam disse em uma tentativa de nos acalmar mas sabiamos que ele estava mais desesperado que todos.Em quanto eu andava de um lado a outro em preocupação e por não poder ajudar,Hyuna tentava me acalmar,mas nada deu certo.

–Ta vendo vó!Você nunca colabora com a situação,está sempre tudo bem e você solta algum comentário preconceituoso!É nisso que resulta!Meu pai desmaiar por causa de estresse,será que assim você melhora?Acho que não,porque se você realmente amasse seu filho teria o apoiado,mas só sabe o julgar!Eu não volto nessa casa até você melhorar–Gritei com raiva em meio a sala fazendo todos olharem para mim.Hyuna me puxa para um abraço e não me deixa sair dele.

–O que aconteceu? –Escuto appa Jin e me solto do abraço indo em direção appa.

–Você desmaiou,mas está tudo bem maninho,quer um copo de agua? –Appa Nam ofereceu

–Por favor–Após beber o líquido e nos despedirmos de minha tia e minha prima voltamos para casa,o caminho foi todo em silencio só nos falamos em casa.

–Tem certeza que você está bem? –Appa Nam perguntou parado ao lado de sua cama e de appa Jin ao ver seu amado deitado em repouso.

–Eu estou melhor,Nam,obrigado.

–Agora você vai dormir,pois já passou muita raiva hoje e precisa descansar–Deixou um beijo na testa de appa Jin que sorriu e se aconchegou na cama–E a bonita também,direto para a cama–Com meus pés descalços corri até a cama e abracei appa Jin e appa Nam os desejando boa noite,depois segui para meu quarto indo dormir.

Acredito que depois de hoje não verei minha avó por muito tempo,e para falar a verdade nem quero a ver,ver meus pais mal me deixa mal.E eu não quero vivenciar mais brigas como essas,é horrível!  


Notas Finais


Tadinho do Jin e do Nam,sofrendo com essa velha chata desde os 17,eu já tinha berrado com a velha
gostou?deixe seu comentário!
bjs e até mais


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...