1. Spirit Fanfics >
  2. My melody is You (JenSoo) >
  3. The kiss

História My melody is You (JenSoo) - Capítulo 7


Escrita por: Martin_Avilla

Notas do Autor


Boa leitura;)

Capítulo 7 - The kiss


Eu havia passado a semana inteira esperando pelo dia de hoje: minha apresentação. Embora não fosse um evento tão grandioso, seria minha primeira apresentação fora da universidade e para um público completamente diferente. Eu estou bem nervosa, mas ainda sim, muito feliz, e realmente espero que dê tudo certo.


Irei tocar 3 músicas, uma no início, no meio do evento, e uma no final. Mesmo não tendo muito tempo de treino; eu estava um pouco confiante.

Ah, e como planejado, parei de tocar até tarde. As 10 eu terminava com os treinos e logo depois iria fazer alguma outra coisa aleatória, como: sair, beber, ou ir ver minha amiga Lisa.

Todo esse esforço após o desabafo de minha vizinha Kim Jisoo, que de certo modo me chocou um pouco, eu sabia que a irritava, mas não fazia ideia do quanto.

Ainda sim, não sei ao certo por qual razão fiz isso, eu nunca havia parado por nenhum de meus vizinhos anteriores (mesmo eles sendo os mais gentis ou rudes possíveis). Mas, resolvi não me aprofundar nisso.

Aish....

Essa rotina diferente está sendo difícil de se acostumar, passar a madrugada tocando era meu jeito de se distrair, esvaziar meus pensamentos, relaxar e não surtar com a insônia e ansiedade noturna.

E por conta disso, eu tive que passar a beber nesses ultimos dias para praticamente poder apagar e dormir tranquilamente. Mas não quero viver disso por muito tempo, logo logo eu volto a tocar, ou então procuro um bom terapeuta com um bom remédio para eu poder dormir perfeitamente bem.

Saio de meus pensamentos quando ouço meu celular tocar, era uma mensagem de Solar.

Solar: tem planos pra hoje a noite?

Penso um pouco antes de responder. Achei que ficar com ela não seria como ficar com as outras garotas, elas sempre ficavam grudadas em mim e não paravam de me encher. E solar era do tipo que não gostava de relacionamentos e não ligava de só transar comigo e "tchau".

No entanto, eu não sei se é só pelo meu ego extremamente elevado... mas parece que ela não quer mais desgrudar de mim e sempre arrumar um motivo para me ver. Não que eu não goste, mas ainda sim; é enjoativo.

Só espero que seja coisa da minha cabeça e que ela não esteja gostando de mim.

Eu: "Estou ocupada gata. Toco no restaurante esta noite, lembra que comentei?"

Desligo meu celular e me levanto da cama apenas de roupas íntimas, olho para Whein dormindo sobre a cama, ela estava nua e sua bunda era coberta por apenas um fino lençol.

Eu nem me lembrava que havia passado a noite com ela, na verdade não me lembro de quase nada da noite passada.... Mas não me surpreendo!

Caminho até o banheiro de seu quarto.

Tomo um banho gelado para me livrar de minha dor de cabeça pelo tanto que bebi ontem a noite e em seguida me visto com a mesma roupa de ontem. Volto para o quarto e vejo a morena de antes mexendo em meu celular. Reviro meus olhos sutilmente.

ㅡ Quem é Solar?ㅡ A mesma pergunta curiosa assim que me vê, caminho até ela e pego meu celular de sua mão.

ㅡ Uma amiga.ㅡ Digo e abro a caixa de mensagens. Posso notar a garota a minha frente respirar fundo e cruzar os braços.

ㅡ Aquela "amiga" que encontramos no restaurante,  e que não tirava os olhos de você??ㅡ Assinto com a cabeça e me sento sobre a cama.

ㅡ Se sabe quem é, por que a pergunta?

ㅡ Fiquei sabendo que ficou com ela na mesma festa que transou comigo.ㅡ Dou de ombros.

ㅡ Idai.

ㅡ Idai?ㅡ Arqueio uma de minhas sobrancelhas e Whein suspira pesadamente.

Em alguns segundos sinto seus braços em volta de meu pescoço; me abraçando e passando o nariz sob local. Acabo me arrepiando com tal ato.

ㅡ Gostei do perfume do meu sabonete em você.ㅡ Sorrio de lado mas volto a atenção para o meu celular.

Solar: Posso ir te ver?

Eu: "Claro, te passo o endereço."

Após passar o endereço para a mesma, desligo a tela de meu celular e encaro whein que parecia emburrada, talvez pelo fato de eu não estar te dando atenção.

ㅡ O que foi?ㅡ Pergunto após dar un beijo rápido em sua testa.

ㅡ Por que não me chamou pra ir te ver tocar esta noite? Na verdade, ao menos mencionou isso para mim.ㅡ arqueio uma de minhas sobrancelhas.

ㅡ Eu não sabia que curtia música clássica.

ㅡ E não sou muito fã. Mas seria legal se me chamasse, eu gostaria de ir te ver.ㅡ Sorrio fraco para a morena que agora parecia envergonhada.

ㅡ Que fofa.ㅡ Levo minha mão direita até sua nuca e a puxou para um beijo não muito demorado. ㅡ Bom, eu preciso ir. Tenho que praticar a tarde inteira para essa noite.ㅡ Selo seus lábios em seguida. ㅡ Mais tarde te passo o endereço, esta bem?

Whein assente um pouco animada e eu Forço um sorriso gentil.

ㅡ Te vejo mais tarde então. ㅡ Ela diz se levantando, enrolada no lençol.

ㅡ Certo!

(...) algumas horas depois....

Após passar a tarde toda tocando e me alimentando apenas com cereais, sanduíches e refrigerante: Finalmente estava na hora.

Eu tomei um banho bem demorado e fiquei por 30 minutos em duvida sobre qual peça usar. No fim, acabei optanto por usar um vestido preto, cumprido e de alças finas. Onde deixava a mostra minhas tatuagens novas no braço. Não sei como, mas ontem após beber bastante, fiquei tão bebada que acabei indo em um studio e fiz mais três tatuagens, deixando agora, meu braço quase todo fechado.

Bom, o vestido não fazia muito meu estilo, mas combinava perfeitamente com o estilo do evento.

Volto a me arrumar; deixo meu cabelo solto com babyliss, e de maquiagem apenas passo um batom bem vermelho e cubro minhas olheiras com corretivo (É a unica coisa que eu sei fazer, devo admitirㅡ graças a Lisa).

Ainda não coloco os sapatos de salto pois como eu iria de moto, não seria fácil conduzi-la com tais calçados.

ㅡ Eu facilmente me pegaria.ㅡ Digo para mim mesma enquanto me observo pelo reflexo no espelho.

Em seguida olho para o relógio em meu celular, e percebo que ja estava na hora de ir, minha apresentação iria começar em 40 minutos e como o lugar ficava muito longe, eu deveria ir o mais rápido possivel.

Uma mensagem de solar chega e eu suspiro, não dava tempo de responder, portanto apenas desço, subo em minha moto e dirijo até o local. Após cerca de 30 minutos, chego no local destinado. Estaciono minha moto em um estacionamento reservado para mim e finalmente calço meu saltos quando desço do automóvel.

Devo admitir, eu nunca soube usar esse negócio(salto). Mas tive que fingir saber, para não sair mancando e passar vergonha.

Saudades de meu tênis.

Assim que entro no restaurante observo o enorme piano no centro e varias mesas com pessoas em volta. Um homem tocava Beethoven no enorme instrumento enquanto as pessoas apreciavam suas refeições.

Sinto alguns olhares sobre mim, mas tento não me importar com isso, portanto apenas caminho para qualquer direção.

Não muito longe avisto Lisa que estava próxima a um balcão, provavelmente pedindo alguma bebida. Assim que a mesma me vê, caminha até mim em passos longos e apressados.

Ela estava com os cabelos soltos, usava um vestido azul marinho que ia até as coxas e um belo par de tenis all star. Acabo sorrindo com a vista.

ㅡ Você está irreconhecível Jen.ㅡ Levo a mão até meu peito.

ㅡ Oh! Obrigada.ㅡ Acabamos gargalhando. ㅡ Eu não aguento mais usar esse salto.

ㅡ Deveria ter feito igual a mim.ㅡ A mesma aponta para seu par de tênis e eu rio novamente.

ㅡEu não tive escolha.

Dou de ombros.

ㅡ Acabei vendo Solar por aqui. Não me contou que havia chamado ela.

ㅡ Só acabei comentando, não a chamei.ㅡ Caminhamos em conjunto até o balcão de bebidas, e peço uma taça de Gim.

ㅡ Parece que ela está afim de você.

ㅡ Tanto faz.ㅡ Olho em volta observando a quantidade de pessoas e acabo me sentindo nervosa. Nunca toquei em um lugar assim. Meu deus....

ㅡ Eu ja disse que pode ficar com ela. Ta tudo bem.

ㅡ Se realmente estivesse tudo bem você não a evitaria sempre que pudesse.ㅡ Mordo meu lábio inferior ao ver o pianista anterior terminar sua apresentação. 

Em um só minuto, viro toda bebida pela minha boca.

ㅡ Não é hora de falar sobre isso.ㅡ comfirmo com a cabeça. ㅡVocê me parece nervosa, mas relaxa. Você vai se sair bem!

ㅡ Não sei... talvez!ㅡ respiro fundo. ㅡ Eu estava confiante até ver todas essas pessoas.

ㅡ Vai ficar tudo bem!.ㅡ Ouço uma voz me chamar pelo microfone, pisco meus olhos algumas vezes um pouco hesitante. ㅡ Vai la! Eu sei que vai arrasar como sempre.

Sinto os braços de lisa ao redor de meu corpo por alguns segundos, ela estava me abraçando, logo, a mesma me soltou e eu assenti lentamente.

ㅡ Okay, me deseje sorte.

ㅡ Você não precisa. ㅡ Reviro os olhos. ㅡ Está bem, Boa sorte!

ㅡ Obrigada!

(...) kim Jisso p.o.v's

Eu não sei exatamente por qual motivo minha vizinha havia parado com as músicas noturnas. Mas fico contente que nesses ultimos quatro ou cinco dias eu consegui ter ótimas noites de sono. Algo que eu agradeceria se não fosse o mínimo que ela deveria fazer.

Será que esse ato foi pelo que eu disse naquele dia no veterinário? Ou ela só não esta ficando em casa? Não a vi pelo prédio nesses ultimos dias.

Bom, eu não sei.

Só sei que talvez eu tenha sido muito rude .... mas não importa, provavelmente por esse acontecimento eu pude dormir como um perfeito anjo. E graças a isso, como resultado minhas terríveis olheiras profundas e escuras sumiram.

Me levanto da cama e caminho até a sala atrás de meu felino predileto. Todos os dias, por pelo menos duas vezes eu tinha que trocar seu curativo.

Bom que logo logo, eu vou poder o livrar deste sofrimento.

Meu gato Misun está muito melhor. Eu fico feliz que não tenha acontecido nada pior com ele, caso contrário eu mataria aquele cachorro. Ou pior... a dona dele.

Bom que logo logo, eu vou poder o livrar deste sofrimento.

Assim que termino, vou lavar minhas mãos e procurar algo para jantar, ou talvez só pedir uma comida. No entanto, sou interrompida por um barulho na porta. Reviro os olhos pensando em quem poderia vir encher o meu saco essa hora da noite.

Abro a porta e me surpreendo com Kim Yong-sun parada na porta. Eu não me lembrava de ter marcado com ela esse final de semana, afinal ja havíamos saído ontem a noite.

ㅡ Solar? O que que faz aqui?ㅡ Pergunto curiosa.

ㅡ Boa noite pra você também...ㅡ Forço um sorriso após vê-la sorrir animadamente.

Não que eu não gostasse dela, ela era minha amiga. Talvez melhor amiga. Pra falar a verdade, ela foi a primeira garota que se aproximou desde que me transferi pra minha faculdade atual.

Eu não odiava ela, e sim odiava quando apareciam na minha casa de surpresa. Independente de quem fosse.

ㅡ Está tudo bem?ㅡ Pergunto educadamente. ㅡ A gente marcou alguma coisa? Eu não me recordo.

ㅡ Não vai nem me convidar pra entrar?ㅡ A loira diz, ja entrando em meu apartamento.

ㅡ Então ta...ㅡ Fecho a porta e ela vai correndo até Misun, o enchendo de Beijos.

Não sei quando foi que eles ficaram tão intimos, Meu gato odeia desconhecidos o tocando. Aposto que ela está apenas se aproveitando de meu bebezinho enquanto ele esta machucado.

ㅡ Own, que coisa mais fofa.ㅡ Após terminar sua sessão de carinho com meu gato, ela finalmente o deixa em paz e vem até mim. ㅡ Não marcamos nada, mas quero te chamar para um evento.ㅡ A observo jogar sua bolsa sobre meu sofá e sorrir alegremente.

ㅡ Ah, ja saimos ontem. Não me sinto bem para ir a uma festa essa noite.ㅡ Cruzo meus braços. ㅡ Ja estou de pijama e iria pedir comida.

Ela respira fundo.

ㅡ Não é uma festa, relaxa. É que eu reservei uma mesa pra gente em um restaurante caríssimo. ㅡArqueio uma de minhas sobrancelhas.

ㅡ Sério? E só vem me avisar agora?ㅡ Cruzo meus braços.

ㅡ Fiz isso a menos de 30 minutos, a caminho pra ca.ㅡ Reviro os olhos sutilmente.

ㅡ Bom, me desculpa te decepcionar, mas eu não estou afim de sair.ㅡ observo seu sorriso alegre se fechar imediatamente. ㅡA gente pode pedir uma pizza e asssitir um filme, eu acho muito melhor!

ㅡ Mas eu ja reservei uma mesa para duas pessoas, e foi muito difícil conseguir marcar assim de ultima hora, eu tive que mencionar o nome do meu pai. ㅡ Vamos, por favor?!ㅡEla junta as mãos praticamente implorando para que eu vá.

ㅡ É só desmarcar, a gente pode ir almoçar la amanhã. ㅡ Me sento no sofá e pego meu celular.

ㅡ Mas... É importante.ㅡ Solar se senta ao meu lado e me olha com um olhar suplicante.

ㅡ O que é importante?ㅡ Desvio o olhar de meu celular para a mesma. Ela hesita um pouco.

ㅡ A jennie vai estar la.

ㅡ Ah não... você ja não deu pra ela ontem?ㅡ Ela da de ombros.

ㅡ Idai? Não é só sobre dar.... ㅡ Suspiro. ㅡVocê vai vir comigo?

ㅡ Nem pensar, prefiro pedir pizza. Não quero segurar vela e acabar ficando sozinha a noite toda.

ㅡ Você não vai ficar sozinha. Provavelmente vai ter muitos caras e garotas la que vão estar afim de você.

ㅡ Não quero sair Solar.

ㅡ Eu pago tudo o que você quiser comer.ㅡ Arqueio uma de minhas sobrancelhas, interessada.

Agora sim, isso sim é um ótimo jeito de me convencer.

(...)

Ao chegar no local, entendi o porque de Solar me obrigar a vestir algo um pouco mais formal que o normal. Só pelo lado de fora dava para se notar o quanto o lugar era incrível e havia muitas pessoas bem vestidas na entrada. No entanto, minha empolgação se cessou ao ouvir uma melodia vir de dentro. Uma melodia bem parecida com a de minha vizinha Jennie Kim.

Respiro fundo.

ㅡ Ah não, será que estamos muito atrasadas?ㅡ Ouço Solar reclamar antes de me puxar para dentro do local.

O restaurante estava bem cheio. Ao chegar havia uma recepcionista muito gentil que nos levou até nossa mesa reservada.

Porém, para minha infelicidade, quanto mais andavamos até a mesa, mais a melodia ficava alta e nítida. Eu realmente não acredito que essa desgraçada da Solar havia me trago para este lugar... eu odeio música classica.

A princípio eu não tinha nenhuma opinião formada sobre esse estilo musical,  mas quando sua vizinha praticamente te obriga a ficar noites em claro escutando tais "sons" vindo do piano, não há como amar. É um pesadelo!

Nos sentamos em nossos lugares, nossa mesa ficava bem próxima ao palco. E meu humor ja estava a um fio, mais um pouco e eu surto.

Respiro fundo.

A música parou, no entanto para meu desprazer ouvi chamarem o nome de Jennie Kim.

Eu deveria adivinhar.

Eu realmente deveria ter adivinhado.

Que porra!

Olho para Solar que estava sentada a minha frente com um belo sorriso nos lábios.

ㅡ Chegamos a tempo!!! Não é ótimo?

ㅡ Não é....ㅡResmungo.

Em poucos minutos, observo minha vizinha caminhar até o piano sobre o pequeno palco ao nosso lado. Logo, uma música melancólica começou a ser tocada por seus dedos que dançavam pelas teclas.

ㅡ Ela toca super bem.ㅡ Fecho meus olhos por alguns segundos e em seguida os abro novamente. ㅡ Ainda bem que consegui o melhor lugar.

ㅡ Melhor lugar?

ㅡ Sim, bem próximo do palco. É muito difícil reservar lugares assim!ㅡ reviro os olhos.

ㅡ Eu nunca mencionei a você o quanto eu odeio esse tipo de música?ㅡ digo sarcasticamente, tentando não transparecer meu ódio.

ㅡ Não que eu me lembre.ㅡ Franzo meu cenho. ㅡ Ah, sinto muito, estamos perto demais. Eu deveria ter perguntado.

ㅡ Acho que vou embora.

ㅡ Como assim? acabamos de chegar.ㅡ fecho meus olhos assim que ouço o som completamente agudo e irritante vindo do instrumento.

Respiro fundo e encaro Jennie por trás do piano. No entanto, minha atenção acaba se prendendo em seus lábios tingidos de vermelho.

Ela está tão... diferente.

Ela vestia um vestido preto de alças finas, que possibilitavam a vista de suas tatuagens (cujo eu nem havia reperado antes) e um par de sapatos de salto da mesma cor. Seus cabelos enrolados e quase nada de maquiagem em seu rosto, mas, o que mais me chamou atenção foi a cor vermelha em seus belos lábios.

Jennie nem precisava se esforçar para ficar tão bonita!

Ela também parecia muito concentrada, seus olhos estavam fixados em algumas folhas enquanto a mesma dedilhava seus dedos pelas teclas do piano.

Ela esta tão....

Pisco meus olhos algumas vezes, tentando formular a frase.

ㅡ Ela está tão sexy.ㅡ Ouço Solar dizer, e praticamente tirar as palavras da minha boca.

Volto minha atenção para minha amiga, que antes que pudesse dizer qualquer outra coisa, o garçom chega para nos entregar os cardápios.

ㅡ Obrigada. ㅡ Agradeço e o mesmo sai logo em seguida.

ㅡ Você não vai embora, né?ㅡ Antes que eu pudesse dizer que sim, a música chega ao fim, e eu suspiro aliviada por aquilo finalmente acabar.

Ouço varios bater de palmas, e faço o mesmo por educação.

ㅡ Não, não irei. Okay? Mas quero pedir algo logo, estou faminta.ㅡ Abro um mínimo sorriso e em seguida encaro o cardápio.

Fazemos nossos pedidos e esperamos.

Novamente meus olhos encontram Kim Jennie, que agora se mantinha de pé próxima a um homem alto, que eu não pude identificar pois estava de costas. Eles se abraçam, e assim, finalmente, ela me avista. Nossos olhares se encontram por um breve momento, mas após alguns segundos a mesma se separa do homem e caminha até Lisa.

Sinto uma sensação estranha...

Faz tempo que não me esbarro com ela.

Antes Jennie sempre estava próxima, meu gato sempre invadia seu apartamento e ela sempre estava me devolvendo ele, sempre nos esbarravamos na faculdade, e até mesmo nas festas... porém isso parou. O que por um lado é bom mas...

Por que?

Ela por acaso estava me evitando?

Será que foi pelo que eu falei com ela naquele dia?

Com certeza...

Ontem acho que a vi na festa, e tenho quase certeza de que ela me viu também, mas não olhou diretamente para mim. Isso me incomoda de alguma forma...

Afinal, por que estou me importanto com isso?

Nossos pedidos chegam e eu finalmente posso comer. Um delicioso Chikin Coreno de entrada e um suco de maracujá natural ㅡ era o que eu precisava para me manter calma neste lugar.

Não passa mais que 10 minutos até Jennie voltar para o pequeno palco e tocar uma outra música. Achei que havia terminado... espero que dessa vez seja breve.


De prato principal, pedimos Samgyeopsal para dividirmos. Estava tudo muito delicioso, eu amo carne de porco.


Após terminar nossa refeição e meu meu suco natural; Ouço Solar chamar o garçom novamente. Pedimos nossas sobremesas para finalizar e dessa vez a loira fez questão de pedir uma garrafa de vinho e mais duas taças.

ㅡ Eu não estou afim de beber, ja bebi demais noite passada!

ㅡ Você vai precisar para aguentar a música clássica que diz detestar.ㅡ A mesma diz entre risos e eu acabo rindo junto.

ㅡ É você tem razão! Mas só uma taça.

.

Ficamos conversando por alguns minutos sobre a festa de ontem a noite e mais algumas coisas aleatórias, enquanto acabavamos com a segunda garrafa de vinho. Confesso que aquela bebida estava começando a me fazer ficar sonolenta, talvez eu devesse parar.

Mas Solar realmente tinha razão. Só o álcool pra me fazer aturar aquela música irritante. Música que logo finalmente acabou, portanto, eu finalmente poderia parar de beber, chamar um taxi e ir pra casa.

Eu estava pronta para dizer isso, mas noto minha amiga abrir um sorriso largo do nada, franzo meu cenho e sigo seu olhar para a mulher extremamente linda que caminhava até nossa direção.

Espera... não é qualquer mulher. É a minha vizinha.

Pisco meus olhos algumas vezes para ter certeza. E sim... ela estava ainda mais linda de perto.

É. Com certeza eu tenho que parar de beber, eu não deveria estar pensando essas coisas, afinal eu odeio ela. Ou talvez só odiasse o fato dela tocar a noite toda... ah, eu não sei. Eu só sei que tenho que ir pra casa.

ㅡ Boa noite Senhoritas.ㅡ Ouço a voz de Jennie vindo a minha frente, no entanto apenas forço um sorriso.

Diferente de Solar que se levanta e se aproxima para beijar seus lábios, no entanto minha vizinha apenas vira o rosto, fazendo solar beijar sua bochecha.

Em seguida Jennie sussura algo em seu ouvido.

Elas conversam sobre mais algumas coisas que eu faço questão de ignorar e em menos de 10 minutos Jennie sai, sem ao menos olhar pra mim ou ser sarcástica como antes costumava ser. Mordo o canto da minha bochecha.

O que ela está fazendo?

Viro o resto da bebida de meu copo pela minha boca e me levanto.

ㅡ Eu preciso ir ao banheiro.

ㅡ Okay, só não demora muito.

Assinto com a cabeça e em seguida caminho em direção ao banheiro. Confesso que sou totalmente fraca para bebidas, apenas quatro taças cheias de vinho havia me deixado com a visão meio turva.

No caminho acabo encontrando Lisa, que faz questão de me cumprimentar. Por sorte, ela estava sozinha e após esse curto momento de conversa com a mesma, sigo finalmente até o banheiro.

Toda aquela quantidade de vinho havia me deixado muito apertada.

Após terminar, saio do banheiro e lavo minhas mãos. No entanto, antes que eu pudesse deixar o local, acabo sentindo alguem se esbarrar em mim.

ㅡ Olha por onde anda....

ㅡ Sinto muito.ㅡ Rapidamente reconheço a voz, encaro para a mulher que agora parecia um pouco mais alta que eu e suspiro.

ㅡ É você vizinha....ㅡ desvio meu olhar de seus olhos negros para seus lábios completamente vermelhos que agora estavam tão próximos.

Suspiro.

ㅡ Me desculpe!ㅡ Franzo meu cenho ao vê-la saindo andando. E novamente sem nenhum comentário sarcástico ou uma encarada constrangedora.

A mesma se encara pelo reflexo do espelho e ajeita o vestido em seu corpo. Respiro fundo e desfaço minha cara fechada.

ㅡ Está me evitando?ㅡ Pergunto para a mesma que até então ignorava minha presença no local.

ㅡ Está falando comigo?ㅡ Reviro os olhos.

ㅡ Não há outra pessoa aqui.ㅡ Digo após olhar em volta. No entanto, em resposta ela apenas da de ombros. ㅡ Achei que seu hobby fosse me irritar.

A vejo esboçar um mínimo sorriso, ela parecia querer rir, mas se conteve.

ㅡ O que você quer comigo vizinha?ㅡ A morena me encara pelo reflexo do espelho com um tom de voz totalmente sensual.

Ou talvez fosse só coisa da minha mente alcoolizada.

ㅡ Saber porque esta me evitando.

ㅡ É apenas impressão sua.ㅡ Levanto as sobrancelhas em resposta.

Será?

Jennie retoca seu batom e em seguida se abaixa, tirando seus sapatos e ficando descalça. Seu semblante parecia aliviado, e eu entendo, é incrível tirar os sapatos após horas com ele apertando seus dedinhos.

ㅡ Eu sei que está me evitando. ㅡ Digo novamente. ㅡ Desde o dia do incidente com meu gato.ㅡ Me aproximo um pouco mais da mesma, que agora estava a poucos centímetros mais baixa que eu.

ㅡ E como ele está?ㅡ Ela pergunta preocupada.

ㅡ Melhor, graças ao remédio. Logo ele vai voltar com suas atividades suicidas.ㅡ Digo entre risos e ela acaba sorrindo de lado.

Puta que pariu, que sorriso bonito!

ㅡ Ainda bem que ele esta melhor.ㅡ Concordo com a cabeça. ㅡ Caso contrário eu iria me culpar eternamente.

ㅡ Deveria ir vê-lo.ㅡ o que estou falando? Devo estar bêbada. ㅡ Ele deve estar com saudades de ir te visitar.

Foco meu olhar em uma borboleta pequena tatuada em seu braço esquerdo.

ㅡ Se a dona dele permitir. ㅡ Confirmo com a cabeça. ㅡ No entanto, achei que me odiasse e me quisesse longe.ㅡ Jennie ergue uma sobrancelha enquanto penso.

ㅡ Não odeio você. ㅡ Ela parece surpresa, e eu também.

ㅡ Não? Mesmo depois daquele discurso e desabafo enorme?ㅡ acabo deixando um riso escapar.

ㅡ Mesmo depois disso.ㅡ Me encosto proxima ao balcão/pia, sem tirar meus olhos de Jennie Kim. ㅡ Mas não odeio você. Nunca odiei na verdade... Apenas odeio que não me deixe dormir.ㅡ Suspiro após sentir seu olhar curioso sobre mim.

ㅡ Bem, presumo que não me odeie mais ja que permito que durma super bem a cinco dias.ㅡ Seu sorriso se alarga.

ㅡ Isso foi o mínimo. Se pensa que irei te agradecer por isso está muito enganada.ㅡ Cruzo meus braços, sem desviar meu olhar de seus lábios ainda curvados em um sorriso.

ㅡ Não me odeia mas ainda me considera escrota.

ㅡ Ninguém é totalmente perfeita.ㅡ Seu sorriso se abre um pouco mais, fazendo-me prender minha atenção.

O que está fazendo comigo Jennie?

Com toda certeza estou bêbada pois não consigo deixar de desejar seus belos lábios carnudos nos meus.

Meu deus, o que esta acontecendo comigo? Por que raios estou com esses pensamentos em mente? Parece que Jennie percebe que estou encarando demais.

Ela me olha de cima abaixo e posso a notar morder o lábio inferior levemente. Sinto meu corpo estremecer com seu olhar fixo em mim.

Oh céus.

Quando foi que ela ficou tão atraente desse jeito?

ㅡ É engraçado...

ㅡ O que?ㅡ Pergunto, confusa.

ㅡ Me admira você que não gosta de música clássica frequentar este lugar.ㅡacabo rindo com seu comentário.

ㅡ Solar me arrastou pra ca. Eu nem sabia pra onde estava indo.

ㅡ Não me diga. E por que ainda está aqui?ㅡ ela ri e eu finalmente me lembro de minha amiga que deixei sozinha.

ㅡ Porque fui obrigada a acompanhá-la. Mas o vinho me ajudou a aturar isso tudo.ㅡ Sorrio fraco.

ㅡ Foi o que presumi.ㅡ Confirmo com a cabeça brevemente.

ㅡ Por falar em Solar, eu tenho que voltar. Ela ja deve estar me xingando pela demora.

ㅡ Tenho certeza.ㅡ balanço a cabeça lentamente e me afasto um pouco, Jennie calça seus sapatos de volta, e seu semblante se fecha, formando uma careta. ㅡ Eu odeio esses sapatos.

ㅡ Deveria usar um tamanho maiorㅡ digo me virando para poder sair. ㅡ Eu faço isso e coloco papel higiênico em volta. Ajuda bastan....ㅡ Antes que eu pudesse terminar minha frase, acabo me escorregando no chão de piso liso e molhado. No entanto, antes que eu pudesse me quebrar no chão, sinto as mãos de jennie em minha cintura, me impedindo de cair.

ㅡ Cuidado vizinha.ㅡ Respiro fundo e me viro para a mesma que agora estava muito próxima.

ㅡ o-obrigada!ㅡ Olho para suas mãos que ainda estão em minha cintura
e em seguida para jennie que encarava meus lábios e em seguida meus olhos.

Muito... mas muito próxima....

ㅡ Você é tão mais bonita de perto.ㅡ acabo pensando alto e ela sorri em resposta. Arregalo meus olhos ao perceber o que havia dito.

ㅡ E você me parece alcolizada.ㅡ sorrio sem graça.ㅡ A Jisoo que conheço ja estaria me obrigando a soltá-la por invadir seu espaço pessoal.

ㅡ Talvez.ㅡ Comento, meus olhos se encontram com os seus por um breve segundo e em seguida, olho para seus lábios chamativos.

Suspiro ao sentir suas mãos se soltarem aos poucos de minha cintura.

ㅡ Você tem que voltar pra Solar, antes que ela surte pela demora e venha atrásde ti. ㅡ Ela comenta, sua voz agora está leve, rouca e calma.

Eu diria que é até sexy.

ㅡ Sim, eu tenho.ㅡ Eu iria me afastar, bem la no fundo minha consciência um pouco sóbria me obrigava a me afastar e não fazer o que eu estava desejando... no entanto...

Em um só movimento, colei nossos lábios sem ao menos repensar sobre meus desejos momentâneos. A princípio achei que Jennie se afastaria, no entanto, a mesma voltou a envolver minha cintura com seus braços e puxou meu corpo para mais perto do seu.

Eu não sei se eu estava bêbada demais para pensar sobre o que eu estava fazendo, ou se era eu quem não queria pensar em nada, talvez apenas aproveitar o momento cujo eu sei que irei me arrepender pela manhã.

Eu também não sei se senti algo, nem sei se deveria sentir. Mas os lábios dela me envolveram tão bem como se fosse impossível pensar em sentir qualquer outra coisa além do que desejar mais disso... Mais de seus lábios nos meus, mais de sua língua... mais desse momento.

Eu nunca havia tido um beijo tão bom e tão gostoso quanto esse!

Minha respiração estava se acelerando, os movimentos estavam se acelerando.

Levei uma de minhas mãos para sua cintura e a outra para seu rosto. Jennie por outro lado apertava minha cintura com a mão direta e com mão esquerda firmava minha nuca para provavelmente eu não me afastar dali.

Cada movimento só me fazia ter mais vontade de ter mais contato. Jennie aprofundou o beijo ainda mais, fazendo-o ato se tornar ainda mais quente e sensual.

Arfei entre o beijo ao senti-la me empurrar contra a parede. Mas não finalizamos, muito pelo contrário: chupei seus lábios deliciosamente, a fazendo sorrir contra os meus.

Cedi espaço, dando abertura para sua lingua entrar e explorar cada centímetro de minha boca. Sinto suas mãos descerem lentamente até minha coxa, e passear delicadamente até a mesma me fazendo estremecer.

E foi nesse momento que eu percebi e me dei conta de que eu estava beijando a vizinha que eu tanto detestava. Foi ai que eu finalmente pensei, foi ai que eu realmente senti algo: constrangimento.

Foi ai que minha consciência me dispertou.

Rapidamente me separei dos deliciosos lábios de Kim Jennie, que me olhou confusa com meu ato repentino.

ㅡ O que foi?ㅡ Ouço a morena (agora mais alta) perguntar.

Pisquei meus olhos algumas vezes e me afastei, raciocinando sobre o que havia acabado de acontecer...

ㅡ Preciso ir...ㅡ foi a única coisa que consegui fórmular, logo após essa minha frase, sai apressada de volta para minha mesa.

ㅡ Jisoo espera....

Eu realmente havia beijado ela?

Passo a mão pelo meu rosto e caminho até Solar que assim que me vê se levanta.

ㅡ Onde você estava hein?

ㅡ Desculpa, o banheiro estava cheio..ㅡ Solar me olha com o cenho franzido.

ㅡ Porque sua boca esta toda borrada de batom...?ㅡ Ela me encara e em seguida olha pra algo atrás de mim... ou melhor: alguém.

Jennie não estava muito longe mas dava pra ver muito bem seu batom todo borrado. O olhar de Solar volta para mim e um sorriso sarcástico se forma em seus lábios.

ㅡ Sua puta...

Dito isso ela sai andando pra fora do restaurante.

ㅡ Solar espera!!!.ㅡ Suspiro e olho pra Jennie que sorri ladino.

ㅡ Eu bem que tentei te avisar mas você praticamente fugiu de mim. ㅡ A mesma diz assim que se aproxima de mim, reviro os olhos e saio andando atrás de Solar.

Que porra....

Continua....



Notas Finais


Não sei se estava muito cedo para acontecer, mas se estiver muito rápido esse desenvolvimento, comentem que eu desacelero kkkkk ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...