História My Mistake - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bissexualidade, Bts, Colegial, Comedia, Homossexualidade, Incesto, Jikook, Jimin, Jungkook, Lemon, Meu Erro, My Mistake, Namjin, Romance, Sexo, Vhope
Visualizações 19
Palavras 1.655
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oin zenti,estou aqui de volta graças a deus heuheuehue.
Enton,eu estou tentando ao máximo fazer cap cumprido,porém estou muito acabada por causa do final de semana que eu tive.
BORA LÁ CARAI

Capítulo 2 - 2.O que eu fiz?


Fanfic / Fanfiction My Mistake - Capítulo 2 - 2.O que eu fiz?

 2.O que eu fiz?

Jeon Jungkook P.O.V 

Eu e Jimin nos olhamos como se estivéssemos vendo algo pela última vez na vida.É isso que vai acontecer,vamos morrer se não dermos um jeito agora.

Jimin rapidamente se levantou e correu para o banheiro,ouço o som da água e noto que ele está somente lavando as mãos,aproveito que a porta está aberta e entro no cômodo fixo ao quarto.Park me olha e suspira como se estivesse se arrependido de algo,então saiu e fechou a porta me deixando sozinho.

—Preciso de um banho...-Falo baixo para mim mesmo.

Começo a me despir o mais rápido possível,ligo o chuveiro e espero alguns segundos para a água esquentar do jeito que gosto,em seguida fico abaixo do mesmo deixando a água quente fazer contato com minha pele  sensível.

 Minha consciência pesa,como se fosse horrível o que acabei de deixar acontecer,na verdade foi mais que horrível,é um erro.Sou um idiota,estúpido,aquele é meu irmão e eu cedi aos seus toques absurdamente gostosos,como se eu fosse uma puta qualquer eu cedi a ele,agora ele deve estar igual a mim,se sentindo culpado pelo o que fez.Preciso concertar isso urgente.

Não sou gay,juro que gosto de garotas,isso foi só...aish!Esquece eu apenas deixei levar e acabou acontecendo isso.Eu não sou preconceituoso,só não sou gay e não gosto quando me chamam de tal coisa,simples.

O Park mudou muito ultimamente,gosta até de garotos agora pelo o que percebi,sem contar que as roupas dele estão mais ousadas ou ele quis me provocar,mas isso não vem ao caso agora.

 Depois de tomar um banho demorado pensando na merda que acabei de fazer saio do banheiro –com uma toalha enrolada em minha cintura magra ao ponto de ser igual à  cintura de uma mulher– e caminho até o guarda roupa,pego algumas roupas confortáveis como uma calça moletom,uma blusa branca sem estampa e larga.Minhas coisas haviam sido mandadas mais cedo,um dia antes de eu chegar aqui no inferno.

Jimin já não estava mais no quarto espaçoso e enorme,ele parece não querer me ver mais e eu o mesmo em relação a ele,acho que vamos demorar muito para conversar novamente.

Desso para a sala e o vejo lá com sua mãe no sofá,ele me olha por segundos e cora desviando o olhar,isso me deixar surpreso mas não posso negar que também estou envergonhado,então acabo fazendo o mesmo que o grandão.

—Jungkook vai lavar a louça para mim agora-Minha mãe fala para mim.

—Mas eu-Fui cortado pela velha sentada no sofá a minha frente.

—Cala a boca e vai logo moleque retardado.

Acabo concordando com a cabeça enquanto caminho até a cozinha em silêncio.Já me arrependo por ter  ido na sala,deveria ter dado as costas e ir para outro lugar como  dar uma volta na cidade para ver onde fica o colégio que vou frequentar novamente,aquele cujo sofri  bullying.

Começo a arrumar a pia para começar a lavar a louça,porém sinto uma mão em meu ombro,me viro  e fico de cara com Jimin que se afasta rapidamente  e me encara um pouco sério.

—Precisamos conversar.

—Não brinca-Falo ironicamente.

—O que fizemos ali não significa nada,eu apenas queria mostrar pra você se realmente você é gay,achei que estava confuso.

—Por causa da minha aparência?-Falo próximo a ele.

—Não quis dizer isso,eu só-Cortei ele rapidamente.

—Não quero ajuda,não preciso dela e muito menos a quem vem de você,se eu quisesse descobrir algo eu me virava.

Dou de costas e começo a lavar a louça,lavo copos,pratos e talheres,depois guardo tudo após secar.

  Saio da Cozinha e olho para a janela no final   do corredor escuro,está de noite e acho melhor eu ir dormir para amanhã acordar cedo.

                         •••

Manhã 06:00

Acordo com a claridade do Sol batendo fortemente  em meu rosto,esfrego meus olhos e me sento na cama enquanto observo onde estou,no começo fico um pouco confuso mas em questão de segundos noto que estou na casa de minha mãe dormindo em meu quarto,em seguida me levanto e caminho até o banheiro que por sinal estava vazio,somente com móveis um pouco antigo porém bem cuidados,sem nenhum pingo de falha.

Depois de tomar um banho e colocar uma calça jeans preta e uma blusa preta,saio de casa com minhas coisas sem comer absolutamente nada,nem notei se Park ainda estava lá junto com minha mãe.

Faz muito tempo mas ainda lembro onde fica o colégio,fica a 15 minutos de minha casa,isso me deixa chateado já que ainda não tenho transporte.

Chegando no colégio avisto algumas pessoas desconhecidas e outras com alguns traços conhecidos por mim,isso é algo que eu não queria notar.Continuo a caminhar até meu armário e percebo que tem pessoas me olhando e até mesmo se aproximando devagar,ignoro e deixo alguns livros que não vou usar até o intervalo no armário,em seguida o fecho,quando me viro avisto um garoto me olhando com um sorriso brincalhão.

—Olha quem voltou-Ele fala olhando seus amigos que também caminham até mim-Antes ele era a baleia,agora parece mais uma princesinha magrela,não é mesmo garotos?

—Isso mesmo Lerry!-O garoto fala rindo-E o que iremos fazer com ele?

—Estou pensando em dar uma surra nele,o que acham?

—Boa ideia,agora ou depois?-Seu amigo novamente abriu a boca.

—Fora da escola,na saída.

Naquele momento,quando olhei no fundo de seus olhos eu o reconheci,não lembrava de seu nome mas de seu olhar,vazio e escuro,Lerry sempre me  batia.

—Não,vocês não vão tocar em mim novamente!-Falo com raiva,empurro o garoto desesperado e ele se afasta rindo.

—A princesa é valente pessoal,parece que devemos mostrar para ele o que acontece com valentão fracote- Ironicamente ele fala.

Lerry me prensa no armário,ele esmurra minha barriga fortemente,fazendo sair sangue pela minha boca por eu ser fraco e magro,o que me faz cair no chão com os olhos lacrimejando.Ao abrir os olhos vejo Jimin na entrada do colégio me olhando,ele olha para Lerry que o chama e abraça o mesmo de lado,apontando para mim falando como sou um idiota.

—Seu irmão é um merda,como consegue viver sabendo que tem alguém tão inútil assim na sua família?

—Você tem razão,ele é uma vergonha pra família,não vale nada,vamos ir embora-Ouço Jimin,suas palavras foram como um chute no estômago,na verdade pior do que isso.

Ver ele sair como se nada tivesse acontecido doeu fundo em mim,meus olhos já estavam se fechando quando senti uma mão me ajudar a levantar,com  outras.

—Você está bem?Parece estar fraco,alguém te bateu?-Um garoto dos cavelos avermelhados e uma pele morena fala enquanto me leva para um lugar que não conheço.

—Ele está fraco mesmo,você comeu hoje de manhã?-Um pálido de cabelo azulado fala logo em seguida.

—Vamos levar ele para a enfermaria.

Quando chegamos na enfermaria,a moça avisou que ficará um hematoma bem feio,que eu deveria passar uma pomada para ficar melhor mais rápido.

Me levanto da maca e olho para os garotos que estavam sentados conversando no banco encostado na parede.

—Obrigado- Agradeço.

—Não foi nada,agora vamos comer algo-O de cabelo avermelhado falou- Me chamo Taehyung,esse do meu lado é Yoongi.

—Oi tudo bom?-O pálido me olha de cima abaixo e coça o nariz-Você é muito magro,qual foi a última vez que comeu?

—Cala a boca caralho,coitado do menino seu jumento-Taehyung fala novamente.

—Está tudo bem,eu fico feliz por me achar magro-Levo a minha mão até a nuca,coçando o local-Me chamo Jungkook.

—Certo,agora vamos comer.

Eu e Taehyung juntamente com o Yoongi caminhamos até o refeitório e comemos algo leve,o sinal demorou um pouco para tocar já que a primeira aula havia começado quando eu estava na enfermaria e não podíamos mais entrar na sala.Descobri que Taehyung é conhecido como Tae e Yoongi como Suga,também que eles tem ótimos amigos que adorariam me conhecer,porém acabaram faltando hoje,ficamos bem próximos em pouquíssimo tempo,digamos que são meus primeiros amigos.

Entro na sala e começo a arrumar meu material em uma carteira qualquer no fundo,Tae sentou na carteira na minha frente e Suga do meu lado.Passou horas e  os professores chamaram minha atenção diversas vezes por eu conversar muito com Tae que sempre virava para falar algo que acabou de notar,era muito engraçado.

Conversei com os meninos sobre o que iria acontecer e eles falaram que conhecem um jeito de sair escondido do colégio,que usavam para matar aula sempre que podiam.

—Cara você vai amar nosso esconderijo,ninguém sabe onde fica e muitas vezes fazemos várias merdas lá enquanto as aulas passam-Suga fala sorrindo.

—Verdade,esse branquelo vive implorando para Jin deixar a gente matar aula e ir lá.

—Cala boca saco de bosta,você que gosta de ir lá,fala que estudar é uma bosta.

—Entendi,acho que vou gostar sim-  Solto um riso ao ver os dois discutindo igual crianças birrentas.

Passamos pelo gramado que fica atrás do colégio,tinha uma pequena casinha e entrando lá havia ferramentas do zelador,tiraram um azulejo que estava tampando uma passagem que leva ao estacionamento dos professores,assim veio em mente que vamos pular o muro e assim sair por trás e não pela entrada da frente.

—O quarto do zelador é ótimo para matar aula,ele nunca vem aqui porquê não temos problemas que precisam dessas ferramentas,encontramos esse buraco que deve ter sido uma falha e tentamos esconder ele para ninguém concertar,ainda estamos achando um jeito de arrumar essa porra pra ninguém ver-Tae falou normalmente,eles conseguem ser burros e espertos ao mesmo tempo e isso é inacreditável.

—Sério isso?Acho que todo mundo já conhece esse lugar.

—Ninguém liga pra esse lugar,é algo inútil para eles.

Fizemos aquele processo que imaginei e saímos correndo para longe,depois paramos em um restaurante,Yoongi teve que ir embora e sobrou eu e Tae.

—Você me parece ter um passado diferente de várias pessoas ou estou ficando louco-Tae fala sorridente.

—Eu tive realmente um passado difícil...

—Posso saber como? 

Expliquei para ele tudo,o mesmo ficou espantado e por isso compreendeu o porquê de eu ser tão magro e frágil,ele também Falou que as pessoas são cegas e que sou uma pessoa muito legal e bonita,isso me deixou com vergonha mas com mais horas conversando sobre coisas aleatórias seus elogios se tornaram algo normal para mim,as vezes ele flertava e outras ficava próximo de mais,parecia que queria coisas a mais muito rápido.

—Eu tenho que ir Taehyung,tchau.

—Bye Kookie-ah,até amanhã-Falou me abraçando.

Me despedi dele e fui embora para minha casa.Não quero olhar para Jimin sabendo  do que ele disse mas sou obrigado a fazer isso,infelizmente.

Agora tenho amigos que nunca tive,vou fazer de tudo para não perdê-los.


Notas Finais


Eae galerenha?
Se vocês gostaram não esqueçam de favoritar,se puder comentar também.

Bezos,até o próximo cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...