1. Spirit Fanfics >
  2. My mister (Bakugo) >
  3. Bakugou...

História My mister (Bakugo) - Capítulo 18


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura 🍒🍒💖💖

Eu demorei um pouco/muito para escrever, pois estava maratonando Noragami, Fruits basket e Attack on titan... mt foda!

Capítulo 18 - Bakugou...


Fanfic / Fanfiction My mister (Bakugo) - Capítulo 18 - Bakugou...

Mei on

- Desculpe por atrapalhar, mais você ainda não pode ir. - Falou o portal ao lado do cara da mão.

" teletransporte? Eu não tenho tempo pra pensar nisso. São 6 vs 1, eu tô em uma balta desvantagem, e ainda tenho que me lembrar daquele maldito portal!"

Eu não tenho chances contra eles, mais eu só quero garantir tempo até que os reforços cheguem.

- Você realmente está me irritando, Yoshida Mei. - Falou o cara da mão, com certeza Shigaraki Tomura.- Isso está me incomodando muito, sabia?! Eu acho que eu deveria apenas matar logo você!- O mesmo falou correndo em minha direção.

Rápido, ativei minha individualidade de fogo, fazendo-o esquivar para o lado, mais Tomura não parou mesmo assim.

"Minhas chamas mudaram de cor, desde a luta com o clone de Dabi, ela costumavam ser laranjas, mais mudou para roxo, eu acho que eu usei muito dela."

Acabei me perdendo em meus pensamentos, que nem vi Tomura em meu lado. 

- O que- Minha roupa do braço estava se desintegrando, e começou a desintegrar minha pele deixando apenas minha carne exposta, logo novamente ativei minha individualidade, fazendo ele dá um pulo para trás. 

- Fogo, então é essa a suasua individualidade, que legal! - Tomura falava com uma voz macabra.

- Seu filha da puta. - Sussurrei.

- Sabe, eu me lembro de um homem com a individualidade de fogo... Lembrei! Yoshida Ibara, aquele desgraçado foi inventar de desafiar nós e agora está morto! Isso não é incrível?! - Tomura tocou em meu ponto fraco.

- Você não deveria ter falado isso... - Estava fora de mim novamente. Eu estava tentando engolir aquela raiva e desejo de vingança, mais não deu certo. - Você não sabe o quanto eu sofri depois da morte deles, você não sabe! - Não pude conter as lágrimas que saiam dos meus olhos.

- Criança estúpida, se você tiver sentindo tanta falta, você pode se juntar a eles agora mesmo!- Falou o mesmo vindo em minha direção.

Eu não tinha como reagir, eu esta fraca, meu braço estava sangrando, eu estou pretes a desmaiar...meus olhos estão fechando. Sem perceber, ouço um explosão.

- Shine! - Aquela voz, aquele xingamento, Ba...Bakugou?!

- Bakugo- Dormi.

~~~~ ~~~~

Hum...onde eu tô? Céu?

- Mei!!!- Uma voz rouca gritava em meu lado.

- Kami-sama é você? Eu estou no céu? 

- Para de palhaçada, aqui é o Bakugou, você tá bem? Ainda sente dor em algum lugar? - Seu tom de voz diminuiu, se tornando calmo e aconchegante.

- É pior do que eu pensava... Deus me leve logo! Rápido! - Tentei dar um pequeno pulo, mais tudo em mim estava doendo. - Tá doendo tudo!

- Então para de se mexer, sua idiota! Seu braço tá muito machucado, então vai com calma! - Bakugou me deu um sermão.

- Tá mais para de gritar, minha cabeça tá explodindo. O que aconteceu?

- Aqueles desgraçados fugiram! - O cara que a um segundo estava com uma expressão calma, se transformou em um diabo.

- Calma, calma, meus ouvidos não merecem ficar ouvindo isso.

- Eu não consegui acabar com aquele desgraçado das mãos..- Bakugou estava triste.

- Você trabalhou duro meu amigo. 

~~~~~~~

O tempo passou lentamente, Bakugou estava realmente cuidando de mim, Todoroki veio aqui se desculpar sobre aquele dia, e Yumi veio aqui e ficou comigo até eu consegui dormir.

As pessoa que estavam comigo como reféns estão sendo tratadas como eu, e eu soube que as com feridas maiores, ainda estão inconscientes. 

- Bakugou.

- O que é? - Falou Bakugou mexendo em seu celular.

- Por quanto tempo eu dormi?

- Não sei, acho que uns 3 dias.

- O que?!




Notas Finais


Espero que tenham gostado desse capítulo bjs!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...