História My mistery. - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Emma Swan, Regina Mills (Rainha Malvada)
Tags Swan Queen
Visualizações 114
Palavras 1.260
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 18 - She's really my.


Fanfic / Fanfiction My mistery. - Capítulo 18 - She's really my.

Migramos para a festa, depois da cerimônia, eu não conhecia nada por lá, mas não foi um problema pois Henry agarrou forte em minha mão e me levou para sentar ao seu lado. As pessoas começaram a entrar no local, estavam muitos dançando e outros já começando a encher a cara, quando Ruby se aproximou de minha mesa agarrada ao braço de Regina e eu estava completamente perdida, me levantei e dei um abraço apertado em Ruby, estava muito feliz por ela.

–Não faz isso Amiga, vou acabar chorando.– ela debochou de si mesma, me apertando no abraço. 
–Você é uma noiva linda, Killian tem muita sorte.– sorri ao me afastar e ela sorriu também. 
–Obrigada e eu fiquei muito feliz de saber que você veio, já que não apareceu na minha despedida né?– disse manhosa e apertou forte minha mão. 
–Me desculpe por isso, mas sua cerimônia eu não iria perder por nada.– ela deu um beijo em minha bochecha com dificuldade quando começaram a puxar ela para os cantos. 
–Eu preciso ir.– ela tentou se despedir e eu apenas ri me virando para sentar.

Regina estava sentada ao meu lado com Henry deitado em seu ombro a dormir e eu não evitei sorrir, era linda a cena.

–Obrigada por cuidar dele por mim.– ela sussurrou me olhando. 
–Não tem que agradecer, sabe disso.– segurei em uma de suas mãos acariciando-a quando me sentei.
Regina por fim se encurvou e beijou meus lábios, lentamente. 
–E aquilo de manter em segredo?– a olhei confusa. 
–Eu nunca determinei isso, não quero esconder de mais ninguém Emma, que estou completamente apaixonada por você.– ela sorriu a me olhar e seus olhos lacrimejavam. 
–Não precisamos esconder nada de ninguém, eu amo muito você.— beijei seus lábios novamente, era imenso o conforto que ela me dava. 
–Então, Emma é sua namorada agora momma?– Henry disse sonolento e levantou a cabeça para nos olhar. 
–Bom..Garoto.. Assim..– Gaguejei ao olhar para Regina e ela sorriu.
–Sim meu amor, Emma é a futura namorada da momma agora.– ela disse tranquilamente e eu estava confusa. 
–Eba! Então ela vai morar com a gente?– Ele disse pulando do colo de Regina para o meu a me abraçar. 
–Eita, calma aí.– gargalhei e eles também.

Me aproximei de Regina com Henry no colo e ele nos abraçando, quando depositei um beijo no ombro dela e ela fechou os olhos sorrindo, por um instante pude notar como ninguém nunca tinha me feito tão feliz assim antes, quando eu achei que ninguém seria capaz de me deixar tão alegre quanto Regina me deixa, Henry decidiu ficar para me mostrar como estava enganada. Conhecer esses dois foi sem dúvidas a melhor coisa que o destino preparou para mim e se eu pudesse 'agradecer pessoalmente', eu faria.

–Posso interromper?– escutei a voz e me virei lentamente para ver a ruiva extremamente elegante, parada em nossa frente. 
–Não.– falei e Regina falou por cima. 
–Sim, Emma!– revirei os olhos. 
–Está tudo bem Regina, eu a entendo.– Disse em um tom quase inaudível. –Enfim, eu só queria lhe pedir desculpas Regina e mais ainda a você Emma e apresentar a vocês Belle.– Ela disse puxando a mulher que estava praticamente atrás dela, as mãos juntas e os dedos entrelaçados só confirmava que elas estavam juntas como um casal.
–Olá.– Sussurrou educadamente e sorrimos como resposta. 
–Não estarei mais no caminho de vocês, me desculpem.– ela ia dar as costas para sair quando segurei forte em seu braço a fazendo parar e me levanto.
–Sei como sua amizade é importante na vida de Regina, então não quero que vá, Belle parece ser uma pessoa legal, só peço que a respeite, me respeite e principalmente, se respeite.– sussurrei contra seu ouvido e voltei a me sentar sem olha-la e ela sem se virar, pude notar que sorriu e saiu. 
–Algum problema, meu bem?– Regina disse confusa com a cena. 
–Não, está tudo bem.– sorri e lhe roubei um beijo rápido, apontando para que ela olhasse Henry se entreter com os guardanapos e riu disfarçadamente.

Sabia que no fundo Zelena ainda era uma ameaça para mim, mas eu estava disposta a esquecer, queria mostrar para Regina o quanto a amava através da minha confiança nela, que não era pouca. Depositei todas minhas fichas em Belle, era uma moça bonita alta de cabelos castanhos e enrolados, tem um sotaque bonito e no fim parecia ser uma boa pessoa, espero que ela não me decepcione e faça Zelena ser apenas dela, engoli meu orgulho que ainda descia seco em minha garganta e fiz o que tinha que ser feito, torcendo para ter sido uma boa escolha.

            Saindo de lá, Regina insistiu para que não a deixasse naquela noite e sem saber como dizer não, concordei. No fim fomos direto para sua casa e assim que chegamos, completamente elétrico Henry correu para frente da televisão, não sabia aonde cabia tanta disposição depois de uma longa festa, sem contar que já estava bem tarde.

– Primeiro alguém tem que subir, colocar um pijama e escovar os dentes, não é mesmo?– Disse Regina que sempre se preocupava em manter as regras rígidas em cima do filho para educa-lo, quando podia. Tirava os saltos dos pés, distraída enquanto Henry parado em nossa frente me olhava sério. 
–O quê?– disse olhando para ele confusa e Regina nos olhou também. 
–Estou falando de você rapazinho, não da Emma.– ela disse ao menor.
–Ah sim.– ele falou pouco antes de correr para o andar de cima, enquanto Regina gargalhava da confusão que o filho fazera.
–Estou indo momma, me desculpe.– baixei a cabeça irônica e caminhei 'decepcionada' e ela ainda rindo, me puxou.
Abracei forte sua cintura e ela repousou os braços em meus ombros me olhando, era tão linda. 
Aproximou seus lábios dos meus em um beijo necessitado, confesso que estava com saudades daqueles lábios depois de um dia inteiro sem toca-los, interrompeu o mesmo e me abraçou forte, escondendo seu rosto em meu pescoço. 
–Obrigada, por acreditar em mim e por estar ao meu lado.– sussurrou abafado pelo abraço. 
–Eu sempre vou estar, meu amor.– sorri e a apertei. 
–Mas me diz, tudo bem para você assumir ao garoto que estamos juntas? E se Robin tentar levá-lo de você novamente? Regina eu não quero ser motivo de..– ela me interrompeu, colocando seu indicador em meus lábios para me calar. 
–Eu não escondo nada do meu filho, ele é a pessoa em que eu confio mais que tudo na minha vida, mesmo tendo nada de tamanho.– ela riu, me olhando. – E Robin, bom, ele sabe que não pode fazer nada para mudar quem eu sou, fico feliz que ele tenha se arrependido de sua ideia em relação a essa guarda.– podia ver em seus olhos como estava em paz.
–Então, podemos mesmo iniciar algo juntas?– não contive em demonstrar como isso me alegrava. 
–Sim, podemos sim.– ela me beijou por um instante, até eu me afastar pressionando minhas mãos em sua cintura. 
–Então eu preciso ir.– disse dando alguns passos para trás. 
–Como assim, Emma?– ela estava confusa. 
–Não vou dormir na sua casa antes de termos o nosso primeiro encontro de verdade, como namoradas.– 
–Mas..– a interrompi. 
–Longe de mim com esse decote, esse decote maravilhoso, Satãn.– debochei indo até a porta e ela gargalhou. 
–E Henry?– ela disse entre as risadas. 
–Diga que tenho alguém para salvar, para ele guardar esse segredo.– pisquei e sai, deixando Regina para trás completamente confusa porém ainda sorrindo.

Ela finalmente seria apenas minha e eu não podia estar mais feliz.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...